ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Sorveteria é arrombada na madrugada desta segunda-feira (19) na Praça Coronel Zeca Leite

TSE aponta que mais de mil candidatos ficaram com dívidas de campanha

Euclides da Cunha e Ubaitaba disputam hoje (18) vaga na semifinal do Campeonato Intermunicipal 2018

Porta de ferro de lotérica é arrancada por criminosos durante assalto

Com um a menos, Atlético-MG derrota o Bahia e se segura no G-6

Motorista que transportava gasolina morre após se chocar com barranco na Serra do Marçal

Namorada misteriosa do prefeito de Bom Jesus da Lapa pega o buquê e casamento deve acontecer em 2019

Suspeito de 20 homicídios, 'Marcos Capeta' morre em troca de tiros com PMs

Eleições da presidência da CMVC já estariam decididas a favor de Luciano Gomes

Cantor Neto Paixão cai de telhado e tem que ser hospitalizado; agenda de shows teve que ser cancelada

Polícia descarta latrocínio e investiga morte de assessor parlamentar da deputada Ivana Bastos

Ex-presidente do Vitória, Paulo Carneiro sofre mal-estar e é levado para hospital

Após colisão, veículo fica virado em avenida de Vitória da Conquista

‘Graças a Deus foi só um grande susto’, relata cantor Edson Lima sobre acidente ocorrido com o ônibus da banda Gatinha Manhosa

Dia 08 de dezembro acontece o Iº Miss Gay Brumado 2018

Idoso que foi atropelado em Caculé, acaba não resistindo vindo a falecer na manhã deste sábado (17) em Guanambi

Brumado: Mote da Hemodiálise extrapolou a área de saúde pública e foi para o campo do revanchismo político

Brasil Real: Aposentado busca renda extra para a família coletando material reciclável no anel viário de Brumado

Mais um acidente provocado por animal solto na pista na BA-148; 3 pessoas ficaram feridas

Em um ano de atividade, Policlínica de Teixeira de Freitas já realizou 76 mil exames e consultas


Conta de luz pode subir para bancar rombo de R$ 1,4 bi no setor elétrico

Foto: Reprodução

Até o final de agosto, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), do Ministério de Minas e Energia, vai receber propostas para decidir se autoriza o aumento de 4,25% no orçamento de um fundo do setor elétrico utilizado, entre outras finalidades, para dar descontos a diversos usuários, entre consumidores de baixa renda e empresas. Na prática, o aumento vai significar alta na conta de luz, já que a principal fonte de receitas do fundo são os impostos. A agência que regula o setor elétrico no país decidiu na terça-feira (7) aprovar a abertura de uma audiência pública, entre 8 e 28 de agosto, sobre a revisão do orçamento da Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), que pode passar de R$ 18,8 bilhões para R$ 19,6 bilhões em 2018. Em 2017, a CDE arrecadou R$ 15,9 bilhões. Os recursos da CDE são usados para beneficiar diversos consumidores com descontos na conta de energia, como a população de baixa renda, por meio do programa Tarifa Social. Quem utiliza as chamadas "fontes incentivadas", como eólica, solar, biomassa, pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) e cogeração, também recebe descontos. A revisão do orçamento da CDE foi solicitada em julho pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), responsável por gerir o fundo desde maio de 2017. Segundo a CCEE, as receitas diminuíram em 2018, principalmente, por causa do "aumento dos benefícios tarifários concedidos aos consumidores de energia de fontes incentivadas". De acordo com os demonstrativos financeiros publicados mensalmente pela CCEE, os gastos com os subsídios a empresas passaram de 375,7 milhões por mês, na média, em 2017, para R$ 656,8 milhões mensais neste ano. O programa para custear combustíveis de termelétricas das "regiões isoladas" passou de R$ 358 milhões por mês, na média, em 2017, para R$ 569 milhões mensais em 2018. Já o gasto mensal com o Tarifa Social foi, na média, de R$ 135 milhões para R$ 201 milhões entre 2017 e 2018.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário