ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Waldenor e Zé Raimundo se reúnem com secretário de saúde para tratar da agenda de inauguração dos leitos da UTI de Brumado

13 de Dezembro - Dia do Pedreiro: Quartzolar parabeniza a todos os profissionais

Servidor do INSS de Vitória da Conquista é condenado por fraudes em concessão previdenciária

Moradores do São Jorge preocupados com poste danificado; 'pode causar um grave acidente', relatam

Delegacia Territorial de Polícia Civil de Livramento recebe reforma

Instituto Nacional de Meteorologia emite boletim de alerta para Brumado e demais cidades da Região Sudoeste

Vem ai virada de preço: Raneychas e Banda Magnatas no Pré-Réveillon da AABB de Brumado

Brumado: Chuvas deixam estradas e pontes do meio rural intransitáveis; em alguns locais moradores estão ilhados

O filme se repete: Pista da Lindolfo fica destruída após a forte chuva da noite desta terça-feira (12)

Rastreamento com Inteligência: Aproveite a nova promoção da RotSat

Fraudes: PF cumpre mandados na Câmara de Deputados em investigação

Trabalhadores da RHI Magnesita e da Brumado Talco reprovam propostas do ACT/2017

Em visita ao Parque de Exposições Gilson Brito, comandante da 34ª CIPM elogia estrutura do Brumado Sunset

Ultrassonografia na Clínica Master com Dr. Joaquim Donato Júnior

Brumado: Temporal danifica vias públicas e derruba muros na cidade

TRF mantém bloqueio de 20 milhões em precatórios do Fundef recebidos por Paratinga (BA)

Cinco bandidos morrem em confronto com a Polícia após assalto a banco na BA; população aplaude

Sócios definem nesta quarta-feira (13) o novo presidente do Vitória

Flagrante: Adultos 'brincando' no parquinho infantil da Zeca Leite

Livramento: CIPE/Sudoeste apreende 4 espingardas artesanais no Distrito de Itanagé


Fina ironia: Maior processador de carne do mundo; Grupo JBS abate Temer e Aécio

Foto: Reprodução l Charge do Borega

O Grupo JBS, considerado um dos maiores produtores e processadores de carne do mundo, cometeu uma fina ironia com o Brasil nos últimos dois dias: abateu, com chances praticamente nulas de sobrevida, os caciques Michel Temer, do PMDB, e Aécio Neves, do PSDB. O impacto das gravações de Joesley Batista foi tão grande que Temer, ainda presidente da República, se viu obrigado a fazer um pronunciamento público de que não renunciaria ao posto. É uma espécie de mentira para si. A divulgação do áudio da conversa entre Joesley e Temer, no Palácio do Jaburu, confirma o que o presidente insiste em negar. Se Temer não deu aval para a mesada para o cala a boca de Eduardo Cunha, foi cúmplice do dono do Grupo JBS nas relações pouco ortodoxas com o poder. O presidente já perdeu ministros e partidos. E reza para não perder a cabeça. Já que o peemedebista ainda acredita sobreviver, não se pode falar o mesmo do senador afastado Aécio Neves. De 2014 para 2017, o tucano deixou de ser quase presidente da República para ser um quase preso. O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, negou o pedido para que Aécio fosse trancafiado. O mesmo não aconteceu com a irmã dele, Andrea Neves. Amanhecerá com o sol quadrado. Um interlocutor do ex-candidato ao Palácio do Planalto, flagrado recebendo recursos não lícitos do Grupo JBS, foi a isca perfeita para atrair Aécio para o abate. Caiu no grampo de Joesley tanto quanto Temer. E sepultou de vez as chances do grão-tucano seguir os passos do avô, Tancredo Neves. Os irmãos Batista agora, além de responsáveis por processar produtos de origem animal, são responsáveis por abater humanos. Ainda que politicamente.



Comentários

    Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.

Deixe seu comentário