ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Famílias celebram Dia Internacional da Síndrome de Down em Brumado

Guanambi: PM prende suspeita de tráfico de drogas é presa com 295 pedras de crack

Cabeceira de ponte começa a desabar na BA-148 entre Brumado à Livramento de Nossa Senhora

Brumado: Idoso recém operado do coração morre dentro de ônibus na Av. Centenário

Brumado: Polícia recupera bens furtados em galpão; três suspeitos foram ouvidos e liberados

Clínica Master: Ginecologia e Obstetrícia

Chuva causa alagamentos em diversos pontos de Brumado; veja fotos

Ex-presidente Michel Temer é preso pela Lava Jato no Rio de Janeiro

Apresentadora Xuxa solta o verbo e diz, 'Estou velha, pele enrugada e não faço plástica', sobre cobranças pelo corpo

Brumadinho: Total de mortes confirmadas sobe para 209

Caetité: Cidade receberá em maio a 'Corrida do Trabalhador'

Brumado: Dois indivíduos tombaram em troca de tiros com o PETO no bairro Irmã Dulce

Bloqueio de celulares irregulares começa no dia 24 de março nas regiões Norte, Nordeste e Sudeste

Enfim ela chegou: Começa a chover forte em Brumado e na Região Sudoeste

Clínica Master: Atendimento em Psiquiatria

Brumado: Morte do garoto Vitor Maciel completa 30 dias; polícia aguarda laudo médico para encerrar investigações

Brumado: Faculdade Pitágoras oferece palestra gratuita no mês da mulher

Brumado: Alunos da zona rural ficam sem ir à escola por causa das estradas ruins na região de Baraúnas e Casa Nova

Brumado: Polícia apreende suspeito de assalto no bairro São Jorge; indivíduo estava com uma porção de maconha em sacola

Justiça determina que restaurante devolva a cliente R$ 1,50 por caruru e R$ 0,56 por pimenta após cobrança indevida


MP-BA quer que governo atue para garantir liberdade ideológica em escolas e universidades

(Foto: Divulgação)

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) recomendou que o Governo da Bahia, através da Secretaria de Educação, trabalhe para coibir intimidações e ameças a professores e alunos motivadas por divergências políticas/ideológicas.  De acordo com o documento, assinado pelo procurador regional dos Direitos do Cidadão, Gabriel Pimenta Aves, e pela promotora de Justiça Márcia Regina Ribeiro Teixeira, a manifestação foi motivada por notícias da imprensa.  A primeira delas publicada no Bahia Notícias. A matéria traz a deputada federal eleita Dayane Pimentel (PSL) dizendo que "Bolsonaro vai ser o grande fiscalizados cuidando da agenda cultural e intelectual. Essa apologia à ideologia de gênero e doutrinação escolar por meio dos direito humanos terá fiscalização".  A ação cita ainda uma suposta ameaça da estupro ocorrida na Universidade Federal da Bahia.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário