ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Rio de Contas: Mesmo com fortes chuvas na região o volume de água na barragem Luís Vieira é considerada baixo

Com investimento de R$ 4 milhões, Polícia Civil irá promover uma ampla renovação de equipamentos

Simões Filho: Show gospel do ex-cantor de arrocha é interrompido por tiroteio em frente igreja

Brumado: É nesta sexta (15) no Campo Society do Clube Social de Brumado o 'Futebol Solidário'

Coelba troca poste danificado no Bairro São Jorge

Zé Ribeiro presta homenagens por meio de comendas, medalhas e títulos de cidadania

Justiça Federal aceita denúncia contra 29 acusados de fraudes com a Lei Rouanet

'Acabou essa desgraça!': Convite de formatura 'sincerão' viraliza

Malhada de Pedras: Ex-prefeito 'Ceará' tem suas contas de 2016 rejeitadas pelo TCM

Zé Raimundo apoia trabalhadores em greve de fome e alerta para novas fases do golpe

Lídice nega que vá deixar base de Rui: ?Jamais farei isso?

Waldenor e Zé Raimundo se reúnem com secretário de saúde para tratar da agenda de inauguração dos leitos da UTI de Brumado

13 de Dezembro - Dia do Pedreiro: Quartzolar parabeniza a todos os profissionais

Servidor do INSS de Vitória da Conquista é condenado por fraudes em concessão previdenciária

Moradores do São Jorge preocupados com poste danificado; 'pode causar um grave acidente', relatam

Delegacia Territorial de Polícia Civil de Livramento recebe reforma

Instituto Nacional de Meteorologia emite boletim de alerta para Brumado e demais cidades da Região Sudoeste

Vem ai virada de preço: Raneychas e Banda Magnatas no Pré-Réveillon da AABB de Brumado

Brumado: Chuvas deixam estradas e pontes do meio rural intransitáveis; em alguns locais moradores estão ilhados

O filme se repete: Pista da Lindolfo fica destruída após a forte chuva da noite desta terça-feira (12)


Comissão torna ato de improbidade o parcelamento ou adiamento de salários de agente público

(Foto: Reprodução)

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público aprovou proposta que torna ato de improbidade administrativa postergar ou parcelar intencionalmente a remuneração de agentes públicos. A prática sujeita o gestor à perda da função pública, ressarcimento do dano, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos e pagamento de multa. O texto aprovado é o substitutivo da deputada Érika Kokay (PT-DF) ao Projeto de Lei 3883/15, do deputado Vicentinho (PT-SP). A deputada ampliou a abrangência da norma, inicialmente voltada apenas aos chefes do Executivo. Na nova redação, qualquer autoridade que adiar ou parcelar o pagamento intencionalmente poderá ser responsabilizada. A regra também vale para o adiamento de contraprestação financeira devida pelo governo a agentes públicos desde que haja dolo, ou seja, intenção. Erika Kokay afirmou que adiamentos e parcelamentos de salários de servidores e pensionistas têm se tornado uma realidade em diversos estados, o que deve ser proibido por lei, como determina a Constituição. “Essa prática traz grave prejuízo aos trabalhadores, pensionistas e suas respectivas famílias e impacto em toda a sociedade, pelo efeito danoso em cadeia que tais atrasos acarretam”, disse. Estados como o Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Distrito Federal já parcelaram salários diante da crise fiscal dos últimos anos. A relatora também retirou do projeto original a determinação que a prática fosse tornada crime sujeito a reclusão, por considerar que basta incluí-la entre os atos de improbidade. “Para atingir a finalidade proposta, basta inserir tal conduta irregular no rol das que atentam contra os princípios da administração pública, que já prevê sanções apropriadas. Não há necessidade de um novo dispositivo de reforço, como previa o projeto original”, argumentou. A proposta, que precisa ser votada no Plenário, ainda será analisada pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania. 



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário