ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Crescem as reclamações de perturbação da ordem; estabelecimentos da área de entretenimento são os alvos

Brumado: Prefeitura tomará posse da área invadida por movimento; terreno será murado para evitar novas invasões

Justiça Eleitoral pede retirada de outdoor em apoio a Bolsonaro em Brumado

Vereador Lek apresenta novas indicações buscando melhorias para bairros periféricos de Brumado

Equívoco cometido por GCM, faz com que a Central de Marcação volte ao cenário das reclamações

Dia do Rotariano: Vereadora Lia Teixeira parabeniza os membros da organização

Brumado Profissionalizar: A sua chance de mudar a sua vida

Divulgado aviso de Licitação para concessão de empresa para gerenciar “Zona Azul” em Brumado

Começa pagamento do Pis/Pasep; Veja se tem direito a até R$ 954

Brumado: Cursos de Engenharia de Minas e Civil deverão ser implantados pelo IFBA

Brumado: Empresário do ramo alimentício, ‘Alex do Pirão’, indignado com a Embasa

Brumado: Investigadores da Polícia Civil recapturam foragido da justiça

Nesta sexta-feira (23) tem mais uma edição da Feirinha Comunitária do Bairro Baraúnas

Deu Bahêa: Com direito a nova dancinha de Vinícius, Bahia vence o Náutico na Fonte Nova

Procurador pede exclusão e rebaixamento do Vitória no Baianão

Barra do Choça ganhará uma nova rádio 100% internet a partir desta sexta-feira (23)

Luta pela vida: Jovem de Malhada precisa de doadores de sangue em Vitória da Conquista

Grupo Direita Brumado: Outdoor homenageia a ideologia defendida pelo deputado Jair Bolsonaro

Entulho deixado por empreiteira na Rua Nazaré vira objeto de revolta dos moradores

Chegou visita em casa, então a dica é os deliciosos pães de queijo da Padaria Divina



BUSCA PELA CATEGORIA "Política"

Apartamento funcional de Lúcio era usado para negociatas de Geddel; diz Delator da J&F

Foto: Reprodução

Um anexo complementar apresentado pelo delator Francisco de Assis e Silva, diretor jurídico da J&F, traz informações novas sobre a atuação do ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) junto ao grupo detentor da JBS. De acordo com documento divulgado pela imprensa nesta terça-feira (10), o peemedebista usava o apartamento funcional do irmão Lúcio Vieira Lima (PMDB) em Brasília para negociatas. No documento, Francisco Silva contou que o ex-ministro solicitou uma minuta do projeto de lei que previa a ‘anistia do caixa 2’ e chegou a perguntar sobre o ânimo do corretor Lúcio Funaro para falar sobre o que sabia. O peemedebista também disse estar preocupado com documentos encontrados pela Polícia Federal na casa do ex-deputado federal Eduardo Cunha. Apesar dos encontros ocorridos no imóvel funcional do deputado federal baiano, o delator disse nunca ter conhecido o parlamentar pessoalmente. Veja o que consta no anexo:



Bela e Determinada : Deputada 'tucana' protesta contra machismo histórico na Câmara Federal

O protesto feito pela deputada federal Shéridan acabou ecoando na mídia nacional (Foto: Reprodução)

A deputada federal Shéridan (PSDB-RR), devido à sua formosura,  sempre atraiu olhares sobre si, já que a sua beleza é realmente radiante. Mas, a contemplação, que é provocada por um misto de deusa grega com a mulher brasileira, acabou indo para o campo reprovável do machismo, já que, segundo a parlamentar, ela teria recebido "gracejos" indecorosos por alguns de seus pares, o que acabou chamando ainda mais atenção sobre a Reforma Política, já que, a tucana é rival política do senador Romero Jucá (PMDB-RR), além do fato dela ser a relatora da proposta que ficou conhecida como PEC da Shérican, que a partir do próximo ano cria uma cláusula de barreira e põe fim às coligações em 2020. A deputada também criticou o processo dizendo que houve uma inversão de prioridades na reforma política e que o financiamento de campanha se tornou a parte mais importante". Com um número ainda muito limitado de mulheres, apesar dos avanços na legislação que vem buscando a igualdade participativa, a Câmara Federal, para muitos, ainda é um "antro encubado" do machismo histórico que sempre "azeitou" a sociedade brasileira. 



PF testa 810 bilhões de senhas, mas não abre arquivos de operador do PMDB

(Foto: Divulgação PF)

Após 810 bilhões de tentativas frustradas, a Polícia Federal encerrou relatório sem conseguir acessar arquivos dos operadores Jorge e Bruno Luz, que confessaram pagamento de R$ 11,5 milhões em propinas a peemedebistas oriundos de contratos da Petrobrás. A perícia sobre os documentos, que foram entregues pela própria defesa dos empresários, se encerrou após outo dias ininterruptos de testes com o fim de descriptografar arquivos referentes às offshores usadas por eles para o intermédio de vantagens indevidas.



Aprovada reforma na Lei de Execução Penal; texto segue para a Câmara

O presidente do Senado, Eunício Oliveira, conduziu a votação e explicou que a matéria segue para análise da Câmara dos Deputados Jonas Pereira/Agência Senado

O Plenário aprovou nesta quarta-feira (4) o substitutivo ao Projeto de Lei do Senado (PLS) 513/2013, que modifica a Lei de Execução Penal (Lei 7.210/1984). De acordo com o relator, senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), o projeto reduz a superlotação dos presídios, melhora a ressocialização dos presos, combate o poder do crime organizado nas penitenciárias e previne as rebeliões que provocaram centenas de mortes nos últimos anos. A matéria será encaminhada à Câmara dos Deputados. Anastasia destacou que o sistema carcerário nacional encontra-se em situação crítica. Ele ressaltou que o Brasil tem uma quantidade muito alta de presos encarcerados (provisórios e em regime fechado) em relação a presos em regimes de liberdade relativa (semiaberto ou aberto). Também apontou a falta de vagas em todos os regimes, sobretudo nos regimes semiaberto e aberto. O senador observou ainda que a grande quantidade de presos provisórios provoca um efeito cascata, que pressiona todo o sistema de execução penal, e apontou a baixa proporção de presos que trabalham ou estudam em relação ao total da população carcerária. O relator rejeitou emendas apresentadas em Plenário, tendo em vista que o projeto já havia sido aprovado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), e ainda será debatido na Câmara. Entre as alterações previstas no projeto estão a valorização do trabalho dos detentos; a previsão expressa de incentivo fiscal para empresas que contratarem presos e egressos e de parcerias público-privadas para a educação e profissionalização dos presos; possibilidade de uso de telefone público (monitorado), o que pode contribuir para diminuir o poder das organizações criminosas em relação ao uso clandestino de celulares; e progressão antecipada de regime em caso de superlotação de presídio como direito do preso. A elaboração do projeto começou em 2012, quando o então presidente do Senado, José Sarney (PMDB-MA), nomeou uma comissão de juristas com esse objetivo. O texto resultante do trabalho desta comissão foi então subscrito pelo presidente seguinte, Renan Calheiros (PMDB-AL). A Lei de Execução Penal é considerada obsoleta em vários pontos, o que contribuiria para a superlotação do sistema carcerário. A reforma, ressaltaram os senadores, tem objetivo de humanizar os presídios, facilitar a ressocialização dos presos e desburocratizar procedimentos no sistema.



'Governo Herzen é estelionato eleitoral e ponga em obras de Rui', dispara Waldenor

(Foto: Divulgação)

O deputado federal Waldenor Pereira disparou críticas contra a gestão do prefeito Herzem Gusmão (PMDB) durante pronunciamento na Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (3). Para o parlamentar conquistense, a eleição do peemedebista tem se mostrado "o maior estelionato eleitoral do município". "Ele que, após 9 meses de administração, foi incapaz de apresentar qualquer projeto para a sociedade conquistense, resolveu adotar para si ações do governo do Estado da Bahia, do Governo Rui Costa. Resolveu pongar na garupa das ações do governo Estadual, dizendo que veio a Brasília buscar recursos para a conclusão das obras do aeroporto e para a construção da barragem sobre o Rio Catolé", disparou o parlamentar.  Em sua fala, Waldenor recomenda a Gusmão buscar recursos para a saúde, "que está funcionando com muita precariedade", para a mobilidade urbana da cidade, "que está destruída e totalmente esburacada", e para o desenvolvimento dos distritos do município.  "Aliás, Senhor Presidente, comenta-se que ele veio a Brasília não buscar recursos, mas visitar o seu maior aliado político, o ex-ministro Geddel Vieira Lima", alfineta o deputado federal ao encerrar o seu discurso. Confira o vídeo abaixo: 



Deputado Waldenor Pereira é homenageado pela PRF

(Foto: Divulgação)

O deputado federal Waldenor Pereira recebeu homenagem dos Policiais Rodoviários Federais (PRF) na Bahia entregue pelo superintendente da Polícia Rodoviária Federal na Bahia, Virgílio de Paula Tourinho, pelo presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais no Estado da Bahia (SINPRF-BA), Fábio Serravalle Franco, e pelo assessor parlamentar Marcelo Carvalho, nesta terça-feira (26), em Brasília. A categoria agradece ao parlamentar baiano por sua dedicação e luta em defesa das demandas dos policiais rodoviários em votações importantes da Câmara dos Deputados. Na oportunidade, o superintende Virgílio Tourinho apresentou a Waldenor o pedido para destinação de emenda parlamentar de sua autoria para a reforma do posto da Polícia Rodoviária Federal em Vitória da Conquista. O deputado se comprometeu em se reunir com a PRF do município para apresentação do projeto e orçamento da reforma solicitada.



Índios dizem que fazenda atribuída a Geddel é “sagrada” e querem demarcação

Foto: Reprodução l Whatsapp 97News

A Fazenda Esmeralda, atribuída ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) e ao irmão dele, o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB), no município de Potiraguá, no sul baiano, foi ocupada, no último sábado (23), por cerca de 30 homens que estavam armados com espingardas e outras armas longas. Os índios pataxó, que ocupam o local há cinco dias, querem a demarcação das terras, que segundo eles são indígenas. A área tem, ao todo, 643 hectares, o que equivale a 643 campos de futebol. Os indígenas, de várias aldeias da região, afirmam que existem ao menos três cemitérios indígenas na fazenda, por isso, o local é considerado sagrado. Mais de mil cabeças de gado estavam na fazenda, mas, segundo os índios, no domingo (24), funcionários da fazenda levaram os animais. Inicialmente as investigações estavam sob a responsabilidade da Polícia Civil do município, que encaminhou o caso para a Delegacia da Polícia Federal de Vitória da Conquista, no sudoeste do estado. A PF é responsável por atuar em situações como essa, que envolvam indígenas.



Tanhaçu: Embasa contrata empresa para projeto da Adutora de Cristalândia

(Foto: Divulgação)

O Governo da Bahia, por meio da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), divulgou no Diário Oficial da última quinta-feira (21) o nome da empresa contrata para a elaboração do projeto executivo para a adutora de Cristalândia, obra que prevê a captação de água na barragem de Brumado para abastecer a zona rural e a sede de Tanhaçu. O projeto será elaborado pela Geohidro Consultoria Sociedade Simples Ltda, com recursos que chegam a quase R$ 500 mil, atendendo a uma reivindicação das lideranças políticas de Tanhaçu junto com os deputados Waldenor Pereira (federal) e Zé Raimundo (estadual).  Na última segunda-feira (18), o candidato a prefeito na última eleição Ney Santana (PT), acompanhado do seu candidato a vice, o ex-vereador Vado da Jurema, estiveram na sede da Embasa em Salvador, em audiência articulada pelos parlamentares baianos, reforçando o pleito que vai atender a uma reivindicação antiga do povo de Tanhaçu. Segundo Ney, hoje, a principal demanda da população tanhaçuense é a melhoria na distribuição de água. “No período da seca, nosso município passa a ser abastecido por água vinda de poços artesianos que, muitas vezes, é uma água salobra, com pouca qualidade para consumo”, explica.  Os deputados comemoraram o rápido atendimento da solicitação reforçada por eles nesta semana e agradeceram o governador Rui Costa pela atenção com os pleitos dos mandatos, “visando sempre atender da melhor forma a população de nossa região”, comentou Waldenor.  Quando construída, a Autora de Cristalândia levará água encanada até o distrito de Ourives, zona rural de Tanhaçu, possibilitando a interligação com o sistema já existente entre esta localidade e a sede do município.



Rio de Contas: Prefeito terá que exonerar primeira dama e servidores que configurem nepotismo

Foto: Patrick Cassiano l Bahia Verdade

A prefeitura de Rio de Contas, na Chapada Diamantina firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público se comprometendo a exonerar, no prazo de dez dias, os cerca de seis servidores, dentre eles Mariana Cotrim Pires de Azevedo esposa do prefeito e atual Secretária de Assistência Social, Rebeca da Silva Reis, Secretária de Gabinete e cunhada da Secretária de Saúde, Rosana Ribeiro Bonfim Medeiros, Oficial Administrativo e esposa de vereador, Adão Alves de Castro, Procurador Geral e pai de vereadora, Olavo Neto da Silva Moreira, Coordenador de esporte e lazer e tio do procurador jurídico. Também serão exonerados em um prazo de 60 dias, Paulo César Cardoso de Azevedo, Médico e irmão do prefeito e Renata Ramos de Oliveira, Diretora Geral do Hospital e filha da secretária de educação. O documento, de autoria do promotor de Justiça Millen Castro, foi assinado pelo prefeito Cristiano Cardoso de Azevedo. Além dessas pessoas, o prefeito se comprometeu a exonerar, no prazo de cinco dias, outros servidores que sejam cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, de prefeito, vice-prefeito, secretários municipais e vereadores que estejam ocupando cargos de direção, chefia, assessoramento ou qualquer outro cargo comissionado, ou que exerçam função gratificada na administração pública municipal.  O Município também deverá encaminhar à Câmara de Vereadores, em 30 dias, projeto de lei que altere a Lei Municipal n° 1.048/2008 para vedar a nomeação de cônjuge, companheiro ou parente, bem como contratação temporária de pessoas sem processo seletivo, que se enquadrem nessas qualidades. 



Waldenor defende uma reforma política ampla, democrática e participativa

(Foto: Divulgação)

No dia em que se debate a proposta de Reforma Política e Eleitoral na Câmara dos Deputados, o deputado federal Waldenor Pereira (PT-BA) defendeu que as mudanças sejam mais amplas, democráticas, participativa ,em pronunciamento nesta quarta-feira (20). Para o parlamentar baiano, é preciso que a Reforma Política proporcione uma extensão dos mecanismos da democracia direta, como o plebiscito, o referendo e projetos de iniciativa popular, como também o fortalecimento da democracia participativa, incentivando o funcionamento regular de conferências e conselhos populares. Para ele, as alterações pontuais propostas atualmente não são suficientes, sendo necessário também uma maior transparência no poder Judiciário, "que hoje se revela uma verdadeira caixa preta", além de uma redemocratização dos meios de comunicação brasileiros. "É indispensável também reforma no sistema de comunicação do país, a socialização dos meios de comunicação". Afirmou.



Confirmado: Geddel vai delatar; Temer será o alvo

(Reprodução)

Pivô da maior apreensão de dinheiro sujo da história do Brasil, com os R$ 51 milhões encontrados em seu bunker em Salvador (BA), o ex-ministro Geddel Vieira Lima, que era braço direito e articulador político de Michel Temer já decidiu delatar. Pelo menos, essa é a convicção do Palácio do Planalto, onde se sabe que Temer é um dos alvos principais, segundo informa o blog do colunista Lauro Jardim, do Globo. Diante do fator Geddel, Temer quer tentar liquidar a segunda denúncia de Rodrigo Janot, por obstrução judicial e organização criminosa, antes que ele, o "boca de jacaré", decida falar. Uma das suspeitas é de que o dinheiro do bunker pagasse propinas a deputados da base de Temer, que apoiaram o golpe de 2016.



PMDB da Bahia irá se reunir hoje (12) para decidir o futuro de Geddel dentro da legenda; muitos apostam na expulsão

Apesar de negarem a pressão, o futuro de Geddel deve ser mesmo o desligamento da legenda (Foto: Reprodução)

Membros da executiva estadual do PMDB da Bahia vão se reunir nesta terça-feira (12) na Assembleia Legislativa (Alba) para decidirem o futuro político do ex-ministro Geddel Vieira Lima dentro da sigla. Os peemedebistas estarão reunidos para analisarem a expulsão do cacique – uma das figuras mais significativas da legenda. Os escândalos envolvendo Geddel vem incomodando membros do partido que temem não se elegerem em 2018. Além dos deputados estaduais foram convidados o vice-prefeito de Salvador, Bruno Reis, o prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão, e o federal Lúcio Vieira Lima. Apesar de afirmarem que vão debater apenas sobre os novos rumos da legenda, a reunião tem como principal objetivo tentar convencer Geddel a deixar o partido, sem maiores transtornos.



O silêncio de Lúcio Viera Lima

Depois do escândalo das malas e da prisão do seu irmão, o ex-ministro da Secretaria de Governo, Geddel Vieira Lima (PMDB), na última sexta-feira (8), o deputado federal Lúcio Vieira Lima (PMDB) adotou um silêncio total sobre o caso. De acordo com a Coluna do Estadão, o silêncio do parlamentar baiano tem provocado “inquietação” no Palácio do Planalto, que tem temido também uma delação premiada do ex-ministro Geddel. Lúcio não é investigado no escândalo das malas, mas teria sido responsável por pedir emprestado ao empresário Sílvio Silveira o apartamento onde a Polícia Federal encontrou R$ 51 milhões. A postura de Lúcio após segunda prisão do irmão é diferente da primeira. Quando Geddel foi preso, no início de julho, o deputado federal foi para Brasília, onde se reuniu com o presidente Michel Temer, que é amigo pessoal do ex-ministro há mais de 30 anos.



Câmara votará incentivo a mudança de partido

(Foto: Reprodução)

O DEM e o Podemos querem aproveitar a votação da reforma política na Câmara, que deve acontecer na terça-feira, para incluir entre as mudanças na legislação eleitoral uma cláusula de “portabilidade” dentro da janela de transferência partidária, também conhecida como “janela da traição”. A ideia é que deputados que mudarem de partido após a aprovação da reforma levem junto o tempo proporcional de TV e os recursos do Fundo Partidário. “Já apresentamos um destaque. Acreditamos que é necessário, com a possível mudança do modelo, que os deputados possam se reacomodar no tabuleiro político com as legendas de acordo com a nova realidade”, disse ao Estado o deputado Efraim Filho, líder do DEM. Segundo ele, o ideal é que a “janela” que permite a mudança de partido ocorra logo após a promulgação da emenda, o que deve ocorrer entre setembro e outubro. “O tempo de TV e a divisão do fundo serão calculados pelo tamanho da bancada após a conclusão da janela”, disse o parlamentar. A mudança também é defendida pelo Podemos (ex-PTN). Os dois partidos acreditam que serão os maiores beneficiados com a migração de deputados. Esperam chegar nas eleições de 2018 com um “patrimônio” político ampliado. “Minha luta é pelo reajuste da questão do tempo de TV de acordo com a nova bancada”, disse a deputada Renata Abreu (SP), presidente do Podemos. O relatório do deputado Vicente Cândido (PT-SP) sobre a reforma política fala sobre janela partidária e fixa a data em março do ano de pleito, mas não muda a legislação atual no que diz respeito à portabilidade. Pela lei vigente, a desfiliação não é considerada para fins de distribuição do Fundo Partidário, nem para o acesso ao tempo de rádio e televisão. Depois de mudar de nome, o Podemos saltou de 4 para 16 deputados federais. “Acredito que passaremos dos 20”, diz Renata Abreu. Já o DEM, partido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ) negocia a transferência de deputados de vários partidos, especialmente do PSB. “Acredito que podemos chegar aos 40 deputados”, disse o senador José Agripino (RN), presidente da sigla. Caso a iniciativa seja barrada na Câmara por partidos que temem perder deputados, caso do PMDB e do PSB, o DEM recorrerá ao Supremo Tribunal Federal (STF). “A consulta será feita, tendo em vista que há dúvidas sobre isso”, disse Agripino.



Se Neto não atrapalhar, já estará fazendo algo, recomenda Zé

(Foto: Divulgação)

Do deputado estadual Zé Raimundo (PT) ao destacar ações do governador Rui Costa na capital baiana, que estariam incomodando e atrapalhando os planos eleitorais do prefeito ACM Neto para 2018: “Se o prefeito não atrapalhar, já estará fazendo grande coisa”, disse hoje no plenário, argumentando que o importante é trabalhar pelo benefício da população, como o governador está fazendo em Salvador, com intervenções para melhorar a mobilidade, assim como em todo o estado, com recuperação de estradas, serviços de saúde, abastecimento de água e outras. Inclusive ele aconselhou que os adversários façam o mesmo: “Trabalhem”.  E acrescentou: “Enquanto a oposição está preocupada com eleições, o governador segue trabalhando, investindo, destacando a Bahia como o estado que mais investe, enquanto governos do PSDB e do PMDB estão em estado de calamidade”, disparou.



Insatisfação: 94% dos brasileiros não se sentem representados por políticos

(Foto: Reprodução)

Faltando pouco mais de um ano para as eleições de 2018, que vai decidir o próximo presidente, os governos estaduais e o Congresso Nacional, a rejeição dos brasileiros é grande e, de acordo com uma pesquisa do instituto Ipsos, apenas 6% dos eleitores se sentem representados pelos candidatos em quem já votaram. Houve uma queda de nove pontos percentuais na taxa dos que se consideram representados desde novembro. E a insatisfação generalizada já atinge inclusive a percepção dos brasileiros sobre a democracia. De acordo com o levantamento, apenas metade da população considera que esse é o melhor regime para o Brasil, e um terço afirma que não é. Quando os eleitores são questionados especificamente sobre o modelo brasileiro de democracia, a taxa de apoio é ainda mais baixa: 38% consideram que é o melhor regime, e 47% discordam. A pesquisa mostra também que 74% são contra o voto obrigatório. A pesquisa aponta ainda que para 94% dos eleitores os políticos que estão no poder não representam a sociedade, e apenas 4% pensam o contrário. Além disso, o levantamento também aponta que 81% dos entrevistados pelo Ipsos acreditam que “o problema do País não é o partido A ou B, mas o sistema político”.



Livramento: Após celebração Padre fez duras criticas ao Presidente Temer

Foto: Reprodução

No último sábado (5) no Novenário do “Bom Jesus do Taquari” o Padre Nicivaldo logo após a celebração, fez um desabafo com duras críticas ao Presidente Michel temer. O Sacerdote falou dos prejuízos causados aos trabalhadores em virtude da aprovação da reforma trabalhista e alertou aos livramentenses que ficassem atentos quanto aos candidatos a deputados e senadores que estarão pedindo voto para a eleição de 2018, fazendo assim referência aos que hoje detém o mandato. O Padre considerou os políticos que apoiam Temer como um “bando de ratos”. Finalizando o seu desabafo Padre Nicivaldo pediu aos fies presentes ao evento que rezassem pelo Brasil.



Temer vence a batalha, mas a guerra continua

(Foto: Sputinik)

Nunca antes neste País um presidente da República em pleno mandato foi denunciado pela Procuradoria-Geral da República. Nunca antes neste País a Câmara negou a autorização para o processo no Supremo Tribunal Federal. E nunca antes neste País os gramados do Congresso ficaram vazios durante uma votação tão importante. Às 18 horas, a Polícia Legislativa identificava mais de 200 policiais militares e apenas 30 pessoas diante do Congresso e não mais do que 50 se movimentando a partir da rodoviária. “Nem cem manifestantes?!”, exclamava um experiente segurança, acostumado há décadas de grandes votações e grandes manifestações. Foi assim que o presidente Michel Temer venceu sua mais importante batalha com três armas: emendas parlamentares, seu profundo conhecimento da Câmara, que já presidiu três vezes e, particularmente, o desinteresse da população. O “fora, Temer” não virou o “Rodrigo Maia já”. Nem a CUT, a UNE, o MST e o MTST se animaram a alugar ônibus, providenciar quentinhas e encher a Esplanada de Niemeyer de gente, bonecos e faixas. Os protestos foram dos caminhoneiros, bem longe da capital da República. Será que o PT não queria de fato a queda de Temer? Muitos da esquerda acham que não. Do outro lado, o PSDB foi lamentável desde o início da denúncia. Era governo, mas não era. Ia pular fora, mas não pulava. O presidente licenciado, Aécio Neves, era pró-Temer. O interino, Tasso Jereissati, contra Temer. A casa da Mãe Joana. Temer venceu a principal batalha, mas a guerra continua. Sua intenção é dar um caráter de recomeço ao seu governo e isso inclui um pronunciamento pela TV e rádio, novas iniciativas parlamentares, tentar a reforma tributária. E... mudar a coligação de forças aliadas. Se o PSDB conferiu um certo verniz ao início do governo, tudo indica que Temer tenha se cansado e dê uma guinada para o Centrão. Saem os tucanos indecisos e divididos, entra o Centrão, sua tropa de choque. Afinal, guerra é guerra e o procurador Rodrigo Janot está à espreita, com seus bambus e suas flechas. No dia inteiro de sessões, a oposição empurrou a votação para o horário nobre das TVs, falou ao eleitorado e foi duríssima contra Temer e a reforma da Previdência. Mas os favoráveis a Temer foram cautelosos. Eles votaram “pela estabilidade” e “pela economia”, mas raros assumiram uma defesa explícita de Temer contra a denúncia. Conclusão: Temer venceu, mas nem por isso foi efetivamente absolvido.

 



No facebook, Waldenor manifesta voto pela saída de Temer

(Foto: Reprodução Facebook)

Em suas redes sociais nesta quarta-feira (2), o deputado Waldenor Pereira reafirmou o seu posicionamento contrário ao governo Michel Temer, afirmando que votará sim pela admissibilidade das denúncias de corrupção passiva contra o presidente.  Em vídeo gravado diretamente da manifestação que estava sendo realizada pela bancada do PT e parlamentares da oposição, Waldenor afirmou que hoje, durante a votação , vai confirmar o seu voto favorável “ao afastamento deste presidente golpista e ilegítimo Michel Temer”. Para o deputado federal, as denúncias apresentadas pelo Procurador Geral da República, Rodrigo Janot, contra Temer “são irrefutáveis”. Waldenor afirma que também defende eleições diretas para Presidente, “para permitir ao povo brasileiro decidir aquele ou aquela que deve dirigir os destinos do nosso país”. “ForaTemer! Fora Maia! Diretas já!”, concluiu.



Janot volta a pedir ao STF a prisão de Aécio Neves

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu novamente a decretação da prisão do senador Aécio Neves (PSDB). Em petição ao ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), o procurador sustenta que o tucano pediu e recebeu propina de R$ 2 milhões do empresário Joesley Batista, da JBS. Janot já havia requerido a prisão de Aécio, inicialmente rejeitada pela Corte. O senador chegou a ser afastado das funções parlamentares, recuperadas pelo tucano por determinação do ministro Marco Aurélio. O novo pedido do procurador será julgado pelo STF assim que a Corte retomar as atividades, após recesso do Judiciário. A reportagem entrou em contato com a assessoria do senador, mas não obteve resposta. Aécio nega ter cobrado propina da JBS. O senador alega, desde o início do caso, que pediu recursos para bancar despesas com advogados de defesa. Naquela época, a defesa do senador divulgou a seguinte nota: "A defesa do senador Aécio Neves reafirma que o dinheiro foi um empréstimo oferecido por Joesley Batista com o objetivo de forjar um crime que lhe permitisse obter o benefício da impunidade penal. O empréstimo não envolveu dinheiro público e nenhuma contrapartida por parte do senador, não se podendo, portanto, falar em propina ou corrupção. O senador tem convicção de que as investigações feitas com seriedade e isenção demonstrarão os fatos verdadeiramente ocorridos".