ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Mantida indenização de R$ 3 mil a homem que se machucou em buraco na via pública

Itapetinga: Coordenadora da Vulcabrás que se auto-envenenou acidentalmente não resiste e morre

Planalto registra 2º assassinato em menos de 24 horas. Vítima foi identificada

Suposto causador da tragédia na BR-116 não tinha idade para dirigir micro-ônibus

Brumado: Polícia Civil prende condenado por tráfico de drogas

Envolvidos em sequestro de ex-prefeito de Valença são transferidos para Salvador

Domingo: Vitória e Bahia fazem primeiro grande teste da temporada

CNJ: Maioria dos integrantes do Conselho Nacional de Justiça recebeu acima do teto

Tragédia: Bebê de 1 ano e 4 meses morre afogado após cair em balde

Sorte: Apostador ganha sozinho prêmio da Mega-Sena no valor de R$104,5 milhões

Brumado: PMB convida população para audiência pública dos relatórios das `Metas Fiscais do 3° Quadrimestre de 2017´

Bahia: Escritório da Embasa contrata empresa de advocacia sem licitação por R$ 343,8 mil

Resposta à comunidade: PM realiza abordagens em busca de criminosos que cometeram assaltos em Livramento

Bahia: Bancários baianos não vão aderir a greve geral na segunda-feira (19)

Absurdo: Idosa recebe soco no rosto porque não tinha dinheiro para pagar dívida de R$ 40

Brumado: Polícia prende homem com drogas no bairro São Felix; o mesmo já tinha mandado de prisão em aberto

Mito ou Verdade? Jovem diz que engravidou com espermatozoide voador e deixa a cidade em pânico

Janaúba: Pai esquece a filha dentro de carro e menina acaba morrendo por asfixia

Lealdade: Cão fica à espera do dono morto por atropelamento na Av. Centenário

Brasil: Intervenção federal é usada pela primeira vez em mais de 30 anos no país



BUSCA PELA CATEGORIA "Saúde"

Dono de cão com suspeita de Calazar acusa agente de endemias por cobrar exame; setor se defende

(Fotomontagem: 97NEWS)

O mototaxista Fábio Oliveira de Azevedo procurou o Grupo Alternativa de Comunicação para apresentar uma denúncia contra um agende de endemias, o qual, segundo ele, cobrou para a realização do exame de constatação do Leschimaniose Visceral, o popular Calazar. “O meu cão apresenta muitos sintomas que indicam ser Calazar e os agentes foram em casa e se recusaram a fazer o exame e, depois que fui ao setor novamente, me informaram que somente pagando que poderia realizar o procedimento confirmatório”, relatou e ainda indagou que “pagar por um exame que é de responsabilidade do estado é uma afronta, já que pagamos os impostos, além do que é um caso de saúde pública, pois caso o cão esteja mesmo infectado ele está colocando a vida da minha família e da vizinhança em risco. Não temos coragem para sacrificar o animal, então somente o setor de endemias para resolver o problema”.  Nossa equipe falou com o coordenador do setor de endemias, Fábio Azevedo que explicou que “realmente não temos o exame Elisa, que é o confirmatório, mas temos o kit de triagem, que mostra a suspeita. O Lacen também está sem o kit, então o único jeito é retirar o sangue e entregar para os proprietários para fazerem o exame num laboratório particular”. Questionado sobre os números do Calazar em Brumado, ele respondeu que “temos 3 casos suspeitos, os quais estão sendo monitorados”. 



Agentes da VIGEP intensificam combate ao Aedes nos Bairros Malhada Branca e São Félix

Os agentes durante a realização do trabalho (Foto: Luciano Santos / 97NEWS)

O aumento dos índices endêmico da Dengue e Zika Vírus nos bairros Malhada Branca e São Félix desencadeou uma ação especial da Vigep que foi iniciada na manhã desta terça-feira (29), onde um grupo de agentes de combates a endemias realizaram uma ação específica de conscientização, bloqueio e de monitoramento aos reservatórios. Nos quarteirões onde foram notificados os casos suspeitos de Zika Vírus e Dengue foi realizado um trabalho mais abrangente (foto abaixo). Os trabalhos foram comandados pelos agentes Genivaldo Roca e Francirlei. Segundo a coordenação do Vigep os trabalhos serão estendidos para outros bairros que apresentaram um índice de infestação acima da média. Dentro do novo cronograma adotado pela Secretaria Municipal de Saúde, que, inclusive, realizou um encontro nesta segunda-feira (29) com líderes comunitários para tratar da tríplice endemia, as ações devem ser intensificadas ainda mais, já que a participação da comunidade como um todo é vital para o sucesso no combate ao mosquito transmissor. 

(Foto: Luciano Santos / 97NEWS)


Mulher com filho recém-nascido doente diz que Sesau está impedindo que ela faça o Cartão do SUS

A dona de casa Eugênia Santos clama pela liberação do Cartão do SUS para que seu bebê possa fazer os exames (Foto: Marcos Paulo / 97NEWS)

A comprovação de residência para uma pessoa que mora em uma casa alugada, às vezes, acaba se tornando um tormento. Esse é o caso da dona de casa Eugênia Souza Santos (42) a qual estaria passando uma situação de grande aflição. Ela relatou o caso à reportagem do 97NEWS explicando que deu a luz há cerca de 7 meses e seu bebê vem apresentando vários problemas de saúde e, ao passar pelo médico, o mesmo pediu uns exames com urgência, mas ela está sendo impedida pela Secretaria Municipal de Saúde de realizar esses procedimentos porque não tem comprovante de residência e, por isso, não pode receber o Cartão do SUS. Agoniada ele relatou que “eu já fui várias vezes até a secretaria, mas sem sucesso, pois como moro em casa alugada e não tenho como comprovar a minha residência da forma que eles querem” e continuou justificando que “quando vou à Central de Marcação eles não autorizam a marcar os exames que são urgentes, porque não tenho o cartão. Meu bebê está apresentando problemas que podem ser graves e precisa fazer os exames o mais rápido possível”. E com lágrimas nos olhos citou que “porque tanta crueldade assim com um recém-nascido. É uma desumanidade sem tamanho. Espero que eles voltem atrás e liberem o cartão do SUS porque eu moro em Brumado e tenho como provar isso, mas não por meio da conta de água e luz, porque não estão no meu nome”. 



Rui Costa entrega 10 ambulâncias avançadas do SAMU; Brumado ficou mais uma vez 'de fora da festa'

Os contemplados felizes da vida recebendo as chaves das ambulâncias e Brumado mais uma vez ficou 'chupando dedo' (Foto: Divulgação)

O governador Rui Costa realizou a entrega de dez ambulâncias avançadas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), com capacidade para transportar pacientes com necessidades de maior complexidade, na manhã desta quarta-feira (16), para as prefeituras de dez municípios baianos - Eunápolis, Guanambi, Ilhéus, Itabuna, Paulo Afonso, Santo Antônio de Jesus, Senhor do Bonfim, Vitória da Conquista, Lauro de Freitas e Itapetinga. Os veículos, que têm capacidade para realizar cobertura regional, poderão atender um número maior de cidades, conforme sejam solicitados. Cada ambulância contará com um médico, um enfermeiro, um técnico de enfermagem e um condutor socorrista.O municipio de Brumado ficou mais uma vez "de fora da festa", o que vem comprovar que o governador Rui Costa não vem tendo os seus olhos voltados par ao município que vem sofrendo crises severas no setor de segurança pública, saúde, educação, social, ou seja, é uma cidade esquecida pela atual gestão estadual, que, infelizmente, prometeu muito e não cumpriu nada. 



Brumado contra a Dengue: Piabas são colocas nos reservatórios da Malhada Branca

Os agentes colocando os peixes nas caixas d'água (Foto: Marcos Paulo / 97NEWS)

O Bairro Malhada Branca vem registrando um índice de infestação de criatórios do mosquito Aedes Aegypeti acima do normal, os quais já atingem a casa dos 3%, o que vem preocupando os moradores a as autoridades sanitárias. Vários casos confirmados de Dengue e Zika Vírus e um crescente número de notificações, acenderam o alerta do perigo. Devido à queda no enviou do larvicida por parte da regional de Vitória da Conquista, os agentes de endemias encontraram uma solução alternativa no combate aos criatórios que vêm se expandido nos reservatórios das residências do referido bairro, que é a colocação de piabas, as quais se alimentam das larvas do mosquito. O repórter Marcos Paulo do 97NEWS acompanhou o trabalho dos agentes, o qual pode ser visto no vídeo abaixo: 



Casos de microcefalia remetem ao trauma da síndrome da talidomida nos anos 60

Foto: Reprodução

Em agosto deste ano, autoridades e médicos brasileiros depararam com o aumento inesperado do nascimento de crianças com microcefalia, uma malformação irreversível no cérebro. Até o final de novembro, quando o Ministério da Saúde confirmou a relação entre as ocorrências e a chegada do vírus Zika ao Brasil, não se sabia ao certo a origem dos casos, pois não se encaixavam nos diagnósticos já conhecidos pela literatura médica. Perguntado sobre uma situação comparável a essa pela Agência Brasil, o presidente da Associação Brasileira de Saúde Coletiva, Gastão Wagner Campos, relembrou as deformidades causadas pela talidomida nos anos 50 e 60. Em 1959, médicos alemães começaram a relatar o aumento da incidência de nascimento de crianças com um tipo peculiar de malformação congênita, com deformidades no esqueleto, nas pernas e ausência de alguns ossos nos braços. Dois anos depois, pediatras começaram a relacionar os casos ao uso da talidomida (substância tranquilizante e anti-inflamatória, usada para controlar enjoos durante a gravidez) por gestantes. No Brasil, pelo menos 700 pessoas nasceram com malformação genética devido ao uso da talidomida. No mundo todo, foram cerca de 10 mil casos. A talidomida circulou como produto livre de efeitos adversos no Brasil até 1962, quando foi banida no país. O remédio voltou a circular no país em 1966, quando começou a nascer a chamada “segunda geração talidomida”. Em 2006, ainda houve registro de uma gestante que teve filhas gêmeas com deformidades, depois de ter tomado o medicamento da mãe, sem indicação médica.



Brumado: Coordenador do Setor de Endemias revela situação crítico no combate ao aedes aegypti

O coordenador Fábio Azevedo fez o alerta da queda na distribuição do produto para Brumado (Foto: Marcos Paulo / 97NEWS)

O coordenador do setor de endemias, Fábio Azevedo, foi ouvido mais uma vez pela reportagem do 97NEWS para falar da atual situação do combate ao aedes aegypti na cidade. Primeiramente questionado sobre a situação do bairro Malhada Branca, já que uma matéria feita pela nossa equipe revelou uma situação muito preocupante, com um grande número de reservatórios com altas taxas de larvas do mosquito, ele respondeu que “realmente a situação é séria lá, pois foram feitas apenas duas aplicações do larvicida e, com isso, os reservatórios focados podem mesmo ter um alto índice de infestação” e continuou explicando que “mas, mesmo assim, nossos agentes adotaram uma ação alternativa, que é soltar as piabas que se alimentam das larvas, o que vem dando um resultado muito significativo”. Sobre os índices do Zika Vírus no bairro ele declarou que “realmente os índices de infestação vêm aumentando estando próximos dos 3%, lembrando que a OMS regula o 1% como o ideal”. No final ele fez uma declaração bombástica ao citar que “quando a 19ª Dires regulava a distribuição do larvicida, nós em Brumado recebíamos cerca de 80 quilos mensais do produto, o que era suficiente para o combate, mas, agora que houve a regionalização e o comando foi para Vitória da Conquista, nós recebemos apenas 20 quilos nos 8 ciclos, o que é um déficit considerável e preocupante”. E finalizou dizendo que “nós insistimos, mas não somos ouvidos, então fica aqui o desabafo, pois necessitamos muito do produto para que o combate seja mais efetivo. Por isso é cada vez mais importante a participação da população nessa guerra, não deixando acumular água parada em suas residências”. 



Revolta: Moradores da Malhada Branca afirmam que o bairro está infestado de focos do aedes aegypti

Os focos do mosquito se multiplicaram com a última chuva que deu na cidade (Foto: Marcos Paulo / 97NEWS)

Com o surgimento de novos casos de microcefalia na Bahia, o alerta no combate ao mosquito aedes aegypti, que é o transmissor do zika vírus, que foi comprovadamente associado a essa possível epidemia que pode acontecer no estado, nunca foi tão urgente. Em Brumado, apesar de ainda não ter sido constatado nenhum caso oficial de microcefalia, alguns setores da população já começa a demonstrar certo desespero diante do futuro, já que há meses não é feita a colocação do larvicida por parte dos agentes de saúde, sob a alegação que o Ministério da Saúde suspendeu a distribuição do produto devido à crise. A reportagem do 97NEWS esteve na manhã desta quinta-feira (10) no Bairro Malhada Branca, já que vários moradores entraram em contato com a redação alertando para um crescimento assustador de focos de larvas do aedes aegypti, inclusive com a suspeita do aparecimentos de casos de Zika Vírus, sendo que alguns teriam sido até comprovados. Segundo a moradora Augusta de Amorim Moreira (48) “a situação é cada vez mais grave, pois em um grande número de casas os moradores parecem não estar nem ai para a situação, acumulando água parada em casa, criando assim todas as possibilidades para o mosquito se procriar”, ela ainda argumentou que “eu cuido muito bem da minha casa não permitindo que se acumule água, mas infelizmente na vizinhança isso não está acontecendo, o que é agravado pela ausência dos agentes de endemias que não vieram mais colocar o produto. Estamos abandonados, a sujeira e os entulhos estão tomando conta, enquanto nós temos que pagar os impostos. Que Deus tenha misericórdia de nós”. A moradora Maria Vieira (55), também colocou que “enquanto alguns cumprem o seu dever eliminando os focos, outros parecem estar nem aí para a situação, que é muito grave, pois aqui na região da UPA, os casos de Zika começam a aparecer deixando principalmente as mulheres em desespero”. A nossa equipe verificou a veracidade das denúncias, como pode ser visto no vídeo abaixo feito pelo repórter Marcos Paulo: 



Casos suspeitos de microcefalia na Bahia chegam a 180, aponta Ministério da Saúde

Saúde apura se há relação de supostas malformações com o zika vírus. Balanço mais recente da Secretaria de Saúde aponta 150 suspeitas. (Foto: Reprodução)

Dados do Ministério da Saúde, divulgados nesta terça-feira (8), apontam que a Bahia tem 180 casos suspeitos de microcefalia e duas mortes sob investigação. Na segunda-feira (7), balanço da Secretaria Estadual de Saúde apontou 150 casos suspeitos da doença. O número de mortes confirmadas chegou a 6, conforme dados da gestão estadual. Conforme os dados do Ministério, o número de casos na Bahia só está atrás de Pernambuco (804) e Paraíba (316). A microcefalia é uma condição rara em que o bebê nasce com o crânio do tamanho menor do que o normal. A microcefalia é diagnosticada quando o perímetro da cabeça é igual ou menor do que 32 cm – o esperado é que bebês nascidos após nove meses de gestação tenham pelo menos 34 cm. O perímetro foi revisado pelo ministério no último dia 4. Antes, a microcefalia era apontada nos casos de circunferência craniana menor do que 33 cm. Para o diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, ainda pode demorar sair o resultado de uma vacina contra o zika vírus. “O tempo de desenvolvimento de vacina é um tempo longo porque os estudos clínicos são demorados. É algo em torno de dez anos, supondo que as coisas deem certo”, afirmou.



Enfermeira coordenadora do Centro de Saúde de Brumado fala sobre a Zíka Vírus e a Microcefalia

A coordenadora de enfermagem do Centro de Saúde de Brumado, Fabiana Leal destacou as principais medidas preventivas a serem tomadas (Foto: Marcos Paulo / 97NEWS)

A Zika Vírus, apesar de ser uma doença nova, começa a causar uma grande apreensão na população brasileira, já que a cada vez mais possível relação com os casos de microcefalia que vêm acontecendo pelo país a fora acenderam um forte alerta sobre as gestantes e as crianças até 07 anos de idade. A reportagem do 97NEWS falou nessa manhã com a enfermeira Fabiana Leal que é a coordenadora do setor de enfermagem do Centro de Saúde de Brumado, a qual falou sobre as principais medidas que estão sendo adotas pelo órgão. Segundo ela o número de mulheres que vêm mostrando aflição com a doença ainda é pequeno, mas com a quase confirmação de uma relação com a microcefalia, todos os cuidados devem ser observados. Ela relatou que “aqui no centro de saúde nós estamos passando todas as orientações necessárias as gestantes, pois a situação é realmente preocupante”. Questionada sobre quais são as principais medidas ela pontuou que “é imprescindível manter o cartão de vacinação atualizado, realizar todos os exames solicitados, não consumir bebidas alcoólicas ou qualquer tipo de entorpecente, manter as portas e janelas fechadas no horário de pico dos mosquitos ou colocar telas nas mesmas, usar repelentes que são autorizados para gestantes, ter os cuidados especiais até o 4º mês de gestação, usar camisa de manga cumprida, manter-se longe de quem apresentar febre e pintas e calafrios no corpo” e continuou dizendo que “essas serias as principais medidas a serem tomadas. Vale lembrar que em Brumado ainda não teve nenhum caso suspeito de microcefalia, então é bom tomarmos todos os cuidados eliminando todos os possíveis focos do mosquito transmissor”. 



MEC publica Portaria que autoriza implantação do curso de Medicina na UFBA-Conquista

(Foto: Reprodução)

O Ministério da Educação (MEC) publicou, na última quarta-feira (02), no Diário Oficial da União, a Portaria nº. 943 que autoriza a implantação do curso de Medicina na Universidade Federal da Bahia (UFBA), em Vitória da Conquista. Serão oferecidas inicialmente 45 das 80 vagas disponibilizadas pelo MEC. As referidas vagas serão incluídas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu/MEC) para a seleção através do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). Os alunos que prestaram o último ENEM, realizado no mês de outubro deste ano, poderão concorrer às vagas do curso de Medicina (bacharelado). De acordo com a Direção da UFBA-Conquista, por conta da greve que postergou a conclusão deste ano letivo, as aulas no novo curso estão previstas para começar somente em junho de 2016 (semestre letivo 2016.1). Uma Comissão de Acompanhamento e Monitoramento de Escolas Médicas – CAMEM, instituída pelo Ministério da Educação, em conformidade com a Portaria nº. 306, de 26 de março de 2015, irá avaliar periodicamente o curso de Medicina. Com a chegada desse novo curso, a UFBA-Conquista passa a oferecer agora sete opções de cursos de graduação: Enfermagem, Nutrição, Farmácia, Psicologia, Biotecnologia, Ciências Biológicas e Medicina. São cerca de 250 vagas ofertadas a cada ano aos estudantes que buscam uma formação profissional, sobretudo, humana e cidadã.



Brumado: Radialista Carlos Silva coloca secretário estadual de Saúde em ‘saia-justa’

Sob os olhares do prefeito municipal, o radialista Carlos Silva colocou o secretário estadual de saúde na parede (Foto: 97NEWS)

A visita do secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas a Brumado, aconteceu sob forte clima de pressão, já que o setor vem recebendo uma avalanche de críticas, devido ao déficit em sua resolutividade. Recepcionado por lideranças políticas locais, o secretário acabou dando uma entrevista coletiva no próprio aeroporto e recebeu uma pergunta fulminante do radialista Carlos Silva, apresentador do Jornal da Alternativa 1ª Edição, o qual o colocou na parede com o seguinte questionamento: “secretário a situação é crítica na área de saúde, então, diante disso o que podemos esperar de real do governo do estado para ajudar Brumado, já que a população está cansada de promessas e quer mesmo é ação, pois a situação é cada vez mais crítica, com pessoas morrendo enquanto se espera uma UTI que já era para estar instalada?”. O secretário acabou sendo evasivo e não confirmou a instalação da UTI e nem melhorias na área de saúde, somente se limitando a dizer que “o governador nos pediu para virmos a Brumado para conhecermos melhor a situação, para depois analisarmos o que poderemos fazer, mas, nesse primeiro momento não posso fazer nenhuma afirmação além do que faremos o máximo para que a UTI seja instalada”. A resposta foi avaliada como não convincente pelo radialista, que esperava uma confirmação oficial da instalação da Unidade de Terapia Intensiva de Brumado, já que vem lutando muito ao lado da população para que isso aconteça. 



Vitória da Conquista registra primeiro caso de microcefalia. Prefeitura está monitorando

Foi realizada a mobilização dos profissionais de saúde para notificação de casos de microcefalia em Vitória da Conquista. (Foto: Reprodução)

Em Vitória da Conquista, o Governo Municipal seguindo orientações do Ministério da Saúde e da Secretaria Estadual de Saúde da Bahia (Sesab), mobilizou a Vigilância Epidemiológica.O motivo é por conta do alerta máximo no levantamento de notificações de casos de microcefalia nos serviços de saúde, principalmente para os hospitais que tenham maternidade. Também já foi encaminhada nota técnica para estes serviços com orientações sobre o diagnóstico e a notificação imediata à Secretaria Municipal de Saúde sobre aparecimento de novos casos. Até o dia 25 de novembro, foi identificado um caso de microcefalia em um recém-nascido do município. A Secretaria de Saúde está realizando a investigação sobre a doença. Até agora, não foi identificada correlação com o Zika Vírus.



A Power Gym comemora por ter alcançado quase 2 mil alunos inscritos

Foto: Reprodução

A academia Power Gym além de se tornar o mais novo empreendimento em academia da região, a organização está preparando uma grande surpresa para você. Vem ai novos empreendimentos com a qualidade Power Gym. A academia contará com uma equipe de profissionais preparados e altamente qualificados para lhe atender, disponibilizando nutricionista, fisioterapeuta, avaliador físico, professores, estagiários de educação física e as melhores consultoras de Brumado. Por conta de tudo isso, hoje a Power Gym também comemora por ter alcançado mais de 1.899 inscritos no último mês. Ao mesmo tempo, a Power Gym convida a todos para realização de suas matrículas e garantir sua vaga na melhor academia da região. A Power Gym fica localizada na Avenida Centenário, 1.256, próximo a EPCL, telefone (77) 3441-7661. Power Gym, sua força faz a diferença.



Ganhador da quadra premida da Mega Sena doa prêmio para garoto de seis anos

Carta e bilhete premiado enviados à Matheus. Foto: Divulgação

O  que você faria se ganhasse um prêmio na loteria? Ostentaria? Pagaria dívidas? Mas nenhuma dessas alternativas foi a escolha de um ganhador anônimo, que levou o prêmio da quadra premiada e resolveu doar tudo para um garotinho de seis anos. Matheus, sofre de displasia neuronal no intestino e precisa fazer um transplante de intestino, o procedimento só é realizado nos Estados Unidos, e custa cerca de 1 milhão de dólares, cerca de 4 milhões de reais. Por conta da doença, ele não pode se alimentar por vias naturais, porque seu intestino não funciona, por isso carrega consigo uma máquina com uma sonda, que o nutre e o hidrata incessantemente. Para ajudar Matheus, o ganhador deixou o bilhete premiado no valor de 719 mil reais e uma carta na portaria da TV Bandeirantes, em Belo Horizonte. De acordo com a emissora, o bilhete premiado foi deixado por um adolescente, de aproximadamente 17 anos, e que não quis se identificar. No fim da carta deixada, o apostador anônimo ainda brincou: “Quem sabe da próxima vez tenhamos mais sorte! Essa passou perto… E fique atento ao prazo de resgate do prêmio”, disse. Embora a doação tenha sido recebida, ainda falta bastante para que o garotinho possa realizar o procedimento médico. 

Foto: Divulgação


Anitta provoca fãs em show e esbanja boa forma

(Foto: Reprodução)

Na noite deste sábado (21), Anitta se apresentou na casa de espetáculos Moovie Music, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro e a funkeira aproveitou para abusar da sensualidade em cima do palco. De macacão decotado, a cantora esbanjou boa forma. Em meio as coreografias sensuais e ousadas, Anitta caprichou na empinadinha, que levou os fãs à loucura. No último final de semana, de shortinho, Anitta sensualizou com Nego do Borel em show no Rio. 



Feira de Santana tem primeiro caso de microcefalia confirmado. Mãe disse que teve zika

Diretor de hospital, onde houve o parto, diz não haver ainda confirmação do vírus ter sido a causa da doença, no bebê. (Foto: Reprodução)

A Vigilância Epidemiológica de Feira de Santana tem acompanhado o caso de um bebê que nasceu com microcefalia na cidade. O parto ocorreu no dia 18, no Hospital da Mulher, onde criança e mãe continuam internadas. A paciente, identificada apenas pelo prenome de Marivalda, mora no município de Amélia Rodrigues e chegou à unidade com exames que comprovam o problema. Embora a paciente tenha dito que teve zika vírus durante a gravidez, ainda não se confirmou se o problema do bebê foi causado pela doença. “Ela chegou à unidade com uma gravidez de nove meses normal e apresentou exames que confirmavam a microcefalia e relatou ter tido zika vírus durante o sexto mês de gestação. Não podemos confirmar se há relação”, informou Gilberte Lucas, presidente da Fundação Hospitalar, que administra a unidade.



Apocalíptico: Bebê com duas cabeças nasce em Bangladesh

Foto: Daily Mail

Médicos de um hospital de Bangladesh estão prestando atendimento a uma menina que nasceu com duas cabeças esta semana. O bebê nasceu na na última quarta-feira (11) à noite e está recebendo tratamento por dificuldades respiratórias, depois de ser transferida para a unidade de terapia intensiva do maior hospital do país, em Dacca. "Quando eu vi minha filha, eu fiquei espantado. Ela tem duas cabeças totalmente desenvolvidas. Ela está comendo com duas bocas e respirando com dois narizes", disse o pai, Jamal Mia. Abu Kawsar, proprietário do 'Standard Hospital of Total Healthcare', onde a menina nasceu em um parto por cesárea, afirmou que os exames iniciais apontam que ela tem apenas um conjunto de órgãos vitais. Milhares de pessoas seguiram para o hospital em Brahmanbaria, local do parto, depois que a notícia foi divulgada. Com a presença da multidão, os médicos optaram pela transferência para a capital. Uma criança também nasceu com duas cabeças em Bangladesh em 2008, mas não resistiu e faleceu pouco depois.



Grupo se mobiliza em busca da moralização do Carnaval de Rio de Contas

(Foto: Reprodução Facebook)

O Carnaval de Rio de Contas já foi considerado um dos festejos momescos mais charmosos da Bahia, mas, de uns anos para cá, ganhou uma nova dimensão, buscando atrair turistas e divisas para o município, mas, com isso, a festa acabou saindo totalmente da sua característica, virando uma bagunça e fazendo com que muita gente viesse a protestar contra o novo modelo. Estes protestos se tornaram mais robustos e substanciaram um grupo chamado “Reinventando o Carnaval de Rio de Contas”, o qual pretende trazer de volta o velho modelo de outrora. A reportagem do 97NEWS falou com uma das representantes do grupo, Edilma Maria dos Santos, que de forma categórica iniciou dizendo que “o grupo nasceu na própria quarta-feira de cinzas, onde nós confirmamos que o rumo que estava sendo tomado no carnaval de Rio de Contas, então, diante disso criamos o Grupo Reinventado o Carnaval de Rio de Contas”. Ela ainda continuou relatando que “quando vimos que o nosso carnaval estava sendo tomado pelos paredões, que causavam um grande transtorno, principalmente para os mais idosos, chegando ao limite do insuportável, causando uma descaracterização total, fugindo das nossas tradições, as quais atraiam até turistas estrangeiros”. E finalizou argumentando que “não que queremos que não tenha mais axé, mas que haja espaço para as marchinhas, para os blocos, para os mascarados, assim como era há uns anos atrás. Queremos moralizar o nosso carnaval e cremos que teremos sucesso em nosso movimento, pois não queremos que a bagunça e a discórdia venham imperar, mas sim a alegria, a descontração e o clima verdadeiro de Momo reinando, onde as famílias possam brincar com tranquilidade e segurança”. Os que quiserem apoiar e conhecer melhor as propostas e a pauta das reivindicações do Grupo “Reinventando o Carnaval de Rio de Contas” acesse o link: https://www.facebook.com/reinventandoocarnaval



Mesmo com número reduzido de vacinas, acontecerá neste sábado (14) a vacinação antirrábica

O coordenador de endemias, Fábio Azevedo, disse que mesmo com o número baixo de vacinas a imunização acontecerá (Foto: Marcos Paulo / 97NEWS)

A redução dos recursos do Ministério da Saúde que diminuiu consideravelmente a liberação de verbas para combate a várias doenças no país pode causar uma grande dor de cabeça aos governantes. Campanhas e ações importantes como o combate a Dengue sofreram quedas nas ações e, com isso, o risco de epidemias aumenta de forma significativa. Diante dessa redução várias contenções atingiram os municípios como a campanha de vacinação antirrábica, que acontece todos os anos, geralmente no mês de setembro. A reportagem do 97NEWS falou com o coordenador do setor de endemias, Fábio Azevedo, que explicou que “infelizmente a redução do número de vacinas é drástica, mas mesmo assim iremos realizar a campanha que já deveria ter acontecido”. Ele também citou que “seriam necessárias 10 mil vacinas para contemplar a demanda dos cães e gatos, mas só recebemos 1.400 doses, o que poderá gerar algum tumulto, ou coisa do gênero”. Questionado sobre qual será o critério para a imunização, ele respondeu que “será por ordem de chegada, então é possível que os últimos da fila fiquem sem vacinar seus animais”. Ele ainda informou que a vacinação só será para os animais e acontecerá nas unidades de saúde dos bairros Dr. Juracy, São Félix e no centro da cidade, neste sábado (14), a partir das 08 horas.