ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Passagem de nível será a primeira do país com as novas normas da ANTT

Fann Estourado chama a atenção de produtor musical com reconhecimento nacional e irá gravar seu novo sucesso com ele

Brumado: Motociclista tenta desviar de cão, cai da moto e sofre ferimentos na Virgílio Costa Ataíde

Adolescente e criança quase são atropelados por uma caminhonete na BA-148, próximo à Lagoa do Arroz

Internet Wi-Fi vs Li-Fi: conheça diferenças e semelhanças entre conexões

Brumado: Começam as obras da Creche do Bairro São José

Segurança: Produtividade da 34ª CIPM cresceu em 2018, revela o SISPROPOL

Animal na pista quase provoca acidente na BA-148, na altura do antigo Parque dos Avestruzes

Afastado do cargo de Superintendente de Trânsito, Jansen Ricardo fala sobre os três meses que ele esteve à frente da SMTT

Adolescente morre após comer macarrão instantâneo e chocolate

Dia do Índio: indígenas reforçam luta contra preconceito e esteriótipos

Riacho de Santana: Assentamento Contendas quer regularização de lotes, água, luz e apoio técnico

'Gemidão do WhatsApp' leva Justiça a determinar que homem peça desculpas a prefeita piauense

CCJ aprova prisão para quem reproduz imagem aviltante de cadáver em meio de comunicação

Lei Seca fica mais rigorosa a partir desta quinta

Psicologia no Centro Médico São Gabriel com Roberta Assis

Novo texto do CPP enfraquece atuação do MP e não contribui para o combate à impunidade, avalia CONAMP

Atleta brumadense vence prova feminina na Meia Maratona do Descobrimento

Brumado: Pacientes insatisfeitos com o Lacen; segundo eles a demora é cada vez maior e resultados de exames estão até sumindo

Funcionário de igreja acusado de estupro após coroinha contrair sífilis é afastado


Produção proíbe perguntas sobre 'Aviões' à Solange e irrita imprensa de Salvador

Perguntas pessoais também foram proibidas. Cantora se limitou a responder apenas futilidades e coletiva se tornou um grande fiasco (Foto: Reprodução)

Solange Almeida precisa tomar cuidado para não ganhar a antipatia da imprensa – principalmente agora que está em carreira solo e precisa divulgar os novos trabalhos. Durante o “Arraiá do Galinho 2017”, realizado em Salvador no último fim de semana, a artista impôs várias restrições aos jornalistas para fugir de perguntas espinhosas. O RD1 esteve presente no local. Minutos antes de uma entrevista coletiva com ela, todos os repórteres foram expressamente proibidos de fazer qualquer pergunta sobre vida pessoal ou Aviões do Forró. “Serão só cinco perguntas e nada de Aviões, ok?”, berrou um produtor do evento antes de ela entrar na sala de imprensa. O aviso reforça a tese de que a relação dela com o antigo grupo ainda não está boa, diferentemente do que foi divulgado por ambas as partes. Durante a entrevista, a baiana falou obviedades e exibiu seu look brilhoso. “Tem mais dez anos que fiz a minha redução, hoje me sinto outra mulher”, afirmou, ao mencionar perda de peso. Sol, como gosta de ser chamada, apresentou músicas de trabalho intituladas “Revoltada” e “Faça-me Um Favor” durante o show. Mas – como nem todo mundo conhece o repertório dela – incluiu músicas populares e antigas de forró para incrementar a apresentação. Não é a primeira vez que Sol dá esse tipo de tratamento aos jornalistas na capital baiana. No “Salvador Fest” de 2016, quando ainda integrava o Aviões do Forró, foram muitas as reclamações de repórteres e fotógrafos sobre a cantora. A negativa de Solange em falar sobre o Aviões pode ter um motivo comercial forte. Sua saída da banda parece ter interferido também no bolso da cantora, já que sua carreira solo vem patinando. De acordo com a coluna do jornalista Léo Dias, do jornal “O Dia”, Sol vai receber um cachê de  R$ 200 mil para tocar em um evento junino em Euclides da  Cunha, na Bahia, enquanto a sua antiga banda, Aviões do Forró vai receber R$ 280 mil para se apresentar no mesmo evento. Este é um dos motivos apontados como provocador de atritos velados, nos bastidores, entre a cantora e o grupo liderado por Xand Avião. 



Comentários

  • Webiston Barbosa Reis

    "Em definitivo, o dinheiro perdeu o seu valor. Pagar R$ 200.000,00(duzentos mil reais)para uma \"ARTISTINHA MEIA BOCA\" dessas se apresentar num evento junino...Conta outra. E o que mais me impressiona é que quem banca tudo isso é justamente o POVO que tanto se queixa da quebradeira, da crise, do desemprego etc...Comprando ingressos para tais shows."

Deixe seu comentário