ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

‘Baixa da Égua’: Caminhão carregado de cocos perde os freios e, por sorte, não aconteceu uma tragédia; veja vídeo

Vingança na Bala: Após descobrir que estava sendo traída, mulher acerta um tiro na testa do marido

Brumado: Romeiros instalam cruz com LED em morro no distrito de Ubiraçaba; a manifestação de fé já dura décadas

Trânsito: Multas por uso de celular ao volante crescem 33% em 2018

Guanambi: 'Pedinte Estuprador' é procurado pela Polícia

Bahia: Mulher se joga de prédio para escapar de incêndio

MP-BA abre inquérito contra delegado-geral da Polícia Civil

Café da Manhã: Uma variedade de delícias com uma qualidade inigualável você só encontra na Padaria Divina

O xadrez e os ensinamentos para a política

Preço da gasolina termina semana em alta, diz ANP

PF combate grande grupo criminoso responsável por contrabando de cigarros

Caminhada 'Passos que Salvam' será em novembro na cidade de Brumado

TG 06/024 recebe palestra sobre a Semana Nacional do Trânsito em Brumado

Juiz proíbe uso de fogos de artifícios nos municípios de Tremedal, Belo Campo e Piripá

Mulher com bastão de 'selfie' causa confusão em evento de Alckmin em Salvador

Bahia: MPF instaura inquérito para apurar convênio entre governo e UPB a fim de implantar metodologia militar em escolas públicas

Livramento: Polícia identifica bandido morto em confronto e acusados de participarem do roubo ao carro-forte na BR-116

Royalties da mineração baterão recorde em 2018

Mega-Sena pode pagar até R$ 22 milhões em sorteio hoje (22)

Bahia: Carro da Secretaria Municipal de Saúde é flagrado transportando cerveja em Jussari


Brumado: Total desrespeito dos bancos vira rotina e comprovaria a ‘síndrome de cordeiro’ da população

As agências da Caixa e Banco do Brasil são as campeãs das reclamações (Fotos: 97NEWS)

Frases que são muito comuns em relação à “capital do minério”, do tipo “brumadense é um povo maravilhoso” ou “tudo gente boa” não deixa de ser fundamentada no solo da realidade, mas, paradoxalmente, se estigmatizou uma passividade muito grande, ou seja, a “tese de cordeiro” parece ser real. Conhecidos mesmo pela alta simpatia e por ser um povo muito acolhedor e hospitaleiro o brumadense acabou sendo vítima deste comportamento, já que muitas empresas, instituições e órgãos públicos acabam abusando deste sentimento de “boa gente” e praticam os abusos que não aconteceriam em muitos locais do país. Um dos exemplos mais notáveis nesse sentido são as instituições bancárias que promovem um verdadeiro “descalabro” com os correntistas e a população em geral. Neste final de semana e, principalmente nesta segunda-feira (09), o desrespeito chegou ao limiar do intolerável, já que em algumas agências, como o Bradesco, que tem um grande número de caixas eletrônicos, somente um deles estava apto para fazer saques, o que deixou muita gente “à beira de um ataque de nervos”. Clientes da Caixa e Banco do Brasil, - que são os campeões das reclamações -, também enviaram mensagens à nossa redação relatando o sofrimento para se realizar saques. Vale ainda ressaltar Brumado possui a famosa "Lei dos 15 minutos", Lei Municipal nº 1683/2013 que limita em 15 minutos o tempo máximo de espera dos clientes na fila para atendimento nos bancos e em 30 minutos nos dias de pico. Então, segundo advogados consultados, a melhor forma de reagir é “tirar a pele de cordeiro” e buscar a Justiça para que a referida Lei venha a ser cumprida e se possa colocar um freio nesse total desrespeito ao cidadão.



Comentários

  • Everaldo

    "O povo precisa depender menos de bancos, evitar relacionamentos com empresas que o desprezam."

  • Sara

    "Oriente a população como proceder para registrar a queixa "

Deixe seu comentário