ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Waldenor e Zé Raimundo se reúnem com secretário de saúde para tratar da agenda de inauguração dos leitos da UTI de Brumado

13 de Dezembro - Dia do Pedreiro: Quartzolar parabeniza a todos os profissionais

Servidor do INSS de Vitória da Conquista é condenado por fraudes em concessão previdenciária

Moradores do São Jorge preocupados com poste danificado; 'pode causar um grave acidente', relatam

Delegacia Territorial de Polícia Civil de Livramento recebe reforma

Instituto Nacional de Meteorologia emite boletim de alerta para Brumado e demais cidades da Região Sudoeste

Vem ai virada de preço: Raneychas e Banda Magnatas no Pré-Réveillon da AABB de Brumado

Brumado: Chuvas deixam estradas e pontes do meio rural intransitáveis; em alguns locais moradores estão ilhados

O filme se repete: Pista da Lindolfo fica destruída após a forte chuva da noite desta terça-feira (12)

Rastreamento com Inteligência: Aproveite a nova promoção da RotSat

Fraudes: PF cumpre mandados na Câmara de Deputados em investigação

Trabalhadores da RHI Magnesita e da Brumado Talco reprovam propostas do ACT/2017

Em visita ao Parque de Exposições Gilson Brito, comandante da 34ª CIPM elogia estrutura do Brumado Sunset

Ultrassonografia na Clínica Master com Dr. Joaquim Donato Júnior

Brumado: Temporal danifica vias públicas e derruba muros na cidade

TRF mantém bloqueio de 20 milhões em precatórios do Fundef recebidos por Paratinga (BA)

Cinco bandidos morrem em confronto com a Polícia após assalto a banco na BA; população aplaude

Sócios definem nesta quarta-feira (13) o novo presidente do Vitória

Flagrante: Adultos 'brincando' no parquinho infantil da Zeca Leite

Livramento: CIPE/Sudoeste apreende 4 espingardas artesanais no Distrito de Itanagé



BUSCA PELA CATEGORIA "Saúde"

Feira de Saúde realizará atendimentos oftalmológicos e odontológicos gratuitos em Brumado

(Divulgação)

Com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde - Sesau, a Secretaria de Saúde do Estado - Sesab promoverá neste mês de dezembro, em Brumado, a Feira de Saúde. O evento será realizado na Escola Municipal Professora Scheilla Barreto Spinola Costa, localizada no Bairro Monsenhor Fagundes. Na unidade, serão oferecidos gratuitamente exames oftalmológicos e odontológicos. Entre os dias 19 e 22 de dezembro, o odontomóvel estará estacionado ao lado da escola para realização das consultas. Serão 250 atendimentos por dia, sem restrição de idade. Já nos dias 21 e 22 de dezembro, serão feitos os atendimentos oftalmológicos, em um total de 1000 (mil) consultas por dia. Estas se dividirão em 700 rastreamentos para cirurgia de catarata, no caso de pessoas acima de 60 anos, e 300 consultas de refração, realizadas para identificar a acuidade visual e o grau de óculos do paciente, as quais serão distribuídas em 150 consultas de adultos e 150 de crianças. Segundo o prefeito Eduardo Lima Vasconcelos, está é uma grande iniciativa e há uma excelente expectativa em relação aos atendimentos dos pacientes.



Brasil aumenta diagnóstico e tratamento para o HIV

(Reprodução)

Também se observou redução da circulação do vírus no sangue dos tratados, indicando sucesso do tratamento ofertado no SUS. O aumento do diagnóstico entre as pessoas que vivem com HIV e a ampliação do número de pessoas em tratamento são os destaques do Relatório de Monitoramento Clínico do HIV lançado nesta quinta-feira (23) pelo Ministério da Saúde. O documento demonstra o avanço do país no alcance das metas 90-90-90, no período de 2012 a 2016. De acordo com o documento, estima-se que, em 2016, aproximadamente 830 mil pessoas viviam com HIV no país; dessas, 694 mil (84%) diagnosticadas; 655 mil (79%) vinculadas a algum serviço de saúde; e 563 mil (68%) retidas nos serviços. A proporção de pessoas vivendo com HIV diagnosticadas (1ª meta) aumentou em 18%, passando de 71%, em 2012, para 84%, em 2016. Ainda com relação aos resultados das metas no país, houve um aumento de 15% na proporção de PVHIV diagnosticadas que estavam em tratamento (de 62% em 2012 para 72% em 2016). Nos primeiros seis meses de 2017, o relatório aponta que quase 35 mil pessoas iniciaram terapia antirretroviral (TARV). Na terceira meta, das pessoas em tratamento antirretroviral há pelo menos seis meses, em 2016, 91% atingiram supressão viral (carga viral abaixo de 1.000 cópias/mL, indicando sucesso no tratamento). Essa proporção é 6% acima da observada em 2012 (85%) e aponta que o país ultrapassou a meta estabelecida. O ministro da Saúde, Ricardo Barros, comentou os avanços apontados pelo relatório. Barros ressaltou a importância da manutenção das ações de prevenção e controle do HIV/aids no Brasil. “Os resultados observados no Relatório refletem os esforços de um conjunto de ações realizadas por diversos atores, em diferentes níveis de gestão, para a redução da transmissão do HIV e a melhoria da qualidade de vida das pessoas que vivem com HIV e aids no país”, observou o ministro.



Em reunião com o secretário de Saúde, Zé Carlos de Jonas busca avanços para a área de saúde da Vila Presidente Vargas

A reunião foi considerada muito produtiva (Foto: 97NEWS)

Sempre muito atuante, o vereador Zé Carlos de Jonas (PT) vem mantendo a sintonia fina com os anseios dos brumadenses, em especial, dos moradores do meio rural, já que ele representa várias comunidades. Tendo um foco sobre a Vila Presidente Vargas, o vereador conseguiu promover uma reunião muito importante na manhã desta quinta-feira (30), na qual esteve presente o secretário municipal de Saúde, Claudio Feres, para tratar juntamente com os moradores do Espinheiro, Campo Seco, Arrecifinho, Campo Seco II e agentes comunitários, de alguns problemas que afliguem a comunidade. O primeiro deles seria a permanência da enfermeira Graça, já que há mesma , além de muito querida, vem demonstrando comprovada competência com a Vila e com as 13 comunidades circunvizinhas há quase dez anos. Outro grande anseio é a construção de uma UBS - Unidade Básica de Saúde, pois a atual está em condições precárias. Foi cogitado na reunião a possibilidade de se solicitar junto à empresa Magnesita a doação de um terreno para abrigar a nova unidade. Segundo Zé Carlos de Jonas "a reunião foi muito produtiva, onde foram discutidos pontos muito importantes" e emendou dizendo que "o secretário foi muito receptivo e demonstrou boa vontade para resolver as pendências, o que nos deixou otimistas". Confira abaixo vídeo, onde foram registrados momentos importantes da reunião: 



Recomendação da Anvisa diz que vacina da dengue não deve ser tomada por quem nunca teve a doença

Foto: Reprodução

A Vigilância Sanitária (Anvisa) passou a recomendar nesta quarta-feira (29) que a vacina da dengue, vendida na rede privada na maior parte do Brasil, não seja tomada por quem nunca teve a doença. A partir de agora, a imunização é considerada segura apenas para aqueles que já foram infectados pelo vírus. A "Dengvaxia", fabricada pelo laboratório francês Sanofi Pasteur, passou por testes de segurança. De acordo com informações preliminares, que precisam de uma análise mais completa dos estudos, alguns indivíduos apresentaram formas mais graves da doença após a aplicação – isso ocorreu em pessoas que não haviam tido um contato prévio com o vírus. Por enquanto, a bula será atualizada. A Anvisa disse que irá analisar os resultados completos para se posicionar novamente. Todas as diretrizes para vacina de dengue, recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), dizem que é necessário um acompanhamento dos pacientes dos testes iniciais por mais quatro anos. A Anvisa passou a recomendar, portanto, que pessoas que não tenham apresentado a doença não se vacinem. O órgão esclarece que o risco não havia sido identificado nos estudos apresentados para o registro.



MPF e MPBA reúnem-se com representantes da Saúde para buscar celeridade no diagnóstico de câncer

(Foto: Divulgação)

Reduzir o tempo para que uma pessoa tenha o diagnóstico – e consequente acesso ao tratamento de câncer na rede pública de saúde na Bahia: este foi o eixo central da reunião realizada pelos Ministérios Públicos Federal (MPF) e do Estado da Bahia (MPBA), na manhã desta terça-feira, 27 de novembro, na sede do MPF em Salvador, com representantes da área no estado. A intenção é que os órgãos promovam, em conjunto, mudanças na assistência pública para melhorar o atendimento aos pacientes oncológicos. A reunião foi conduzida pela procuradora da República Vanessa Gomes Previtera e pela promotora de Justiça Ana Luiza Menezes Alves, e contou com representantes do Ministério da Saúde, do Conselho Regional de Medicina do Estado Bahia (Cremeb), das Secretarias de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e do município de Salvador (SMS) e de Feira de Santana, do Conselho Estadual dos Secretários Municipais de Saúde da Bahia (Cosems/BA) e da Associação de Clínicas e Hospitais do Estado da Bahia. O encontro desta terça-feira deu seguimento às tratativas iniciadas em reunião realizada em 20 de outubro, também a pedido do MPF, que conduz o inquérito civil 1.14.000.001600/2012-96. A investigação apura os problemas enfrentados pela rede oncológica do SUS (Sistema Único de Saúde) no estado. As duas reuniões trataram, especialmente, das dificuldades relacionadas ao diagnóstico de câncer. De acordo com Vanessa Previtera, o foco da discussão nos encontros foi a necessidade de priorizar o acesso a consultas e exames para pacientes com suspeita de câncer, acelerando o acesso ao tratamento para torná-lo mais efetivo. Nesta manhã a Sesab apresentou um projeto piloto, que pretende implementar no município de Guanambi entre dezembro e janeiro, a fim de identificar o tempo entre o acesso ao diagnóstico para paciente com suspeita de câncer. Os resultados devem ser apresentados dentro de quatro meses. Os representantes da SMS, por sua vez, apresentaram novos fluxos de atendimento e encaminhamento aos pacientes com suspeita de câncer na rede municipal, que visam garantir um diagnóstico e acesso ao tratamento mais rápidos. Os resultados da implementação destes fluxos também deverão ser apresentados ao MP dentro de quatro meses. As secretarias e os demais órgãos integrantes da reunião também se comprometeram a buscar estratégias para sensibilizar as equipes de atenção primária – primeiro local em que o paciente que busca o SUS tem atendimento – a apoiarem o rápido diagnóstico da doença. A intenção é que o médico que atender o cidadão pela primeira vez solicite os exames complementares para identificar a doença e encaminhe o paciente registrando a suspeita de câncer, para que a prefeitura possa priorizar o acesso aos exames e às consultas especializadas. Atualmente o paciente aguarda o atendimento por um especialista para então ter acesso à marcação de exames. Serão, ainda, estudados pelas secretarias mecanismos de registro e notificação dos pacientes em investigação oncológica, dentro dos sistemas usados pela rede pública. A intenção é que esses pacientes sejam rastreados com mais agilidade pelos órgãos que trabalham na regulação e assistência à saúde. Outro ponto relevante discutido nas reuniões promovidas pelo MPF e MP/BA é a insuficiência de médicos patologistas – responsáveis pela análise de material colhido em exames da área oncológica – para dar conta da demanda de pacientes que recorrem à rede pública. A SESAB informou que está preparando licitação para a contratação do serviço, mas que o procedimento ainda não foi finalizado.O inquérito segue em andamento e o MPF aguardará a apresentação dos resultados das propostas feitas em reunião.



Mais da metade da população brasileira está infectada com HPV

(Foto: Reprodução)

Mais da metade da população brasileira está infectada com o HPV, vírus causador do câncer de colo de útero e de outros tipos de tumor. A estimativa é de um estudo epidemiológico feito pelo Ministério da Saúde em parceria com o Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre. Os números foram divulgados nesta segunda-feira, 27. Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores entrevistaram 7.586 pessoas, das quais 2.669 foram submetidas ao teste de HPV. A partir dos exames, a prevalência estimada do vírus foi de 54,6 % da população. Deste grupo, 38,4 % apresentam tipos de HPV de alto risco para o desenvolvimento de câncer. De acordo com o ministério, é a primeira vez que um estudo estima a prevalência do vírus na população brasileira. O dado é importante, afirma a pasta, para medir o impacto da imunização daqui a alguns anos.  A vacina contra a doença está disponível para meninas de 9 a 14 anos. Neste ano, o imunizante também ficou disponível para meninos de 11 a 14 anos. Embora o imunizante seja gratuito e esteja disponível em todos os postos de saúde do País, o governo federal tem tido dificuldades de alcançar a cobertura vacinal ideal. Nos últimos anos, a taxa de adesão tem ficado em 50%.

Ainda segundo a pesquisa, a capital com a maior taxa de prevalência de HPV é Salvador, com 71,9% da população infectada. Em seguida, aparecem Palmas (61,8%), Cuiabá (61,5%) e Macapá (61,3%).  Na outra ponta da lista, com a menor prevalência, está Recife, com índice de 41,2%. A cidade de São Paulo tem taxa de 52%, próxima do índice nacional. Já os municípios de Brasília, Campo Grande e Belo Horizonte não informaram dados suficientes para que a estimativa fosse fechada. O estudo mostrou ainda que 16,1% dos jovens têm alguma doença sexualmente transmissível (DST) prévia ou resultado positivo para HIV ou sífilis. A pesquisa sobre a prevalência do vírus, batizada de POP-Brasil, foi realizada em 119 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e um Centro de Testagem e Aconselhamento nas 26 capitais brasileiras e no Distrito Federal, com a participação de mais de 250 profissionais de saúde.  Segundo o ministério, o estudo identificou os fatores demográficos, socioeconômicos, comportamentais e regionais associados à ocorrência do HPV em mulheres e homens entre 16 e 25 anos de idade. O relatório completo da pesquisa será apresentado no ano que vem.

CONTINUE LENDO


Dermatologista Dr. Bruno Prado no Centro Médico São Gabriel

Foto: Divulgação

No Centro Médico São Gabriel, você já pode contar com atendimento do dermatologista, o Dr. Bruno Prado, realizando consultas e tratamentos nas áreas de dermatologia, tais como: Tratamento e cicatrizes de acne, manchas na pele, melasma, câncer de pele, hanseníase, caspas e seborreias, pequenas cirurgias, além de Aplicação de botox, preenchimento de pele, peelings, tratamento de estrias, celulite, rugas e muito mais. Não perca tempo, marque já a sua consulta pelo telefone 77 3441-1502, e pelo Whatsapp 9.9925-8807, ou agende a sua consulta no Centro Médico São Gabriel, Praça dos Meira, 164 (em frente ao Lab Laboratório). Centro Médico São Gabriel, muito mais saúde para você.



Agente de Saúde sofre infarto no gabinete do secretário de saúde da Bahia; ele prestou socorro e a salvou

Foto: Reprodução

Uma mulher, que não teve a identidade revelada, foi socorrida pelo secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas Boas, após sofrer um infarto na tarde desta segunda-feira, 14, em seu gabinete, localizado no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. Ela que integra o Sindicato de Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate as Endemias da Bahia (Sindacs), recebeu massagem cardíaca do secretário por cerca de 20 minutos até ser reanimada. De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria Estadual de Saúde (Saeb), a mulher, que é residente do município de Ribeira do Pombal, participava de uma audiência com Fábio Vilas Boas quando começou a passar mal.  Após ser acionado, o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) deu continuidade ao socorro. Não há informações sobre o seu estado de saúde.



USF Dr. Paulo Vargas promove atividade e esclarece dúvidas sobre câncer de mama e próstata

(Foto: Divulgação)

Em Brumado, uma atividade em alusão ao Outubro Rosa e ao Novembro Azul foi realizada na Unidade de Saúde da Família - USF Dr. Paulo Vargas. Na oportunidade, a equipe de saúde da unidade promoveu uma roda de conversa com os participantes, esclarecendo dúvidas sobre o câncer de mama e o câncer de próstata. Foram abordados os sintomas das doenças, exames preventivos, a importância do diagnóstico precoce, entre outros. Os presentes também puderam aferir a pressão arterial, fazer o teste de glicemia capilar, bem como participaram de um sorteio de brindes. Durante a atividade, também foi solicitada a realização de mamografias e o exame PSA.



Malhada de Pedras recebe mais R$ 400 mil para saúde

(Foto:Divulgação)

Neste semestre foram liberados R$ 400 mil de recursos de emenda parlamentar dos deputados Waldenor Pereira (federal) e Zé Raimundo (estadual), destinada à aquisição de equipamento e melhoria no serviço de saúde em Malhada de Pedras. O montante corresponde a mais uma das iniciativas que os deputados vêm adotando para beneficiar o município, em atenção às solicitações do prefeito Beto de Preto Neto, o vereador do PT, Evânio Oliveira, e os ex-vereadores Gonçalo e Lourdinha Waldenor e Zé Raimundo explicam que através das emendas parlamentares e das ações intermediadas pelos seus mandatos junto ao Governo Rui Costa, estão apoiando e equipando unidades de saúde de vários municípios, destacando que Malhada de Pedras está entre as prioridades nesse esforço para proporcionar mais saúde e outras melhorias indispensáveis à população baiana.



Plenário pode votar na terça-feira (14) mais dinheiro para a saúde

Marcos Oliveira/Agência Senado

O Plenário do Senado pode votar na próxima semana projeto que destina ao Fundo Nacional de Saúde (FNS) o dinheiro arrecadado com impostos sobre medicamentos e derivados de tabaco. Uma sessão deliberativa extraordinária foi marcada para terça-feira (14), às 11h. De acordo com o PLS 147/2015, os recursos vão cobrir os gastos com ações e serviços públicos de saúde. Pelo projeto, ficaria vinculada ao FNS a arrecadação de quatro tributos: Imposto de Importação (II), Imposto de Exportação (IE), Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e Imposto sobre a Renda de Pessoas Jurídicas (IRPJ). Os senadores podem votar ainda o projeto que prevê a venda fracionada de medicamentos veterinários em clínicas e pet shops. O PLC 59/2017 prevê que a venda fracionada seja efetuada sob responsabilidade de profissional habilitado para atender à prescrição. Os medicamentos tem que ser vendidos em frações individualizadas, sem o rompimento da embalagem original, que deve conter os dados de identificação. Estabelecimentos que tenham autorização para comercializar medicamentos de uso veterinário poderão fracioná-los, desde que sejam garantidas as características do produto original. O texto original projeto prevê ainda que fabricantes dos remédios destinem 60% da produção a embalagens para venda fracionada. Mas a relatora na Comissão de Assuntos Sociais (CAS), senadora Lídice da Mata (PSB-BA), rejeitou esse ponto por considerá-lo uma “intervenção econômica inoportuna”.



Ministério da Saúde incorpora medicamento para Alzheimer no SUS

Foto: Reprodução

O Ministério da Saúde incluiu o medicamento memantina para casos de Alzheimer moderados e graves no SUS. A inclusão foi oficalizada nesta quinta-feira (9) em publicação no Diário Oficial. O medicamento já é aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A memantina age impedindo a ação do excesso do glutamato nos neurônios. Altos níveis do composto facilitam a entrada do cálcio nas células neuronais, levando-os à morte. O medicamento foi indicado para casos moderados e graves. Não há indicação para casos leves. Para os casos graves, o composto deve ser combinado com medicamento inibidor de colinesterase, substância que inibe a ação de enzimas que destroem a acetilcolina, neurotransmissor atuante na memória. Já nos casos leves, a memantina pode ser usada isoladamente. O Alzheimer é uma doença neurodegenerativa que acomete 33% dos indivíduos com mais de 85 anos e compromete de mais de 35 milhões de pessoas no mundo. A condição leva ao declínio de habilidades cognitivas, como a memória e orientação no tempo e no espaço. Há também mudanças na personalidade e no comportamento, bem como prejuízos na habilidade de realizar funções diárias.

 



Ministro da Saúde é internado após passar mal em evento

(Foto: FolhaPress)

Ricardo Barros, ministro da Saúde, passou mal na manhã desta quinta-feira (09) quando participava de um seminário no Instituto Brasileiro de Organizações Sociais de Saúde, no Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo. De acordo com Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, ele foi transferido de ambulância para o hospital Sírio-Libanês. Em nota, o Ministério da Saúde disse que "o ministro da Saúde, Ricardo Barros, em agenda na cidade de São Paulo nesta manhã, teve um pico de pressão. Como realizou um cateterismo seguido de angioplastia na última semana, a equipe médica realizou um eletrocardiograma. O resultado do exame foi considerado normal. O protocolo para qualquer intercorrência pós-operatória pede que o paciente fique em observação. O ministro, portanto, está bem e aguarda a finalização do protocolo de atendimento".



PL dos agentes de saúde é aprovado em comissão

O deputado Waldenor Pereira votou favorável a aprovação (Foto: Divulgação)

O Projeto de Lei que trata das atribuições das profissões dos Agentes dos Agentes Comunitários de Saúde e de Combate às Endemias foi aprovado hoje (07) na comissão especial da Câmara Federal criada para analisá-lo. Como membro titular desta comissão, o deputado Waldenor Pereira votou favorável ao relatório da deputada Josi Nunes, que acolheu as contribuições do Senado, mas preservou o conteúdo principal aprovado anteriormente pela comissão. Ele parabenizou especialmente as duas categorias pela persistência e mobilização. "Estamos comemorando um passo importante desse processo", disse, reafirmando o compromisso de votar favorável ao PL quando for para apreciação no plenário, mantendo o apoio que sempre deu às essas categorias, desde quando era deputado estadual.  Waldenor também  saudou as lideranças dos agentes e lembrou a ex-presidente da federação da categoria, Rute Brilhante, que faleceu no começo do ano.



Aumento de DSTs entre idosos é alerta para a prevenção na velhice

(Foto: Reprodução)

Nos últimos anos, a expectativa de vida do brasileiro melhorou. O resultado disso é que, segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população idosa brasileira mais que triplicará até 2050, chegando a 66,5 milhões. No entanto, ainda que a qualidade de vida esteja melhor, é necessário atenção quando o assunto é saúde na terceira idade. De fato, os investimentos do Estado em políticas públicas de atenção ao envelhecimento aumentaram. Campanhas de incentivo ao cuidado e à prevenção são mais comuns, como alimentação saudável, atividades físicas e a própria preferência no atendimento de idosos nas unidades de saúde. No entanto, ainda que haja uma promoção da saúde na velhice, ela ainda é rodeada de tabus, principalmente no que se refere à vida sexual.  Conforme dados do Ministério da Saúde, o número de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST) tem aumentado entre idosos, como consequência da falta do uso de preservativo. Na última década, o número de pessoas acima dos 50 anos diagnosticadas com o vírus da AIDS dobrou, acompanhando a vida sexual mais ativa. Cerca de 4% a 5% da população acima de 65 anos são portadores do vírus HIV no Brasil, sendo um aumento de aproximadamente 103%. A sexualidade mais ativa na terceira idade tem sido cada vez mais discutida, e o livre debate sobre o assunto desmistifica a ideia de que idosos não praticam sexo. Além disso, há também avanços tecnológicos em saúde, como os tratamentos de reposição hormonal e medicações para impotência, como o Sildenafil, conhecido popularmente como Viagra, que têm permitido aos mais velhos novas possibilidades. Apesar desse avanços, o que se percebe é que ainda há muita falta de informação no que diz respeito ao uso da camisinha e as DSTs.

A falta de informação é um dos pontos principais. Foi o caso de A. B, 60 anos, morador de Capela do Alto Alegre, município do interior da Bahia. Há cinco anos, o homem começou a sentir ardência e dor ao urinar. Após procurar uma unidade de saúde, o primeiro questionamento do médico foi se ele usava preservativo em suas relações sexuais. “Tive muitas mulheres e continuei na ativa depois dos 50, mas com algumas não usava camisinha”, contou ele ao Aratu Online.

O idoso foi medicado e teve melhora na época, mas, aos 60 anos, sentiu as mesmas dores. Voltou ao hospital, foi atendido e o médico recomendou – mais uma vez – que ele passasse a usar camisinha. “Ele disse que o problema foi causado por causa das minhas atividades”, brincou. A.B foi um dos milhares de idosos no Brasil que enfrentou o problema com uma DST já na terceira idade. Após o tratamento, o homem se recuperou e já sabe da importância da prevenção.

TERCEIRA IDADE Aumento de DST’s entre idosos é alerta para a prevenção na velhice1.jpg

Idosos tem vida sexual cada vez mais ativa. Foto: reprodução

Casos na Bahia

Segundo dados da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), foram notificados 187 casos de HIV em adultos maiores de 50 anos no estado, segundo município de residência (dados processados até 02/10/2017). Houve uma diminuição, se comparado ao ano anterior, já que em 2016 a Bahia registrou 286 diagnósticos (fonte: Sesab/Suvisa/Divep – Sinan).

Em Salvador, 76 casos foram notificados este ano; em 2016, foram 122. Entre os municípios do interior, a cidade de Porto Seguro foi um dos locais que mais registrou casos de idosos portadores de HIV, com 16 no ano passado e 10 este ano.

LEIA MAIS: Cresce procura por testagem rápida para detecção de Aids e DST’s

Apesar da redução no estado, o alto índice entre idosos preocupa, já que, nessa idade, as pessoas estão mais vulneráveis. Doenças sexualmente transmissíveis como sífilis, gonorreia, herpes, clamídia, além do vírus do HIV, mudam drasticamente a rotina de vida e podem levar a complicações mais graves. Por isso, o incentivo à prevenção é altamente importante.

Tratamento

A capital baiana oferece atendimento multidisciplinar a pacientes com diagnóstico de Doenças Sexualmente Transmissíveis que necessitam de tratamento em unidade especializada. O Aratu Online listou algumas delas, que atendem tanto pelo Sistema Único de Saúde (SUS), como por planos de saúde:

Centro Especializado em Diagnóstico, Assistência e Pesquisa (Cedap) – Ambulatório de DST (Rua Comendador José Alves Ferreira, Garcia)

CONTINUE LENDO


Novembro azul lembra importância do diagnóstico precoce do câncer de próstata

(Divulgação)

O câncer de próstata é o foco de mais uma edição da campanha Novembro Azul, organizada pela Sociedade Brasileira de Urologia. O câncer de próstata, tipo mais comum entre os homens, é a causa de morte de 28,6% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas. Somente entre 2016 e 2017, 61,2 mil novos casos foram estimados pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca). Com o intuito de estimular a população masculina a superar a vergonha em relação ao assunto e cuidar da saúde, a campanha realiza diversas ações ao longo do mês. Em São Paulo, a programação, que começa na segunda-feira (5) e vai até dia 23, inclui mutirões para esclarecer dúvidas, uma caminhada e palestras. Em Brasília, será realizado na Câmara dos Deputados o X Fórum de Saúde do Homem, no dia 21. Por ocasião da campanha, como em anos anteriores, o Congresso Nacional e o Cristo Redentor serão iluminados de azul. Os aspectos culturais, como o machismo, têm impacto no diagnóstico e controle da doença, muitas vezes associada com a perda da virilidade. Como consequência, há o isolamento e a baixa autoestima do paciente que, não raro, tem dificuldade para buscar ajuda e médica e durante o tratamento precisa se afastar das atividades laborais. “A gente não consegue conversar porque as pessoas mudam de assunto rapidinho. De cara, a pessoa quer saber da vida sexual, não quer saber se você passa mal, se desmaia. Você fica meio invisível. Meu irmão mesmo disse: ‘Você é um câncer mais ou menos’, porque imagina-se que você tem que fazer aquela cara de dor, ou então, não considera que você tem câncer”, desabafa o assistente administrativo Liomardes Lino, que já passou por uma cirurgia para tratar a doença teve uma recidiva no ano passado, que o levou à radioterapia. De acordo com dados do Inca, a cada dez homens diagnosticados com câncer de próstata, nove têm mais de 55 anos. Considerado novo para desenvolver a doença, Lino foi diagnosticado com o câncer de próstata aos 48 anos, em 2014. Foi por insistência de sua esposa que fez o exame chamado Antígeno Prostático Específico (PSD), que acusava um alto grau de anormalidade dos níveis esperados da proteína produzida pela próstata.



UBS Joaquim de Castro Donato encerra Outubro Rosa com caminhada pelo bairro

(Fotos: Divulgação)

Durante todo o mês de outubro, várias atividades com o tema saúde da mulher foram realizadas na Unidade Básica de Saúde - UBS Joaquim de Castro Donato em celebração ao Outubro Rosa. A Enfermeira Marilene Gonçalves e a Médica Yelenis Miguez solicitaram mais de 100 mamografias. Além disso, ao longo do mês, as equipes da unidade e do Núcleo de Apoio à Saúde da Família - Nasf promoveram atividades na Sala de Espera Outubro Rosa a fim de estimular a participação da população no controle do câncer de mama e de útero, palestras educativas sobre o tema, bem como foi realizado um mutirão de três dias de exames preventivos. Nesta terça-feira (31), a campanha foi encerrada com uma caminhada pelo bairro, salão de beleza para as mulheres, lanche e solicitação de mais mamografias. A Enfermeira Marilene Gonçalves fez questão de agradecer a toda equipe da UBS, à Secretaria Municipal de Saúde e a todos os parceiros envolvidos na realização e organização da campanha. 

