ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Sudoeste: Bebê sobrevive após ser picada 5 vezes por escorpião em Vitória da Conquista

Sudoeste: Integrantes da quadrilha que atacou carro forte na BR-116 morrem em confronto com a polícia na cidade de Livramento

Brumado: Semana Nacional do Trânsito chama atenção para acidentes no tráfego, diz PRE

Brumado: Morador tem casa arrombada na 'curva do cinco'

Brasil reduz mortes no trânsito, mas está longe da meta para 2020

Brumado: Prefeitura retoma obra parada há meses e inicia pavimentação de acesso a rua Padre Cícero

Brumado: Polícia Civil garante que as investigações sobre os homicídios ocorridos nesta segunda-feira (17) estão avançando

Sul da Bahia: PRF apreende mais de 200 animais silvestres escondidos em veículo

Brumado: Núcleo Regional de Saúde deverá ser inaugurado até o final do ano

Parceria entre TCE e CREA fortalece a fiscalização de obras e serviços públicos

Bahia completa dois meses sem explosões a banco e redução sobe de 26% para 31%

Ameaça de morte e recuperação de motocicleta com chassi adulterado na Comunidade do Tamboril

Livramento: Forte cerco policial é montado na busca de capturar integrantes do bando que explodiu carro forte na BR -116

Brumado e os paradoxos da violência

Brumado: Drogas apreendidas pela PRE chegam a quase meio milhão de reais

Nefrologia é no Centro Médico São Gabriel com Dra. Rita de Cássia

Sudoeste baiano: Segurança morre e outro fica ferido em ataque a carro-forte na BR-116

Brumado: Em noite sangrenta, encapuzados matam mãe no lugar do filho

Tanhaçu: PRE apreende quase meia tonelada de drogas na BA-026

Brumado: Mototaxista é morto com vários tiros no bairro do Mercado; uma mulher também foi atingida na perna


Brumado: Atos de vandalismo causam prejuízos aos cofres do município

Kits de lixeiras seletivas com estas custa em média R$ 300 (Foto: Luciano Santos l 97NEWS)

O preço dos atos de vandalismo custa caro para a Prefeitura de Brumado. Todo mês, os cofres do município sofrem uma baixa devido ao valor gasto com o reparo, a manutenção e a substituição de bens públicos depredados, danificados, destruídos e até furtados em ações criminosas -- um recurso que poderia ser aplicado para aperfeiçoar ou oferecer novos serviços à população. No caso da Limpeza Urbana, os atos surpreendem. Não ha um levantamento do órgão sobre vandalismo em artefatos relacionados à limpeza urbana, em Brumado, mas são depredadas mensalmente, várias lixeiras instaladas por toda a cidade. O 97NEWS fez uma pesquisa na internet, e cada kit de lixeira (5 unidades) seletiva tem o custo em média de R$ 300 (Sem a instalação). Cuidar do patrimônio público é cuidar de si mesmo, afinal, os recursos são provenientes dos contribuintes e são destinados para a aquisição de equipamentos e aperfeiçoamento de serviços que ajudam a tornar a cidade um lugar melhor. 

No setor de iluminação o prejuízo chega a R$ 72 mil por ano (Foto: Luciano Santos l 97NEWS)

Outro setor bastante afetado, é a iluminação pública. Todos os dias, é registrada a destruição de lâmpadas e luminárias na cidade. Em média, são trocadas 50 lâmpadas por semana em Brumado. Sem contar com as luminárias, que chegam a 30 unidades por semana. Realizando uma pequena somatória, são trocadas 200 lâmpadas por mês, chegando a um custo mensal de R$ 6 mil. Em um ano são R$ 72 mil aos cofres público. Para o coordenador de iluminação pública do município, Roni Bezerra, o prejuízo é muito alto para o próprio contribuinte. “A população tem que levar em consideração que quem paga a conta é ele mesmo, apesar de ser um bem público, ele é te todos nós, temos que fiscalizar. Muitos não sabem, mas a iluminação pública, é um fator muito importante para a segurança pública. Todos sabemos que locais escuros, são mais propícios para roubos e outros atos que causam insegurança”, relatou. A depredação pública chega a vários setores do município, em uma breve ronda pela cidade, constatamos que praças, banheiros, telefones públicos e placas de sinalização, também são alvos do vandalismo.

80% dos telefones público de Brumado não funcionam mais (Foto: Luciano Santos l 97NEWS)


Comentários

  • Romario

    " Essa situacao de depedracao do patrimonio publico, so mostra o quanto a populacao e mal educada, o pior, e que essas mesmas pessoas que fazem isso, sao as que reclamam dos servicos publicos, dos politicos e da carencia que o municipio em que vivem padece. se ao inves disso eles tivessem uma atituda proativa, poderia sobrar dinheiro para o poder publico investir em outros setores do municipio."

Deixe seu comentário