ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

CREA realiza reunião regional em Brumado nesta segunda-feira (15)

Brumado goleia Uruçuca por 3X0 e dá passo importante para a classificação na próxima fase do Intermunicipal 2018

Semana começa com céu nublado em Brumado, temperaturas em queda e previsão de chuvas

Brumado: 21ª Edição do 'Sudoeste Criança' é realizado na Praça da Prefeitura; o domingo foi de lazer

Feira de Santana: Homem joga filho com pés e mãos amarradas em açude

Parceria entre Sebrae, RHI Magnesita e InterCement fomentará a valorização da prestação de serviços a nível local

Brumado: Homem tem carro roubado no bairro São Felix

Promoção ligou Locar Rápido, ganhou!

Querendo convencer os eleitores da Bahia, Bolsonaro promete conclusão das obras da Fiol

'O youtuber errado para seu filho pode gerar fobias', alerta psicóloga

Homenagem ao Dia do Professor

Eleitores podem emitir certidão de quitação eleitoral no site do TSE a partir de hoje (15)

'Brasil tem que abraçar todas as religiões', diz Haddad ao criticar Bolsonaro

Apostador sortudo ganha sozinho prêmio de R$ 27 milhões da Mega-Sena

A sua noite de domingo fica mais saborosa com as pizzas do Rey do Dellivery

Aracatu: veículo roubado em São Paulo é recuperado pela Polícia

Conquista: pequena plantação de maconha é encontrada pela polícia; jovens acabaram sendo detidos

Com dois de Vinícius, Bahia supera a retranca do Paraná e vence após cinco jogos

Vitória enfrenta a Chapecoense em 'jogo do ano' para o Leão

Menino de 4 anos morre afogado em piscina de hotel em Rio de Contas; o corpo foi trazido para o IML de Brumado


Prefeituras de Andaraí, Cachoeira, Jitaúna e Ubaitaba tem contas desaprovadas pelo TCE; ex-gestores terão que devolver R$ R$ 174 mil

Foto: Divulgação

A Segunda Câmara do Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE/BA) desaprovou, em sessão ordinária desta quarta-feira (10), as prestações de contas de quatro convênios firmados por prefeituras municipais com órgãos da administração estadual, imputando, ainda, débitos no valor total de R$ 174.176,74 a quatro dos cinco gestores responsáveis pela execução dos objetos conveniados. O maior valor imputado teve como responsável o ex-prefeito de Jitaúna, Adeilson Santos Barros, que será obrigado a devolver aos cofres públicos R$ 134.290,00, após atualização monetária e aplicação de juros de mora, em razão das irregularidades constatadas na execução do convênio 033/2004, firmado com a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) para reforma e adequação de uma unidade de saúde. Também foi desaprovada a prestação de contas do convênio 057/2005, firmado pela Secretaria do Trabalho, Assistência Social e Esporte (Setras) com a Prefeitura de Andaraí, com a imputação de débito de R$ 3.424,00 ao ex-prefeito Renato Costa e Silva e à Prefeitura Municipal (de forma solidária). Também devido às graves irregularidades, foi desaprovada a prestação de contas do convênio 190/2003, firmado pela Prefeitura de Cachoeira também com a Sesab, ficando o ex-prefeito Raimundo Bastos Leite obrigado a devolver aos cofres públicos a quantia de R$ 24.495,00. Por fim, os conselheiros integrantes da Segunda Câmara decidiram pela desaprovação da prestação de contas do convênio 172/2008, firmado pela Prefeitura de Ubaitaba com a Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes). A desaprovação foi referente ao período de gestão do ex-prefeito Alexandre Negri de Almeida, que também foi condenado a devolver R$ 11.971,74 aos cofres públicos, sempre com a devida atualização monetária e aplicação de juros de mora.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário