ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Casal cai em golpe de venda de carro pela internet, perde veículo e celular em Brumado; polícia investiga o crime

Brumado: Moradores denunciam abandono e risco de desabamento de ponte que liga os bairros São Jorge e Dr. Juracy

Brumado: Após reintegração, Prefeitura demoliu imóvel no bairro São José

Brumado: Caminhão estoura fios e danifica poste no bairro Santa Tereza

Brumado: Polícia prende homem que mantinha ex-namorada em cárcere privado no residencial Brisa II

Famílias celebram Dia Internacional da Síndrome de Down em Brumado

Guanambi: PM prende suspeita de tráfico de drogas é presa com 295 pedras de crack

Cabeceira de ponte começa a desabar na BA-148 entre Brumado à Livramento de Nossa Senhora

Brumado: Idoso recém operado do coração morre dentro de ônibus na Av. Centenário

Brumado: Polícia recupera bens furtados em galpão; três suspeitos foram ouvidos e liberados

Clínica Master: Ginecologia e Obstetrícia

Chuva causa alagamentos em diversos pontos de Brumado; veja fotos

Ex-presidente Michel Temer é preso pela Lava Jato no Rio de Janeiro

Apresentadora Xuxa solta o verbo e diz, 'Estou velha, pele enrugada e não faço plástica', sobre cobranças pelo corpo

Brumadinho: Total de mortes confirmadas sobe para 209

Caetité: Cidade receberá em maio a 'Corrida do Trabalhador'

Brumado: Dois indivíduos tombaram em troca de tiros com o PETO no bairro Irmã Dulce

Bloqueio de celulares irregulares começa no dia 24 de março nas regiões Norte, Nordeste e Sudeste

Enfim ela chegou: Começa a chover forte em Brumado e na Região Sudoeste

Clínica Master: Atendimento em Psiquiatria


Nota de protesto do professor Genivaldo Azevedo referente à reforma do CMEAS

Segundo o professor só existe um funcionário trabalhando na reforma do auditório (Foto: Genivaldo Azevedo)

“Mesmo estando inaugurada a escola CMEAS desde o dia 02/04/2018, com direito a execução do Hino Nacional e hasteamento da Bandeira, as atividades docentes não estão sendo executadas plenamente, pois as salas de informática, vídeo, auditório e o laboratório de ciências não estão disponíveis para uso. Tive dificuldade de executar atividades docentes em sala de aula por conta dessa morosidade no término. Para uma aula mais dinâmica, o professor deve lançar mão dos recursos audiovisuais, usar a internet e todas as mídias disponíveis, coisa que no CMEAS não está sendo possível, e isso é lamentável pois a I Unidade já está finalizando e só quem perde são os alunos. Além de tardia, a reforma da escola ainda não foi concluída e anda a passos de tartaruga, a exemplo da pintura do auditório que atualmente conta com apenas 01 (um) funcionário da empresa responsável pela obra, sem falar na falta de cuidados com as poltronas acolchoadas que não foram protegidas, se quer com uma lona(foto), ficando os detritos, materiais e equipamentos da reforma sobre as poltronas. 

(Foto: Genivaldo Azevedo)

Esta reforma do CMEAS custou aos cofres públicos R$ 136.864,90, sendo esse valor basicamente para a remoção do telhado de cerâmica e madeiras e a pintura, dentre outras atividades mais simples, sendo que o valor da nova cobertura não está incluído nesse quantitativo. Monitores de 40' e 50' polegadas da sala de vídeo expostos no chão da secretaria sem proteção correndo o risco de serem derrubados pelos transeuntes (foto abaixo). Em conversa com a coordenação fui informado que apenas um projetor de vídeo está funcionando, e os demais com defeitos. Lamentavelmente apesar dos milhões que a educação recebe do FUNDEB, a prioridade do gestor é apenas reformas e mais reformas, e o salário dos professores, equipamentos de apoio para as aulas ficam para segundo ou terceiro plano. Não é só uma sala com pintura nova e Ar Condicionado que vai fazer a educação melhorar a qualidade, mas sim um investimento considerável na renumeração dos profissionais da educação e equipamentos no apoio logísticos às aulas”.  

GENIVALDO AZEVEDO 
PROFESSOR



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário