ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Empresário Gilson Dias declara apoio ao pré-candidato Tiago Amorim

APLB-SINDICATO: 66 anos de uma luz que nunca se apaga

Brumado: Família pede apoio para tratamento de Igor Carvalho que nasceu com 'ossos de cristal'

Junior Brumado é novamente convocado para Seleção Brasileira Sub-20

Após incessantes apelos dos moradores, começa a limpeza do Bairro Irmã Dulce

RotSat: contrate o rastreamento de seu veículo ou de sua frota onde você tem confiança e qualidade

Convocatória da APLB de Brumado

Brumado: Esgoto em rua de uma casa só gera questionamentos; SEINF explica

Brumado: Tiro de Guerra realizou atividades em alusão a semana do Exército Brasileiro

Tanhaçu: Homem morre atropelado por retroescavadeira

Brumado: Em tentativa de homicídio adolescente é alvejado no início da tarde desta terça-feira (24)

Coelba: Nota de esclarecimento aos moradores da zona rural de Aracatu

Brumado: Polícia Civil intensifica investigações no intuito de prender os autores do arrombamento em loja de móveis

Vulneráveis: Sites de prefeituras sofrem cada vez mais ataques cibernéticos

SEINF garante que irá resolver problemática de rua arrasada no Bairro Olhos D'água

BA-262: Caminhão com carga de eucalipto pega fogo próximo a Aracatu

Polícia Federal cumpre mandado na Câmara dos Deputados

Viralizou: Vídeo de PM em roda de capoeira durante a Micareta de Feira faz sucesso nas redes sociais

Eletroencefalograma Digital com mapeamento cerebral, no Centro Médico São Gabriel

Brumado: No dia do aniversário da mãe, adolescente é assaltado e tem arma apontada na cabeça por bandido


Nota de protesto do professor Genivaldo Azevedo referente à reforma do CMEAS

Segundo o professor só existe um funcionário trabalhando na reforma do auditório (Foto: Genivaldo Azevedo)

“Mesmo estando inaugurada a escola CMEAS desde o dia 02/04/2018, com direito a execução do Hino Nacional e hasteamento da Bandeira, as atividades docentes não estão sendo executadas plenamente, pois as salas de informática, vídeo, auditório e o laboratório de ciências não estão disponíveis para uso. Tive dificuldade de executar atividades docentes em sala de aula por conta dessa morosidade no término. Para uma aula mais dinâmica, o professor deve lançar mão dos recursos audiovisuais, usar a internet e todas as mídias disponíveis, coisa que no CMEAS não está sendo possível, e isso é lamentável pois a I Unidade já está finalizando e só quem perde são os alunos. Além de tardia, a reforma da escola ainda não foi concluída e anda a passos de tartaruga, a exemplo da pintura do auditório que atualmente conta com apenas 01 (um) funcionário da empresa responsável pela obra, sem falar na falta de cuidados com as poltronas acolchoadas que não foram protegidas, se quer com uma lona(foto), ficando os detritos, materiais e equipamentos da reforma sobre as poltronas. 

(Foto: Genivaldo Azevedo)

Esta reforma do CMEAS custou aos cofres públicos R$ 136.864,90, sendo esse valor basicamente para a remoção do telhado de cerâmica e madeiras e a pintura, dentre outras atividades mais simples, sendo que o valor da nova cobertura não está incluído nesse quantitativo. Monitores de 40' e 50' polegadas da sala de vídeo expostos no chão da secretaria sem proteção correndo o risco de serem derrubados pelos transeuntes (foto abaixo). Em conversa com a coordenação fui informado que apenas um projetor de vídeo está funcionando, e os demais com defeitos. Lamentavelmente apesar dos milhões que a educação recebe do FUNDEB, a prioridade do gestor é apenas reformas e mais reformas, e o salário dos professores, equipamentos de apoio para as aulas ficam para segundo ou terceiro plano. Não é só uma sala com pintura nova e Ar Condicionado que vai fazer a educação melhorar a qualidade, mas sim um investimento considerável na renumeração dos profissionais da educação e equipamentos no apoio logísticos às aulas”.  

GENIVALDO AZEVEDO 
PROFESSOR



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário