ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Em regime semi-aberto, condenado a 11 anos por estupro é preso suspeito de cometer o mesmo crime

A Clínica Saluti lança a campanha 'Natal Solidário 2018'­

Sindicato dos Comerciários de Brumado realiza assembleia e trabalhadores aprovam a pauta de reivindicações

‘O melhor caminho é o diálogo, mas o governador até o momento não entendeu isso’, afirma presidente do Sindicato dos Delegados da Bahia

Conforto e Modernidade: A4 inaugura suas novas instalações em Brumado

Rio do Antônio: Promotor pede que Câmara anule concurso após prazos suspeitos

Indícios apontam que 20ª Coorpin poderá ficar sem coordenador e delegado titular a partir de hoje (12)

Sudoeste: Desaparecimento de garota grávida de 8 meses gera fortes apelos nas redes sociais

Campanha busca a valorização do ofício das Baianas de Acarajé

BA-148: Cabeceira de ponte entre Brumado e Livramento tem novo buraco e requer atenção de motoristas

Câmara aprova aumento de pena para maus-tratos contra animais

Brumado: Chuvas deixam estradas intransitáveis e alunos ficam sem estudar na região de Ubiraçaba

Em protesto contra PEC do teto, delegados entregam cargos a Rui Costa

É hoje: A loja A4 veículos inaugura as suas modernas instalações em Brumado

Anatel registra queda de 7,5% nas reclamações de serviços de telecomunicação em outubro

Estudo indica que zika pode provocar infertilidade em homens

Municípios baianos recebem repasse extra de R$ 377 milhões da União

78 supostas vítimas de João de Deus já procuraram o MP de Goiás

BA-148: Motorista não respeita sinalização de rodovia em obra e capota veículo entre Brumado e Livramento

Justiça mantém decisão e ‘Carcará do Sertão’ tem contas reprovadas e ainda terá que devolver cerca de R$ 11 mil ao FEFC


Primeiro debate presidencial tem tom morno e poucos ataques

Foto: Reprodução l TV Band

Em um primeiro debate morno, promovido pela Bandeirantes, os candidatos à Presidência evitaram, com algumas exceções, ataques diretos e trazer temas polêmicos à tona na noite desta quinta (9). Presidenciáveis como Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT) não foram confrontados com seus pontos fracos, como o escândalo da Dersa, no caso do ex-governador de São Paulo, ou o temperamento explosivo do ex-governador do Ceará. A ausência de Lula, preso em Curitiba por corrupção e lavagem de dinheiro, contribuiu para um embate menos caloroso. Nesse cenário, Guilherme Boulos, do PSOL, tentou assumir o papel de porta-voz da esquerda e se apresentou como “do partido de Marielle Franco”, vereadora assassinada no Rio de Janeiro em março. Foi ele, inclusive, que protagonizou um dos únicos confrontos em que o tom das acusações se elevou. Boulos questionou Jair Bolsonaro (PSL) sobre a funcionária de seu gabinete Walderice Santos da Conceição, que, segundo mostrou a Folha de S. Paulo, trabalha num comércio de açaí em Angra dos Reis, onde o deputado federal tem uma casa. Além de Boulos, o Cabo Daciolo (Patriota) também destoou do clima mais ameno, atirando sobre praticamente todos os opositores. Segundo a assessoria da Bandeirantes, o debate teve pico de 7,5 pontos de audiência, segundo o Ibope, e média de 6,1 pontos na Grande São Paulo. Cada ponto representa 71.855 casas ou 201.061 telespectadores.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário