ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Vitória surpreende e derruba invencibilidade do Corinthians em plena Arena Alvinegra

Brumado: Colisão entre motociclistas na Av. João Paulo I; um deles teve suspeita de fratura na perna

Coordenação da 20ª Coorpin solicita apoio para resolver o caso da invasão dos cães errantes na sede da instituição

Intermunicipal 2017: Brumado enfrenta Palmas de Monte Alto fora de casa nesse domingo (20)

Tio de Geddel é encontrado morto

Craque Daniel Alves perde tia e primo em menos de 24 horas, em duas mortes trágicas

MEC prorroga prazo de inscrições para cursos técnicos do Pronatec

Dica Saborosa: #Sextou, então é Dia de Pizza na Casa da Tapioca

Vereador Lek Cabeleireiro reconhece o empenho da prefeitura na recuperação da galeria de esgotamento pluvial no Dr. Juracy

Bahia: Deputados Waldenor e Zé Raimundo participam da Caravana de Lula

Segurança: Comandante da 34ª CIPM faz balanço de suas primeiras ações

Família colhe beterraba gigante na horta de casa em Livramento de Nossa Senhora

Vereador de Luís Eduardo Magalhães é um dos mortos em desastre na BR-020

Centro Médico São Gabriel: Referência na área de Saúde em Brumado e região

Brumado: Polícia Civil recupera veículo que tinha sido roubado em Tanhaçu

Brumado: Secretário André Cardoso confirma amplo pacote de obras nas áreas de Educação, Saúde e Infraestrutura

Brumado: Neste sábado (19) tem mais uma edição do 8º Agosto Gospel

Tecnologia: Carteira de Habilitação Eletrônica deve ser disponibilizada em 2018

Bahia: Mais de 2.600 espécies de animais são consideradas ameaçadas de extinção

Padaria Divina: Irresistível: Delícias com uma qualidade inigualável


Brasil: Vacina contra zika deverá ser testada em humanos em 2018

Foto: Divulgação

A vacina contra zika que está em fase de testes no Instituto Evandro Chagas, no Pará, deverá ser testada em humanos em 2018, após ter apresentado resultados promissores em camundongos e primatas. O anúncio foi realizado durante a XIX Jornada Nacional de Imunizações, evento que ocorreu em São Paulo nesta última sexta-feira (11). O estudo está sendo desenvolvido em parceria com a Universidade do Texas e com apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde no Brasil. “As iniciativas com a vacina de zika estão andando mais rápido porque não foram identificados outros sorotipos do vírus, como é na dengue. Com isso, a complexidade é menor”, afirmou Consuelo Oliveira, pesquisadora clínica do Instituto Evandro Chagas. No estudo em camundongos, foram 46 cobaias testadas. Os camundongos que receberam o imunizante, metade do total, apresentaram anticorpos contra o vírus zika. Após o acasalamento das fêmeas, o vírus da zika não chegou até a placenta. “O que foi interessante é que, nas cobaias não vacinadas, vimos que o vírus fez o mesmo percurso observado em humanos. A placenta com déficit de nutrição, os bebês nascendo pequenos, as malformações...”, explica Consuelo. No mundo são cerca de 41 iniciativas que buscam produzir uma vacina contra a zika. No Brasil, o Instituto Butantan faz análises de uma vacina que seria utilizada contra todos os sorotipos da dengue e contra o vírus zika.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário