ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

‘A demora do Projeto de Esgotamento Sanitário de Brumado se deu porque se priorizou a segurança hídrica da população’, informou diretor de operações da Embasa

Advogado Jorge Malaquias Filho faz alerta sobre as exigências nas listas de materiais escolares

Guanambi: Embasa continuará a cobrar percentual de 80% em taxa de esgoto

Mini salgados da Padaria Divina: fazendo o seu fim de tarde muito mais gostoso

‘A Embasa está cometendo um ato de desobediência civil’, afirma prefeito de Brumado

Assaltantes amarram motorista de empresa brumadense e roubam pneus de carreta em Oliveira dos Brejinhos

Brumado: Motocicleta roubada em São Paulo é recuperada pela 34ª CIPM

‘Depois que ficou acuada é que a Embasa anuncia o esgotamento’, questiona o presidente do Legislativo de Brumado

Bolsonaro assina decreto que flexibiliza a posse de armas

Anúncio do Esgotamento Sanitário de Brumado por parte da Embasa é recebido com descrédito pela população e por boa parte da classe política

Brumado: Bandidos utilizando fardas de empresas comprovam padrão criminal dos assaltos a supermercados na cidade

Matrículas na Rede Municipal de Ensino se iniciam nesta terça-feira (15)

Brumado Privilege com Gusttavo Lima, La Fúria e Donas Bar é neste domingo (20)

BA-262: Colisão entre veículos na manhã desta terça-feira (15) na entrada do posto Jatobá em Brumado

Jequié: Homens arrancam testículos de cachorro no meio da rua

Homens ofereceram R$ 8 mil a policiais para não serem presos por tráfico de drogas

Idoso de 94 anos se forma em Direito e quer fazer pós-graduação

Homem é preso suspeito de estuprar as próprias netas no sul da Bahia

Caculé: Mulher é presa no Terminal Rodoviário com 5kg de maconha

Brumado: Preço da gasolina cai R$ 0,10 mas consumidor diz que valor poderia ser menor


Brumado: Atos de vandalismo causam prejuízos aos cofres do município

Kits de lixeiras seletivas com estas custa em média R$ 300 (Foto: Luciano Santos l 97NEWS)

O preço dos atos de vandalismo custa caro para a Prefeitura de Brumado. Todo mês, os cofres do município sofrem uma baixa devido ao valor gasto com o reparo, a manutenção e a substituição de bens públicos depredados, danificados, destruídos e até furtados em ações criminosas -- um recurso que poderia ser aplicado para aperfeiçoar ou oferecer novos serviços à população. No caso da Limpeza Urbana, os atos surpreendem. Não ha um levantamento do órgão sobre vandalismo em artefatos relacionados à limpeza urbana, em Brumado, mas são depredadas mensalmente, várias lixeiras instaladas por toda a cidade. O 97NEWS fez uma pesquisa na internet, e cada kit de lixeira (5 unidades) seletiva tem o custo em média de R$ 300 (Sem a instalação). Cuidar do patrimônio público é cuidar de si mesmo, afinal, os recursos são provenientes dos contribuintes e são destinados para a aquisição de equipamentos e aperfeiçoamento de serviços que ajudam a tornar a cidade um lugar melhor. 

No setor de iluminação o prejuízo chega a R$ 72 mil por ano (Foto: Luciano Santos l 97NEWS)

Outro setor bastante afetado, é a iluminação pública. Todos os dias, é registrada a destruição de lâmpadas e luminárias na cidade. Em média, são trocadas 50 lâmpadas por semana em Brumado. Sem contar com as luminárias, que chegam a 30 unidades por semana. Realizando uma pequena somatória, são trocadas 200 lâmpadas por mês, chegando a um custo mensal de R$ 6 mil. Em um ano são R$ 72 mil aos cofres público. Para o coordenador de iluminação pública do município, Roni Bezerra, o prejuízo é muito alto para o próprio contribuinte. “A população tem que levar em consideração que quem paga a conta é ele mesmo, apesar de ser um bem público, ele é te todos nós, temos que fiscalizar. Muitos não sabem, mas a iluminação pública, é um fator muito importante para a segurança pública. Todos sabemos que locais escuros, são mais propícios para roubos e outros atos que causam insegurança”, relatou. A depredação pública chega a vários setores do município, em uma breve ronda pela cidade, constatamos que praças, banheiros, telefones públicos e placas de sinalização, também são alvos do vandalismo.

80% dos telefones público de Brumado não funcionam mais (Foto: Luciano Santos l 97NEWS)


Comentários

  • Romario

    " Essa situacao de depedracao do patrimonio publico, so mostra o quanto a populacao e mal educada, o pior, e que essas mesmas pessoas que fazem isso, sao as que reclamam dos servicos publicos, dos politicos e da carencia que o municipio em que vivem padece. se ao inves disso eles tivessem uma atituda proativa, poderia sobrar dinheiro para o poder publico investir em outros setores do municipio."

Deixe seu comentário