ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Forró do Sítio Novo 2019: Skol será a cerveja oficial da festa

Brumado: Secretário de Saúde diz que se for comprovado negligência médica no caso do filho de vendedor, os responsáveis serão punidos

Sistema que facilita posse de armas já está valendo

Empresários brumadenses participam de palestra motivacional 'Uaugomais' no Clube Social de Brumado

Presidente do Crea-Ba diz que trabalha para combater os famosos engenheiros 'Canetinhas' na construção civil

Operação nacional 'PC27' termina com mais de 90 presos na Bahia

Processos em fase de pagamento com perdas do 'Plano Collor 2' são liberados

Brumado: Moradores do bairro Baraúnas cobram de vereador mais dedicação; Elias Piau rebate e diz que não é ele que tem a 'caneta na mão'

Mulher é flagrada furtando caixa de loja de utilidades, em Tanhaçu; veja o vídeo

Brumado: Homem é preso após dar murro em rosto de vizinha

Santa Teresinha recebe Suba 100 de mountain bike neste final de semana

Brumado: Servidores do Judiciário se reúnem com professores do EJA para aplicação do Círculo de Construção de Paz

Brumado: De olho nas próximas eleições partidos garimpam filiados para 'Campanha Proporcional'

Operação nacional busca foragidos por roubo, homicídio e estupro em Brumado e outros Estados

Brumado: Feijão e tomate estão entre os vilões do alto custo da cesta básica

Mãe é suspeita de bater e quebrar a perna da filha de 6 anos com cabo de vassoura

Brumadenses despertam com uma garoa na Capital do Minério; semana será de tempo nublado

Brumado: Homem tem a cabeça esmagada por caminhão em acidente na Vila Presidente Vargas

Em viagens à unidades do interior, presidente do CREA visita inspetoria de Brumado e assina Termo de Cooperação Técnica com o município

Projeto prevê desconto no IPVA para policiais e motoristas sem infrações na Bahia



BUSCA PELA CATEGORIA "Política"

Brumado: De olho nas próximas eleições partidos garimpam filiados para 'Campanha Proporcional'

Foto: Composição l 97NEWS

Mesmo faltando dezenove meses para as próximas eleições, os partidos políticos em Brumado seguem em intensa movimentação nos bastidores de olho nas urnas em 2020. Aquelas lideranças e figuras de destaque da cidade para tentar conquistar votos, especialmente para vereador. Segundo os próprios partidos, por conta do fim das coligações proporcionais. A intenção é acabar com o chamado “efeito Tiririca”, pelo qual a votação expressiva de um candidato ajudar a eleger outros do grupo de partidos que se uniram. Na prática, parlamentares de legendas diferentes, com votação reduzida, acaba eleito devido ao desempenho do chamado “puxador de votos”. A eleição do próximo ano vai inaugurar esse novo modelo de disputa para o Executivo e Legislativo. Nesse caso, para que haja votos suficientes dentro de uma mesma agremiação, os desbravadores políticos iniciam desde agora a série de conversas e negociações com foco em 2020. Na Capital do Minério, vários pré-candidatos já sinalizaram a filiação de novos quadros, inclusive daqueles que estão fora da cena atual. A ideia é garimpar o terreno da “nova política” para tentar impulsionar nomes até então desconhecidos. Para tanto, a busca pelo tesouro inclui médicos, promoter de eventos, evangélicos, ex-deputados, radialistas, empresários, ex-prefeitos ou até mesmo um rosto que desponte como liderança. O que se pode observar é que, desde o ano passado, já se realiza uma conversa aqui, um café ali e um almoço lá, e assim segue a estratégia de cada em em busca do tão prometido "diamante lapidado". Só que para os estudiosos políticos, ao diversificar o quadro, as siglas ampliam seus “garimpeiros” e conseguem construir uma estrutura de candidatura mais antiga. Outra questão, é os prejuízos que os partidos tiveram ao terem subjugado os postulantes a vereador nas últimas eleições. Por isso, a corrida pelo tesouro pode ser mais acirrada.



Por unanimidade, ministros do STJ decidem pela redução de pena do ex-presidente Lula

Foto: Reprodução l Getty Images

A pena do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso do tríplex de Guarujá, em São Paulo, será reduzida para 8 anos, 10 meses e 20 dias de prisão, após julgamento e decisão, por unanimidade, dos ministros da Quinta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ).  Antes a pena havia sido fixada para Lula pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) era de 12 anos e 1 mês de prisão.



Senador Jaques Wagner envia emenda para baixar de 12 para 5 anos a pena por corrupção

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Uma emenda apresentada pelo senador Jaques Wagner (PT-BA) para diminuir de 12 para 5 anos a pena máxima por crime de corrupção está sendo alvo de várias críticas. A emenda feita pelo petista vai na contramão do que propôs o ministro Sérgio Moro, segundo o site O Antagonista. O texto original indica que o recebimento de recursos não declarados para a campanha é crime eleitoral, com pena de 2 a 5 anos. Mas se for comprovada contrapartida à doação, o político passa a ser punido por corrupção, com pena que varia de 5 a 12 anos. Se há tentativa de esconder o pagamento, aplicam-se mais 3 a 10 anos por lavagem de dinheiro. Em nota a assessoria de imprensa do senador esclareceu que: “Trata-se de Projeto de Lei que atropela a tramitação regular na Câmara dos Deputados, que já examina proposta do Poder Executivo com o mesmo teor, com o auxílio de Comissão Especial que discute a matéria. Uma cópia foi apresentada por senadores em evidente manobra regimental, para que tramite antes no Senado Federal. Além disso, violenta a autonomia do Poder Judiciário, pois o Supremo Tribunal Federal, em 14/03/2019, decidiu pela separação dos crimes comuns das infrações eleitorais, estas submetida à Justiça especializada". Ainda segundo a nota, "a emenda apresentada pelo Senador Jaques Wagner tem o objetivo de cumprir o que estabeleceu o STF e evitar judicialização que prejudique o devido e necessário tratamento de relevante matéria”.



Sem diálogo com prefeito, vice-prefeita de Livramento de Nossa Senhora é isolada da gestão

A vice-prefeita de Livramento de Nossa Senhora, Joanina Sampaio (Rede), revelou estar isolado na Prefeitura de Livramento desde o início do mandato de José Ricardo Assunção Ribeiro (Rede), o Ricardinho. Em um evento da cidade, a vice disse que a função deveria acabar, visto que “não serve pra nada”. Segundo ela, o vice só serve para substituir o prefeito em caso de morte. Além disso, Joanina causou espanto ao dizer que não faz nada dentro da administração municipal. “Não tenho qualquer autonomia”, declarou, acrescentando que não recebe nenhum apoio oficial e que o poder público fecha os olhos para os problemas da população. Apesar do isolamento, Joanina disse que tem cumprido diariamente suas ações e continuará no exercício do cargo, já que foi eleita para a função. Joanina também assegurou não ter nenhuma objeção ao nome do prefeito Ricardinho. "Eu fui eleita e serei vice-prefeita até o último dia do mandato se Deus me permitir.  O trabalho continua normal", declarou. Questionada do por quê então não renuncia ao cargo, a vice-prefeita disse que não descarta essa possibilidade. A vice-prefeita recebe todos os meses cerca de R$ 12.600,000, que confessou usar para fazer assistencialismo, incluindo distribuição de cesta básica.



Brumado: Possível pré-candidatura de empresário gera desconforto em grupo do prefeito

Foto: Conteúdo l 97NEWS

Na manhã da última quarta-feira (3), o empresário Davi Ferreira, 'Davi da Lig Lixo', concedeu entrevista ao radialista Carlos Silva e falou de suas perspectivas na política brumadense. Após especulações de uma possível pré-candidatura para o cargo de prefeito em Brumado, o empresário esclareceu que, “todo cidadão que tem o dom de servir as pessoas e servir seu povo, pode ser candidato. Nenhum político que talvez já passou pelo poder ou estar no poder, ele nunca vinculou isso na sua vida como projeto, isso acontece naturalmente. Eu não vou dizer que eu possa ser candidato e nem vou dizer que não. Isso eu levo para uma destinação de Deus. Eu sou uma das pessoas que tenho destinação para tanto”, relatou na entrevista. Sobretudo, durante a entrevista, o empresário não descartou que seu nome pode ser lançado para 2020. O empresário ainda esclareceu que mesmo não pretendendo ter seu nome lançado na política brumadense, ele vivencia todos os dias as dificuldades dos brumadenses, seja ela na falta de emprego ou necessidades essenciais. "Minha empresa hoje tenta buscar ajudar o máximo de pessoas mais carentes. São cerca de 20 ou 30 pessoas batendo em minha porta em busca de ajuda. Então só quem sabe da situação do município é quem anda pelas ruas", esclareceu em entrevista. Ainda segundo Davi, seu nome pode ser ou não avaliado pela população. Mas que mesmo assim, não faz projeto com esta pretensão. "Eu participo de um grupo político e, esse grupo é quem escolhe o candidato para poder representar o povo", comentou. Mesmo com as declarações do empresário, o 97NEWS apurou que o assunto gerou um certo desconforto no grupo situacionista, liderado pelo prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (PSB). Para aliados do grupo, isso não demonstra afinidade com o atual projeto político implementado por Vasconcelos. Segundo membros, todo cidadão tem o direito de se candidatar, mas desde que seja de forma discutida em grupo.



Radialista 'Manelão' promove lançamento do partido político Podemos em Brumado

Foto: Divulgação

Em reunião realizada na noite desta quinta-feira (28), em Brumado, o radialista Emanuel Araújo Lima (Manelão) apresentou o partido político Podemos. Segundo o comunicador, a reunião serviu para debater ideias e apresentar projeções futuras. A reunião contou com diversas lideranças políticas, vereadores, presidente de associações, ex-candidatos e pretensos candidatos para as eleições de 2020. Conforme Manelão, o Podemos chega a Brumado com o intuito de agregar valores a sociedade brumadense e com objetivo de despertar uma política de proposições, esquivando-se da velha política de ataques pessoais e acusações. "Nosso objetivo é apresentar para a sociedade brumadense as problemáticas, mas também as respectivas soluções desses problemas, estaremos sempre apontando aquilo que pensamos sobre cada situação, e mostrando o caminho", afirmou. O radialista disse ainda que "as pessoas querem saber o que temos pra oferecer a nível de melhoria e resolução dos problemas, e nós temos projetos e ideias, então usaremos oportunidades como esta pra apresenta-las e buscar agregrar simpatizantes. Podemos é um partido limpo e de respeito nacional, esse ponto foi fundamental pra nossa escolha e decisão de trazer está legenda pra cidade que amamos", esclareceu. 

Foto: Divulgação

Várias lideranças fizeram uso da palavra, uma delas foi o vereador Lek Cabelereiro que destacou a dificuldade de um pleito eleitoral, mas frisou que todos devem persistir e manter seu sonho vivo e pensar em contribuir pra uma Brumado melhor. O advogado Jorge Malaquias Filho que deixou o MDB para fortalecer as "fileiras" do Podemos também fez uso da palavra, e ressaltou, "o objetivo de um partido deve ser sempre o de agregar valores a sociedade, e neste momento o podemos propõe uma discussão positiva das problemáticas locais, sempre trazendo e apresentando projeções futuras positivas, um bom olhar para o avanço que a sociedade deseja, sem 'picuinhas' ou afronta a este ou aquele", comentou. Por fim, o radialista agradeceu aos presentes, e renovou que "a luta e a labuta continua". 



Ex-presidente Temer vira réu no caso de ex-assessor com mala de R$ 500 mil da JBS

Foto: Reprodução

O ex-presidente Michel Temer (MDB) agora é réu por corrupção passiva no caso em que o ex-assessor dele, Rodrigo Rocha Loures, foi flagrado com uma mala de R$ 500 mil da empresa JBS. A decisão foi tomada pelo juiz Rodrigo Bentemuller, da 15ª Vara da Justiça Federal em Brasília, na quinta-feira (28), segundo informações da Globo News. O juiz aceitou uma denúncia que havia sido oferecida pelo Ministério Público Federal em Brasília. A mesma denúncia tinha sido apresentada em 2017, quando ele ainda era presidente, no entanto, a investigação foi barrada pela Câmara. Segundo o documento, o dinheiro era propina para o grupo político de Temer.



Guajeru: Prefeito Gil Rocha esclarece que não houve decisão judicial determinando seu afastamento

Foto: Divulgação

O Prefeito de Guajeru, Gilmar Rocha Cangussu (PDT), Gil Rocha, emitiu uma nota oficial para esclarecer seu afastamento do atual cargo de Prefeito. Segundo ele, ocorre que, desde 2016, há contra ele uma ação eleitoral com o número 0442-72.2016.6.05.0093, e que lhe cabe o direito de recurso. A nota foi divulgada após a imprensa regional relatar que o prefeito teve seu diploma eleitoral cassado. De acordo com a sentença proferida pelo juiz Antônio de Pádua de Alencar, da 93ª zona eleitoral da Bahia, ele entendeu pela cassação do diploma do gestor, que teve seu direito político suspenso em decisão que o condenou por abuso de poder econômico. Em nota Gil Rocha esclareceu que, "adversários políticos estão mentindo em relação à suposta condenação, vez que a mesma apenas está limitada à suspensão dos seus direitos políticos, sem nenhuma repercussão sobre seu mandato. Com certeza, ao final a verdade dos fatos vai prevalecer, e a decisão do Juiz de primeiro grau será cassada pela instância superior", diz. De acordo com o prefeito de Guajeru, o Juiz da Zona Eleitoral aplicou sanção por causa da alegação dos adversários políticos, de que abertura de poços artesianos, limpeza de aguadas e feijoada distribuída na cavalgada do São Pedro, teriam causado desequilíbrio na campanha eleitoral de 2016. "Tudo foi alegado com base no depoimento da testemunhas. Obviamente qualquer afirmação de testemunhas perante a Justiça não tem validade, em função do seu interesse em prejudicar o prefeito e recuperar seu prejuízo", relata. Ainda conforme a nota, "desde que tomou posse no ano 2013, o prefeito Gil Rocha iniciou abertura de poços artesianos na Zona Rural para amenizar o sofrimento dos pequenos produtores, flagelados pela seca há muitos anos. Portanto, essa ação de combate aos efeitos da seca sempre foi parte do programa de governo". Ainda segundo a nota, "a limpeza de aguadas com uso das máquinas do programa PAC 2, é expressamente autorizado pelo Governo Federal. Assim, esse benefício para o pequeno produtor rural é, antes de tudo, um direito garantido". Por fim, a nota destaca ainda que a cavalgada realizada nas comemorações do São Pedro é festa folclórica financiada com recursos do Governo do Estado através da Bahiatursa. "Em 2016 estava na nona edição. Não foi uma festa inventada para fins eleitorais e até hoje é realizada", esclarece. Conforme o prefeito Gil Rocha, "os ataques difamatórios e caluniosos que vêm sendo lançados contra sua pessoa serão mais uma vez desmascarados, como tantas outras vezes o foram no passado".



Prefeito de Guajeru têm direitos político suspenso por abuso de poder político pela Justiça Eleitoral

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O prefeito do município de Guajeru, Gilmar Rocha Cangussu (PDT), O Gil Rocha, teve seu direito político suspenso, e deve deixar de concorrer a futuras eleições. A sentença proferida pelo juiz Antônio de Pádua de Alencar, da 93ª zona eleitoral da Bahia entendeu pela cassação do diploma do gestor, em decisão que o condenou por abuso de poder econômico. Segundo denúncias, Gil durante a sua campanha para reeleição teria usado de bens públicos e recursos, violando o princípio da isonomia no processo eleitoral. A investigação foi iniciada em 2016. O prefeito teria usado máquinas do PAC 2 para realização de serviços particulares, como limpeza de tanques, obras em propriedade particular e perfuração de poços artesianos. O gestor também teria promovido uma cavalgada com distribuição de prêmios e brindes. As irregularidades estão previstas pela Lei 9.504/97, que estabelece normas para as eleições, e pela Lei Complementar 64/90, alterada pela Lei da Ficha Limpa. Na decisão, o Juíz determinou a cassação do diploma do gestor e a inelegibilidade do mesmo por oito anos. Quanto ao vice-prefeito, Jilvan Ribeiro, a ação foi julgada improcedente. Ainda cabe recurso da decisão. (Veja a decisão)



Ex-prefeito Geraldo Azevedo propõe união da oposição para as eleições 2020 em Brumado

Foto: Divulgação

Em encontro neste domingo (24) no sítio do empresário Wellington Santos Silva, o Tiazinha, o ex-prefeito Geraldo Azevedo (Sem Partido) propôs aos convidados uma união da oposição nas eleições de 2020. A possível pré-candidatura foi endossada pelo deputado estadual Vitor Bonfim (PR), que compareceu ao evento acompanhado do ex-vereador Agno Meira, além do assessor parlamentar Amilcar Gama e do advogado Samuel Milhazes. “Vim aqui reafirmar meu compromisso de dar todo o apoio em nível de articulação para trazer o maior número de partidos para a coligação que poderá ser encabeçada pelo médico Geraldo”, disse o ex-vereador Agno Meira. O encontro deu ares de ser o lançamento de uma frente de oposição à atual administração municipal, do prefeito Eduardo Vasconcelos (PSB). Estavam presentes representantes de vários partidos, além de sindicalistas e populares. Isso não significa, porém, que todos esses partidos estarão unidos em torno do nome de Geraldo Azevedo. O tempo dirá. Geraldo assegurou que fará coligações. “Com certeza não vamos fazer uma chapa pura. Queremos coligação. Se colocarmos apenas um partido teremos a representação de apenas uma parcela da população. Queremos uma coligação mais representativa, com o máximo de partidos”, comentou o médico. Nos bastidores da política, para alguns, o deputado Vitor Bonfim, é um forte aliado, inclusive podendo fazer a transição entre Geraldo e Rui Costa, buscando novas conquistas para o município. Outras lideranças também se pronunciaram durante a reunião, a exemplo do ex-deputado estadual José Clemente Gomes (PSDB) e o médico Aurino Rocha. Para comprovar a postura oposicionista, o grupo já contratou um marqueteiro para começar a construir a campanha visando a vitória nas urnas, o que fará com que os outros grupos comecem a se articular nesse sentido, mostrando que a união das oposições estaria cada vez mais perto. 



Justiça manda soltar ex-presidente Michel Temer

Foto: Reprodução

Preso na semana passada por um desdobramento da operação Lava Jato no Rio de Janeiro pelo juiz federal Marcelo Bretas, o ex-presidente Michel Temer (MDB) teve sua soltura determinada pelo desembargador Antonio Ivan Athié, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região. A decisão também determina a soltura do ex-ministro Moreira Franco, de João Baptista Lima Filho, o Coronel Lima, apontado como operador financeiro do suposto esquema criminoso comandado por Temer, e de outros cinco alvos da Operação Descontaminação. A notícia foi com base na informação fornecida pelo advogado Eduardo Canelós a aliados do emedebista.  Athié é relator do habeas corpus dos advogados de Temer, que contestam o decreto de prisão do juiz Marcelo Bretas,  da 7ª Vara Federal do Rio, responsável pela Operação Lava Jato. A peça estava prevista para ser analisada na próxima quarta-feira (27).



Brumado: Movimento 'Vamos Fazer Diferente' terá Alessandro Lobo como pré-candidato a Prefeito

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Em mais uma reunião realizada na última terça-feira (12), o movimento “Vamos Fazer Diferente” aprovou o lançamento do médico Alessandro Lobo como pré-candidato a Prefeito nas eleições de 2020. Para o pré-candidato, a missão será buscar a união das oposições, em 2020. “Respeitaremos e até incentivamos outras pré-candidaturas no campo das oposições, porém é necessário que tenhamos a responsabilidade de já em janeiro próximo ano, estarmos juntos num só projeto trabalhando com o nome que reunir as melhores condições de vitória”. Alessandro foi candidato em 2016, e segundo ele, mais uma vez enfrentará o grupo de situação. "O grupo que aí está no comando, naquela eleição, Brumado precisava mudar os rumos ideológicos e administrativos, sob pena dos brumadenses pagarem o elevado e injusto preço do continuísmo e da imodéstia", realtou. O médico realtou ainda que para 2020, a cidade poderá ter grandes mudanças na política. "Compreendemos que a população apenas adiou a sua libertação e no próximo ano Brumado se livrará  do continuísmo, da cobiça e da arbitrariedade dominante", afirmou.

 



Brumado: Servidor público é exonerado por gravar áudio criticando atual gestão e sair em foto de rival do prefeito

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O servidor público Robson Wilson, o "Galego", foi exonerado do cargo no dia 25 de fevereiro após gravar áudios criticando alguns vereadores e a atual gestão do prefeito Eduardo Vasconcelos (PSB), por não terem apoiado o Campeonato do bairro São Felix, realizado no último mês. O pedido reforçado de exoneração do funcionário veio do auto escalão do paço municipal, após uma foto do atual opositor do prefeito, o então ex-prefeito, Geraldo Azevedo vazar na internet. No registro, é possível ver "Galego" ao fundo sem esboçar nenhuma pose, o que comprova que o funcionário não fazia parte daquele momento, considerado pelo grupo do prefeito, como apoio ao opositor. Em entrevista ao 97NEWS, Galego falou da exoneração e afirmou, em nenhum momento ele pediu para ser efetivado no quadro da Secretaria de Educação, Esporte e Cultura. "Após o Campeonato Brumadense de 2018, me chamaram para trabalhar na prefeitura, fizeram uma reunião, e eu não aceitei o pedido. Mas após a insistência deles eu aceitei, mas sem nenhum cunho político", relatou Robson. 

A foto da discórdia - Foto: Reprodução l Redes Sociais

Reafirmando o seu pensamento no quadro político atual, Galego destacou que não mentiu ao gravar o áudio e disparar nas redes sociais. "Eu não menti, os vereadores só aparecem no bairro de quatro em quatro anos. Eu falei a verdade", afirmou. Ao ser questionado sobre a participação do ex-prefeito, Geraldo Azevedo no evento como cunho político, Galego ponderou e disse, "eu não o convidei para o evento, mas como ele tem o direito de ir e vir, nós da organização não poderíamos proibir ele de assistir o Campeonato", ressaltou e completou dizendo que o ex-prefeito foi convidado a entregar o troféu por um patrocinador. "Ele participou só na entrega do troféu, ai tiraram aquela foto. Mas para mim não é comprometedora. Não considero um ato político", disse ao 97NEWS, o servidor exonerado. Ainda segundo Galego, nenhum político fez o uso da oratório no microfone, uma decisão tomada por eles antes da final do Campeonato. "A nossa comissão resolveu que, como nenhum vereador ou prefeito apoiou o Campeonato, não abriríamos espaço para nenhum deles. E assim foi feito", finalizou Galego. A prefeitura ainda não se manifestou sobre o afastamento do servidor público que trabalhava no Estádio Gilberto Cardoso.



'Não somos contra a escola de tempo integral' dizem pais e alunos na sessão da câmara dessa manhã de quinta (28), em busca de diálogos com o município

Com cartazes na mão eles lotaram a Câmara de Vereadores - Foto: Luciano Santos l 97NEWS

A sessão da câmara da manhã desta quinta-feira (28) foi bastante movimentada. Alunos e pais do município protestaram durante a sessão contra a falta de estrutura que as escolas do projeto Tempo Integral, do prefeito Eduardo Vasconcelos (PSB). Em busca de diálogos com o executivo, boa parte dos pais acompanhados de alguns alunos ocuparam a plenária da Casa Legislativa de Brumado para protestar a forma de como o projeto quer ser implantado pela administração pública. De acordo com o movimento estudantil, eles não são contra a escola em ensino integral, apenas são contra a falta de diálogos entre o gestor e comunidade estudantil. Os estudantes alegam ainda que a secretária de educação não tem respondido as perguntas dos estudantes como por exemplo: Falta de Vestiários?; Porque as cantinas não possuem mesas?; Alimentação inadequada?. Segundo eles, não houve respostas para estas perguntas. 

Os pais buscaram mais diálogo com o executivo - Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Já os pais que também tiveram participação na sessão da câmara de hoje, eles afirmam que alguns filhos precisam sair para realizar procedimentos médicos, mas mesmo com o atestado dado pelo profissional de medicina, a Secretaria de Educação não tem acatado o pedido. Além disso, eles também cobram mais infraestrutura como ar-condicionados, banheiros adequados e local para alimentação, onde seus filhos não precisem enfrentar filas enormes, debaixo de sol escaldante. O assunto gerou discussão e, segundo o presidente da câmara, Léo Vasconcelos, será apresentado ao prefeito Eduardo Vasconcelos as demandas que ali foram apresentadas na manhã de hoje. O assunto promete ser polêmico, e será tema de outras discussões após o recesso, pois a câmara concedeu feriado de três dias e, as sessões só voltam após o carnaval. 



Brumado: Em ofício enviado ao Legislativo brumadense, prefeito diz que Dudu Vasconcelos não tem mais condições de continuar como vereador

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

As discussões sobre o pedido de afastamento do Vereador Eduardo Cunha Vasconcelos (PSDB), o Dudu Vasconcelos, vem se arrastando a meses durante as sessões da Câmara de Vereadores de Brumado. Afastado por motivos de saúde desde 2018, o vereador vinha se mantendo no cargo com base na Lei Orgânica do Município (LOM), onde não havia a necessidade de convocação do suplente para as atividades do Poder Legislativo, já que a licença era sempre revogada. Mas na sessão desta sexta-feira (08), o presidente da Câmara de Vereadores, Leonardo Quinteiro Vasconcelos (PDT), fez a leitura de um ofício, com laudo psiquiatro, encaminhada pelo prefeito Eduardo Lima Vasconcelos (PSB), atestando que seu filho, Dudu Vasconcelos, por questões de saúde não teria mais condições de continuar realizando os trabalhos legislativos. Segundo o laudo, o parlamentar encontra-se em tratamento psiquiátrico para combater a dependência de substâncias ilícitas psicoativas. Diante do relato feito pelo prefeito, a Câmara de Vereadores vai acionar o corpo jurídico, para discutir o assunto. Com esta notícia, o suplente Girson Ledo (PSDB), poderá ser convocado para assumir em definitivo o assento na Casa Legislativa. 



Brumado: Vereador diz que se parar de tomar 'gardenal' vai virar oposição

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

A falta de acordo sobre a liberação de maquinários e outras ferramentas para a população da zona rural azedou de vez o clima entre os vereadores de situação da Casa Legislativa e os secretarios da Prefeitura Municipal de Brumado. Na sessão solene e abertura dos trabalhos dos edis, o vereador José Santos (Sem Partido), Santinho, fez um discurso diferenciado das últimas sessões. Em tom de explanação, Santinho cobrou do Executivo mais atividade para com os seus secretariados. A indagação do vereador está relacionada aos incessantes pedidos as secretarias da prefeitura, que segundo ele estaria sendo burocratizada. "Os poderes são independentes, mas devem trabalhar juntos em prol do bem comum. Infelizmente, a orquestra não está funcionando como deveria funcionar. O poder do vereador é cobrar, lutar, reivindicar, representar”, discurssou na sessão o vereador. Mesmo Santinho sendo da base do governo, segundo ele, seus pedidos estão sendo negados. “Minhas reivindicações não estão sendo respeitadas perante o secretariado dessa administração. Não adianta ser  vereador da base do governo, se o secretário não atende nossos telefonemas", relatou. Subindo o tom em seu discurso, ele ainda disse em sua fala. "Tem que respeitar o vereador, porque o vereador não está pedindo nada pra si, mas sim para comunidade que ele representa. Se essa casa não tiver valor, vai ter briga. Chega de ficar batendo palma. Se não valorizar os vereadores, vou parar de tomar o gardenal”, criticou.



Carro oficial da Câmara de Brumado se envolve em acidente na cidade de Vitória da Conquista

Foto: Reprodução l Rodrigo Ferraz

Uma equipe de agentes de Trânsito e Mobilidade Urbana foi acionada até o Bairro Centro, no começo da tarde desta segunda-feira (4), por causa de um acidente de trânsito, que envolveu uma motoclicleta e um veículo oficial. O carro que bateu na moto pertence a câmara de vereadores de Brumado. A ocorrência de trânsito aconteceu na movimentada Avenida Otávio Santos. Informações passadas ao 97NEWS dão conta que no momento do acidente o veículo oficial era conduzido por um assessor de vereador. O veículo foi solicitado para a viagem entre Brumado a Vitória da Conquista. Ninguém se feriu no acidente. Os agentes de trânsito registraram a ocorrência. As causas do acidente não foram divulgadas. 



Brumado: Vereador Zé Ribeiro diz que transmissão das sessões no rádio só depende de capricho da base do prefeito

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

Durante a sessão solene da Câmara de Vereadores de Brumado, na última sexta-feira (1º), entre os debates calorosos feitos pelos edis, foi a volta das transmissões das sessões via emissora de rádio, principalmente, pelo líder da oposição, o vereador José Ribeiro Neves (PT). O oposicionista chamou a atenção para os relevantes trabalhos que são feitos pelos vereadores na casa legislativa, e que boa parte da população não tem conhecimento. Vereador de vários mandatos respeitados por todos, Ribeiro fez severas críticas e destacou que as transmissões não acontecem por capricho do grupo de situação. "As transmissões da Câmara não está acontecendo no meu ponto de vista, simplesmente para atender um pedido do poder executivo", disse o parlamentar. Subindo o tom, ele acrescentou a discordância de poderes, fazendo comparações com as transmissões do programa institucional da prefeitura na mesma emissora de rádio. "Isso não convence a população, porque o Poder Executivo sempre teve um programa na mesma emissora. E a agora a Câmara não pode?". interpelou Ribeiro. Ele ainda acrescentou, “o governo municipal tem mostrado claramente a sua ma vontade em não resolver a situação, pelo capricho, pela vontade de manter atitudes imperialistas”, disse o vereador, que ainda chamou atenção para os prejuízos que a população vem sofrendo sem as transmissões. "Quem perde é o povo, que podia ta participando e acompanhando os trabalhos dos vereadores". Por fim, o vereador lamentou a falta de oportunidade do eleitor opinar nos projetos da casa da cidadania. "É uma forma de abrir a palavra do vereador para chegar na população. E se quiser ajuda, estaremos aqui para poder resolver a situação", finalizou o líder de oposição.



Brumado: Márcio Moreira descarta possibilidade de assumir chefia de gabinete no governo Eduardo Vasconcelos

Foto: Luciano Santos l 97NEWS

O suplente de deputado estadual, Márcio Moreira (Patriota), descartou a possibilidade de assumir a chefia do gabinete do prefeito, Eduardo Vasconcelos (PSB). Logo após a saída do titular da pasta, Amarildo Bonfim, houve-se uma especulação nos bastidores para o empresário assumir o posto. No entanto, essa especulação foi desmentida pelo próprio Márcio na manhã desta segunda-feira (4). “Não existe essa probabilidade. A menor que seja”, garantiu Moreira. Ele foi enfático ao dizer que neste momento está se dedicando a sua vida profissional. 



Brumado: Buscando 'novos horizontes', chefe de gabinete do prefeito Eduardo Vasconcelos deixa o cargo

Foto: Reprodução l Redes Sociais

Depois de vários dias de boatos, o chefe de gabinete do prefeito, Eduardo Vasconcelos (PSB), confirmou nesta sexta-feira (1º) a renúncia de seu cargo na prefeitura municipal de Brumado. Amarildo Bonfim era um dos braços direito de Eduardo e deixa a prefeitura em busca de novos projetos. A portaria, com a exoneração do cargo, a pedido de Bonfim, foi publicada no Diário Oficial do Município. No cargo desde 2017, Amarildo era muito respeitado pelo grupo político de Vasconcelos. Nas redes sociais, o ex-chefe de gabinete agradeceu o prefeito pela confiança a sua pessoa. Ele também informou que em sua nova jornada, prestará serviços à municípios da região sudoeste. “Meu sincero obrigado, obrigado pela oportunidade de trabalho, e muitíssimo obrigado por me proporcionar anos de ensinamentos. Ter trabalhado ao seu lado por esse tempo, me foi mais enriquecedor, do que cinco ou dez anos de qualquer outro trabalho. Obrigado mais uma vez por me colocar ao seu lado, permitindo que aqui, eu pudesse ter acesso ao seu campo de inteligência. Obrigado e obrigado”, escreveu em uma rede social.