ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado atinge quase 7 mil cadastros ambientais; a cidade está em segundo lugar na Bahia

Brumado: Gasolina só é encontrada em posto da BR-030 na Vila Presidente Vargas

Site da Prefeitura de Brumado é hackeado com mensagens contra o governo

Negociações: Associação que representa caminhoneiros estão reunidos com a Casa Civil

Mega-Sena pode pagar R$ 6,5 milhões nesta quarta

Vereador Elias Piau comemora conquista da extensão de rede para a Comunidade de Campo Seco I

Rio do Antônio: Administração municipal rechaça denúncias e garante que princípio da transparência é respeitado

Tremedal e Jânio Quadros: publicada licitação para a construção do Centro de Comercialização de Animais

Brumado: População teme ficar sem gás de cozinha; restrições nas vendas já atingem comércio

Brumado: Protesto de caminhoneiros segue pelo terceiro dia; grupo faz churrasco e música

Ginecologia e obstetrícia na Clínica Master com Dr. David Tanajura

Eunápolis: Treinador de futebol é preso acusado de abuso sexual

Homem é suspeito de matar o próprio cunhado com golpes de faca na cidade de Livramento

Rodrigo Bocardi tem crise de riso ao noticiar caso de ladrão que engoliu alianças

Bahia: Contratados para trabalho são abandonados e denunciam trabalho escravo

Brumado: Aumento dos Combustíveis provoca abuso nas cobranças de mototaxistas

Brumado: Começou no último final de semana o Campeonato sub-16 do bairro São felix

Construção tem continuidade na Exupério Canguçu; Prefeitura garante que proprietário já foi notificado e prevê solução amigável

Brumado: No combate à criminalidade 34ª CIPM recebe denúncias pelo Whatsapp

Bahia: Rui promete chegar ao fim de mandato com 100% de veículos das polícias renovados


Cármen Lúcia pede em pronunciamento 'serenidade' contra 'desordem social'

(Foto: Reprodução)

A ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), gravou um pronunciamento nesta segunda-feira (2) no qual defende o “fortalecimento da democracia”, afirma que “há que se respeitar opiniões diferentes” e pede "serenidade" para que diferenças ideológicas não resultem em "desordem social". O pronunciamento, de 3 minutos e 18 segundos de duração, cujo texto foi divulgado antecipadamente pela assessoria do STF, foi ao ar na TV Justiça. A assessoria não informou o que motivou o pronunciamento da ministra. "Há que se respeitar opiniões diferentes. O sentimento de brasilidade deve sobrepor-se a ressentimentos ou interesses que não sejam aqueles do bem comum a todos os brasileiros", afirmou a ministra. Nesta segunda-feira, Cármen Lúcia se reuniu com o diretor-geral da Polícia Federal, Rogério Galloro, a fim de discutir a segurança no dia dojulgamento do habeas corpus preventivo apresentado pela defesa do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. O julgamento está marcado para a próxima quarta-feira (4), e há expectativa de que atrairá manifestantes contra e a favor de Lula. Com o habeas corpus, a defesa de Lula pretende impedir que, embora condenado pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), de segunda instância, ele não possa ser preso antes de esgotados os recursos em todas as instâncias da Justiça. Cármen Lúcia afirma ainda que, na sociedade, “não podem persistir agravos e insultos contra pessoas e instituições pela só circunstância de se terem ideias e práticas próprias”. “Diferenças ideológicas não podem ser inimizades sociais. A liberdade democrática há de ser exercida sempre com respeito ao outro”, diz o texto. Segundo ela, "fora da democracia não há respeito ao direito nem esperança de justiça e ética".



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário