ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Projeto Cidadão do Futuro atende crianças e adolescentes da Vila Presidente Vargas

Crescem as especulações sobre a privatização da Embasa em novo governo de Rui Costa

Brumado: Escola CMEAS conquista 1º lugar no concurso nacional ´Geração Sustentável´

Saúde Pública: Município de Dom Basílio obtém 'ótima' avaliação na atenção básica da saúde bucal

Empresário baiano descobre província de minério nível pré-sal no Sudoeste da Bahia

Universidade do Estado da Bahia prorroga período de inscrição para Vestibular UNEB 2019

Facebook começa a avisar brasileiros que tiveram dados roubados

'Manelão’ agradece os eleitores e garantiu estar com o sentimento do dever cumprido

Mineradores ampliam a mobilização da campanha salarial 2018

Brumado: Secretário de Planejamento garante que projeto Caminho da Escola está dentro das normas

Homem é preso após ameaçar mulher com arma de fogo em Aracatu

Brumado: Centro Educacional Monteiro Lobato promoverá 'Gincana Estudantíl'

Paramirim: Incêndio destrói parte da vegetação na Serra de Maria Roxa; brigadistas trabalharam 24h no combate

Brumado: A inclusão da odontologia no programa saúde da família é uma realidade, mas ainda precisa melhorar; diz categoria

Feira: Câmara de Vereadores vota projeto de empréstimo do Executivo no valor de R$ 130 milhões

Com o tema ‘Ciência para a redução das desigualdades sociais’, IFBA de Brumado realiza Semana da Ciência e Tecnologia

YouTube sai do ar na noite desta terça e internautas reclamam

Denúncias de fraude em urnas serão registradas on-line, diz TSE

Superclássico: Sem inspiração, Brasil marca nos acréscimos e vence Argentina

PF indica participação de Temer em corrupção e pede bloqueio de bens do presidente



BUSCA PELA CATEGORIA "Política"

Feira: Câmara de Vereadores vota projeto de empréstimo do Executivo no valor de R$ 130 milhões

O empréstimo será votado na Câmara de Vereadores nesta quarta-feira, 17 (Foto: Reprodução)

A Casa Legislativa de Feira de Santana irá votar hoje (17) um empréstimo de R$ 130 milhões a pedido do Executivo. Segundo informações declaradas à imprensa o montante virá de recursos a serem contraídos via Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal e que será destinado à obras de pavimentação e limpeza pública, similarmente como aconteceu em Brumado essa semana, onde um projeto similar, também de autoria da prefeitura, solicitou o empréstimo de R$ 20 milhões à Caixa Econômica Federal. Visando a aprovação do projeto, o prefeito Colbert Martins realizou uma reunião com vereadores neste terça-feira (16). Ainda segundo informações, assim como aconteceu em Brumado, o projeto deverá ser aprovado. 



PF indica participação de Temer em corrupção e pede bloqueio de bens do presidente

Foto: Reprodução

A Polícia Federal (PF) concluiu o inquérito sobre corrupção no setor portuário e afirmou que o presidente Michel Temer (MDB) e outras dez pessoas praticaram os crimes de corrupção passiva, ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Com o inquérito concluído, a PF pediu o bloqueio de bens de todos os indiciados, inclusive os do presidente. De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, o delegado Cleyber Malta Lopes também pediu a prisão de quatro investigados, entre eles o coronel João Baptista Lima Filho, amigo de Temer e da filha do presidente, Maristela Temer. O emedebista é investigado por um decreto assinado que permitiu ampliar de 25 para 35 anos os prazos dos contratos de concessões e arrendamentos no porto firmados após 1993. O caso está com o ministro Luís Roberto Barroso no Supremo Tribunal Federal (STF). Um dos pontos do relatório da PF é uma reforma realizada na casa da filha do emedebista, entre 2013 e 2015. Em abril deste ano, a mulher do coronel, Maria Rita Fratezi, pagou em dinheiro vivo despesas da obra do imóvel de Maristela Temer. Também foram indiciados Rodrigo Rocha Loures, seu ex-assessor, Antonio Greco, ex-diretor da Rodrimar, Ricardo Mesquita, também da Rodrimar, Gonçalo Torrealba, diretor do grupo Libra, o coronel João Baptista Lima Filho e sua mulher, Maria Rita Fratezi, amigos de Temer, Carlos Alberto Costa e seu filho, diretor da Argeplan, e Almir Ferreira, contador da Argeplan.



Brumado: 'A oposição ressurge das cinzas', diz deputado reeleito Vitor Bonfim fazendo referencias ao prefeito Eduardo Vasconcelos

A oposição está para a democracia assim como o pilar está para a sustentação (Foto: Luciano Santos l 97News)

A oposição a um governo, seja federal, estadual ou municipal, é um dos pilares de maior importância de uma democracia. Não aquela oposição do "quanto pior melhor", esta não serve, porque pensa no seu próprio umbigo. Se a oposição é responsável, travando o debate político em cima de propostas e projetos que beneficiem a coletividade, ela se fortalece e presta um grande serviço ao cidadão, porque em seu nome, fiscaliza, cobra, diverge, corrige rumos. A oposição está para a democracia assim como o pilar está para a sustentação e, aqui por Brumado, ela vinha capengando há alguns anos. Mas essa situação começou a mudar após declarações do deputado reeleito, Vitor Bonfim (PR), à uma rádio local. Segundo o parlamentar, ele está de alma lavada e feliz com os resultados das eleições, após sua reeleição. "Em Brumado criou-se um discurso falacioso, mentiroso e eleitoreiro que foi rejeitado pelo povo de Brumado, que deu a resposta nas urnas. Quem fala mais alto na política são as urnas e a urnas deram a resposta dessa rejeição". Subindo o tom, Bonfim declarou ainda em entrevista a Alternativa FM que, "foram muitas mentiras pregadas nos últimos dias de quem quer continuar perpetuando no poder, visando o crescimento econômico e político”. As alfinetadas foram para o então empresário Márcio Moreira (Patriota), candidato apoiado pelo prefeito Eduardo Vasconcelos (PSB) que não conseguiu uma vitória nas urnas no último domingo (7). O ingrediente novo extraído desse episódio foi o nascimento de um bloco de oposição, ao que parece, sob a orientação formada pela família Bonfim em Brumado. 

O histórico político do grupo não nos deixa menor, pelo contrário, nos deixa igual aos outros que foram votados em Brumado (Foto: Conteúdo l 97NEWS)

Todos estes, eram, até o ano passado, aliados do Executivo brumadense e se juntaram para contrapor nas eleições 2018, e ao que tudo indica, para 2020. Renascida das cinzas e fortalecida, a nova oposição de Brumado afinou o discurso e, adotou um tom duro contra ao prefeito Eduardo Vasconcelos. "Fomos apunhalado pelas costas pelo prefeito, após ter conseguido grandes investimentos para o município, diretamente com o governo do estado". Já o candidato a deputado estadual Márcio Moreira da Silva (Patriota), que conquistou 9.683, citou que não considerou o resultado como uma derrota. Em entrevista a mesma emissora, Márcio foi incisivo e disse que, “o importante é que nós mantivemos o histórico político do nosso grupo. Não nos deixa menor essa votação, pelo contrário, nos deixa igual aos outros que foram votados aqui em Brumado.” Em resposta ao deputado Vitor Bonfim, o empresário rebateu e, diz que não ver declínio no grupo. “Esse declínio não reflete em nós. Não pode agora esse grupo de oposição querer usurpar os votos de do candidato Carcará, que teve 9.887 votos, e trazer como se fosse mérito deles”, criticou. Sobre a decisão do eleitor em não eleger o grupo de situação, Moreira destacou que ele e o coletivo fizeram a sua parte, mas o povo preferiu eleger outros candidatos. “Cabe a nós respeitar a decisão do povo. Eu me orgulho dos votos que tive em Brumado”, finalizou.



Grupo de alunos e professores da Uneb de Brumado fazem movimento endógeno contra o fascismo

O movimento foi concebido de forma endógena, dentro da universidade, mas irá se expandir para às ruas (Foto: Divulgação)

Com a proximidade da votação no primeiro turno das eleições 2018, o clima de tensão entre o eleitorado vem aumentando, o que vem sendo alimentado pelas redes sociais, que mostram um grande duelo da polarização entre direita e esquerda. Diante disso, nestes últimos dias que antecedem ao pleito vários movimentos irão ganhar as ruas das cidades, buscando o convencimento dos eleitores. Em Brumado, que não tem uma forte tradição de discussão pelo cargo de presidente, deste feita, acabou se contagiando, onde as duas principais vertentes na disputa estão realizando uma série de ações para defender as suas ideologias. Neste contexto, uma dessas ações chama a atenção que é de um grupo de professores e alunos da turma de pós-graduação em Literatura Brasileira do Campus XX da Uneb de Brumado, os quais formaram um grupo contra o fascismo, o qual está se difundindo de forma endógena, ou seja de dentro da própria instituição para fora. Várias postagens nas redes sociais estão circulando mostrando que eles se engajaram mesmo nessa luta, confeccionando cartazes, muitos deles com as hashtags #elenão, que acabou tendo um entendimento duplo, pois além do fascismo, o movimento estaria se opondo à ideologia do candidato à presidência, Jair Bolsonaro, do PSL, o qual seria o alvo principal do referido grupo. Tanto que na manhã deste sábado (29) onde acontecerá uma passeata na cidade com o mesta temático do #elenão, o grupo irá participar. Muitos questionamentos acabaram circulando em grupos de whatsapp sobre o fato de se fazer campanha política dentro de uma universidade pública, mas, isso, segundo o grupo faz parte do movimento democrático, pois o local é público. Ainda aconteceram algumas palestras acompanhadas de apresentações musicais com cantores vestindo a camisa do ex-presidente Lula (foto abaixo). Veja  também o vídeo divulgado pelo movimento: 

O cantor usou a camisa com a foto do ex-presidente Lula (Foto: Redes Sociais)


'Eleitor foi induzido a erro porque o demônio do país virou o PT', diz Haddad na TV

Foto: Reprodução

Candidato do PT ao Planalto, Fernando Haddad disse na sexta-feira (14) que perdeu a reeleição à Prefeitura de São Paulo, em 2016, porque o eleitor "foi induzido a erro". Para ele, a crise daquele ano fez com que seu partido virasse "o demônio do país". Em entrvista ao Jornal Nacional, o candidato refutou o selo de candidato "poste", indicado pelo ex-presidente Lula, e disse que foi escolhido pelo padrinho, para disputar a prefeitura paulistana em 2012 porque foi "o melhor ministro da Educação". O candidato fez ainda críticas à prática de delação premiada e evitou fazer uma autocrítica sobre a participação de integrantes de seu partido nos escândalos do mensalão e do petrolão. Oficializado candidato do PT à Presidência somente na terça-feira (11), Haddad tenta concluir a transmutação de sua imagem à do ex-presidente Lula e herdar o espólio do padrinho político que, antes de ser barrado pela Justiça Eleitoral, tinha cerca de 40% nas pesquisas. No mais recente Datafolha, divulgado nesta sexta, Haddad chegou a 13% e está empatado numericamente em segundo lugar com Ciro Gomes (PDT). Lidera a corrida, segundo o levantamento, Jair Bolsonaro (PSL), com 26% das intenções de voto.

 



Eleitor que fizer enquete em rede social pode ser multado

Foto: Divulgação

O eleitor que fizer uma enquete nas redes sociais perguntando em quem seus amigos pretendem votar pode ser multado em até R$ 329 mil. A punição está prevista no artigo 23 da Resolução 23549/2017 do TSE. O texto prevê que “é vedada, no período de campanha eleitoral, a realização de enquetes relacionadas ao processo eleitoral”. Como não específica se pessoas físicas estão, ou não, incluídas na proibição, ela pode ser aplicada para todos os cidadãos ou empresas no país. O TSE confirmou, que a proibição é nacional e vale para pessoas físicas. De acordo com o TSE, para que seja aplicada a cobrança, é preciso investigação por parte do Ministério Público Eleitoral e condenação por descumprimento da legislação.
 



Abraji lança maior ferramenta do Brasil para encontrar ações citando políticos

(Divulgação)

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) lança nesta segunda-feira (10.set.2018) o projeto Publique-se, uma plataforma de busca que reúne documentos de mais de 30 mil processos judiciais cujos textos citam mais de 9 mil políticos brasileiros. Nenhuma outra ferramenta no Brasil até hoje identificou e reuniu tantos processos citando candidatos a cargos públicos. A ideia é facilitar o acesso a provas, relatórios, comprovantes e documentos anexados a esses processos para ajudar repórteres em investigações jornalísticas sobre candidatos a cargos públicos. A ferramenta é gratuita e pode ser acessada no endereço www.publique-se.org.br. Nesta primeira etapa, o projeto conta com dados de centenas de milhares de ações no Supremo Tribunal Federal (STF) e no Superior Tribunal de Justiça (STJ). Casos notórios de outros tribunais envolvendo grandes investigações sobre o poder público serão acrescentados numa segunda etapa. “Houve um imenso esforço de captura e tratamento de dados para possibilitar a busca dentro desses documentos. 

 

O que você vai achar não são apenas processos que têm determinado político como réu ou investigado, mas todas as referências àquele político dentro de documentos em diferentes processos – mesmo que ele não seja parte naquele processo. Certamente há muita pauta escondida ali”, diz Tiago Mali, coordenador do projeto. Ser citado em uma ação judicial não significa que o político tenha necessariamente participado de esquema de corrupção ou que tenha tido conduta reprovável. A transparência com relação a essas informações, no entanto, é passo importante para uma fiscalização mais ativa das instituições e dos agentes públicos por parte dos jornalistas. Idealizado pela Abraji, o projeto contou com parceria da Associação Brasileira de Jurimetria (ABJ) na captura dos dados e conta com o patrocínio do Instituto Betty e Jacob Lafer. A base de documentos da primeira etapa do projeto foi criada a partir de downloads automatizados dos bancos de dados de processos eletrônicos do STF e do STJ. Os arquivos baixados passaram por uma ferramenta de reconhecimento de caracteres (OCR) para que fosse possível pesquisar o texto dentro deles – muitos dos PDFs são imagens cujo texto não é pesquisável. Após a extração de texto, o projeto identificou dentro das milhões de páginas de documentos aquelas que mencionam o CPF de cidadãos que se candidataram em qualquer eleição brasileira a partir de 2006 – são mais de 1 milhão de CPFs diferentes. Foram mantidos na ferramenta apenas os processos que citam dentro do seu texto o CPF de algum político. A partir dessa base, que no momento do lançamento reúne documentos de mais de 30 mil processos, é possível buscar diretamente por nomes de políticos ou fazer uma “busca livre” por termos de interesse que estejam presentes nos documentos de processos que citam políticos. A primeira rodada de download em massa dos documentos foi feita entre os meses de fevereiro e março deste ano, reunindo todos os processos eletrônicos de diferentes anos presentes nas páginas do Judiciário. Uma segunda rodada, que acrescentará os processos iniciados após esse download, está em andamento e deve ser incorporada à ferramenta antes do primeiro turno das eleições.

CONTINUE LENDO


São Francisco do Conde: Candidato a deputado federal cai de mini-trio durante ato de campanha; veja o vídeo

Foto: Reprodução

Candidato a deputado federal, o deputado estadual Pastor Sargento Isidório (Avante) caiu de um mini-trio, na tarde de domingo (9), quando fazia um ato de campanha em São Francisco do Conde, na Bahia. No vídeo, é possível ver que a grade de proteção do mini-trio se solta da estrutura e o candidato vai ao solo. Apesar do susto, o deputado passa bem. Ele deve ficar hospitalizado e deve voltar logo à ativa. Vale ressaltar que o uso do carro de som é proibido em campanhas eleitorais, ou seja, o candidato aparentemente estava fazendo propaganda irregular. 



Vídeo mostra Bolsonaro na UTI falando pela primeira após ataque durante caminhada

Foto: Reprodução

Um vídeo mostra Jair Bolsonaro em uma maca de UTI da Santa Casa de Juiz de Fora, gravando mensagem após o ataque que sofreu na última quinta-feira (6). O senador Magno Malta ao lado dos filhos do deputado, Flávio, Eduardo e Carlos oraram antes Bolsonaro se pronunciar. O candidato à presidência agradece a equipe médica e aos enfermeiros, e se entristece por não marcar presença ao desfile de 7 de setembro nesta sexta-feira (7) quando é celebrado o dia Independência.



Facada em Bolsonaro atingiu órgãos, mas não há risco de morte, dizem filhos

Foto: Reprodução

Dois dos filhos do candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o deputado estadual Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), manifestaram-se no Twitter sobre o estado de saúde do presidenciável, que sofreu uma facada no abdômen na tarde desta sexta-feira (6), em Juiz de Fora (MG). Segundo os filhos de Bolsonaro, o ferimento foi superficial e ele passa bem. “Jair Bolsonaro sofreu um atentado agora em Juiz de Fora, uma estocada com faca na região do abdômen”, escreveu Flávio. Candidato à reeleição como deputado federal por São Paulo, Eduardo disse que “há muita notícia desencontrada”, mas disse que chegou até ele que seu pai “está fora de risco de morte”. “As informações que tenho são preliminares e neste tipo de situação sempre há muita notícia desencontrada. Mas está fora de risco de morte”, escreveu.

 

Foto: Reprodução l G1

Já a TV Globo disse que Bolsonaro foi levado para a sala de cirurgia e será operado. Há suspeita de lesão no fígado e na alça intestinal. Em nota, a Polícia Federal afirmou: "Bolsonaro contava com a escolta de policiais federais quando foi atingido por uma faca durante um ato público. O agressor foi preso em flagrante e conduzido para a Delegacia da PF naquele município. Foi instaurado inquérito policial para apurar as circunstâncias do fato". O suspeito de ter dado a facada foi identificado pela PM como Adélio Bispo de Oliveira. Segundo informações da polícia, ele foi espancado e está muito machucado.



TSE suspende propaganda do PT no rádio em que Lula aparece como candidato

Foto: Reprodução

O Partido dos Trabalhadores deve suspender a veiculação de propaganda eleitoral que mostra o ex-presidente Lula como candidato. A decisão liminar é do ministro Luís Felipe Salomão, do Tribunal Superior Eleitoral, que entendeu que a propaganda afronta a decisão do TSE que considerou Lula inelegível e o proibiu de fazer ato de campanha. "Se persistir a prática do descumprimento pode causar tumulto e transtorno ao pleito, além de prejuízos inegáveis aos demais candidatos", afirmou o ministro, estipulando multa de R$ 500 mil em caso de descumprimento para cada propaganda eleitoral que for veiculada. A decisão atende a um pedido do partido Novo que apontou as irregularidades. “As transcrições do programa de rádio veiculado não parecem deixar margem a dúvidas em frontal oposição ao que foi deliberado pela Corte”, disse o ministro. “O TSE fixou a norma jurídica individualizada do caso concreto, que a eficácia do acórdão repercute, obrigatoriamente, na proibição de participar da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão", explicou. Ao conceder a liminar, o ministro afirmou que a atuação urgente se justifica para garantir o equilíbrio do processo eleitoral. “A Justiça Eleitoral foi criada e existe justamente para garantir segurança jurídica e transparência ao processo democrático, tal decisão há de ser cumprida integralmente, sob pena de descrédito da determinação da Corte”.
 



Eleições 2018: Enquetes em redes sociais não têm valor científico e não valem como pesquisa

Foto: Conteúdo l 97NEWS

A propagação de resultados de enquetes feitas em redes sociais, mesmo que realizadas com uso de ferramentas de plataformas como o Facebook, contribui para a desinformação. Essas consultas não têm rigor científico e não substituem as pesquisas eleitorais registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Um exemplo recente foi compartilhado pela página do Facebook Mais Saúde Menos Corruptos, que publicou um infográfico apontando o candidato Jair Bolsonaro (PSL) com mais de 86,57% das intenções de voto, seguido pelo petista Luiz Inácio Lula da Silva (8,21%), pelo tucano Geraldo Alckmin (2,99%), pelo pedetista Ciro Gomes (1,49%) e pela candidatada da Rede, Marina Silva (0,75%). A fonte é uma página no Facebook, que saiu do ar nesta segunda (27), chamada de Instituto de Pesquisa Oficial do Face. Para chegar aos resultados apontados na publicação em questão, Montenegro utilizou uma metodologia sem qualquer base científica ou amostragem. Já os institutos de pesquisa fazem a chamada estratificação da amostra de eleitores. Ou seja, selecionam um grupo de pessoas que representa o eleitorado por sexo, faixa etária, escolaridade, renda e região em que mora. A montagem da amostra da pesquisa é feita com dados oficiais do IBGE e do TSE. Segundo o TSE, a divulgação de pesquisa fraudulenta constitui crime, punível com detenção de seis meses a um ano e multa no valor de R$ 53.205,00 a R$ 106.410,00.

 



Termina hoje (23) o prazo para solicitar voto em trânsito

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Termina nesta quinta-feira (23) o prazo para os eleitores com cadastro eleitoral regular e que tenham previsão de estar fora do domicílio eleitoral no dia 7 de outubro no primeiro e 28 de outubro no segundo turno solicitarem o chamado voto em trânsito. Para isso, o eleitor deve comparecer em qualquer cartório eleitoral com um documento oficial com foto e indicar o local em que pretende votar. Ao finalizar o atendimento, o eleitor recebe um protocolo que deve ser utilizado no dia da votação. Não há cobrança de taxas para solicitar o voto em trânsito. Quem estiver fora do estado do domicílio eleitoral poderá votar em trânsito apenas para presidente da República. Caso o eleitor esteja em trânsito em outro município, mas dentro do estado em que tem domicílio eleitoral, poderá votar para todos os cargos em disputa nestas eleições (presidente, governador, senador, deputado federal e estadual).



Foragido desde maio, vereador acusado de fraude no extremo oeste baiano é preso

Presidente da Câmara, conhecido como Maradona, foi preso em 2017, durante operação (Foto: Reprodução/ Facebook)

O vereador e ex-presidente da Câmara de Vereadores de Correntina, no extremo oeste baiano, Wesley Campos Aguiar (PV), conhecido como Maradona, se entregou à Polícia Civil na terça-feira (21). Ele é um dos envolvidos na formação de organização criminosa suspeita de fraudar processos licitatórios, investigada pela operação 'Último Tango', deflagrada pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), no dia 26 de outubro do ano passado. Maradona está preso no município de Santa Maria da Vitória à disposição da Justiça. Ele estava foragido desde o final de maio, mas decidiu se entregar pois, pelo regimento interno da Câmara, ele perderia o cargo e o salário caso se ausentasse por 10 sessões ordinárias da Casa. Além do mandado de prisão do vereador, foram expedidos pedidos de prisão de mais servidores da Câmara que também estavam envolvidas em fraudes de licitações e contratos, além do desvio de verbas públicas e pagamento de gratificações indevidas a servidores. São eles: Hugo Neves dos Santos, que atuava como assistente de controle interno, Erickson Linces dos Santos, motorista, e Cleuzinete de Souza Sales, tesoureira. Estes dois últimos foram presos em Goiânia (GO).



Bahia: TRE define ordem da propaganda eleitoral na TV e rádio para candidatos ao governo

Foto: Conteúdo l 97News

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) definiu, nesta terça-feira (21), a ordem da propaganda eleitoral dos candidatos ao governo do estado na televisão e rádio. A sequência foi sorteada durante audiência pública, realizada na Sala de Sessões do Eleitoral, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). A cerimônia contou com a participação de representantes de partidos políticos e coligações concorrentes ao pleito, além de representantes das emissoras. Apesar da campanha nas ruas ter iniciado na última quinta-feira (16), seguindo o Calendário Eleitoral, a propaganda em rádio e televisão passará a ser permitida apenas a partir do dia 31 de agosto. Na televisão, os horários serão das 13h as 13h25 e das 20h30 as 20h55. No rádio, os horários serão das 7h as 7h25 e 12 h as 12h25. O primeiro turno das eleições ocorrerá no dia 7 de outubro. O segundo turno ocorrerá no dia 28 de outubro, caso seja necessário.



PRE-BA pede a emissoras que não promovam informações contra ou a favor de políticos

Foto: Luciano Santos l 97News

A Procuradoria Regional Eleitora da Bahia (PRE-BA) quer que as emissoras de rádio e TV do estado não façam programas, propagandas ou emitem opiniões favoráveis ou contrárias a candidatos, partidos e coligações durante toda a campanha eleitoral deste ano. A recomendação foi emitida no último dia 8 de agosto e divulgada nesta sexta-feira (17). De acordo com o procurador Regional Eleitoral na Bahia, Cláudio Gusmão, os atos têm ocorrido com frequência nas últimas campanhas eleitorais, e afetam a disputa eleitoral. As vedações estão previstas no artigo 45 da Lei nº 9.504, que proíbe, ainda, veicular ou divulgar filmes, novelas, minisséries ou qualquer outro programa com alusão ou crítica a candidato ou partido político, mesmo que dissimuladamente, exceto programas jornalísticos ou debates políticos. Além da não veiculação de informações favoráveis a respeito de candidatos ou partidos em suas programações normais e noticiários, a Procuradoria recomenda que as emissoras mantenham, devidamente arquivados, textos e gravações dos programas transmitidos, de acordo com determinações previstas no Código Brasileiro de Telecomunicações.



Segurança pública, saúde e troca de ataques dão o tom do primeiro debate na Bahia

Fotos: Reprodução l Band

O primeiro debate entre os candidatos a governador da Bahia, que aconteceu na noite desta quinta-feira (16) na Band, marcou o encontro entre o governador Rui Costa (PT), candidato à reeleição, e os seus adversários: José Ronaldo (DEM), João Henrique (PRTB), Marcos Mendes (PSOL), João Santana (MDB) e Célia Sacramento (PV). Rui foi o mais requisitado durante todo o debate – e mais atacado também. Sobraram críticas à segurança pública e saúde do estado. Para se defender, o governador citou os sete hospitais que inaugurou em quatro anos, o recorde de policiais civis e militares convocados para a tropa e outros feitos. Quando foi atacado mais fortemente por Zé Ronaldo, lembrou que o “grupo político” dele colocou “fuzil na cara de professor”, se referindo aos guardas municipais que agrediram os professores em Salvador. ACM Neto rebateu o petista após o debate. Célia Sacramento citou por várias vezes Marina Silva durante o debate, assim como João Henrique, que fez questão de colocar Jair Bolsonaro como o seu candidato a Presidência da República. João ainda afirmou que sua rejeição foi criada pelos adversários que o sucederam. A ex-vice-prefeita de Salvador não poupou críticas a Rui Costa e disse que ACM Neto lhe deu um golpe. Marcos Mendes investiu na estratégia que há alguns anos vem sendo adotada pelos candidatos do PSOL: atacar. O socialista atacou Rui Costa, Zé Ronaldo, João Henrique e João Santana.



ONU pede que Brasil garanta candidatura de Lula e participação em debates

Foto: Reprodução

O Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) recomendou nesta sexta-feira (17) que o Brasil garanta os direitos políticos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Preso em Curitiba após ter sido condenado a 12 anos e 1 mês de prisão, Lula registrou candidatura à Presidência da República. O comitê atendeu pedido feito pela defesa do ex-presidente. Apesar do pedido feito pelo órgão, o documento é apenas uma recomendação e o Estado brasileiro não tem obrigação de cumpri-la. No comunicado, ONU ainda recomendou que Lula possa ter “acesso apropriado à imprensa e membros de seu partido político”. "O Comitê também solicita ao Brasil que não o impeça de concorrer às eleições para presidente em 2018, até que seus recursos diante das cortes tenham sido completados em processos jurídicos justos", declarou a ONU no comunicado. O órgão colegiado ainda ponderou que concedeu apenas medidas provisórias ao candidato e que o mérito do processo do ex-presidente na ONU só será avaliado em 2019. "Essa solicitação não significa que o Comitê concluiu ainda que existiam violações - trata-se de medidas urgentes para preservar os direitos de Lula, enquanto o mérito do caso continua em consideração", explicou. "Isso ocorreria no ano que vem", disse.



Eleições 2018: TSE registra mais de 23 mil candidatos às eleições de outubro

Foto: Reprodução l Ascom TSE

Mais de 23 mil candidatos a presidente, governador, senador e deputado federal, estadual e distrital vão disputar os votos de 147,3 milhões de eleitores brasileiros, segundo dados disponíveis no portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Encerrado o prazo para registrar as candidaturas, 13 nomes se apresentaram para disputar o Palácio do Planalto em outubro. Para governador, segundo a última atualização do Sistema de Divulgação de Candidaturas e de Prestação de Contas, 171 postulantes pediram registro. Deles, 17 disputam a reeleição. O PSOL foi o partido que lançou o maior número de candidatos a governador, seguido de PSTU e PT. O TSE contabiliza até agora 6.982 candidatos para disputar as 513 vagas de deputado federal. Para deputados estadual e distrital, são 15.605 concorrentes a 1.059 vagas nas assembleias legislativas e na Câmara Legislativa do Distrito Federal. Mais 295 concorrem a 54 cadeiras no Senado. Com o total de 23.812 candidatos a todos os cargos em disputa nas eleições de outubro, o PSL foi o partido que apresentou o maior número de concorrentes (1.259), seguido de PSOL (1.201), PT (1.075) e MDB (1.009). Do contingente, 30,6% são mulheres, em cumprimento à meta prevista na legislação. Quase a metade dos candidatos tem ensino superior e 55% são casados. A maioria tem entre 35 e 59 anos de idade, mas há 50 na faixa de 80 a 84 anos. O total de candidatos em 2018 é menor que o registrado em 2014 (26.162). Os dados podem sofrer ajustes conforme a Justiça Eleitoral julgue os pedidos de registro.



Oficial: PT registra candidatura de Lula à Presidência no TSE

Foto: Folhapress

O PT registrou no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), na tarde desta quarta-feira (15), a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para concorrer à Presidência da República na eleição de outubro. O registro foi protocolado pessoalmente no balcão do TSE por dirigentes do partido. O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad foi apresentado ao tribunal como candidato a vice-presidente. Condenado em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP), Lula é potencialmente inelegível pelas regras da Lei da Ficha Limpa. Agora, seus advogados começam uma batalha jurídica nas cortes superiores. Após a publicação de um edital com os nomes dos postulantes, o registro de candidatura de Lula pode ser impugnado (contestado) pelo Ministério Público Eleitoral ou por adversários (candidatos, partidos ou coligações). Também pode haver um indeferimento do pedido de ofício pelo relator do processo no TSE, caso ninguém conteste -- cenário muito improvável. Após o trâmite processual no TSE, com notificação do candidato impugnado e abertura de prazo para a defesa, o relator levará o caso para análise do plenário, composto por sete ministros. Se a corte negar o registro do petista, o partido pode recorrer ao próprio TSE e, por fim, ao STF (Supremo Tribunal Federal).