ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

‘Baixa da Égua’: Caminhão carregado de cocos perde os freios e, por sorte, não aconteceu uma tragédia; veja vídeo

Vingança na Bala: Após descobrir que estava sendo traída, mulher acerta um tiro na testa do marido

Brumado: Romeiros instalam cruz com LED em morro no distrito de Ubiraçaba; a manifestação de fé já dura décadas

Trânsito: Multas por uso de celular ao volante crescem 33% em 2018

Guanambi: 'Pedinte Estuprador' é procurado pela Polícia

Bahia: Mulher se joga de prédio para escapar de incêndio

MP-BA abre inquérito contra delegado-geral da Polícia Civil

Café da Manhã: Uma variedade de delícias com uma qualidade inigualável você só encontra na Padaria Divina

O xadrez e os ensinamentos para a política

Preço da gasolina termina semana em alta, diz ANP

PF combate grande grupo criminoso responsável por contrabando de cigarros

Caminhada 'Passos que Salvam' será em novembro na cidade de Brumado

TG 06/024 recebe palestra sobre a Semana Nacional do Trânsito em Brumado

Juiz proíbe uso de fogos de artifícios nos municípios de Tremedal, Belo Campo e Piripá

Mulher com bastão de 'selfie' causa confusão em evento de Alckmin em Salvador

Bahia: MPF instaura inquérito para apurar convênio entre governo e UPB a fim de implantar metodologia militar em escolas públicas

Livramento: Polícia identifica bandido morto em confronto e acusados de participarem do roubo ao carro-forte na BR-116

Royalties da mineração baterão recorde em 2018

Mega-Sena pode pagar até R$ 22 milhões em sorteio hoje (22)

Bahia: Carro da Secretaria Municipal de Saúde é flagrado transportando cerveja em Jussari


Nota de protesto do professor Genivaldo Azevedo referente à reforma do CMEAS

Segundo o professor só existe um funcionário trabalhando na reforma do auditório (Foto: Genivaldo Azevedo)

“Mesmo estando inaugurada a escola CMEAS desde o dia 02/04/2018, com direito a execução do Hino Nacional e hasteamento da Bandeira, as atividades docentes não estão sendo executadas plenamente, pois as salas de informática, vídeo, auditório e o laboratório de ciências não estão disponíveis para uso. Tive dificuldade de executar atividades docentes em sala de aula por conta dessa morosidade no término. Para uma aula mais dinâmica, o professor deve lançar mão dos recursos audiovisuais, usar a internet e todas as mídias disponíveis, coisa que no CMEAS não está sendo possível, e isso é lamentável pois a I Unidade já está finalizando e só quem perde são os alunos. Além de tardia, a reforma da escola ainda não foi concluída e anda a passos de tartaruga, a exemplo da pintura do auditório que atualmente conta com apenas 01 (um) funcionário da empresa responsável pela obra, sem falar na falta de cuidados com as poltronas acolchoadas que não foram protegidas, se quer com uma lona(foto), ficando os detritos, materiais e equipamentos da reforma sobre as poltronas. 

(Foto: Genivaldo Azevedo)

Esta reforma do CMEAS custou aos cofres públicos R$ 136.864,90, sendo esse valor basicamente para a remoção do telhado de cerâmica e madeiras e a pintura, dentre outras atividades mais simples, sendo que o valor da nova cobertura não está incluído nesse quantitativo. Monitores de 40' e 50' polegadas da sala de vídeo expostos no chão da secretaria sem proteção correndo o risco de serem derrubados pelos transeuntes (foto abaixo). Em conversa com a coordenação fui informado que apenas um projetor de vídeo está funcionando, e os demais com defeitos. Lamentavelmente apesar dos milhões que a educação recebe do FUNDEB, a prioridade do gestor é apenas reformas e mais reformas, e o salário dos professores, equipamentos de apoio para as aulas ficam para segundo ou terceiro plano. Não é só uma sala com pintura nova e Ar Condicionado que vai fazer a educação melhorar a qualidade, mas sim um investimento considerável na renumeração dos profissionais da educação e equipamentos no apoio logísticos às aulas”.  

GENIVALDO AZEVEDO 
PROFESSOR



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário