ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Famílias celebram Dia Internacional da Síndrome de Down em Brumado

Guanambi: PM prende suspeita de tráfico de drogas é presa com 295 pedras de crack

Cabeceira de ponte começa a desabar na BA-148 entre Brumado à Livramento de Nossa Senhora

Brumado: Idoso recém operado do coração morre dentro de ônibus na Av. Centenário

Brumado: Polícia recupera bens furtados em galpão; três suspeitos foram ouvidos e liberados

Clínica Master: Ginecologia e Obstetrícia

Chuva causa alagamentos em diversos pontos de Brumado; veja fotos

Ex-presidente Michel Temer é preso pela Lava Jato no Rio de Janeiro

Apresentadora Xuxa solta o verbo e diz, 'Estou velha, pele enrugada e não faço plástica', sobre cobranças pelo corpo

Brumadinho: Total de mortes confirmadas sobe para 209

Caetité: Cidade receberá em maio a 'Corrida do Trabalhador'

Brumado: Dois indivíduos tombaram em troca de tiros com o PETO no bairro Irmã Dulce

Bloqueio de celulares irregulares começa no dia 24 de março nas regiões Norte, Nordeste e Sudeste

Enfim ela chegou: Começa a chover forte em Brumado e na Região Sudoeste

Clínica Master: Atendimento em Psiquiatria

Brumado: Morte do garoto Vitor Maciel completa 30 dias; polícia aguarda laudo médico para encerrar investigações

Brumado: Faculdade Pitágoras oferece palestra gratuita no mês da mulher

Brumado: Alunos da zona rural ficam sem ir à escola por causa das estradas ruins na região de Baraúnas e Casa Nova

Brumado: Polícia apreende suspeito de assalto no bairro São Jorge; indivíduo estava com uma porção de maconha em sacola

Justiça determina que restaurante devolva a cliente R$ 1,50 por caruru e R$ 0,56 por pimenta após cobrança indevida


Brumado: Atos de vandalismo causam prejuízos aos cofres do município

Kits de lixeiras seletivas com estas custa em média R$ 300 (Foto: Luciano Santos l 97NEWS)

O preço dos atos de vandalismo custa caro para a Prefeitura de Brumado. Todo mês, os cofres do município sofrem uma baixa devido ao valor gasto com o reparo, a manutenção e a substituição de bens públicos depredados, danificados, destruídos e até furtados em ações criminosas -- um recurso que poderia ser aplicado para aperfeiçoar ou oferecer novos serviços à população. No caso da Limpeza Urbana, os atos surpreendem. Não ha um levantamento do órgão sobre vandalismo em artefatos relacionados à limpeza urbana, em Brumado, mas são depredadas mensalmente, várias lixeiras instaladas por toda a cidade. O 97NEWS fez uma pesquisa na internet, e cada kit de lixeira (5 unidades) seletiva tem o custo em média de R$ 300 (Sem a instalação). Cuidar do patrimônio público é cuidar de si mesmo, afinal, os recursos são provenientes dos contribuintes e são destinados para a aquisição de equipamentos e aperfeiçoamento de serviços que ajudam a tornar a cidade um lugar melhor. 

No setor de iluminação o prejuízo chega a R$ 72 mil por ano (Foto: Luciano Santos l 97NEWS)

Outro setor bastante afetado, é a iluminação pública. Todos os dias, é registrada a destruição de lâmpadas e luminárias na cidade. Em média, são trocadas 50 lâmpadas por semana em Brumado. Sem contar com as luminárias, que chegam a 30 unidades por semana. Realizando uma pequena somatória, são trocadas 200 lâmpadas por mês, chegando a um custo mensal de R$ 6 mil. Em um ano são R$ 72 mil aos cofres público. Para o coordenador de iluminação pública do município, Roni Bezerra, o prejuízo é muito alto para o próprio contribuinte. “A população tem que levar em consideração que quem paga a conta é ele mesmo, apesar de ser um bem público, ele é te todos nós, temos que fiscalizar. Muitos não sabem, mas a iluminação pública, é um fator muito importante para a segurança pública. Todos sabemos que locais escuros, são mais propícios para roubos e outros atos que causam insegurança”, relatou. A depredação pública chega a vários setores do município, em uma breve ronda pela cidade, constatamos que praças, banheiros, telefones públicos e placas de sinalização, também são alvos do vandalismo.

80% dos telefones público de Brumado não funcionam mais (Foto: Luciano Santos l 97NEWS)


Comentários

  • Romario

    " Essa situacao de depedracao do patrimonio publico, so mostra o quanto a populacao e mal educada, o pior, e que essas mesmas pessoas que fazem isso, sao as que reclamam dos servicos publicos, dos politicos e da carencia que o municipio em que vivem padece. se ao inves disso eles tivessem uma atituda proativa, poderia sobrar dinheiro para o poder publico investir em outros setores do municipio."

Deixe seu comentário