ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Carreta da Expresso Sudoeste tomba na BR-030 na manhã de hoje (13); motorista tem ferimentos leves

Tribunal de Justiça da Bahia acata petição da Câmara de Vereadores de Brumado e Girsom Ledo deverá deixar novamente o cargo

Ambulâncias do Samu enfrentam dificuldade de circulação na área urbana de Brumado

Período chuvoso traz o aumento dos riscos da tríplice endemia; Brumado está em alerta

Brasília: PF deflagra operação e faz buscas no Ministério do Trabalho

Brumado: Projeto de Lei que propõe tirar nomes de pessoas vivas de logradouros e prédios públicos é reprovado pela Câmara

Equipe de Bolsonaro já discute nova tabela de frete para evitar greve de caminhoneiros

Brumado: Contas foram 'aprovadas com ressalvas', mas prefeito recebeu multa de R$ 5 mil pelo TCM

Em regime semi-aberto, condenado a 11 anos por estupro é preso suspeito de cometer o mesmo crime

A Clínica Saluti lança a campanha 'Natal Solidário 2018'­

Sindicato dos Comerciários de Brumado realiza assembleia e trabalhadores aprovam a pauta de reivindicações

‘O melhor caminho é o diálogo, mas o governador até o momento não entendeu isso’, afirma presidente do Sindicato dos Delegados da Bahia

Conforto e Modernidade: A4 inaugura suas novas instalações em Brumado

Rio do Antônio: Promotor pede que Câmara anule concurso após prazos suspeitos

Indícios apontam que 20ª Coorpin poderá ficar sem coordenador e delegado titular a partir de hoje (12)

Sudoeste: Desaparecimento de garota grávida de 8 meses gera fortes apelos nas redes sociais

Campanha busca a valorização do ofício das Baianas de Acarajé

BA-148: Cabeceira de ponte entre Brumado e Livramento tem novo buraco e requer atenção de motoristas

Câmara aprova aumento de pena para maus-tratos contra animais

Brumado: Chuvas deixam estradas intransitáveis e alunos ficam sem estudar na região de Ubiraçaba


STJ nega recurso para que Lula seja solto e possa disputar eleição

(Foto: Reprodução)

O ministro Félix Fischer, relator dos casos da Operação Lava Jato no Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou o pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para conceder efeito suspensivo ao recurso que o petista apresentou ao STJ. Se tivesse aceito as argumentações de Lula, Fischer suspenderia todos os efeitos da pena, o que incluiria libertar o ex-presidente da prisão e torná-lo elegível para as eleições de 2018. Na avaliação do ministro, como o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) ainda não decidiu se vai ou não remeter o recurso especial do ex-presidente ao STJ, seria “uma verdadeira antecipação do julgamento” autorizar o efeito suspensivo nessa altura do processo. Na petição ao ministro, a defesa alegou que a pressa se justificava pelo fato de Lula ser pré-candidato à Presidência da República pelo PT e precisar da suspensão da pena para participar do processo eleitoral. De acordo com seus advogados, o ex-presidente “corre sérios riscos” de ter “seus direitos políticos cerceados” se ficar de fora da eleição. O chamado “efeito suspensivo” é um mecanismo possível em recursos apresentados ao STJ e ao Supremo Tribunal Federal (STF) por meio dos quais os ministros podem identificar, de antemão, a existência de contestações grandes na condenação, que justifiquem o não cumprimento de nenhuma pena até uma decisão definitiva. Em um mal sinal para novos pleitos do ex-presidente nesse sentido, o ministro Félix Fischer já adiantou considerar que esse tipo de decisão é a exceção, não a regra. A defesa do ex-presidente Lula ainda pode tentar outros caminhos para a aprovação desse pedido. Primeiro recorrendo desta decisão de Fischer à Quinta Turma do tribunal e, posteriormente, reiniciar todo o processo se – e quando – o TRF4 admitir que seu caso é passível de ser analisado pelos ministros do STJ.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário