ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Sudoeste: Bebê sobrevive após ser picada 5 vezes por escorpião em Vitória da Conquista

Sudoeste: Integrantes da quadrilha que atacou carro forte na BR-116 morrem em confronto com a polícia na cidade de Livramento

Brumado: Semana Nacional do Trânsito chama atenção para acidentes no tráfego, diz PRE

Brumado: Morador tem casa arrombada na 'curva do cinco'

Brasil reduz mortes no trânsito, mas está longe da meta para 2020

Brumado: Prefeitura retoma obra parada há meses e inicia pavimentação de acesso a rua Padre Cícero

Brumado: Polícia Civil garante que as investigações sobre os homicídios ocorridos nesta segunda-feira (17) estão avançando

Sul da Bahia: PRF apreende mais de 200 animais silvestres escondidos em veículo

Brumado: Núcleo Regional de Saúde deverá ser inaugurado até o final do ano

Parceria entre TCE e CREA fortalece a fiscalização de obras e serviços públicos

Bahia completa dois meses sem explosões a banco e redução sobe de 26% para 31%

Ameaça de morte e recuperação de motocicleta com chassi adulterado na Comunidade do Tamboril

Livramento: Forte cerco policial é montado na busca de capturar integrantes do bando que explodiu carro forte na BR -116

Brumado e os paradoxos da violência

Brumado: Drogas apreendidas pela PRE chegam a quase meio milhão de reais

Nefrologia é no Centro Médico São Gabriel com Dra. Rita de Cássia

Sudoeste baiano: Segurança morre e outro fica ferido em ataque a carro-forte na BR-116

Brumado: Em noite sangrenta, encapuzados matam mãe no lugar do filho

Tanhaçu: PRE apreende quase meia tonelada de drogas na BA-026

Brumado: Mototaxista é morto com vários tiros no bairro do Mercado; uma mulher também foi atingida na perna


Geddel esteve em local de propina apontado por delator, diz Polícia Federal

Foto: Reprodução

De acordo com a Polícia Federal, o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB) esteve no local apontado como ponto de entrega de propina pelo delator Lúcio Funaro. Segundo a PF, um celular do ex-ministro foi rastreado por antena de telefonia móvel no local, exatamente nas datas e nos horários em que Funaro disse estar levando malas de dinheiro para Geddel. O rastreamento foi um dos motivos que levaram a PF a indiciar ex-ministro por corrupção na Operação Cui Bono. A polícia só conseguiu rastrear o celular de Geddel porque ele usou o celular para fazer ligações, boa parte delas para o deputado cassado Eduardo Cunha (MDB). Funaro era o operador de propinas de Cunha, segundo as investigações. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário