ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Covid-19: Governo recomenda que todos utilizem máscara ao sair de casa

Fique em casa! Boletim divulgado pela Sesau de Brumado mostra que notificações continuam subindo

Vacina contra covid-19 está perto de ser testada em humanos, diz site UOL

Bahia tem 282 casos confirmados de Covid-19 e 63 pessoas curadas

Professora que pediu 'militares na rua' a Bolsonaro é empresária, militante e dá aulas online

'A sociedade não aguenta ficar três meses parada', diz Bolsonaro

Benefício de R$ 600 começa a ser pago na próxima semana, diz Ministro da Cidadania

Coronavírus: Malhada de Pedras instala barreira sanitária na entrada da cidade

Pneumologista da Clínica Mais Vida esclarece dúvidas sobre o Covid-19

Caetité: Funcionária da INB sofre acidente a caminho do trabalho e é levada por UTI aérea

Brumado: Cervejaria doa 382 litros de álcool 70% para Secretaria de Saúde

Secretaria de Saúde registra quinta morte por coronavírus na Bahia

Brumado: Polícia detêm homem que tentou atirar em moradores na zona rural

Brumado: PRE realiza balanço de acidentes do mês de março

Bahia registra quarto óbito pelo novo coronavírus (Covid-19)

Prefeito de Caculé suspende quarentena e através de Decreto autoriza a reabertura do comércio

MP vai evitar candidatos 'turbinados' com verba de fundo partidário

Brumado: Esgoto estourado causa transtornos aos moradores de bairro Dr. Juracy

Brumado: Após recomendações de isolamento social no município, igrejas usam as redes sociais para transmitir celebrações

Sobe para 295 notificações de casos do novo coronavírus em Brumado, informa Sesau



BUSCA PELA CATEGORIA "Saúde"

Benefício de R$ 600 começa a ser pago na próxima semana, diz Ministro da Cidadania

Foto: Reprodução l Agência Brasil

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, afirmou nesta sexta-feira (3) que o benefício no valor de R$ 600 reais para trabalhadores informais começam a ser pagos na próxima semana, no máximo até quarta-feira (8). Ele garantiu que entre 65 e 70 milhões de pessoas vão ser beneficiadas, um número maior que o projetado anteriormente pela equipe econômica (54 milhões). Apelidado de "coronavoucher", o auxílio para pessoas sem carteira assinada e renda fixa busca conter os impactos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus. A maior parte do pagamento deve ser feita por meio de um aplicativo. "Para quem não tem celular nem conta bancária, ele terá de ir a uma agência da Caixa ou a uma lotérica para receber o benefício", explicou Lorenzoni.

 



Profissionais de saúde da Bahia vão receber novos EPIs do Ministério da Saúde

Foto: Divulgação l MS

O Ministério da Saúde distribuiu 40 milhões de equipamentos de proteção para profissionais de saúde em todo o país. Os que são destinados à Bahia devem chegar até quinta-feira (2). O setor de saúde vai receber equipamentos como máscaras, aventais, toucas hospitalares, sapatilhas, luvas para procedimentos não cirúrgicos, além de álcool. Estes materiais foram adquiridos por meio de cinco editais de compra emergencial publicados entre os meses de fevereiro e março no Diário Oficial da União (DOU). De acordo com o órgão de saúde, em todo o país, foram 68,9 mil frascos de álcool 500 ml, 100 mil frascos de álcool 100 ml, 60 mil óculos de proteção, 24 de milhões de luvas para procedimentos não cirúrgicos, 100 mil sapatilhas, 14,2 milhões de máscaras cirúrgicas, 742 mil aventais e 209 mil toucas hospitalares.



Brumado: Sesau recomenda isolamento dos profissionais e pacientes da UBS do CAIC após caso positivo do Covid-19 em médica

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

A Secretaria Municipal de Saúde e o Comitê Gestor Emergencial de Enfrentamento à Covid-19 de Brumado, seguindo o protocolo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) que prevê todas as medidas protetivas, na qual têm que ser tomadas com o máximo de urgência, em nota ao 97NEWS, informou que foram isolados todos os membros da equipe que atuam na Unidade Básica de Saúde Joaquim de Castro Donato, localizada no CAIC, que tiveram contato com a médica que testou positivo para o Covid-19. Além disso, a Sesau informou que todos os pacientes que foram atendidos pela médica entre os dias 16 a 23 de março, se mantenham no isolamento. Segundo a Secretaria de Saúde, o órgão está fazendo todo o monitoramento e, quaisquer dúvidas podem ser tiradas pela Central de Atendimento pelos números: (77) 99961-0131 / 9.9961-0115 / 9.9961-0131 / 9.9961-0107 / 9.9961-0110 / 9.9961-0128 / 9.9961-0402 e 9.9961-0118. Conforme a Sesau, o isolamento social será mantido pelo município e, por ventura novos casos sejam confirmados, as medidas deverão ser ainda mais rígidas. "Estamos mantendo todos os esforços para conter a proliferação do vírus, então faça a sua parte e permaneça em sua residência, saindo somente quando for estritamente necessário", disse ao 97NEWS Claudio Feres.



Pacientes renais em grande risco por causa do coronavírus, diz Abrasrenal

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

A Aliança Brasileira de Apoio à Saúde Renal (Abrasrenal) alerta para a necessidade de o Ministério da Saúde e os governos estaduais adotarem medidas especiais para atender o paciente renal durante a pandemia do coronavírus. A solicitação principal é que sejam montados nos hospitais de campanha de todo o Brasil um serviço especial para concentrar os doentes renais infectados pelo COVID-19. O diretor-geral da Abrasrenal, Gilson Silva, alerta que além de ser grupo de risco para agravamento do coronavírus, os doentes renais estão mais expostos porque precisam circular pela cidade para receber o tratamento de diálise de três a cinco vezes por semana. "Eles têm uma exposição maior porque já são mais suscetíveis imunologicamente e, se forem infectados, expõem os demais pacientes das clínicas de diálise", destaca Gilson Silva. De acordo com o último Censo da Sociedade Brasileira de Nefrologia, há mais de 130 mil pessoas realizando diálise no país, em cerca de 700 clínicas. Até o momento, há um caso confirmado de paciente renal com COVID-19, nove suspeitos e um óbito entre os aguardando confirmação. "Esses pacientes frequentam clínicas e dividem salas de diálise com outros 30, 40 doentes; todas as semanas. Em algumas clínicas, chegam a circular 400 até 500 pacientes. Precisam ir a postos de saúde para buscar medicamentos para anemia e doença óssea e também terão que ir para vacinação para gripe comum", reforça o diretor-geral da Abrasrenal. O presidente da Associação Brasileira dos Centros de Diálise e Transplante (ABCDT), Yussif Ali Mere Junior, alerta que é emergencial que o Ministério da Saúde também tenha uma atenção especial com este setor, que garante a vida de mais de 130 mil brasileiros e brasileiras que dependem da hemodiálise para sobreviver. "Diante desse quadro de pandemia, nossa maior preocupação é tratarmos diariamente de um público com debilidades específicas, aliada ao grande potencial de mortalidade que o COVID-19 pode atingir nesses pacientes", ressalta Mere Junior. Ele completa lembrando a grave crise financeira e os desafios que as clínicas prestadoras de assistência aos pacientes renais crônicos em diálise vivem historicamente.



Coronavírus: Sobe para 114 mortes e 3.904 casos confirmados no Brasil, revela Ministério

Foto: Reprodução

O Ministério da Saúde divulgou no sábado (28) o mais recente balanço dos casos da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. No Brasil, o número de mortes subiu para 114. Ao total, são 3.904 casos confirmados, 2,8% é a taxa de letalidade. O estado de São Paulo concentra 1.406 casos, seguido do Rio de Janeiro com 558 pessoas infectadas. No balanço anterior, o Brasil tinha 92 mortes e 3.417 casos confirmados. Aqui na Bahia, até o último balanço da Sesab são 123 pacientes infectados, distribuídos em 19 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (63,41%). Não há registro de mortes.



Brasil enfrentará 3 epidemias ao mesmo tempo nos próximos meses

Foto: Reprodução

O Brasil enfrentará um grande desafio nos próximos meses em termos de saúde pública. Além de lidar com o coronavírus, o país vai entrar na época de influenza, que é outro vírus respiratório, e da dengue. O pico das três doenças deve acontecer ainda no primeiro semestre deste ano. “Estamos entrando na sazonalidade de vírus respiratórios. Enquanto a Europa, Estados Unidos e China passaram por essa fase antes do coronavírus, a nossa situação é diferente. Temos que monitorar influenza A e B, além do coronavírus. Vai ser um desafio trabalhar com três epidemias ao mesmo tempo”, explica o secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira. Para evitar que as doenças se sobreponham, o governo pede a colaboração da população. Wanderson sugere que, ao longo do isolamento social, se aproveite o tempo para eliminar os focos de mosquitos da dengue e que se siga, de acordo com o calendário proposto pelo ministério, as indicações de vacinação contra a gripe. A imunização nova, que começou a ser feita esta semana, protege contra influenza A e B. Além de evitar pegar esses tipos de gripe, a vacina é importante para descartar as doenças durante um possível diagnóstico de coronavírus.



Aneel suspende cortes no fornecimento de energia elétrica por falta de pagamento

Foto: Luciano Santos l 97News

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) decidiu nesta terça-feira (24) suspender os cortes no fornecimento de energia elétrica motivados por falta de pagamento dos consumidores. A medida vale por 90 dias, pode ser alterada e foi adotada em razão da crise na economia provocada pela pandemia do novo coronavírus. Pela decisão, a suspensão vale para todas as residências urbanas e rurais e para os serviços considerados essenciais, como hospitais. A medida já vinha sendo defendida por entidades de proteção dos direitos dos consumidores como uma forma de ajudar as famílias. O relator do processo, o diretor Sandoval Feitosa, destacou que a medida não isenta os consumidores do pagamento, mas serve para garantir a continuidade do fornecimento para quem não tiver condição manter as faturas em dia. 



Brasil envia estoque de máscaras e ventiladores pulmonares à Itália

Foto: Divulgação

O governo do Brasil enviou máscaras de proteção e uma carga de ventiladores pulmonares para a Itália, país que mais sofre com a pandemia de Covid-19 fora da China. A informação foi divulgada pelo Ministro das Relações Exteriores da Itália, Luigi Di Maio. De acordo com o Di Maio, os equipamentos serão enviados aos hospitais italianos, e "a quem está lutando na linha de frente contra o vírus, especialmente no norte e na Lombardia", regiões mais atingidas pela pandemia. Um dia antes, em seu Twitter, o chanceler tinha afirmado que a Itália receberia cerca de 2,5 milhões de máscaras de proteção do Brasil. O país europeu enfrenta uma escassez de equipamentos médicos, devido ao sistema de saúde sobrecarregado pela crescente no número de casos do novo coronavírus. A Itália possui quase 60 mil casos confirmados, que resultaram em 5,5 mil mortes pelo Covid-19. 



Uso de hidroxicloroquina contra o coronavírus não é recomendado, diz Anvisa

Foto: Reprodução

Esta semana começou a circular nas redes sociais que medicamentos no qual contém hidroxicloroquina e cloroquina, seriam eficases no tratamento da Covid-19. Na quinta-feira (19), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) disse que não recomenda o uso dos medicamentos contra o Coronavírus. Segundo a agência, esses medicamentos são registrados para o tratamento da artrite, lupus eritematoso, doenças fotossensíveis e malária. Ao menos quatro medicamentos apresentaram resultados positivos – mas ainda preliminares – em pesquisas científicas no tratamento da Covid-19. A cloroquina foi testada em um grupo muito pequeno em Marselha, na França, em 20 pacientes. O vírus desapareceu depois de seis dias. O teste com o kevzara vai começar com pacientes em Nova York e vai ser expandido para 16 lugares. A intenção é estudar a reação em 400 pacientes em estado grave para entender o impacto na febre e falta de ar. A China prometeu publicar em breve um estudo detalhado do uso do favipiravir, desenvolvido no Japão que, segundo médicos chineses, mostrou resultados promissores em 340 pacientes. O Remdesivir salvou a vida de um paciente com a Covid-19 nos Estados Unidos, segundo o New England Journal of Medicine. Na Universidade de Nebraska, o médico brasileiro André Kalil lidera os testes com essa droga e espera ter um resultado preliminar nos próximos meses. Apesar dos testes trazerem esperança, ainda é muito cedo para saber se esses remédios realmente serão eficazes no tratamento da Covid-19. Os especialistas são unânimes no alerta de que a automedicação pode causar um problema ainda maior do que o próprio coronavírus.



Sarampo: Especialista em imunização chama atenção para baixo índice de vacinação no país

Foto: Reprodução

Está em andamento até o dia 13 de março a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. São cerca de 37 mil unidades de saúde pelo país oferecendo a dose preventiva de forma gratuita. O vírus do sarampo é altamente contagioso com casos em 17 estados brasileiros e a única forma de prevenção é tomar a vacina. Esta etapa da campanha visa imunizar crianças e adolescentes de 5 a 19 anos. Estima-se que pelo menos 3 milhões de brasileiros não estejam protegidos nesta faixa-etária, o que preocupa a especialista em imunização Jorsette Cantuária. "Isso é perigoso, é arriscado. A criança tem que tomar ainda lá no primeiro ano de vida a vacina tríplice viral, estar sendo protegida contra o sarampo a caxumba e rubéola, que são doenças que geralmente acontecem no período para poder acometer as nossas crianças. E hoje a gente consegue ainda ver crianças acima dessa idade que não fizeram nem uma, nem a segunda dose da vacina. Isso se torna preocupante porque se você for avaliar no quadro epidemiológico das pessoas que contraíram o sarampo são geralmente essas crianças que não se vacinaram ou esses adultos que também não se vacinaram ou não completaram seu esquema vacinal”. Vacinar contra o sarampo é importante para evitar complicações como cegueira e infecções generalizadas que podem levar a óbito. Até o dia 13 de março, procure uma unidade de saúde e leve a caderneta de vacinação. Mas atenção: quem já tomou as duas doses da vacina não precisa se vacinar novamente. 



Brasil: Ministério da Saúde confirma 3º caso de coronavírus em SP

Foto: Reprodução

O terceiro caso de coronavírus no Brasil foi confirmado pelo Ministério da Saúde (MS) nesta quarta-feira (4). A análise foi feita em conjunto com as secretarias de saúde municipal e estadual de São Paulo. Conforme apurado pela Folha, o primeiro exame foi feito na rede privada e deu positivo. Exames de contraprova foram realizados pelo Instituto Adolfo Lutz. Os resultados foram positivos. O Ministério da Saúde ainda afirmou que as autoridades investigam outro possível caso confirmado de coronavírus na capital paulista. Os exames de contraprova estão sendo realizados.



Coronavírus: Ministério da Saúde antecipa campanha de vacinação contra a gripe

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O Ministério da Saúde vai antecipar a campanha de vacinação contra gripe para 23 de março por causa do coronavírus. A decisão foi anunciada na tarde de quinta-feira (27) pelo ministro Luiz Henrique Mandetta. A data inicial da campanha estava prevista para o fim de abril. O Brasil teve o primeiro caso da doença anunciado oficialmente na quarta-feira (26). "Antecipamos a campanha, pois esta vacina [contra a gripe] dá cobertura e deixa o sistema imunológico 80% protegido contra cepas de vírus influenza, milhares de vezes mais comuns que o coronavírus", disse Mandetta. O ministro ainda afirmou que se a pessoa for vacinada, fica mais fácil para profissionais de saúde diagnosticarem o tipo de vírus que um paciente eventualmente possa ter contraído.



OMS indica medidas para se proteger do novo coronavírus

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Organização Mundial da Saúde (OMS) está trabalhando com especialistas para expandir o conhecimento médico sobre o novo coronavírus. Dados sobre a transmissão, recuperações e óbitos são importantes para conhecer melhor a doença e a proporção da epidemia. Com a confirmação do primeiro caso de coronavírus no Brasil, algumas medidas básicas para evitar o contágio e a disseminação dos vírus que atacam o sistema respiratório, em especial o coronavírus devem ser tomadas.

Higienize as mãos

Lave suas mãos frequentemente com água e sabão ou com uma solução de álcool em gel.

Mantenha distância social

Mantenha pelo menos um metro de distância de pessoas que apresentam tosse ou espirros constantes.

Evite tocar os olhos, o nariz e a boca

Evite coçar, esfregar ou ter qualquer tipo de contato com as mucosas. Essas áreas têm contato direto com a corrente sanguínea e são mais sensíveis à presença de agentes de contaminação

Pratique higiene respiratória

Tenha boas práticas de higiene respiratória. Isso significa cobrir a boca e o nariz com o braço curvado ou com um lenço de tecido ou papel ao tossir e espirrar. Descarte ou higienize o material usado imediatamente.

Em caso de febre ou dificuldade respiratória, busque ajuda médica rapidamente

Não saia de casa se estiver com febre. Se os sintomas persistirem e caso haja dificuldade respiratória, busque atenção especializada imediatamente.

Uso de máscaras

Pessoas saudáveis, sem sintomas como febre, tosse ou espirros não precisam usar máscaras. Apenas profissionais de saúde e pessoas que apresentem sintomas parecidos com os do novo coronavírus precisam usar máscaras. A função das máscaras é conter a propagação do vírus em quem já está infectado. A OMS recomenda o uso racional das máscaras.



São Paulo cria comitê de coronavírus e deve preparar leitos de hospital

Foto: Reprodução

O governo de São Paulo decidiu criar um comitê de contingenciamento para enfrentar a chegada do coronavírus. Ele será coordenado pelo infectologista David Uip e reunirá os maiores especialistas em doenças contagiosas do estado, como o infectologista Marcos Boulos, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, e o diretor do hospital Emílio Rivas, Luiz Carlos Pereira Junior. O estado registrou na terça (25) o primeiro caso de coronavírus do Brasil. O paciente está internado no hospital Albert Einstein e foi contaminado na Itália, onde esteve em viagem a trabalho de 9 a 21 de fevereiro. Há planos de contingenciamento já elaborados para enfrentar a chegada do vírus. Uma das primeiras providências deve ser isolar leitos de hospitais públicos e privados para receber eventuais pacientes infectados. Haverá também medidas de proteção a profissionais de saúde e estudos rigorosos sobre o fluxo de entrada de pacientes no sistema de atendimento e hospitalar. Ainda segundo o governo, várias questões precisarão ser esclarecidas para a população – como a necessidade de uso de máscaras, por exemplo. Elas precisam ser descartadas a cada período e cada pessoa teria que usar no mínimo três máscaras por dia. "Seriam 600 milhões de unidades por dia", afirma.

 



Milhares de prefeituras podem ter seus recursos da saúde bloqueados por falta de dados no SIOPS

Foto: Divulgação

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) emitiu um alerta afirmando que até o último dia 21 deste mês, cerca de 2.516 prefeituras municipais não haviam homologado as informações do sexto bimestre de 2019 no Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde (Siops). Esses Municípios devem alimentar o sistema com as informações até 29 de fevereiro, pois os que não enviarem as informações ficam sujeitos ao bloqueio das transferências de recursos constitucionais a partir de 1º de março. A área técnica de Saúde da Confederação lembra que o prazo para entrega dessas informações era 30 de janeiro, conforme calendário estabelecido pela legislação vigente. Diante disso, a entidade ressalta aos gestores municipais a importância de regularizarem a situação tanto de entrega das informações do sexto bimestre quanto dos bimestres anteriores. É fundamental o alerta da CNM, uma vez que pendências foram identificadas em diversas prestações de contas das prefeituras, conforme dados do Ministério da Saúde. Entre elas: não homologação dos dados do primeiro bimestre por 458 Municípios; do segundo bimestre por 504; do terceiro bimestre por 604; do quarto bimestre por 768; e do quinto bimestre por 1.135 Municípios. A Confederação lembra que manter as informações atualizadas é essencial para regularidade dos repasses federais de financiamento da saúde. O atraso ou a não homologação dos dados implicam na inscrição do Município no Serviço Auxiliar de Informações para Transferências Voluntárias (Cauc) e em bloqueios no Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Por isso, a entidade reitera ainda a importância da verificação da qualidade da informação a ser transmitida, de forma periódica e em prazo oportuno, para evitar perda de informações ou atraso no envio, e assim evitar transtornos e sanções para a gestão municipal.



Bahia: Ministério da Saúde libera recurso extra para 65 municípios combaterem leishmaniose, chagas e malária

Foto: Reprodução

A Bahia está incluída na lista de estados com municípios beneficiados com recursos extras para reforçar o combate a doenças transmitidas por vetores, como a malária, a leishmaniose e a Doença de Chagas, que ainda fazem muitas vítimas no Brasil. Um total de 65 municípios baianos receberão a verba. Em todo o Brasil serão 434 municípios, de 24 estados. O Ministério da Saúde repassou, no fim de dezembro de 2019, R$ 35,5 milhões em recursos extras para essas cidades. De acordo com a pasta os locais foram escolhidos por apresentarem maior número de casos das doenças nos últimos anos. Com o recurso extra, os estados e municípios poderão reforçar as ações de vigilância para prevenção, controle e eliminação dessas doenças.



Ministério da Saúde diz que 11 estados poderão ter surto de dengue em 2020

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Os estados do Nordeste, assim como Espírito Santo e Rio de Janeiro, poderão ter um surto de dengue a partir de março de 2020, afirma o Ministério da Saúde. “A dengue é uma doença sazonal e o quadro é dinâmico e pode mudar em pouco tempo, mas, no momento, os nove estados do Nordeste e as regiões do Sudeste com grande contingente populacional pouco afetadas em 2019 estão no nosso alerta”, afirmou ao G1 o porta-voz do Ministério da Saúde, Rodrigo Said. O Brasil registrou 1.544.987 casos de dengue no ano passado, com 782 mortes, segundo dados da pasta, um aumento de 488% em relação a 2018, um ano considerado atípico pelo Ministério. Segundo Said, 2017 e 2018 foram anos com poucos casos de dengue quando comparados a 2015 e 2016. "Isso aconteceu porque circulou, em todos esses anos, o mesmo sorotipo do vírus da dengue. E quando uma pessoa é infectada pela dengue, ela estará imune aquele determinado sorotipo pra sempre, mas não aos outros sorotipos da doença", afirma. A dengue é transmitida por quatro sorotipos do vírus: o sorotipo 1, 2, 3 e 4, todos em circulação no Brasil. A intensidade de circulação desses sorotipos se alterna pelo país de tempos em tempos. Os surtos de dengue costumam ocorrer, segundo Said, quando há mudança na circulação do tipo de vírus. "O sorotipo 2, que já é um tipo mais virulento que os outros, foi ganhando força conforme foi infectando novos pacientes nesses estados. Agora, ele está circulando por mais áreas. Por isso, para 2020, é esperado aumento dos casos de dengue justamente nos estados que não foram tão afetados pelo sorotipo em 2019, como o Rio de Janeiro e Espírito Santo", explica o porta-voz do ministério.



Brumado: Marcação de exames será de forma interligada e informatizada, diz secretário de saúde

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Ainda este ano, os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) de Brumado, contarão com unidades interligadas a Central de Marcação da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), distribuídas em unidades de saúde, por região de abrangência, garantindo às marcações e horários de atendimento para todas as consultas especializadas, exames e procedimentos na rede própria e conveniada a Prefeitura. De acordo com Cláudio Feres, secretário de saúde, com a implantação do sistema informatizado nas unidades, serão reduzidas as falhas ocorridas na Central de Marcação. “Hoje, só resta a informatização das unidades dos Bairros Dr. Juracy e São Jorge, Cristalândia, Lagoa Funda e Ubiraçaba. As outras já estão todas informatizadas, trabalhando com prontuário eletrônico, conseguindo transmitir essas informações em tempo real para o Ministério da Saúde”, destacou. 

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O secretário afirmou que a Sesau está equipando as unidades com 42 novos computadores e pessoal, de forma a atender melhor o usuário. “Para 2020, o projeto é começar a descentralizar. O projeto piloto terá início pela unidade do Bairro Olhos D'água, pra população começar a marcar os seus exames por lá. Se tudo der certo, a ideia é finalizar o ano marcando toda a central de marcação nos nossos postos”. Essa não é a primeira vez que a Sesau comunica a descentralização da marcação de consultas e exames, mas segundo o secretário, essa nova decisão vai conseguir destravar a realização desses procedimentos e diminuir uma demanda reprimida existente no Município. "Mesmo sabendo que hoje a central sobra senhas, nossa ideia é acabar com essa centralização onde os pacientes enfrentam sol e chuva no dia a dia", acrescentou Cláudio Feres, secretário municipal de saúde.



Brumado: Município terá nova equipe de multiprofissionais na atenção domiciliar

Foto: Reprodução

O município de Brumado está entre as cidades baianas que serão beneficiadas com a habilitação de novas equipes de profissionais para atendimento médico domiciliar pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Dos 210 municípios contemplados pelo Ministério da Saúde (MS), 29 são na Bahia. A intenção é reduzir a demanda por atendimento nos hospitais, evitando as internações e reinternações, além de diminuição do tempo de permanência de usuários internados no SUS. Cerca de 178 estão sendo habilitados pela primeira vez na modalidade de atenção à saúde, com atendimento especializado para pacientes domiciliados. Os municípios baianos receberão R$ 15,8 milhões dos R$ 160,4 milhões disponibilizados pelo Ministério para todo o país. A informação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) de 26 de dezembro.



Clínica Master: Endocrinologia Pediátrica

Foto: Divulgação

Na Clínica Master você vai encontrar atendimento com a Drª. Aruze Tanajura, especialista em endocrinologia pediátrica, tratamento e acompanhamento de doenças do sistema endócrino em crianças, ou seja, disfunções hormonais como diabetes, hipertireoidismo, hipotireoidismo e distúrbios da puberdade. Agende a sua consulta! A Clínica Master fica na Rua Donizete Alves Lima, nº 225, no bairro Nobre (Próximo ao Hospital regional). Telefones 77 3441-5396 | 77 99991-5396 (whatsapp) | 77 99126-1903.