ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Iniciada a vistoria dos veículos que atuam no Transporte Escolar do município

Caculé: oposição e deputados buscam ampliação da oferta de água para a cidade

Sertanejo de Raiz: Dupla Nadim e Beira-Rio participa de programa na 97FM

Globocop cai na orla da Zona Sul do Recife e deixa dois mortos

Conquista: Em protesto a favor de Lula, integrantes do MST fecham a BR-116; idoso falece durante a manifestação

Sorteio Eletrônico para o ano letivo de 2018 na Rede Municipal de Ensino acontece em clima de tranquilidade

Sorteio eletrônico das vagas para o ano letivo de 2018 terá somente a participação do MP, educadores, conselhos e imprensa; secretária explica os motivos

Inscrições para o Sisu começam nesta terça-feira (23)

Engenheiro civil de Mucugê sofre acidente de carro entre os municípios de Brumado e Sussuarana

Vitória negocia retorno do zagueiro Victor Ramos

Começou a matrícula de estudantes do Ensino Médio que desejam ingressar na rede estadual

Adolescência agora vai até os 24 anos de idade, e não só até os 19, defendem cientistas

Obrigado Brumado! Verão Vip 2018 foi um sucesso

‘Existe claramente uma perseguição política a Lula’, afirma presidente do PT de Brumado

Brumado: Sorteio eletrônico das vagas para o período letivo de 2018 acontecerá nesta terça-feira (23)

Brumado: Vende-se casa com piscina e área de lazer

Ibiassucê: Ginásio de esportes paralisado há anos é concluído com apoio de Waldenor e Zé Raimundo

Brumado: Creche do bairro São José será construída com recursos federais e apoio do município; obra está orçada em mais de R$ 1 milhão

Brumado: Serviço de Internação Domiciliar é implantado no município

Livramento: Advogado acusa PM de agressão com soco no rosto


Claudia Leitte e Bell Marques devem mais de R$ 30 milhões para a União

Foto: Reprodução

"Acho que pior que tá não fica", afirma Cristiano Lacerda, empresário do bloco baiano Ara Ketu à la Tiririca antes de explicar a dívida de R$ 2,8 milhões das empresas que os integrantes da banda têm: são decorrentes da crise político­econômica que o país enfrenta. "A gente foi pego por essa crise que assombrou o país nos últimos anos e atingiu diretamente nosso segmento. Quando tem recessão, somos os primeiros a ser cortados. Estamos com planejamento de tentar resolver esse ano", completa. O passivo em questão se refere à Dívida Ativa da União, ou seja, débitos de pessoas jurídicas ou físicas com órgãos públicos, como INSS, Ministério do Trabalho ou Receita Federal, que não foram pagos espontaneamente. Assim, se tornam títulos executivos, passíveis de discussão perante o Judiciário. O assunto veio à tona pelo site notícias "Buzzfeed". Apesar do alto valor devedor, não é o Ara Ketu que acumula a maior dívida. A cantora Claudia Leitte tem pendência com a União de R$ 22,5 milhões com as empresas Ciel Empreendimentos Artísticos e 2T's. Em comunicado, o advogado da cantora, Alessandro Dessimoni, afirma que "os débitos fiscais das empresas 2TS e Ciel estão sendo discutidos judicialmente, portanto pendentes de julgamento —o que significa que estamos analisando o parcelamento dos débitos de acordo com o novo Programa de Regularização Tributária". O ex­integrante da banda Chiclete com Banana, Bell Marques acumula R$ 11,2 milhões em dívidas com cinco empresas ligadas ao seu nome. Segundo sua assessoria, "tais débitos serão objeto de regular parcelamento por meio do Programa de Regularização Tributária." A cantora Daniela Mercury comparada com os outros cantores citados acima tem uma pequena dívida, de R$ 26 mil. De acordo com a sua mulher, Malu Mercury, "esse valor trata­se de uma multa de um processo envolvendo a DRT (Delegacia Regional do Trabalho). Não concordamos com essa multa e estamos recorrendo em juízo. Não é um dívida. É um processo." Segundo uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa e Economia Aplicada (Ipea) em 2008, um processo de execução fiscal demora em média oito anos para ser julgado.



Comentários

  • Webiston Barbosa Reis

    "Esses artistas estão literalmente NADANDO no dinheiro. As dívidas contraídas por eles por menores ou maiores que sejam são sempre parceladas, porém, seus cachês não o são. Infelizmente aqui no Brasil têm-se a mania de se passar a mão na cabeça de alguns e perdoá-los por tais irregularidades para em seguida obrigarem o POVO que não tem nada a ver com isso a arcar com toda essa conta. Espero que a Receita Federal NÃO perdoe um centavo de tudo isso."

Deixe seu comentário