ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Detran faz campanha pela valorização da vida no trânsito durante os festejos juninos

'Arraiá da Educação': Pelo segundo dia, escolas municipais dão um show com as quadrilhas juninas

Policiais lotados na 34ª CIPM de Brumado participam de palestras

Em reunião com o prefeito, Zé Carlos de Jonas busca novos avanços para a região da Vila Presidente Vargas

Em plena Copa do Mundo: Brasileiros gostam mais de sexo do que de futebol

Sem dinheiro, menino pinta as próprias figurinhas da Copa do Mundo

Brumado: Dias 23 e 24 o bairro Dr. Juracy realiza o 'São João da Copa'

Pedagoga brumadense é vítima de atos libidinosos dentro de ônibus da Novo Horizonte; autor foi preso em flagrante

Brumado: Catadora de material reciclável clama por ajuda para que o sonho do seu filho seja realizado

Em visita a Brumado, Jorge Solla acena com a tendência de parceria com o pré-candidato Márcio Moreira

Homens suspeitos de integrarem facção criminosa são presos em Guanambi; uma submetralhadora foi apreendida

Brumado: Segundo previsão, São João será de garoa e temperaturas na casa dos 20 graus

Zé Ribeiro participa, juntamente com Waldenor e Zé Raimundo, do lançamento do Plano Safra da Agricultura Familar

Homem é preso após tentar roubar PM com arma de brinquedo

Psicologia na Clínica Master com Juhéli Cerqueira

Ex-vereador Dedéu confirma apoio à pré-candidatura de Carlinhos Moura

Café da Manhã: Uma variedade de delícias com uma qualidade inigualável você só encontra na Padaria Divina

Lídice da Mata é excluída da chapa governista; PSB nacional fica irritado

Falha no Sistema fez usuários da Coelba voltarem às lotéricas para pagar as contas, mas pagamentos ainda estão suspensos

‘O que era para ser para o lazer, acabou se tornando esconderijo de bandidos’, afirmam moradores de Umburanas



BUSCA PELA CATEGORIA "Política"

Luciano Huck avança em conversas com PPS e Rede e quer relação sem exclusividade

Foto: Reprodução l TV Globo

Movimento de renovação política que tem o apresentador Luciano Huck como principal garoto-propaganda, o Agora! propôs uma lista de compromissos aos dois partidos com os quais mantém conversas para se associar: o PPS e a Rede. As informações foram publicadas pela colunista Mônica Bergamo, do jornal Folha de São Paulo. Segundo a publicação, pelos termos que estão sendo discutidos, o grupo deixa claro que não oferecerá nem pedirá exclusividade da sigla com a qual vier a fechar algum acordo. A negociação envolverá, por exemplo, a filiação de membros que queiram disputar a eleição. O Agora! tanto se reserva o direito de se relacionar com outros partidos quanto deixa o parceiro livre para conversar com outros movimentos. Ainda de acordo com a coluna, na carta entregue às legendas, a organização estabelece que "os partidos assegurarão aos membros do Agora! que se filiarem voz e voto nas decisões políticas, em todas as instâncias". A publicação revela que, hoje a tendência no grupo é estabelecer parceria com mais de um partido, o que, entretanto, não impedirá participantes de entrarem em siglas externas às alianças.



Geddel deverá fazer delação, mas enfrenta dificuldades, segundo colunista

Foto: Reprodução

De acordo com o colunista Murilo Ramos, da revista Época, o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB), que está preso em Brasília desde setembro, está disposto a negociar um acordo de delação premiada por saber que sua situação é difícil. Porém o emedebista está enfrentando dois problemas. O primeiro é que o operador Lúcio Funaro detalhou informações que poderiam ser ditas por ele. O outro é que Geddel resiste a citar amigos do MDB, incluindo Michel Temer. Sem isso, as chances de a colaboração prosperar são mínimas.



Em campanha para Presidência, Câmara gasta mais dinheiro público com ‘voo’ eleitoral de Bolsonaro

Foto: Divulgação

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) viajou para Campina Grande, segundo maior colégio eleitoral da Paraíba, para dar palestras, falar com eleitores em praças e conceder entrevistas para rádios locais em 8 de fevereiro do ano passado. “Hoje estou perdendo a sessão em Brasília. Gostaria de estar lá, mas para quem tem pretensões outras tem de estar muito bem preparado para aquele momento em 2018. Vale a pena tudo isso aí”, afirmou em entrevista à época. A veículos de imprensa paraibanos, apresentou a meta de fazer duas viagens para fora da capital federal por mês: promessa cumprida. Em campanha aberta para a Presidência da República, Bolsonaro aumentou seus gastos com passagens aéreas pagas com dinheiro público da Câmara dos Deputados. Levantamento feito pelo Estadão/Broadcast mostra que, nesta legislatura (entre 2015 e 2017), o deputado fluminense gastou 39% mais com passagens custeadas pela Câmara do que no período anterior (de 2011 a 2014): passou de R$ 261 mil para R$ 362 mil. 

 

O parlamentar mudou o perfil de suas viagens nos últimos três anos, quando começou a ganhar força sua intenção de disputar o Palácio do Planalto após se reeleger, em 2014, como o deputado mais votado (464.572 votos) no Rio. Ele passou a visitar mais cidades de todas as regiões do País, fora do eixo Brasília-Rio, onde trabalha e mora.

Os deslocamentos para outros Estados saltaram de 23 para 83 – 2,3 por mês. Foram considerados apenas os bilhetes em que Bolsonaro é o passageiro e pagos por meio da cota parlamentar. A um ano para o fim da atual legislatura, ele já se deslocou 351 vezes, ante 404 dos quatro anos anteriores.

Em Campina Grande, uma das poucas cidades onde o PT perdeu as eleições presidenciais no Nordeste, Bolsonaro pagou, com dinheiro da Câmara, R$ 1.013,69 em bilhetes aéreos. Seu gabinete emitiu as passagens no dia 20 de janeiro do ano passado. Hoje, o deputado fluminense é o segundo mais bem colocado nas pesquisas de intenção de voto, atrás do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

CONTINUE LENDO


Fiquem longe de mim: Articulações apontam que ACM Neto quer os irmãos Vieira Lima ‘fora de cena’

Parceiros fortes de outrora, ACM Neto dá indícios que quer 'exorcizar' os irmãos Vieira Lima (Foto: Jair Onofre)

Indícios, cada vez mais robustos, apontam que o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), que já começa a intensificar o seu planejamento eleitoral para 2018, irá “colocar no escanteio” os irmãos Viera Lima. Neto estaria agindo fortemente no “subterrâneo” para que os dois fiquem cada vez mais enfraquecidos no MDB, para que o seu “pupilo”, o vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis, possa “pegar o vácuo” e se estabelecer com “cacique” da legenda. Essa “articulação” projeta que ACM Neto pretende mesmo ir para disputa com Rui Costa, já que “tirando da jogada” os irmãos Vieira Lima ele ficará mais “livre, leve e solto” para concorrer ao pleito. O mar de lama que inundou a vida de Geddel e, por tabela, de Lúcio, que teve no episódio das malas milionárias escondidas em um “bunker” num apartamento em Salvador, o seu clímax, estaria sendo analisado coma a “lápide final” na carreira política de ambos, ou seja, os dois são considerados “cartas fora do baralho” da política baiana e brasileira, tanto que o “ato final” seria a não reeleição de Lúcio para deputado federal, que iria, segundo o entendimento da grande maioria dos analistas políticos, sepultar de vez a carreira política dos Vieira Lima.  Neto que está cada vez mais midiático, caso vá mesmo para disputa das urnas, deverá adotar a estratégia de “exorcizar espectros”, mostrando um perfil de grande estadista e de um político moderno e com coragem para enfrentar os desafios do combate à corrupção e a construção de um novo modelo social, que venha a contemplar os grandes anseios da população da Bahia. 



Confirmado: Marcelo Nilo ‘deixa’ PSL com chegada de Bolsonaro

O deputado Marcelo Nilo confirmou a sua ida para o PSB (Foto: Daniel Simurro | 97NEWS)

Com as malas prontas para desembarcar no PSB da senadora Lídice da Mata, o deputado estadual Marcelo Nilo, mostrando novamente seu "felling" políco" deciciu "jogar para a plateia" , no caso em questão, com o grande número de eleitores que rejeitam a filosofia do deputado federal e presidenciável Jair Bolsonaro. Pouco depois de confirmada a ida de Bolsonaro no PSL, Nilo comunicou aos seus contatos a seguinte mensagem: “Comunico a minha saída do Partido (PSL) com a entrada de  Bolsonaro. Abs”. Mas isso já estava nos planos, já que ele havia deixado certa a sua ida para o PSB, inclusive com o anúncio daqueles que pretendia levar consigo para a legenda socialista, entre eles o seu genro Marcelo Veiga, diretor da Embasa, e o secretário de Administração Penitenciária, Nestor Duarte.



Corrente do PSL deixa partido após anúncio de filiação de Bolsonaro

(Foto: Reprodução)

O grupo Livres, corrente interna do Partido Social Liberal (PSL), anunciou a saída da agremiação após o anúncio da chegada à legenda do deputado federal Jair Bolsonaro (RJ) "A chegada do deputado Jair Bolsonaro, negociada à revelia dos nossos acordos, é inteiramente incompatível com o projeto do Livres de construir no Brasil uma força partidária moderna, transparente e limpa", diz a nota do Livres, divulgada no Facebook. De acordo com a nota do Livres, o grupo recusa "a reciclagem do passado". "Não vamos arrendar nosso projeto à velha política de aluguel. Nosso compromisso não é com a popularidade das pesquisas da semana passada, mas com a população de um País que exige a transformação da política partidária." Mais cedo, o presidente do PSL, deputado federal Luciano Bivar (PE), havia informado que fechou um acordo com Bolsonaro, confirmando a disposição dele de ceder a legenda ao presidenciável. "Existem mais semelhanças do que diferenças entre Bolsonaro e o nosso pensamento liberal. É um orgulho tê-lo ao nosso lado", disse. Com forte presença nas redes sociais, o grupo Livres tem mais de 152 mil curtidas no Facebook. Em postagens quase diárias, os militantes defendem o livre mercado, a diminuição de impostos e os direitos de LGBTs.



Waldenor comemora avaliação de Rui e ironiza o primeiro ano de Herzem Gusmão

Waldenor ao lado de Zé Raimundo e do governador Rui Costa (Foto: Luciano Santos | 97NEWS )

Uma matéria veiculado pelo G1 tem sido destaque em toda a Bahia com a avaliação da gestão do governador Rui Costa. De acordo com o G1, em três anos, Rui executou 68 medidas, total ou parcialmente, o que corresponde a 59,13% do total prometido nas Eleições 2014. Rui Costa continua sendo o governador que mais cumpriu as metas de gestão entre os anos de 2015 e 2017, conforme o levantamento nacional divulgado nesta terça-feira (2). Em três anos, ele executou 68 medidas, total ou parcialmente, o que corresponde a 59,13% do total prometido na campanha eleitoral de 2014. O G1 se baseou no programa de governo registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e em entrevistas e debates. Opositor, o deputado federal Waldenor Pereira (PT-BA) ironizou os rumos do governo liderado pelo peemedebista Herzem Gusmão Pereira classificando como “estelionato eleitoral”, ao comparar as promessas do Plano de Governo apresentado durante a campanha eleitoral e o que realmente está sendo realizado pela administração peemedebista à frente da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista.



Alegando renovação, prefeito exonera toda sua equipe de governo em Livramento de Nossa Senhora

Foto: Reprodução

A partir do dia 30 de dezembro, 116 funcionários públicos da cidade de Livramento de Nossa Senhora, vão ser exonerados dos seus cargos. O informativo foi publicado nesta quarta-feira (27) no Diário Oficial do Município. O prefeito Ricardinho Ribeiro, exonerou todos os ocupantes de cargos comissionados, inclusive os secretários municipais. A medida faz parte de renovação, segundo o próprio prefeito, contida na lei nº 1.374/2017, que entrará em vigor no dia 1º de janeiro de 2018. A nova estrutura será formada por Gabinete do Prefeito; Controladoria Geral do Município; Secretarias da Administração, Planejamento e Desenvolvimento; Fazenda; Infraestrutura, Serviços Públicos e Desenvolvimento Urbano; Educação; Esporte, Cultura, Lazer e Turismo; Desenvolvimento Social; Agricultura, Recursos Hídricos e Meio Ambiente e de Saúde. O prefeito ainda alega que poderá haver outras exonerações em forma de rodízio, envolvendo todos os escalões. Tudo isso para enxugar os gastos da administração. 



Conselho de Ética da Câmara começa 2018 com caso Lúcio Vieira Lima

(Foto: Reprodução)

O Conselho de Ética da Câmara vai começar 2018 com a missão de analisar o caso do deputado Lúcio Vieira Lima (MDB), alvo de uma representação da Rede e do PSOL – neste ano, todos os cinco processos abertos para apurar a conduta dos deputados foram arquivados. As siglas pedem a cassação do mandato irmão de Geddel Vieira Lima em razão das investigações sobre as malas de dinheiro encontradas pela Polícia Federal (PF) em um apartamento de Salvador. A PF encontou indícios de crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa da parte dos irmãos. O Conselho irá estudar, portanto, os atos de quebra de decoro parlamentar, como recebimento de vantagens indevidas e perturbação da ordem das sessões da Câmara, por exemplo. As punições variam desde censura escrita até cassação.



Garotinho é recebido com festa pela família após deixar prisão

Foto: Reprodução Facebook

Após deixar a cadeia na última quarta-feira (20), o ex-governador do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho (PR) foi recebido com festa pela família. A filha Clarissa Garotinho fez uma publicação em sua página no Facebook em que aparece com a família abraçando o ex-governador. Garotinho foi preso em novembro sob acusação de crimes como corrupção, participação em organização criminosa e falsidade na prestação de contas eleitorais entre os anos 2009 e 2016. A prisão foi pedida pelo Ministério Público Eleitoral do Rio de Janeiro (MPE-RJ), decretada pelo juiz da 100.ª Zona Eleitoral de Campos dos Goytacazes, Glaucenir Silva de Oliveira, e mantida pelo Tribunal Regional Eleitoral do Estado (TRE-RJ).



PMDB aprova mudança de nome e volta a se chamar MDB

Foto: Reprodução

Para um auditório esvaziado, o presidente do PMDB, senador Romero Jucá (RR), anunciou que os integrantes do partido aprovaram a mudança do nome para MDB (Movimento Democrático Brasileiro), como era chamado durante o regime militar. A decisão era um dos itens da pauta da convenção extraordinária da sigla, realizada nesta terça-feira (19) em Brasília. A mudança do nome, às vésperas do ano eleitoral, é uma estratégia para dar uma repaginada na sigla após Michel Temer assumir a Presidência da República. Dirigentes negam que a alteração seja uma tentativa de “esconder” a sigla atrás de uma nova marca, já que a cúpula da legenda e o próprio Temer têm sido alvo de escândalos de corrupção, especialmente no âmbito da Operação Lava Jato. Jucá também afirmou que serão criados novos grupos setoriais para atender alas do partido como os evangélicos e o núcleo ambientalista. 

 



Eduardo Bolsonaro é investigado pela Procuradoria-Geral da República por ameaça de morte

Foto: Reprodução

O deputado Eduardo Bolsonaro, filho do também deputado Jair Bolsonaro, é alvo de investigação da Procuradoria-Geral da República devido a uma ameaça de morte. De acordo com informação divulgada pela revista Época, o parlamentar foi denunciado à Delegacia da Mulher por uma integrante da Juventude do PSC. Durante o registro da ameaça, a jovem mostrou à polícia mensagens de texto em que o deputado afirmava que iria acabar com a vida dela, além de chamá-la de ‘vagabunda’, ‘abusada’ e ‘otária’. O deputado, assim como sua assessoria, ainda não se manifestaram sobre o caso.



Lídice nega que vá deixar base de Rui: ?Jamais farei isso?

(Foto: Daniel Simurro | 97NEWS)

A senadora Lídice da Matta (PSB-BA) em entrevista nesta quinta-feira (14) destacou a formação das chapas para a eleição do ano que vem. Segundo ela, não há possibilidade de deixar a base aliada do governador Rui Costa (PT). "Essa discussão não é para agora, mas nenhum momento estamos fazendo cobertura de um governo e outro. Alguns dizem: ?Mas você deveria ameaçar ir para o outro lado?. Eu jamais farei isso. Na política você tem que ter um posicionamento político. Se fizesse diferente, eu não faria o que acredito. Esse é meu lado e dentro desse lado vou lutar para o que quero e acho correto", afirmou a senadora. Ela ainda defendeu um maior debate entre as lideranças políticas para definir quem irá concorrer aos cargos nas eleições de 2018. "Esse debate tem que acontecer com os principais líderes da coligação, com o próprio governador, mas temos que definir condicionantes. Claro que você vai medindo forças, o que perde e o que ganha", declarou.



PSB nacional pressiona e quer uma vaga para Lídice na chapa de Rui; ruptura poderá acontecer

As especulações sobre uma possível ruptura entre o PSB e o PT começam a ganhar força nos bastidores do poder (Fotos: Daniel Simurro | 97NEWS)

A senadora Lídice da Matta (PSB), que subiu, recentemente, "nas tamancas" e protestou de forma veemente pela exclusão de seu nome das pesquisas Record Bahia/Instituto Paraná, agora, vai ter motivos para ficar mais otimista, já que, uma informação de bastidores que circula com intensidade nos corredores do poder, revela que o PSB Nacional "bateu o martelo" e exige que ela seja novamente candidata ao senado, não importando a composição. Isso, automaticamente criou um clima de mal estar entre a senadora e o governador Rui Costa, ou seja, se acena um possível rompimento entre o PSB e o PT. Outro fato que corrobora nesse sentido é que o presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira, foi intransigente nesse sentido, pois vem afirmando, sistematicamente, que está no hora do PSB largar o "papel" de protagonista e começar a exercer o protagonismo da história. Essas declarações vêm mesmo deixando a Lídice numa "saia-justa" já que ela, até hoje, vem se mantendo a sua fidelização ao PT, além de ser amiga pessoal de Jaques Wagner, que irá disputar uma cadeira no Senado Federal pelo grupo governista. A nova postura do PSB deverá trazer também dificuldades para os prefeitos do PSB na Bahia, como é o caso de Brumado, onde o prefeito Eduardo Vasconcelos, - que vem cobrando de forma incessante por ações do governo do estado para o município -, se esforça para manter a parceria com Rui Costa, que, inclusive estará em Brumado no próximo dia 21, tendo como o seu maior compromisso a inauguração da logística da UTI. Vale ressaltar que o apoio dos deputados federais Waldenor Pereira (PT) e Daniel Almeida (PC do B) vem sendo muito positivos nesse sentido de dotar o município de uma estrutura de alta complexidade na área de saúde pública, tanto que o processo de formação do Consórcio Regional, que estava emperrado, já está praticamente concluído, faltando apenas uma assinatura dos 21 participantes, justamente, graças ao apoio desses parlamentares. A tensão deverá continuar e se acentuar ainda mais nos primeiros meses de 2018, mas, as "fichas" deverão ir para a "mesa da acomodação" projetando que o PSB e o PT irão caminhar juntos no pleito de 2018.



Convenção do PSDB tem confusão e até cadeiras voando

(Foto: Reprodução)

A convenção do PSDB que ungiu Geraldo Alckmin à presidência do partido foi marcada por uma confusão com bate boca entre militantes e arremesso de cadeiras. Confusão começou na ala onde estão os tucanos de São Paulo e do Distrito Federal. A briga envolve os militantes pró e contra o governador do DF, Rodrigo Rollemberg (PSB). Eles se desentenderam porque um grupo quer apoiar a reeleição do socialista em 2018 e outro defende a candidatura do deputado Izalci Lucas (PSDB) ao governo. No mesmo evento, o senador Aécio Neves, então presidente licenciado, por vaiado pela militância e deixou o evento pela porta dos fundos. Assista a vídeo do tumulto na convenção tucana. 



E agora? Exército destitui general de cargo por ter criticado Temer

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Exército pedirá ao ministro da Defesa, Raul Jungmann, a destituição do general Antonio Hamilton Mourão do cargo de secretário de Economia e Finanças do Comando do Exército depois que ele afirmou que o presidente Michel Temer faz do governo um “balcão de negócios” para se manter no poder. Mourão vai ficar sem função à espera do tempo de ir para reserva, em março de 2018. Para o lugar dele, o comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas, indicou o general Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira. “Não há dúvida que atualmente nós estamos vivendo a famosa Sarneyzação (em referência ao ex-presidente José Sarney). O nosso atual presidente vai aos trancos e barrancos buscando se equilibrar e mediante o balcão de negócios chegar ao final de seu mandato”, disse o general. Em setembro, Mourão falou três vezes na intervenção militar enquanto proferia uma palestra na Loja Maçônica Grande Oriente, também em Brasília: “Ou as instituições solucionam o problema político, pela ação do Judiciário, retirando da vida pública esses elementos envolvidos em todos os ilícitos, ou então nós teremos que impor isso”. O militar foi questionado sobre o que o alto generalato pensavam sobre a pré-candidatura do deputado Bolsonaro. Mourão respondeu em sinal de apoio ao parlamentar, que saiu em sua defesa quando ele proferiu a palestra em setembro e escapou de punição. “O deputado Bolsonaro já é um homem testado, é um político com 30 anos de estrada, conhece a política. E é um homem que não tem telhado de vidro, não esteve metido aí nessas falcatruas e confusões. Agora, é uma realidade, já conversamos a esse respeito, ele tem uma posição muito boa nessas primeiras pesquisas que estão sendo feitas, ele terá que se cercar de uma equipe competente, ele terá que atacar esses problemas todos, não pode fazer as coisas de orelhada, e obviamente, nós seus companheiros dentro das Forças olharmos com muito bons olhos a candidatura”, declarou.



Polêmica: Filho de Bolsonaro critica professora da Uesb que 'simulou sexo' com camisinha

(Reprodução: Twitter)

O vídeo que circulou esta semana nas redes sociais tem gerado polêmica entre os internautas, já que uma suposta professora aparece ensinando os alunos a colocarem a camisinha com a boca. Nas imagens, é possível ver a professora agachando e simulando um sexo oral em um pênis de borracha, que está sendo segurado por um dos alunos. Alguns internautas afirmaram que o fato teria acontecido na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) em Jequié, durante uma aula de sexologia. O deputado estadual Flávio Bolsonaro, filho de Jair Bolsonaro, também usou as redes sociais para criticar a atitude da professora. “É papel do professor simular um b... no aluno para colocar a camisinha?”, postou o deputado.



'Estou envergonhado': Tiririca renuncia ao cargo de deputado e surpreende a todos

Foto: Reprodução

Parlamentar mais votado do Brasil nas eleições de 2010, com 1,3 milhão de votos, o deputado federal Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca (PR-SP), renunciou nesta quarta-feira (6). O anúncio foi feito no plenário da Câmara. "Subo nesta tribuna pela primeira vez e última vez. Não por morte. Porque estou abandonando a vida pública", disse o parlamentar. "O que eu vi nos sete anos aqui, eu saio totalmente com vergonha. Não vou generalizar, não são todos. Tem gente boa aqui dentro. Eu jamais vou falar mal de vocês em qualquer canto que eu chegar e não vou falar tudo que vi, tudo o que vivi aqui. Mas seria hipócrita se eu saísse daqui e não falasse realmente que estou decepcionado, com a política brasileira, decepcionado com muitos de vocês, muitos", prosseguiu. "Eu ando de cabeça erguida porque não fiz nada de errado. Mas muitos dos senhores não têm essa coragem, andam até disfarçado de dizer que é parlamentar porque é uma vergonha".



Os municípios é que deveriam financiar o TCM, diz Rui

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Durante a assinatura da ordem de serviço para a construção do Hospital Metropolitano, em Lauro de Freitas, na manhã desta segunda-feira (04), o governador Rui Costa (PT) disse que não quer ficar “nessa polêmica” sobre o fim do Tribunal de Contas dos Municípios da Bahia (TCM-BA), mas defendeu a possibilidade de o órgão ser financiado pelos municípios. “Quem deveria financiar o TCM não era o estado, porque o TCM não presta serviço ao estado. Quem deveria financiar seriam os municípios”, argumentou, reiterando que apenas três estados possuem tribunais de contas dos municípios. “E nesses outros 24 estados possuem auditoria e fiscalização nos municípios. Essa polêmica de que só tem auditoria onde têm TCM não é verdadeira”, acrescentou. 

 



Para especialistas, poder financeiro terá peso maior nas eleições

Foto: Reprodução

Contratar empresas especializadas em análise de dados e pagar pelo impulsionamento de propaganda nas redes sociais vão favorecer candidatos com mais recursos. Esta é a visão de especialistas ouvidos pelo jornal ‘O Estado de S. Paulo’ sobre o impacto das novas tecnologias na eleição de 2018. Para o professor do Instituto de Ciências Matemáticas e Computação da USP em São Carlos, José F. Rodrigues Júnior, “o poder financeiro de um candidato poderá influenciar no resultado da campanha”. “Isso pode dar uma diferença no resultado final”, disse. O advogado Renato Opice Blum, professor de Direito Digital do Insper, concorda. “Quem tem mais recursos terá acesso a melhores ferramentas”, afirma o advogado. Segundo Opice Blum, era inevitável uma mudança na legislação no que diz respeito à regulação do impulsionamento de propaganda nas redes sociais – antes era proibido. Em sua visão, a nova lei cumpre bem esse papel. “Candidatos, partidos ou coligações podem impulsionar conteúdo, mas não falsear conteúdo ou promover ataques e difamações. Isso é vedado. É uma tentativa de controlar a disseminação de fake news”, disse.

Estudo

Um estudo da Diretoria de Análises de Políticas Públicas (DAPP), da Fundação Getulio Vargas (FGV), mostrou que robôs – programas usados para multiplicar mensagens na internet – foram responsáveis por até 20% do debate político no Twitter e apontou para o risco de deformação do cenário. Essa é uma possibilidade real, afirma professora do MBA em Marketing Digital da FGV Luciana Salgado. “Uma coisa é você se valer de estudos e cruzamento de dados para estudar os anseios do cidadão e promover debates construtivos. Outra é se valer de tecnologia em benefício próprio, o que considero um risco para a democracia”, afirma Luciana.

Fake news na mira do TSE

Conforme o jornal ‘O Estado de S. Paulo’ noticiou no dia 31 de outubro, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) prepara uma força-tarefa para combater a disseminação de fake news nas disputas de 2018. A proliferação de notícias falsas e a atuação de robôs na internet também estão em discussão no Exército, na Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e na Polícia Federal. O objetivo é evitar o impacto negativo de mentiras nas eleições, a exemplo do que ocorreu nas campanhas americanas e francesas, de Hillary Clinton e Emmanuel Mácron. Entidades da sociedade civil, como o Instituto Palavra Aberta, no entanto, reagiram à inclusão do Exército, da Abin e da PF nas discussões, temendo que haja margem para excessos e ameaça à liberdade de expressão. 

CONTINUE LENDO