(Fotos: Divulgação)


Coordenadora do Planserv reconhece deficiência no atendimento em pequenos centros

(Foto: Reprodução)

A coordenadora-geral da Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Estado da Bahia (Planserv), Cristina Cardoso, foi entrevistada por José Eduardo, na Rádio Metrópole, na manhã desta segunda-feira (30), e voltou a falar sobre o maior rigor na prestação do benefício. Negando mais uma vez crise, ela explicou limites impostos para preservar o orçamento do plano. "Desde o começo do ano, nós vimos as despesas crescendo rapidamente, como gestora, numa medida de austeridade, fizemos maior controle do orçamento", disse. "A gente conseguiu melhorar a qualidade dos serviços. Foi uma transformação muito grande, mas como tudo, precisa melhorar em várias áreas. Hoje temos 506 mil beneficiários em toda a Bahia. Tem locais onde não há ofertas de serviços. A maior quantidade de beneficiários é na capital e nos grandes centros", acrescentou.  De acordo com a gestora, a intenção é "construir uma parceria" com os hospitais "de forma construtiva". "Houve uma nota que saiu a revelia da direção do Hospital Portugês, dizendo que haveria a suspensão do atendimento. Mas isso foi consertado, saiu outra nota, foi corrigido. Não interessa a ninguém que o Planserv entre em uma crise", concluiu.



Brumado: Vigep começará a utilizar uma nova metodologia para monitorar o Aedes Aegypti

O supervisor de Endemias, Francirlei Alves, ressalta a importância da ação da instalação das armadilhas (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

A Secretaria de Saúde (SESAU) de Brumado, por meio da Vigilância Epidemiológica (VIGEP) começará a usar, a partir de agora, uma espécie de armadilha para monitorar o mosquito Aedes aegypti. O dispositivo, chamado "Ovitrampas" consiste em um criadouro com água que atrai o mosquito para dentro de um copo com uma palheta de amostra. Uma vez lá dentro, o inseto deposita os ovos e esta amostra será levada para uma análise laboratorial. É a primeira vez que o equipamento é usado em Brumado e as expectativas são muito positivas. Os dispositivos serão instalados com uma distância de treze quarteirões. Apenas profissionais capacitados pela Vigep, devidamente identificados com crachás, podem manusear o equipamento. De acordo com o supervisor de Endemias, Francirlei Alves, o objetivo da armadilha é saber qual a resistência com o inseticida usado no comabate ao vetor. Foram enviadas 110 armadilhas, as quais vão ser instaladas a partir do dia 16 de outubro, em todos os bairros da cidade. O grande objetivo da ação, será  para saber qual será o insenticida mais eficaz para os novos combates, já que existe mutações que precisam ser estudadas. Os membros da VIgep solicitam que a população receba os agentes e facilte o processo que será realizado nos próximos dias. Outro fator importante, é que os brumadenses, devido à ausência de novos casos da tríplice endemia, fiquem na zona de conforto, pois a luta deve ser constante contra o mosquito transmissor. 

Os competentes agentes da Vigep que irá operacionalizar o processo de instalação das armadilhas nas residências (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)


Mais de mil brasileiros formados no exterior vão integrar equipes do Mais Médicos

(Foto: Reprodução)

A maioria dos profissionais brasileiros formados no exterior, que vão começar a trabalhar nas equipes do programa Mais Médicos, estudou na Bolívia, Argentina e Paraguai. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (3) pelo Ministério da Saúde. Além dos novos profissionais, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, garantiu que vai informatizar o atendimento nas unidades básicas de saúde, onde esses profissionais vão atuar. Cerca de oito mil brasileiros atuam no Mais Médicos em todo o país. Desde o ano passado, houve aumento de 44% no número de brasileiros no programa, mas os profissionais do exterior ainda são maioria, quase 10 mil. A meta do Ministério da Saúde é substituir cada vez mais esses médicos. Com os novos profissionais que começam a trabalhar na próxima semana, serão quase 70 milhões de pessoas atendidas.