ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Ituaçu: Fábrica de cimento é incendiada após suposta `provocação´de filho de empresário

Adab vai implantar primeira biofábrica de controle biológico na Bahia

Moradores da Comunidade de Pau de Colher clamam pela recuperação de estrada vicinal

Correios vão permitir rastreio de encomendas em tempo real

Brumado: Previsão aponta baixa umidade do ar nesta quinta-feira (22)

Brumado: Atendendo à mais uma grande necessidade, tomógrafo é instalado no HMPMN

Meteoro: Após clarão, objeto não identificado é encontrado por moradores na Bahia

‘Não me julgue’ rebate Carla Perez ao ser criticada por desfilar no Carnaval mesmo sendo evangélica

'Estou candidato', diz Lula ao lançar pré-candidatura em BH

Apagão interrompe partida entre Vitória e Jacuipense pelo Campeonato Baiano

Prefeito declara que Av. Lindolfo Brito receberá nova infraestrutura

Brumado: Banda brumadense `The Luxo´ grava clipe e viraliza na Web

Zé Raimundo quer agilizar entrega de títulos de imóveis nas Urbis conquistenses

STJ aceita denúncia, Mário Negromonte vira réu e é afastado do TCM

Campo do São Félix irá ser otimizado pela Prefeitura Municipal visando ser uma alternativa para o ‘Gilbertão’

RotSat: contrate o rastreamento de seu veículo ou de sua frota onde você tem confiança e qualidade

Salvador: Clarão é visto no céu; astrônomos falam em meteoro

Central das Carnes irá inaugurar sua nova loja na cidade de Livramento de Nossa Senhora

Brumado: MEC aprova implantação de curso de medicina no município

Time do Feirense em luto: Esposa de Gerson treinador do clube tem morte súbita em Brumado


Brumado: Vigep começará a utilizar uma nova metodologia para monitorar o Aedes Aegypti

O supervisor de Endemias, Francirlei Alves, ressalta a importância da ação da instalação das armadilhas (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

A Secretaria de Saúde (SESAU) de Brumado, por meio da Vigilância Epidemiológica (VIGEP) começará a usar, a partir de agora, uma espécie de armadilha para monitorar o mosquito Aedes aegypti. O dispositivo, chamado "Ovitrampas" consiste em um criadouro com água que atrai o mosquito para dentro de um copo com uma palheta de amostra. Uma vez lá dentro, o inseto deposita os ovos e esta amostra será levada para uma análise laboratorial. É a primeira vez que o equipamento é usado em Brumado e as expectativas são muito positivas. Os dispositivos serão instalados com uma distância de treze quarteirões. Apenas profissionais capacitados pela Vigep, devidamente identificados com crachás, podem manusear o equipamento. De acordo com o supervisor de Endemias, Francirlei Alves, o objetivo da armadilha é saber qual a resistência com o inseticida usado no comabate ao vetor. Foram enviadas 110 armadilhas, as quais vão ser instaladas a partir do dia 16 de outubro, em todos os bairros da cidade. O grande objetivo da ação, será  para saber qual será o insenticida mais eficaz para os novos combates, já que existe mutações que precisam ser estudadas. Os membros da VIgep solicitam que a população receba os agentes e facilte o processo que será realizado nos próximos dias. Outro fator importante, é que os brumadenses, devido à ausência de novos casos da tríplice endemia, fiquem na zona de conforto, pois a luta deve ser constante contra o mosquito transmissor. 

Os competentes agentes da Vigep que irá operacionalizar o processo de instalação das armadilhas nas residências (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)


Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário