ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Equipes fazem a limpeza do trecho que irá passar o governador durante sua visita a Brumado

Esgotamento Sanitário pode ser anunciado durante visita do governador Rui Costa a Brumado

Prefeitura convida população para a inauguração da UTI

Morte repentina da professora Sueli Fogaça, em sala de aula, choca cidade na Bahia

Sucesso: Quartzolar completa 12 anos no mercado; empresa acaba de receber Certificação ISO 9001

Léo Vasconcelos, presidente da Câmara de Vereadores de Brumado, esclarece problemas ocorridos no plenário em virtude das fortes chuvas

Rio do Antônio: Waldenor e Deca buscam nova adutora, trator, desenvolvimento social e investimentos para a saúde

Moradores do Apertado do Morro 1 e 2 fazem protesto e fecham entrada do bairro

Ituaçu: Trabalhadores da fábrica de cimento voltam a paralisar suas atividades

Brumado: Sem protestos e manifestações, PL do 13º é aprovado no Legislativo

Polêmica: Até o dia 30 de dezembro estudantes da REUSB e da CEUSB terão que deixar os imóveis

Brumado: Empresa oferece mais de 70 vagas de emprego para técnico(a) de enfermagem

Sétimo Lote: Receita paga último lote do Imposto de Renda 2017 nesta sexta-feira

Salvador: Jovem é preso por planejar o próprio sequestro para extorquir mãe

Bahia: Polícia prende 13 por roubo de caminhões; carga era revendida no DF

Padaria Divina lança linha de Panetones para deixar ainda mais saborosas as festas de fim de ano

B. J. Lapa: Professora é encontrada morta em sua residência

Bolsonaro diz que PM terá ‘carta branca’ para matar em serviço

Rio de Contas: Mesmo com fortes chuvas na região o volume de água na barragem Luís Vieira é considerada baixo

Com investimento de R$ 4 milhões, Polícia Civil irá promover uma ampla renovação de equipamentos



BUSCA PELA CATEGORIA "Polícia"

MPF denuncia 31 pessoas acusadas de fraudar Lei Rouanet

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou 31 pessoas acusadas de participar do esquema que desviou R$ 21 milhões por meio da Lei Rouanet. Os acusados de participar das fraudes descobertas pela Operação Boca Livre, deflagrada em junho de 2016, pela Polícia Federal (PF) devem responder pelos crimes de organização criminosa, estelionato contra a União e falsidade ideológica. A 3ª Vara Federal em São Paulo vai apreciar a denúncia e decidir se dá prosseguimento ao processo. Segundo as investigações que, além do MPF, envolveram a Polícia Federal e a Controladoria-Geral da União, o Grupo Bellini Cultural desenvolvia projetos fictícios e apresentava contrapartidas ilícitas ao mecanismo de fomento cultural por renúncia fiscal. Criada em 1991, a Lei Rouanet concede incentivos fiscais para projetos e ações culturais. Por meio da norma, pessoas físicas e jurídicas podem aplicar parte do Imposto de Renda devido em projetos culturais. De acordo com a denúncia, os acusados usavam diversos meios, como notas fiscais falsas, para simular a execução ou superfaturar a prestação de contas dos projetos culturais. Havia também a apresentação de projetos duplicados, com a mesma ação para justificar a prestação de contas de duas propostas enviadas ao MinC. Ainda segundo a procuradoria, espetáculos e apresentações financiados com os recursos públicos acabam se tornando eventos institucionais fechados. Os recursos, que dentro das propostas deveriam ser usados para apresentações de orquestras e realização de exposições em cidades do interior ou em áreas periféricas, chegaram até, conforme apontam as investigações, a custear o casamento do um dos sócios do grupo acusado. Além dos diretores e funcionários da Bellini, são apontados como participantes das fraudes representantes das empresas doadoras uma montadora, um escritório de advocacia, rede de farmácias, rede de loja de eletrodomésticos e empresas de consultoria e auditoria. Além da análise da documentação apreendida, as provas contra os acusados estão baseadas em cerca de quatro meses de escutas telefônicas.



Mascarado invade escola e mata aluna com 11 tiros

Segundo delegada, jovem de 19 anos contou à polícia que disparou 11 vezes contra a vítima, de 16, por sentir ‘ódio’ da menor. Jovem usou máscara e teve ajuda para invadir escola (Fotos: Reprodução)

A estudante Raphaella Novinski, de 16 anos, foi morta a tiros dentro de uma escola estadual em Alexânia, no Entorno do Distrito Federal, na manhã desta segunda-feira (6). Segundo a delegada Rafaela Azzi, Misael Pereira Olair, de 19 anos, foi preso em flagrante logo após cometer o crime. Ela disse que o suspeito afirmou ter disparado 11 vezes contra a vítima, por “sentir ódio” dela. Conforme a delegada, Misael é um ex-aluno do Colégio Estadual 13 de Maio, local onde o fato ocorreu. Já a estudante cursava o 9º ano do ensino fundamental. “Ele alega que é conhecido ‘de longa data’ da vítima, e que sentia muito ódio da menina. A partir do depoimento dele entendemos que ele tentou namorar com ela, mas foi rejeitado. Por conta disto resolveu comprar uma arma, adentrar na escola onde ela estava e ceifar a vida dela”, disse.



Preso foge de penitenciária no ES e é suspeito de ter deixado recado em inglês em quadro: 'sinto muito'

(Foto: Reprodução Whatsapp)

foto de um quadro com uma mensagem em inglês atribuída a um preso que fugiu do Complexo do Xuri, no Espírito Santo, circula em grupos de policiais no WhatSapp. Osvaldo Marinho Barreto, de 49 anos, fugiu da Penitenciária Estadual de Vila Velha III, nesta quinta-feira (2), segundo a Secretaria Estadual da Justiça (Sejus).Nas mensagens do grupo, ainda há informações de que ele conseguiu fugir usando o uniforme de um agente, pela porta da frente do local. A Sejus informou que a corregedoria está apurando as circunstâncias da fuga do interno, mas não respondeu se ele saiu utilizando uniforme nem se deixou o recado em inglês no quadro. Também não foi informado qual tipo de crime ele cometeu. A mensagem supostamente escrita pelo preso no quadro da biblioteca da penitenciária, onde ele trabalharia, é uma despedida com tom de desculpas aos amigos que deixou, aos quais se refere como "família".A Sejus informou que o fugitivo está sendo procurado pela Polícia Militar, que está fazendo buscas. As pessoas que tiverem informações sobre o foragido devem entrar em contato com o Disque-Denúncia, por meio do telefone 181. O fato também será comunicado ao juiz da Vara de Execução Penal e ao Grupo Especial de Trabalho em Execução Penal (Getep), do Ministério Público Estadual.



Barro do Choça: Jovem é assassinato no meio da rua

“Bruno” foi executado no meio da rua, após ser perseguido por dois criminosos no bairro Ouro Verde. Testemunhas do fato, com medo, não quiseram dar detalhes (Foto: Reprodução)

A tranquilidade de Barra do Choça cessou ao som de diversos tiros, na manhã desta sexta-feira (3). Um jovem reconhecido apenas pelo prenome “Bruno” foi executado no meio da rua, após ser perseguido por dois criminosos no bairro Ouro Verde. Testemunhas do fato, com medo, não quiseram dar detalhes do crime. Acionada pela Guarda Municipal, o DPT de Vitória da Conquista fez o levantamento cadavérico do corpo, sob suporte também da Polícia Militar. O jovem segue no IML de Conquista onde familiares aguardam liberação para serviços fúnebres. A Delegacia de Barra do Choça apura a motivação do crime.



Suspeito confessou ter entrado em grupo de WhatsApp para roubar e matar jovem

(Foto: Reprodução)

Um dos três homens presos por envolvimento na morte da radiologista Kelly Cristina Cadamuro, de 22 anos, que desapareceu após dar carona a um homem desconhecido, confessou ter entrado em um grupo de WhatsApp com a intenção de roubar e matar a jovem, segundo informações da polícia de São José do Rio Preto (SP). Os suspeitos foram presos em três bairros da zona norte da cidade na madrugada desta sexta-feira (3). Kelly desapareceu na tarde de quarta-feira (1°) e o corpo foi encontrado nesta quinta-feira (2), em um córrego entre as cidades de Frutal e Itapagipe, em Minas Gerais. O corpo é velado desde o início da madrugada em Guapiaçu, onde Kelly morava com a família, e o horário do enterro ainda não foi divulgado. Os três suspeitos foram levados para a central de flagrantes de Rio Preto por volta da 1h da madrugada. 



Piripá: Corpo de homem é encontrado em carro incendiado; companheiro é preso

O corpo de um homem foi encontrado dentro de um carro incendiado na zona rural da cidade de Piripá, região sudoeste do estado. Segundo a Policía Civil, o corpo foi encontrado durante ronda de uma guarnição da Policia Militar, em uma estrada, na manhã de quinta-feira (3). Ele foi identificado como Antonio Rocha Pinto, de 55 anos. O companheiro dele, Juarez Dias do Vale, de 18 anos, foi preso suspeito do crime. Ele foi levado para a delegacia de Vitória da Conquista e deve responder por homicídio qualificado. Segundo a polícia, o crime teria motivação passional.



Corpo de jovem que marcou carona pelo WhatsApp é encontrado nu em córrego

(Foto: Reprodução Facebook)

Foi encontrado, na tarde desta quinta-feira (2), o corpo de Kelly Cristina Cadamuro, 22 anos, em um córrego entre as cidades de Frutal e Itapagipe, no Triângulo Mineiro. De acordo com a Polícia Militar (PM), a jovem estava nua. O corpo foi reconhecido pela família da vítima. Desde a tarde desta quarta-feira (1º), Kelly estava desaparecida, após combinar uma viagem por um grupo de carona no WhatsApp. Segundo a polícia, a jovem foi vista pela última vez quando saiu de Guapiaçu, no interior de São Paulo, com destino a Itagagipe. Militares encontraram o corpo da jovem após trabalhos de busca. Ainda de acordo com os agentes, a calça que ela vestia no dia do desaparecimento foi achada a quase 3 Km de distância do corpo. Parentes afirmam que no grupo do aplicativo Kelly havia decidido levar um casal para uma cidade mineira. No entanto, na hora da viagem, a mulher desistiu e apenas o homem, que ela não conhecia, pegou a carona. O último contato de Kelly com a família foi em um posto de combustíveis, na BR-153, quando ela parou para abastecer o carro. Câmeras de segurança de um pedágio mineiro mostram a jovem dirigindo e, logo depois o carro volta, dessa vez, com um homem ao volante. O carro foi encontrado abandonado e sem as quatro rodas em uma estrada rural.



Brumado: Menor que praticava assaltos na Praça da Prefeitura é autuado com simulacro de arma de fogo

(Foto: Divulgação 34ª CIPM)

Por volta das 16h30m desta quarta-feira (01), um pelotão B do PETO, em patrulhamento pelo bairro São José, visualizou um indivíduo em atitude suspeita, o qual ao ser abordado, foi constatado que era menor de idade. Ele estava com um simulacro de arma de fogo de cor preta. Após a abordagem, o mesmo, confessou que tinha o hábito de utilizar o referido objeto para a prática de assaltos na região da Praça Cel Zeca Leite (Praça da Prefeitura). Diante do fato, foi conduzido à 20° COORPIN para que fossem tomadas as providências cabíveis. 



Piripá: Entenda por quê delegado Florisvaldo é odiado por toda população daquele município

Delegado diz que perseguição ocorre porque ele investigou supostos casos de corrupção contra o então prefeito Jeová Barbosa (Fotos: Reprodução)

Quando o delegado Florisvaldo Nery da Cruz chegou à pacata Piripá, no Sudoeste baiano, em maio de 2006, ele pensava em fazer amigos e realizar o trabalho com apoio da sociedade civil e do Governo do Estado. Contudo, mais de dez anos se passaram e ele, hoje com 64 anos, virou para boa parte dos 12 mil moradores da cidade ‘persona non grata’, alguém que muitos querem longe do cargo que ocupa. Nomeado em 2003, o delegado Florisvaldo passou a atuar em Piripá em maio de 2006 depois de comandar as delegacias de Cordeiros e Guajeru, ambas no Sudoeste, e com pouco mais de 8 mil habitantes cada uma. Ele mesmo quem pediu transferência, pois achava, na época, que era melhor atuar em uma unidade da Polícia Civil vinculada à 10ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), sediada em Vitória da Conquista, como é a de Piripá. “A delegacia de Guajeru é vinculada à 20ª Coorpin, de Brumado, e ao menos na época era muito desestruturada, funcionava em local improvisado, era uma casa alugada. Já a Corpin de Vitória da Conquista é outra coisa, bem melhor”, comentou. Logo ao chegar em Piripá, o delegado Florisvaldo conta que passou a investigar supostos atos de corrupção do então prefeito Jeová Barbosa, que já foi condenado pela Justiça Federal por fraudes diversas na administração pública local. Jeová não foi localizado para comentar sobre a relação dele com o delegado, que atribui a pessoas ligadas ao ex-prefeito, e ao atual grupo político que comanda a cidade, um protesto que destruiu a delegacia na madrugada de terça-feira (31). Semana passada, uma manifestação contra o delegado reuniu cerca de 1.500 pessoas, segundo estimativas da Prefeitura de Piripá. Eles levavam faixas de protestos diversas, como “Fora delegado, o povo piripaense não te aguenta mais”. Apesar da reclamação da falta de segurança, nas estatísticas da Secretaria de Segurança Pública (SSP) a cidade de Piripá quase não possui registros de violência – no entanto, segundo a população, muito desse resultado tem a ver com as constantes negativas do delegado em registrar as ocorrências. Disponíveis ao público, os dados seguem uma quantidade de notificações semelhantes a de cidades do porte de Piripá. No município, em 2014, houve um homicídio doloso, um estupro e cinco roubos/furtos de veículos; no ano seguinte, apenas um homicídio doloso e dois furtos de veículos; em 2016, uma pessoa foi assassinada, tentaram matar outra e os casos de furto a veículos subiram para nove. Este ano, segundo a SSP, não foram registradas ocorrências.

O delegado já foi removido do cargo quatro vezes (em 2007, 2013, 2014 e 2015), sendo transferido para outra cidade, porém, conseguiu reverter a situação na Justiça em 2016, após conseguir liminar (decisão temporária). Em favor dele, o delegado tem o Ministério Público do Estado (MP-BA), autor, em 2014, de uma ação civil pública contra o Governo da Bahia, julgada procedente em 2015. A ação determina, dentre outras coisas, que o Estado forneça estrutura de pessoal e material para que o delegado possa exercer as funções. O Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado da Bahia (ADPEB) não considera a saída do delegado Florisvaldo Nery, de Piripá, no Sudoeste baiano, solicitada por parte da população, como a medida mais importante para melhorar a situação da segurança pública na cidade. Em nota enviada, a entidade de classe considerou que “antes é preciso ressaltar que as condições de trabalho oferecidas na unidade policial de Piripá não são as ideais, porquanto conta com um número reduzido de investigadores, escrivães e precária estrutura física.” A ADPEB também disse repudiar “veementemente, o ato criminoso que aconteceu na sede da delegacia” da cidade, ocorrido na madrugada do dia 31. “O protesto como modo de externar a vontade do cidadão é valido e legal, porém não aceitaremos, sob nenhuma hipótese, que marginais, disfarçados de cidadão de bem e em defesa de interesses pessoais, ataquem a honra e impeçam um delegado de polícia de exercer as suas funções”, disse o presidente Fabio Lordello. Conforme a entidade, a situação de Piripá é semelhante à de outras unidades policiais do Estado. A ADPEB informou que oficiou o delegado-geral da Polícia Civil, solicitando adoção de providências quanto às reformas estruturais de algumas unidades do interior e da capital, em muitas das quais houve fugas e rebeliões. Como exemplos, cita a 28ª Delegacia (Nordeste de Amaralina, em Salvador) e as delegacias de Juazeiro, Miguel Calmon, Remanso, Alagoinhas, Itamaraju, Ibirapitanga, Boquira, Macaúbas, Brumado, Jacobina, Ipirá, Jaguaquara, Vera Cruz, Aurelino Leal, Senhor do Bonfim, Campo Formoso e Paripiranga. As informações são do Correio*.

CONTINUE LENDO


Caso Andressa: Suspeita da morte da jovem de Boquira, tem prisão decretada pela Justiça

A Polícia Civil pediu à Justiça a prisão preventiva de Zilma Rodrigues do Amaral, de 38 anos, apontada como autora do disparo que matou a universitária Andressa Silva Gouveia, de 22 anos, natural de Boquira, no sudoeste da Bahia. O crime ocorreu em Mongaguá, no litoral de São Paulo. O alvo era o marido da própria atiradora, que está desaparecida desde a noite do crime. O homicídio ocorreu no sábado (28), enquanto sete amigos de Diadema (SP) estavam reunidos em uma casa no bairro Balneário Vila Seabra. Eles combinaram de passar o fim de semana no litoral. Durante uma discussão com o marido, a mulher sacou uma arma e atirou acidentalmente na jovem, que foi atingida no peito. O pedido de prisão ocorreu na noite desta terça-feira (31), depois que o delegado titular da cidade, Ruy de Mattos, afirmou ter a certeza de que ela é autora do crime.



Piripá: Delegado diz que mais de 30 armas e 100 veículos foram levados de delegacia durante protesto

(Foto: Reprodução TV Sudoeste)

Mais de 30 armas de fogo e cerca de 100 veículos, entre carros e motocicletas, foram furtados da delegacia de Piripá, no sudoeste da Bahia, durante um protesto de moradores contra o delegado da cidade, Florisvaldo Nery da Cruz, na madrugada desta terça-feira (31). A informação foi divulgada ao G1 pelo próprio delegado. Conforme Cruz, a polícia está tentando identificar os autores dos furtos. O delegado disse que os veículos roubados, que estavam apreendidos, estavam estacionados no fundo da delegacia. Com relação às armas furtadas, o delegado disse que foram de calibres diversos. "Eram todas armas que tinham sido apreendidas, tiradas das mãos do crime. Agora, voltaram novamente para as mãos de criminosos", destacou. No ato, a fachada da delegacia foi pichada e as instalações destruídas. Além disso, alguns carros apreendidos que estavam no local foram queimados. Os moradores que realizaram a manifestação contra o delegado dizem que ele não estaria mais abrindo investigações, efetuando prisões, nem enviando os processos à Justiça. Na quarta-feira passada, populares já tinham feito outro protesto na cidade contra o titular. O delegado disse, no entanto, que o ato foi feito por pessoas ligadas a um grupo político da cidade, depois que ele teria aberto investigação sobre corrupção no município. "É um movimento que começou pela Câmara (de Vereadores) e pelo Executivo contra o delegado", afirmou o investigador, que já contabiliza 15 processos administrativos abertos por denúncias de moradores.  Florisvaldo Nery da Cruz afirma que atua na cidade desde o ano de 2006 quando começou a investigação da suposta prática de corrupção na prefeitura. "O problema é que sou um delegado diferenciado, não aceito propina e combato a corrupção. E nesse combate à corrupção comecei a atuar e tive alguns resultados, inclusive busca e apreensão das pastas de documentos de prestação e contas do prefeito", contesta. O delegado disse que sofreu duas transferências do cargo na cidade e só retornou no ano de 2011. Florisvaldo também reclama da falta de condições para que consiga atuar e combater a ocorrência de crimes na cidade. Ele diz que ele trabalha sozinho na delegacia, sem nenhum escrivão. O município teria ainda dois policiais militares. O delegado afirma que a delegacia só conta com uma viatura, um aparelho de fax e uma linha de telefone. "A ineficiência da Polícia Civil decorre da omissão do estado. Hoje sou reduzido como fazedor de ocorrência. Sou delegado 24h por dia, moro na cidade", disse.



Jovem desaparecido desde sábado é encontrado morto em Bom Jesus da Serra

Corpo de Adelson Oliveira Nascimento, 32 anos, em avançado estado de decomposição, foi reconhecido pela mesma roupa em que foi visto pela última vez (Foto: Reprodução)

O jovem que estava desaparecido desde sábado (28) foi encontrado morto na noite desta terça-feira (31). O corpo de Adelson Oliveira Nascimento, 32 anos, foi encontrado à 1 km da sede de Bom Jesus da Serra, na estrada que liga a cidade ao Aniceto (zona rural onde o mesmo morava). O corpo foi localizado dentro do mato, à cerca de 15 metros da estrada, e o mesmo ainda estava de calça e sapatos. Adelson era filho de um homem conhecido por Côco, e sempre estava em festividades da região. A Polícia Militar informou que não possível saber a causa da morte, já que o corpo estava em avançado estado de composição e boa parte já havia sido consumida por urubus. O reconhecimento foi possível pelas vestimentas. 



Tensão em Piripá: Contra delegado, população queima veículos e depreda delegacia

Foto: Vágner Santos.

A sede da delegacia da cidade de Piripá, no sudoeste da Bahia, foi destruída na madrugada desta terça-feira (31), em protesto contra o delegado, Florisvaldo Nery da Cruz. A fachada do imóvel da delegacia foi pichada e as instalações foram destruídas. Objetos também foram roubados e carros foram queimados em frente à delegacia. Segundo os moradores, o delegado Florisvaldo não estaria mais abrindo investigações, efetuando prisões, nem enviando os processos à Justiça. Na quarta-feira passada, eles já tinham feito outro protesto na cidade contra o titular. O G1 procurou a assessoria da Polícia Civil, que ficou de se pronunciar sobre o caso. O delegado disse que o ato desta terça-feira (31) foi feito por pessoas ligadas a um grupo político da cidade, depois que ele teria aberto investigação sobre corrupção no município. “É um movimento que começou pela Câmara (de Vereadores) e pelo Executivo contra o delegado”, afirmou. Ele afirma que atua na cidade desde o ano de 2006 quando começou a investigação da suposta prática de corrupção na prefeitura. “O problema é que sou um delegado diferenciado, não aceito propina e combato a corrupção. E nesse combate a corrupção comecei a atuar e tive alguns resultados, inclusive busca e apreensão das pastas de documentos de prestação e contas do prefeito”, contesta. O delegado disse que sofreu duas transferências do cargo na cidade e só retornou no ano de 2011. Florisvaldo também reclama da falta de condições para que consiga atuar e combater a ocorrência de crimes na cidade. Ele diz que ele trabalha sozinho na delegacia, sem nenhum escrivão. O município teria ainda dois policiais militares. O delegado afirma que a delegacia só conta com uma viatura, um aparelho de fax e uma linha de telefone. “A ineficiência da Polícia Civil decorre da omissão do estado. Hoje sou reduzido como fazedor de ocorrência. Sou delegado 24h por dia, moro na cidade”, disse. 

Foto: Vágner Santos.


Fuzil e submetralhadoras são apreendidos após perseguição em Jequié

Material apreendido durante perseguição policial em Jequié. Foto: Divulgação SSP

Um fuzil e duas submetralhadoras foram apreendidos por guarnições do 19° Batalhão da Polícia Militar (Jequié), na madrugada desta segunda-feira (30/10), após perseguição contra criminosos. Durante blitz montada, na Rua da Itália, em Jequié, a 365 quilômetros de Salvador, um carro modelo Frontier, cor cinza, placa NYX-7366, tentou fugir da abordagem. O veículo seguiu pela Avenida Rio Branco, em direção ao Anel Viário, na BR-116, na contramão. Percebendo que seriam alcançados, o grupo abandonou o carro e se escondeu na mata. Dentro do veículo foram encontrados um fuzil calibre 762 e duas submetralhadoras, uma delas de fabricação norte americana, além de seis carregadores e 260 munições de diversos calibres. Equipes da Polícia Civil dão apoio em varreduras, na BR-116, com objetivo de capturar os criminosos que fugiram em direção a um matagal.



Polícia Civil prende suspeitos por tentativa de homicídio no norte do Tocantins

Foto: Divulgação l Polícia Civil

A Polícia Civil de Barra da Estiva, por intermédio da 20ª Coorpin, prendeu, nesta quinta-feira (26), Erinaldo Santos Andrade, de 27 anos, Diego de Novais, de 19 anos, e Roberto Ribeiro de Oliveira, de 30 anos. Eles são suspeitos de terem assassinado, Geanildo Santos Caires, de 26 anos. Conforme o delegado Marcos Torres, responsável pelo caso, no dia 27 de agosto de 2017, por volta da 18h30, Diego e Roberto, armados com um revólver e agindo a mando de Erinaldo, teria efetuado disparos contra Genildo, que foi atingido na cabeça. A vítima faleceu no local. Ainda segundo apurado pela Polícia Civil, a motivação para o crime seria, o rompimento do relacionamento amoroso que Erinaldo, tivera com a namorada da vítima. Após a prisão, Erinaldo, Diego e Roberto foram recolhidos à carceragem da Delegacia da cidade, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário. 



VIROU FUMAÇA: 10 mil pés de maconha são queimados às margens do Rio São Francisco

Foto: divulgação/SSP

Cerca de 10 mil pés de maconha foram incinerados no município de Abaré, a 544 km de Salvador. A ação foi realizada por agentes do 20º Batalhão de Polícia Militar (BPM/Paulo Afonso) durante a manhã desta quinta-feira (26/10) na localidade conhecida como Ibózinho, às margens do Rio São Francisco. O comandante da unidade, tenente-coronel Carlos Humberto Moreira, responsável por operações que visam a repressão ao tráfico de drogas na região, “foi o serviço de inteligência da unidade, através de levantamento de informações na investigação em áreas propícias ao cultivo, que localizou a plantação”. O proprietário rural da área ainda não foi localizado e parte do material, coletado como amostra para análise pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT), foi entregue na Delegacia Territorial local.



Polícia Federal cumpre mandados de prisão temporária no Ministério do Turismo

(Foto: Reprodução)

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (26/10) a Operação Lavat, que é um desdobramento da Operação Manus, deflagrada em junho deste ano contra organização criminosa que praticava lavagem de dinheiro e fraudes em licitação pública. Um dos mandados foi cumprido no Ministério do Turismo, na sala do assessor Norton Domingues Masera. De acordo com os investigadores, durante a análise do material obtido na primeira operação foram encontradas “fortes evidências” de que outras pessoas ligadas à mesma organização criminosa deram continuidade à pratica de crimes como lavagem de dinheiro e ocultação de valores para o chefe do grupo. De acordo com a PF, cerca de 110 policiais federais cumprem 27 mandados judiciais, sendo 22 mandados de busca e apreensão, três de prisão temporária e dois de condução coercitiva em Brasília e, também, em Natal, Parnamirim, Nísia Floresta, São José do Mipibu e Angicos – cidades localizados no Rio Grande do Norte. O Ministério do Turismo informou, por meio de nota, que o servidor será exonerado e que vai colaborar com a Polícia Federal “para que os fatos sejam apurados com correção”. A PF informa ainda que identificou esquema criminoso que fraudava licitações em diversos municípios do Rio Grande do Norte para obter contratos públicos. As fraudes somam cerca de R$ 5,5 milhões “para alimentar a campanha ao governo do estado de 2014”. Dentre os investigados na operação de junho que deu origem à Lavat, está o ex-ministro do Turismo Henrique Alves, atualmente detido no Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília. A Operação Manus investigou atos de corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro na construção da Arena das Dunas, em Natal. Na época em que foi deflagrada, a operação estimava que o superfaturamento da obra chegou a R$ 77 milhões.



Em oito meses, estradas baianas têm 470 ônibus assaltados

(Foto: Reprodução)

Quase 500 ônibus já foram assaltados nas estradas da Bahia. A informação é da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA). De acordo com um levantamento divulgado pelo órgão, somente entre janeiro e agosto, foram 470. O número, porém, é menor do que o somado no mesmo período de 2016 (597). Segundo a SSP, houve uma redução de 21,3% por conta das blitzes das polícias Rodoviária Federal (PRF), Militar e Civil.



Dono de casa noturna suspeito de matar `Chico Tripa´ se apresenta à polícia, em Brumado

Foto: Conteúdo l 97News

O suspeito de matar um jovem dentro de um bar em Brumado, se apresentou na Delegacia, na noite desta segunda-feira (23). Segundo informações da Polícia Civil, José Silva Brito, de 35 anos, esteve no local acompanhado de seu advogado, foi ouvido pela polícia e liberado em seguida. Ainda de acordo com a Polícia, não foi pedido a prisão preventiva do suspeito. Com medo do assédio da imprensa, Silva deixou o local rapidamente. O dono da casa noturna é apontado pela polícia como o suspeito de matar a facadas, Maique da Silva Garcia, de 21 anos. O crime aconteceu na madrugada de domingo, dia 22. Segundo testemunhas, Maique estava perturbando os clientes do estabelecimento no dia em que foi morto. O corpo de Maique foi enterrado no Cemitério Jardim Santa Inês, em Brumado, na manhã do último domingo. Na passagem do cortejo pela manhã, a casa noturna de José foi invadida por algumas pessoas, destruindo a porta do estabelecimento. A polícia foi acionada e impediu que a destruição fosse maior.



Polícia Militar intensifica ações de combate à criminalidade; mais um carro suspeito é apreendido

O veículo ficou apreendido no pátio da 20ª Coorpin até que os procedimentos sejam concluídos (Foto: Divulgação PM)

O patrulhamento ostensivo vem sendo dimensionado pela 34ª CIPM em Brumado e, com isso, algumas ações pontuais vêm tendo um resultado mais abrangente, como apreensões de drogas e de veículos suspeitos. Nesta terça-feira (23), uma guarnição da PETO visualizou um veículo com características suspeitas, diante disso, foi realizada a consulta e vistoria do mesmo, o qual apresentou divergências na documentos, além de ter as etiquetas da identificação com numeração suprimida. Ato contínuo, os policiais conduziram o veículo, um Fiat Uno de placa policial DGN - 7879, assim como o seu suposto proprietário para a DPT para que fossem feitos os procedimentos cabíveis. A identidade do motorista não foi revelada pela Polícia.