97 News
publicidade
 
Vídeo em Destaque
 
Fãs dão o último adeus ao Maluco do Veneno
 
Mais vídeos
 
publicidade
 
Facebook
 
publicidade
17.Jun.2017 - 07:51
 
Joesley diz que Temer era 'o chefe da orcrim' e superior de Cunha; Geddel era mensageiro
Bahia Notícias
 
 

Entrevista foi concedida à revista Época | Foto: Reprodução/ Facebook
 

O sócio da holding J&F (a qual pertence o grupo JBS) Joesley Batista afirmou em entrevista publicada nesta sexta-feira (17) pela revista Época que o presidente Michel Temer “é o chefe da Orcrim [sigla para organização criminosa] da Câmara”.  Temer, Eduardo, Geddel, Henrique [Alves], [Eliseu] Padilha e Moreira [Franco]. É o grupo deles. Quem não está preso está hoje no Planalto. Essa turma é muita perigosa. Não pode brigar com eles", completou. Ele reforçou dizendo que o grupo que eles compõem é "“a maior e mais perigosa organização criminosa do Brasil. Liderada pelo presidente”. O empresário disse ter certeza de que o peemedebista sabia dos supostos pagamentos feitos ao ex-presidente da Câmara e deputado cassado Eduardo Cunha e ao doleiro Lúcio Bolonha Funaro, apontado como seu aliado. "Sem dúvida [Temer sabia dos pagamentos]. Depois que o Eduardo foi preso, mantive a interlocução desses assuntos via Geddel. O presidente sabia de tudo", afirmou. Joesley acrescentou ainda que Temer está acima de Cunha no esquema do qual participam. "A pessoa à qual o Eduardo se referia como seu superior hierárquico sempre foi o Temer”. Segundo o empresário, ele recebia pedidos de Temer. "O Temer não tem muita cerimônia para tratar desse assunto. Não é um cara cerimonioso com dinheiro", classificou. "Acho que ele me via como um empresário que poderia financiar as campanhas dele -e fazer esquemas que renderiam propina". Ele citou um exemplo. "Teve uma vez também que ele me pediu para ver se eu pagava o aluguel do escritório dele na praça [Panamericana, em São Paulo]", contou. Joesley afirma que não atendeu à solicitação. Na “organização” apontada pelo sócio da J&F, o ex-ministro Geddel Vieira Lima desempenhava um papel de mensageiro. "E toda hora o mensageiro do presidente me procurando para garantir que eu estava mantendo esse sistema", afirmou, acrescentando posteriormente: "Geddel [era o mensageiro]. De 15 em 15 dias era uma agonia terrível. Sempre querendo saber se estava tudo certo, se ia ter delação, se eu estava cuidando dos dois. O presidente estava preocupado. Quem estava incumbido de manter Eduardo e Lúcio calmos era eu", detalhou. Como já havia dito na delação da JBS, ele perdeu o contato após Geddel deixar a Secretaria de Governo. "Eu informava o presidente por meio do Geddel. E ele sabia que eu estava pagando o Lúcio e o Eduardo. Quando o Geddel caiu, deixei de ter interlocução com o Planalto por um tempo. Até por precaução". Segundo Joesley, além de Temer, Cunha e Funaro também faziam pedidos. No caso deles, as solicitações eram variadas – em uma das situações, Cunha teria pedido R$ 5 milhões para evitar a abertura de uma CPI que atingiria a JBS. O empresário afirma que não fez o pagamento. Os pedidos teriam continuado mesmo após a prisão do parlamentar, em outubro do ano passado. Joesley voltou ao Brasil no último domingo (11) para prestar esclarecimentos à Procuradoria Geral da República (PGR) – em comunicado, ele afirmou que estava na China, não nos Estados Unidos.


 
(0) comentário(s)
publicidade
 
Comentários
 

Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

 
 
Escrever comentário:
 
Nome:
E-mail (não será divulgado):
 Mensagem:
 
 
Voltar
 
 
23.Jun.2017 - Guajeru: Festejos de São Pedro recebem recursos do Governo da Bahia por meio da Bahiatursa
23.Jun.2017 - Brumado: Polícia Civil prende homem com dinheiro falso e cocaína
22.Jun.2017 - Suspeito de abusar das filhas é morto a pedradas em Dário Meira
21.Jun.2017 - Laboratório Diagnóstico comemora 10 anos de serviços prestados com excelência a Brumado e região.
21.Jun.2017 - Queda na temperatura: Inverno começa hoje (21) e segue até setembro
21.Jun.2017 - Forró do Mica 2017: Tudo pronto para a festa mais esperada do ano
17.Jun.2017 - Veja o momento em que ônibus atinge o carro da cantora Eliza Clivia, em Aracaju
16.Jun.2017 - VCA: Identificado casal de idosos que morreram em desastre no anel viário
16.Jun.2017 - Dias D`Ávila: Jovem de 22 anos é torturada e encontrada morta em carrinho de mão
16.Jun.2017 - Jequié: Homem é executado enquanto fazia as unhas
Rádio Alternativa FM 97,9
 
Últimos Eventos
 
 
Mais vídeos
 
publicidade
 
Comentários
 
Geilson Dos Santos Silva em:
Prefeitura dá início a trabalho de pavimentação asfáltica no Bairro Olhos D’água
 
Webiston Barbosa Reis em:
Só Legal e Beto Bonelly Produções: ‘Obrigado pelo grande sucesso do Forró do Sítio 2017’
 
João Vitor em:
Refletindo o sentimento popular: ‘Brumado está se tornando a terra da tristeza e da indignação’, afirma Zé Ribeiro
 
Webiston Barbosa Reis em:
AUCIB divulga lista dos cargos comissionados da secretaria do Legislativo e dos gabinetes dos vereadores de Brumado
 
 
 
Categorias
 
97 News © 2010-2017. Todos os direitos reservados.
 [email protected]
Hospedagem e Desenvolvimento: HD Soluções