ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Intermunicipal: Jogo entre Brumado e Luís Eduardo Magalhães vai acontecer em Riachão das Neves

Oficial: PT registra candidatura de Lula à Presidência no TSE

Brumado: Gincana Educativa 'Ser Honesto é Legal'´ foi realizada na escola CMEAS

Ibotirama: Músico brumadense Chiquinho Amorim conquista 2º lugar no Festival de Música Popular

Barra da Estiva: Polícia Civil elucida morte do comerciante "Moquinha"; este é o sétimo homicídio registrado na cidade

Brumado: Estudante de engenharia relata descaso e falta de respeito da Viação Novo Horizonte com passageiros

Vitória da Conquista: Taxista é acusado de sedar passageira, levar para motel e estuprá-la

Nota de Esclarecimento da Justiça de Brumado em relação à matéria de prisão preventiva de brumadense

Homem é vítima de tentativa de latrocínio no distrito de Samambaia, em Brumado

Brumado: Polícia já tem indícios da autoria das mortes em série de cães

Acidentes de moto correspondem a quase 80% do DPVAT pago só no primeiro semestre deste ano

Vila Nova comemora título e bons resultados em festa do Dia dos Pais

Brumado: População questiona, como vamos assistir o jogo entre a seleção Brumadense e São Desidério? TVE está fora do ar!

Neurologia na Clínica Master com Drª Maiara Teixeira

As doenças que os seus olhos revelam; saiba as patologias que sua íris denuncia

Seis em cada dez crianças vivem em situação precária no Brasil, diz Unicef

Com sintomas parecidos mulher e duas filhas morrem em menos de 15 dias após mal-estar; polícia investiga caso

Bebê é abandonado ainda com cordão umbilical ao lado de campo de futebol na Bahia

Ibotirama: Homem é preso por se passar por PM para obter vantagens

TRE-BA determina que Coronel deixe de veicular propaganda antecipada pelo WhatsApp


Homem passou 38 anos de sua vida sem poder casar e colocar o seu nome na certidão dos filhos

Foto: Whatsapp l 97NEWS

Um morador de Barra do Choça na Região do Planalto da Conquista viveu 38 anos de sua vida sem poder viver na sociedade como um cidadão registrado. José Marcos, de 38 anos, morador da comunidade de Duas Barras, zona rural do município, disse que vive com sua companheira, Maria Dias de Oliveira, com quem tem dois filhos, Edilane e Alan, e passou um grande dilema ao longo de sua vida. Segundo Marcos, ele se mudou para Barra do Choça, quando ainda era criança, sem os seus pais, e nunca pode tirar os documentos. Por conta disso, não pode registrar seus filhos por não ser casado. Ele é mais um brasileiro que vive ‘invisível’, ou seja, não existe para o Estado. José não tinha Certidão de Nascimento, RG, Título de Eleitor, CPF, nenhum outro documento. Ele nunca foi ao médico, não tem conta bancária, não votou e nem estuda. Mas aos 38 anos sua vida começou a mudar quando amigos de José conseguiu pagar uma advogada e conseguiu tirar os meus documentos. "Agora vou poder me casar, colocar o meu nome na Certidão de Nascimento dos meus filhos e começar a estudar”, disse. José Marcos, comentou ainda que, se sentia triste por não poder registrar os seus filhos, "agora graças a Deus poderei ser um cidadão, votar, ou seja ser um cidadão!", finalizou com um sorriso no rosto. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário