ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumadense suspeito de tentativa de homicídio tem prisão preventiva decretada; ele também poderá responder por falsidade ideológica

Um Coração saudável é um coração feliz, 14 de Agosto dia do Cardiologista

Mistério: Pró-reitor do Ifba é encontrado morto dentro de seu apartamento

Farejador: Durante viagem, policial sente cheiro suspeito e apreende 13 kg de maconha

São Paulo: Jovem leva facadas no rosto e se finge de morta para escapar de namorado, que se suicidou

RotSat: Contrate o rastreamento de seu veículo ou de sua frota onde você tem confiança e qualidade

Rosa Weber assume presidência do TSE nesta terça

Guajeru: Polícia frustra tentativa de feminicídio; 5 armas foram apreendidas

Asfaltamento de estrada entre Itambé e o Tomba/Ribeirão do Largo deve começar dentro de 30 dias

Clidemar Amorim declara apoio a Luciano Ribeiro

Brumado: Congresso das Testemunhas de Jeová reuniu centenas de pessoas da microrregião

Sua moeda de 1 real comemorativa, pode valer ate 700 reais, fique ligado e saiba os valores

Brumado: Feminicídios são considerados como casos esporádicos pela Polícia Civil

Caetiteense que passa por tratamento quimioterápico em Salvador, tem sonho realizado por policiais militares em seu aniversário

‘A galinha da macumba incomoda muito mais do que milhares de jovens negros mortos’, afirma Doutor em Direito Hédio da Silva Jr.

Brumado: Começam os exames feitos por meio da ‘Carreta Mamamóvel’

Caetité: Presidentes de empresas chinesas avaliam obras da Ferrovia Oeste-Leste e exploração de mina de ferro

Projeto quer agilizar medidas protetivas para vítimas de violência

Brumado: Volta à cena o risco de se contrair raiva por meio do consumo de carne e leite clandestinos

Jaques Wagner receberá R$ 1,3 milhão do PT para campanha ao Senado


Aracatu: Moradores do meio rural apontam falhas no 'Luz Para Todos'; Coelba sinaliza que projeto pode ter sido desviado

A professora Noélia Meira classifica a situação como lamentável (Foto: Ilustrativa)

Promover o acesso à eletricidade e acabar com a exclusão elétrica em todo o país foram o mote do Programa "Luz para Todos", o qual foi criado em 2003 e serviu como uma redenção às famílias em vulnerabilidade social, especialmente no meio rural, já que oportunizou o acesso a uma qualidade de vida muito melhor. Só que os moradores das comunidades de Fazenda Lagoa das Caraíbas (Riachão) e fazenda Poço da Onça, localizada na zona rural de Aracatu, não estão nada satisfeitos com o programa e cobram da Coelba explicações sobre a execução do mesmo. Segundo relato da professora, Noélia Meira, de 33 anos, sua tia procurou a empresa e eles alegaram que o projeto nas duas localidades foi executados. “Minha tia procurou o escritório da Coelba na cidade de Aracatu e o funcionário explicou que no sistema constava que nas duas localidades a luz tinha sido instalada. O que me deixou estarrecida”, explicou. Ainda indagando, a professora comunicou que isso não era verdade, já que seus tios moram lá ha 16 anos, e isso nunca aconteceu. "O funcionário relatou aos meus tios que, o que podia estar acontecendo era que o projeto pode ter sido desviado para outra localidade, mesmo depois de terem iniciado o processo de instalação, deixando alguns moradores sem energia elétrica", comentou. A professora questionou ainda sobre o porquê de alguns moradores receberem a energia por meio do “Luz Para Todos” em sua residência e a dos seus tios, não receberam. "O que está acontecendo com o Luz Para Todos é um jogo de interesse? Está parecendo que é!", questionou a professora. Ela ainda lamenta que em pleno século 21, comunidades com cerca de 50 casas, apenas cerca de 5 moradias ficarem sem a energia elétrica. "Todos nós temos direito de assistir uma TV, ouvir um rádio ou ter uma geladeira, sou educadora e ensino para os meus alunos o país que temos que formar para um futuro melhor, e, de forma paradoxal, me deparo com uma situação como esta para os meus tios e vizinhos. Isso realmente é muito lamentável", disse a professora Noélia Meira.



Comentários

  • "Só o ministerio publico ferderal para investigar essa luz para todos para o que tem de errado! Nos tambem estamos esperando a conclusão do projeto a 11 anos. Policia federal pra investigar é o unico caminho! "

  • Carina

    "Mas na maioria dos lugares podem ter acontecido isso pois na fazenda pau ferro,Monteiro e lagedao a rede elétrica passa mto perto indo para o morro de Sousa e lá eles passaram deixando uns papéis nas casas que já faz mais de dez anos e até hj não chegou ,os moradores e q pagam as maracutaias desse povo"

Deixe seu comentário