ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Morador cria bode solto e irrita vizinhos na comunidade de 'Passa Vinte', próximo a Itaquaraí

Brumado: 'Prefeitura não dispõe de terreno para ampliação do cemitério no distrito de Ubiraçaba', diz secretário de administração

Quatro morrem após batida entre carro e caminhão na BR-116, região de Cândido Sales

Homem sofre tiro acidental ao manusear arma de fogo em Livramento de Nossa Senhora

Brumado: Estacionamento desordenado na Praça Heráclito Antônio Cardoso provoca confusão

Bebê morre ao levar choque elétrico em geladeira

Polícia Civil já tem uma linha de investigação do duplo homicídio registrado em Aracatu

Brumado: Mais um brumadense leva R$ 10 mil na 'Nota Premiada' do Governo

Nutricionista da Clínica Mais Vida fala sobre a influência da nutrição na fertilidade masculina

Brumado: Com 22 anos de história e trabalhos sociais, Alternativa FM tem licença renovada por mais 10 anos

Manutenção preventiva da Embasa suspende abastecimento em Brumado e Malhada de Pedras

Brumado: Sem lugar para sepultar, moradores de Ubiraçaba pedem ampliação de cemitério

Tradicional celebração religiosa termina com diversas motocicletas apreendidas em Livramento de Nossa Senhora

Homens agridem agentes de trânsito após notificação por estacionar em local proibido em Vitória da Conquista

TCM orienta municípios sobre uso de recursos do Pré-Sal

Durante Assembleia, Policiais Civis aprovam paralisação das atividades por 48 horas a partir da próxima segunda feira (27)

Ibama renova licença de operação de minas e concentração de urânio da INB em Caetité

Brumado: Batida entre caminhão e moto deixa trânsito lento e motociclista ferido na Av. Coronel Santos

Atleta de Brumado vem se destacando em corridas de rua da Bahia

Brumado: Sem cadeira de rodas para locomoção de pacientes, idosa tem que ser atendida do lado de fora do Lacen


Estudo calcula que mudanças climáticas causarão 60 mil mortes em 2030

Foto mostra guindastes suspensos em meio à poluição em Londres (Foto: AP Photo/Matt Dunham, file)

Pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte, em Chapel Hill, nos Estados Unidos, estimam que as mudanças climáticas, caso não sejam contidas, deverão causar cerca de 60 mil mortes em 2030 e 260 mil em 2100 devido à poluição atmosférica. O estudo foi publicado nesta segunda-feira (31) pela revista "Nature Climate Change". O artigo expõe evidências crescentes de que os efeitos globais do clima sobre a saúde serão esmagadoramente negativos. De acordo com a revista, esta é também a pesquisa mais abrangente sobre como as mudanças climáticas afetarão a população por meio da poluição do ar. "A medida em que as mudanças climáticas afetam as concentrações de poluentes no ar, isso pode ter um impacto significativo na saúde do mundo todo, aumentando o número de pessoas que morrem devido à poluição todos os anos”, disse Jason West, que liderou a pesquisa na Universidade da Carolina do Norte ao lado da pesquisadora Raquel Silva. A alta das temperaturas acelera as reações químicas que criam os poluentes do ar, como o ozônio, e afeta a saúde pública. As regiões com clima mais seco também podem ter uma poluição pior do ar devido a uma menor ação das chuvas e a uma maior ocorrência de incêndios. West e Silva usaram um conjunto de modelos matemáticos sobre o clima para determinar o número de mortes que devem ocorrer devido aos poluentes em 2030 e 2100. Eles descobriram que todas as regiões do mundo, com exceção da África, terão uma alta de mortes relacionadas aos resíduos do ar. "Nossa descoberta é o sinal mais claro de que as mudanças climáticas prejudicam a qualidade do ar e da saúde", disse West.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário