ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Sorveteria é arrombada na madrugada desta segunda-feira (19) na Praça Coronel Zeca Leite

TSE aponta que mais de mil candidatos ficaram com dívidas de campanha

Euclides da Cunha e Ubaitaba disputam hoje (18) vaga na semifinal do Campeonato Intermunicipal 2018

Porta de ferro de lotérica é arrancada por criminosos durante assalto

Com um a menos, Atlético-MG derrota o Bahia e se segura no G-6

Motorista que transportava gasolina morre após se chocar com barranco na Serra do Marçal

Namorada misteriosa do prefeito de Bom Jesus da Lapa pega o buquê e casamento deve acontecer em 2019

Suspeito de 20 homicídios, 'Marcos Capeta' morre em troca de tiros com PMs

Eleições da presidência da CMVC já estariam decididas a favor de Luciano Gomes

Cantor Neto Paixão cai de telhado e tem que ser hospitalizado; agenda de shows teve que ser cancelada

Polícia descarta latrocínio e investiga morte de assessor parlamentar da deputada Ivana Bastos

Ex-presidente do Vitória, Paulo Carneiro sofre mal-estar e é levado para hospital

Após colisão, veículo fica virado em avenida de Vitória da Conquista

‘Graças a Deus foi só um grande susto’, relata cantor Edson Lima sobre acidente ocorrido com o ônibus da banda Gatinha Manhosa

Dia 08 de dezembro acontece o Iº Miss Gay Brumado 2018

Idoso que foi atropelado em Caculé, acaba não resistindo vindo a falecer na manhã deste sábado (17) em Guanambi

Brumado: Mote da Hemodiálise extrapolou a área de saúde pública e foi para o campo do revanchismo político

Brasil Real: Aposentado busca renda extra para a família coletando material reciclável no anel viário de Brumado

Mais um acidente provocado por animal solto na pista na BA-148; 3 pessoas ficaram feridas

Em um ano de atividade, Policlínica de Teixeira de Freitas já realizou 76 mil exames e consultas


‘Estamos sendo tratados como mendigos’, afirma agente de endemias de Brumado

A situação das mochilas apresentadas pelos agentes mostraria o descaso com a categoria (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Brumado vem tendo índices normais quanto à tríplice endemia e, talvez, por causa disso os agentes de endemias estão esquecidos, o que acaba sendo perigoso, pois a luta, especialmente contra a Dengue, tem que ser contínua e ostensiva. Dentro deste cenário ainda suportável, o agente de endemias Vanderlei Miranda (35) entrou em contato com a equipe do 97NEWS para relatar a situação que ele classificou como “muito preocupante”. Num tom de indignação ele falou que “a situação é vergonhosa, pois os agentes de endemias estão sendo tratados como mendigos, já que não temos farda, não temos bolsas e mochilas, cadernos e nem protetor solar, então, nossa situação, que já dura 5 anos chegou ao limite do suportável”. Elevando o clima ele explicou que “os agentes de endemias vivem uma pressão psicológica muito grande, tanto que existem alguns que já estão adquirindo doenças. Chegamos ao fundo do poço e precisamos de ajuda, já que solicitamos ajuda da Secretária de Saúde que tem tido um tratamento de desdém e arrogância com a nossa categoria. Já somos poucos, o quadro está defasado e ainda nos cobram dessa forma”. E continuou o seu desabafo ao relatar que “5 anos, não são 5 dias, não é possível um tratamento como esse, já que atuamos na área de prevenção, que, infelizmente, está sendo totalmente esquecida. Estamos pagando para trabalhar, pois temos que dar nossa roupa, nossos calçados e até comprar material que não nos é dado. Espero que o Ministério Público venha a se manifestar, pois o nosso trabalho está sendo prejudicado e, caso aconteça um novo surto da tríplice endemia, os resultados podem ser muito graves, então, para que esperar, é só agir agora. Outra situação preocupante é que as coletas estão caindo das mochilas e com isso os índices podem não estar condizentes com a realidade”.  Buscando esclarecimentos sobre a situação, falamos com o secretário municipal de Saúde, Claudio Feres, que garantiu que “as providências estão sendo tomadas e já solicitamos o material, os calçados e o fardamento, só que o processo, por ser verbas federais é bem mais complexo e demorado”. Questionado sobre os riscos de uma nova epidemia, ele respondeu que “os nossos índices estão dentro da normalidade, então, nesse momento não há riscos, mas vale ressaltar que a luta é de toda a população. Por exemplo nesses dias que o tempo está úmido, reservatórios e possíveis criadouros podem ser feitos nas residências, então que todos evitem o acúmulo de água parada para que continuemos sem riscos”.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário