ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Após pacientes testarem positivo para a Covid-19, nefrologista destaca protocolos no Instituto de Nefrologia

SEST SENAT vai realizar testes rápidos de covid-19 em 30 mil trabalhadores do transporte

Bate-papo sobre coronavírus domina conversas em apps de relacionamento

Bahia chega a 290 cidades sem transporte intermunicipal suspenso devido à Covid-19

Possível retorno às aulas na rede estadual de ensino em 22 de junho é falso; decisão ainda não foi tomada

Bahia: Governador fala sobre possível subnotificação nos casos de Covid-19: 'Números reais provavelmente são maiores'

Bahia: Procura por seguro-desemprego aumenta 113%

Brumado: Pedido de flexibilização dos serviços não essenciais da DPE é negado pela Justiça

Sobe para 16 o número de pacientes curados da Covid-19 em Brumado

Fabrício Abrantes, Move Mulher e bancada do DEM querem ampliar licença maternidade de servidoras para 180 dias

Barreira sanitária continua: Mais dois veículos foram retidos pelo transporte irregular de passageiros

11 bens minerais extraídos na Bahia coloca o estado na liderança nacional

Caetité: Em teste rápido, funcionários da INB testem positivo para a Covid-19

Brumado: Caminhoneiro com sintomas de Covid-19 passa mal na BR-030 e é socorrido pelo SAMU

Mais um ônibus é retido com 25 passageiros em Brumado

Número de mortos pelo coronavírus foi maior do que o esperado para 63% dos baianos

Brumado: Servidores públicos que pertencem ao grupo de risco serão afastados durante a pandemia

34ª CIPM: 31 policiais testam negativo para o coronavírus após colega contrair o vírus

Veja o número de casos e mortes por coronavírus no Brasil e na Bahia

Macaúbas: Paciente com Covid-19 morre após traumatismo craniano


Eleições 2018: Após auditoria Justiça Eleitoral descarta fraude em urnas eletrônicas

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

As auditorias de urnas eletrônicas realizadas em cinco estados na semana passada, depois de queixas de eleitores, concluíram que não havia indícios de fraude na votação realizada no primeiro turno. Em relatórios, a Justiça Eleitoral afirmou que as urnas estavam "em perfeitas condições de uso e funcionamento", e que "não houve nenhum indício de fraude ou defeitos". Elas atenderam a pedidos de eleitores e do PSL, partido do presidenciável Jair Bolsonaro, que se queixaram de que a foto do candidato não aparecia na urna, ou que a votação fora encerrada sem que fosse pressionada a tecla "confirma". No total, foram auditadas 21 urnas, em procedimentos acompanhados pelo MPE (Ministério Público Eleitoral), OAB, partidos políticos e peritos da Polícia Federal e do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), abertos ao público. Os auditores verificaram os lacres das urnas, a integridade dos softwares e sistemas usados nos equipamentos, e, em alguns casos, repetiram a votação feita no dia do primeiro turno, para fazer a conferência dos votos registrados. A despeito dos relatórios finais, que foram categóricos em descartar fraudes, os peritos que acompanharam os testes ainda preparam laudos de auditoria, que não ficaram prontos. No Paraná, onde foi realizada a maior auditoria, com a presença de técnicos do TSE, o perito indicado pelo PSL iria apresentar o documento nesta semana. Uma sessão pública será agendada para a apreciação dos laudos.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário