ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Brumado: Prefeitura antecipa 50% do 13º salário dos servidores para o dia 20 de junho

Donos de lotéricas cobram o fim de impasse entre a Caixa Econômica e Coelba; empresários pedem a população para acionar o Ministério Público

Alternativa FM em Luto: Faleceu na noite desta segunda-feira a 'Dona Neuza' mãe do secretário Ivan Oliveira

Salvador: Policial é preso por negociar armas com suspeitos de tráfico

Equivocados: Brasil tem a 2ª população mais fora da realidade do mundo

Crea realiza da Caravana BIM em Brumado e mais 16 cidades da Bahia

Comandante da PM não confirma que mortes em Feira tenham relação com homicídio de policial

Salvador: Homem é preso em flagrante acusado de espionar mulheres em banheiro de igreja

Forró do Sítio Novo 2018: Valeu Brumado!

Agricultores de Palmas de Monte Alto recebem trator agrícola

‘Sertânia’: Filme que retrata o cangaço está sendo rodado em Brumado

RotSat: Contrate o rastreamento de seu veículo ou de sua frota onde você tem confiança e qualidade

Brumado: Coelba vai autorizar novos postos de pagamento para conta de luz; transtornos continuam

Brumadense é preso transportando cocaína na BR-030, próximo a Caetité

Fonoaudiologia na Clínica Master com Drª Marcela Cássia

Conquista: Lojistas protestam contra feira de negócios

Mega-Sena acumula e pode premiar R$ 35 milhões na próxima quarta

Polícia apreende pendrives e anotações em cela de Geddel Vieira Lima

Píton gigante mata e engole mulher na Indonésia

MEC divulga nesta segunda o resultado do Sisu



BUSCA PELA CATEGORIA "Música e Cultura"

Forró do Sítio novo 2018 tem novidade: Mais um palco é confirmado com forró pé de serra

(Divulgação)

Tradicionalmente, dois palcos fazem a festa no Forró do Sítio novo. Em 2018, a produção do evento traz mais uma novidade, o melhor sempre para o público. Haverá o palco três com muito forró pé de serra com as bandas: Forró de Capim Santo e o Forrozão de Arapuca. É tradição que você quer? Aqui tem. É no dia 16 de Junho, pontualmente às 18h. Além dessas, já estão confirmadas as atrações campeãs: Solange Almeida, Luan Estilizado, Edigar Mão Branca, Donas do Bar e Fann Estourado. Não dá pra perder, vai ser a melhor festa da região com serviço  All Inclusive. Garanta seu ingresso e faça parte dessa folia.



Fligê 2018 amplia programação e participação de jovens

Divulgação

A Feira Literária de Mucugê (Fligê) chegará à sua terceira edição, no período de 16 a 19 de agosto, com uma grade de programação mais robusta e diversificada, aberta ao público em diferentes espaços da histórica e aconchegante cidade de Mucugê. Às conferências, mesas de conversa, concertos lítero- musicais, lançamento de livros, leituras guiadas, contação de histórias, intervenções artísticas e exibição de filmes e shows, que se constituem em fortes atrativos da feira desde a primeira edição, serão somadas atividades desenvolvidas por alunos da rede pública de ensino, que devem atrair especialmente o público jovem. A Fligê já se notabiliza como a terceira feira literária do estado e uma forte alternativa para interiorizar o incentivo à cultura na Bahia. A curadora da Fligê, Ester Figueiredo acrescenta ainda o fato de se tratar de um evento aberto ao público, totalmente gratuito, que tem atraído pessoas de dentro e fora do país e, especialmente, da região da Chapada Diamantina, onde está situada a cidade de Mucugê. Nesta terceira edição, a Feira literária realizada pelo Instituto Lavra- Literatura Artes Visuais e Outras Realidades Afins -mantém-se custeada com recursos de emenda parlamentar do deputado federal Waldenor Pereira (PTl), do Ministério da Cultura (Minc) e da Secretaria Estadual de Cultura (Secult). Desta vez trará o tema “Literatura e resistência: a vida nos rastros da palavra”, que vai nortear toda a programação. A entrada de atividades culturais desenvolvida por estudantes da rede pública estadual  na programação é uma proposta da Secretaria Estadual de Educação, que também chega para apoiar o evento.  Depois de conversar com o secretário da Educação, Walter Pinheiro, a curadora  Ester Figueiredo esteve reunida, na última segunda-feira (21), com o superintendente de Educação Básica, Ney Campelo, e sua equipe de assessores. O encontro constou de apresentação de propostas de exibição de programas culturais desenvolvidos nas escolas, e definição de espaço a ser utilizado pela SEC no circuito da feira.



Bossa nova completa 60 anos: conheça a história do gênero musical

Gênero musical brasileiro que ganhou o mundo no início da década de 60, a bossa nova completa 60 anos em 2018. A EBC preparou um especial sobre o estilo que apareceu, pela primeira vez, no disco Canção do Amor Demais, gravado em abril e lançado em maio de 1958. Na obra, a cantora Elizeth Cardoso interpreta composições da dupla Tom Jobim e Vinicius de Moraes. Duas faixas específicas do disco são emblemáticas para a história da bossa nova: Outra Vez, composição de Jobim que já havia sido gravada em 1954, e Chega de Saudade, parceria do maestro com o poeta Vinícius de Moraes, escrita em 1956, mas que, até então, permanecia inédita. “É clássico e definitivo momento de parto [da bossa nova]”, considera o crítico e historiador Ricardo Cravo Albin. O acompanhamento ao violão feito pelo baiano João Gilberto nas canções trazia, pela primeira vez, a batida do violão que se tornaria característica do estilo. Gilberto inova na forma de cadenciar o ritmo, acentuando os tempos fracos, de forma a realizar uma síntese da batida do samba ao violão. Em entrevista à EBC, o professor de violão Alessandro Borges, do Departamento de Música da Universidade de Brasília (UnB), explica a mudança na batida de samba realizada por João Gilberto, que carateriza a bossa nova. Em julho de 1958, meses depois de Canção do Amor Demais chegar às lojas, João Gilberto concluiu a gravação de seu próprio disco 78 rotações, contendo de um lado a canção Chega de Saudade, e de outro, Bim Bom, composição própria. Nesse trabalho autoral, em que definitivamente foi consolidado o que seria chamado de bossa nova, aparece outra faceta de João Gilberto: a forma de cantar o samba. Para Walter Garcia, organizador do livro João Gilberto (Cosac Naify, 2011), dizer que o músico de Juazeiro canta “baixinho”, ou que seu canto se aproxima do modo de falar, é contemplar apenas uma parte desse processo. “Existe também uma percussividade na forma de cantar de João Gilberto. Alguns pesquisadores apontam que seu canto se aproxima da sonoridade de um instrumento de cordas e da articulação de um saxofone’’, afirma. Pesquisador da obra de João Gilberto, Garcia sintetizou a complexidade do trabalho do músico baiano como uma “contradição sem conflitos”: “O difícil do João Gilberto é que a obra dele está sempre equilibrando contrastes e antagonismos, embora na aparência seja uma obra que não tem contradição nenhuma. Ela é toda atravessada de contradições, mas elas são apresentadas como se não houvesse o conflito”, disse, em entrevista à EBC. A bossa nova chega à terceira idade com seu principal ícone fora de atividade há dez anos: a última vez que João Gilberto pisou em um palco foi em 2008, por ocasião das comemorações dos 50 anos do gênero musical. Em São Paulo, os shows ocorreram no Auditório do Ibirapuera e o apresentador foi o crítico musical e amigo pessoal de João, Zuza Homem de Mello. Foi a última vez que ele esteve na presença do músico, e lamenta sua ausência dos palcos. "É uma grande pena a gente não ter mais o João Gilberto podendo cantar e tocar em público. Certamente ele deve estar cantando e tocando no apartamento onde vive. Mas em público é diferente, ele tem que se preparar para isso. A razão disso [ausência dos palcos] é que ele não está preparado para se apresentar em público. Há que se respeitar João Gilberto”, diz Mello. Houve uma expectativa de que João voltasse aos palcos em novembro de 2011, em uma turnê nacional com o show João Gilberto 80 anos - Uma Vida Bossa Nova. Mas a primeira apresentação que seria realizada na capital paulista foi cancelada por motivos de saúde do músico e a turnê acabou não acontecendo. João Gilberto foi visto cantando e tocando violão pela última vez em 2015: ele aparece em vídeos postados na rede social Facebook por Claudia Faissol, mãe de Luisa, filha caçula do cantor. João estava de pijama e tocava e cantava Garota de Ipanema ao lado da filha. Devido a problemas financeiros e de saúde do cantor, a filha dele Bebel Gilberto conseguiu a interdição do músico no último dia 15 de novembro. O processo corre em segredo de justiça na 5ª Vara de Órfãos e Sucessões do Rio de Janeiro.



Contagem regressiva: Faltam 30 dias para o Forró do Sítio Novo 2018

Divulgação

Falta pouco. É isso mesmo, um dos eventos mais aguardados da capital do minério e região está chegando: Forró do Sítio Novo 2018! Faltam apenas 30 dias. Esse ano, o evento está ainda mais especial, pois será em clima de copa do mundo, traga a sua galera e venha se divertir na melhor festa All Inclusive da região. Essa você conhece. O público irá se divertir com a vasta programação musical, confira: Solange Almeida, Luan Forró Estilizado, Edigar Mão Branca, Fann Estourado e Donas do Bar. Garanta logo o seu ingresso em Tiazinha distribuidora, Boutique Monarca, Padaria Kipão, Villas Lounge, Bar do Rei, Loja PG Store na Power Gym, Boutique Sandes, Padaria e Mercadinho Pão de Mel no Bairro São Félix, Subway e MM Armazém. Em Aracatu você encontra na Farmácia Santo Antônio.



Vai ser arretado de bom: Vem aí o 12º Arraiá Pé de Serra do Bairro Baraúnas

(Divulgação)

Junho é o mês mais festivo da região e, nesse clima de alegria, vários eventos acontecem em Brumado, sendo que alguns deles são altamente emblemáticos, pois incorporam o espírito junino de forma muito intensa. Um desses eventos, com certeza, é o Arraiá Pé de Serra do Bairro Baraúnas, que neste ano de 2018, estará em sua 12ª Edição. Com uma tradição muito grande, o evento foi crescendo e se fortificando e, hoje, é considerado um marco nas festas de rua em Brumado. Neste ano o Arraiá Pé de Serra, que é produzido e organizado pela Associação dos Moradores do Bairro Baraúnas, com apoio do agora vereador Elias Piau, que sempre foi um importante parceiro, vai ter uma logística ainda maior, contando também com um grande sorteio de prêmios, além de muita brincadeira e com uma de suas maiores atrações que é a Quadrilha Pé de Serra, que é considerada uma das melhores da região. A grade musical ficará por conta da dupla Jessik & Patrick; dos cantores Tchô Matias, Serginho Cardoso, Adriano de Souza, Jonhy Padilha e com o rei do arrasta-pé, o incrível e inigualável Ed Rossi, que promete uma apresentação muito especial. Então, já marque aí na tua agenda, pois as noites de 16 e 17 de junho serão regidas pela alegria do Arraíá Pé Serra, o arretado de bom!.



Em novo ciclo cultural, Prefeitura de Brumado já se mobiliza para realizar o São Pedro dos Olhos D'água

O São Pedro do Ohos D'água é considerado uma referência regional nos festejos juninos (Foto: 97NEWS Conteúdo)

Vistos antes como setores não prioritários, o Esporte e a Cultura vivem um novo ciclo virtuoso em Brumado, com uma série de ações e realizações por parte da atual gestão municipal que vêm buscando dar uma nova dinâmica a essas duas vertentes que tem um forte respaldo popular. Dentro da esfera da Cultura, as festas tradicionais deverão ocupar um lugar de destaque, então, dentro desta nova lógica, os festejos do São Pedro dos Olhos D'água que já se estabeleceram com uma referência do calendário cultural da região já começam a concentrar uma forte mobilização por parte da administração. Visando rechaçar as especulações de que o evento poderá acontecer em outro local, o que seria uma total incongruência, o 97NEWS buscou esclarecimentos sobre essa possibilidade e foi informado por fontes confiáveis que a Praça Donatila Meira Lobo deverá sediar mais uma vez a festa, que ainda não tem a data definida, podendo ser realizada no final de junho ou início de julho. Neste ano de 2018, dentro desta nova perspectiva, o evento deverá seguir a nova tendência proativa adotada pela administração “Educar para Libertar”, ou seja, a festa será realizada pela própria prefeitura. Então os amantes dos festejos juninos já podem reservar espaço nas suas agendas, porque o São Pedro dos Olhos D'água 2018 irá acontecer em grande estilo, tendo na organização e segurança os seus pontos altos.



Lançada terceira edição da Fligê

(Foto: Reprodução)

A terceira edição da Fligê - Feira Literária de Mucugê foi lançada na manhã desta sexta-feira (10) em Vitória da Conquista em evento que reuniu a imprensa e representações da cultura e educação do Sudoeste baiano no Museu Regional - Casa Henriqueta Prates. O evento, que acontece na pequena e encantadora cidade de Mucugê na Chapada Diamantina entre os dias 16 e 19 de agosto, foi incluído pelo Governo do Estado no calendário cultural da Bahia e conta com importantes apoios para a sua realização, como a destinação de emendas parlamentares pelos deputados federais Waldenor Pereira (PT-BA) e Jean Wyllys (PSOL-RJ).  “Neste ano estamos destinando um valor total de R$ 240 mil, metade destinado pelo meu mandato em parceria com o deputado Zé Raimundo e a outra metade pelo deputado Jean Willys, que se encantou pelo projeto e já confirmou presença na edição deste ano”, contou Waldenor.  A Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) também tem participação importante na Fligê, com a destinação todos os anos de livros para os estudantes do ensino público do município, ação coordenada pelo deputado estadual Zé Raimundo e pelo presidente da ALBA Ângelo Coronel.  A Fligê é uma realização do coletivo Lavras que conta com o protagonismo feminino da sua curadora Ester Figueiredo, da sua produtora pedagógica Lana Sheila e da sua produtora executiva Mércia Quadros. 

(Foto:Divulgação)


Avicii, DJ e produtor sueco, morre aos 28 anos

Avicii trabalha em estúdio em foto publicada no Facebook em abril deste ano (Foto: Reprodução/Facebook/Avicii) Avicii trabalha em estúdio em foto publicada no Facebook em abril deste ano (Foto: Reprod

DJ e produtor sueco Avicii morreu aos 28 anos nesta sexta-feira (20). O corpo do músico foi encontrado na cidade de Mascate, em Omã, no Oriente Médio. A causa da morte ainda não foi divulgada."É com profundo pesar que anunciamos a perda de Tim Bergling, também conhecido como Avicii", diz o comunicado da assessoria do DJ enviado à imprensa. "Ele foi encontrado morto em Mascate, Omã, na tarde desta sexta. A família está devastada e pedimos a todos para respeitar, por favor, a sua necessidade de privacidade nesta ocasião difícil. Declarações adicionais não serão feitas".  Avicii foi um dos maiores nomes da música eletrônica dos últimos anos. Ele nasceu em Estocolmo e assinou com o selo Dejfitts Plays em 2007, aos 18 anos. Em 2013, lançou seu trabalho de estreia, "True", com uma das músicas de maior sucesso no mundo daquele ano, "Wake me up". Em 2015, lançou o álbum "Stories".Entre seus outros sucessos estão "Hey brother", "I could be the one" e "Levels". Avicii era associado aos subgêneros da música eletrônica de house progressivo, electro house e EDM. Outros artistas da música eletrônica, como Calvin Harris, Marshmello e DJ Snake, lamentaram a morte de Avicii. A notícia levou a comentários sobre a aparência do cantor em redes sociais. Na época, fãs divulgaram fotos em que Avicii aparecia muito magro. Uma das imagens, divulgada pelo selo de música eletrônica Straight Up, dos EUA, tinha a legenda: "Avicii parece estar com 70 anos, parece que realmente precisa de um descanso, com certeza".

 

 

 



Governador garante reabertura do Centro de Cultura de Vitória da Conquista

(Foto: Divulgação)

Desfazendo os boatos que circularam por alguns meios de comunicação da cidade nos últimos dias, o governador Rui Costa assegurou a conclusão da obra de reforma do Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima, em Vitória da Conquista, durante o #PapoCorreria desta terça-feira (27), garantindo ainda a reabertura do local ao público dentro dos próximos meses. Segundo Rui, “está sendo concluída a última etapa com as exigências que o Corpo de Bombeiros fez para reabrir o Centro”.A reforma do Centro de Cultura conta com emenda do deputado federal Waldenor Pereira, em parceria com o deputado estadual Zé Raimundo, no valor de R$ 500 mil para a implantação do sistema de combate a incêndio, uma das exigências feitas pelo Ministério Público para liberar o funcionamento deste importante espaço cultural da cidade. No início de março, Waldenor esteve com a secretária Estadual de Cultura, Arany Santana cobrando celeridade na conclusão da reforma.



Forro do Sítio Novo 2018: Fann Estourado é confirmado como quinta atração do evento

Divulgação

O Forró do Sítio Novo está imperdível em 2018 e sua quinta atração já está confirmada: Fann estourado com um novo repertório com muito forró e sertanejo além da alegria e irreverência de sempre, com um novo sucesso já na boca da galera: “Lembrar da gente”. O artista vem para somar com as grandes atrações já confirmadas: Solange Almeida, Luan Estilizado, Donas do Bar e Edigar Mão Branca. Além das grandes atrações já definidas, esse ano o Forró do Sitio Novo conta com um tom especial, já que a Copa do Mundo acontece simultaneamente ao evento. O Forró do Sitio Novo conta com a marca de qualidade Só Legal e Beto Bonelly Produções e é considerado um dos maiores eventos da região. Então está confirmado, marque na sua agenda o dia 16 de junho, o maior evento de Brumado e região, Forró do Sítio Novo com suas cinco super atrações. Aguardem!!!



Forró do Sítio Novo 2018: Edigar Mão Branca é mais uma atração confirmada

(Divulgação)

Dia 16 de junho deste ano, Brumado vai parar mais uma vez com o Forró do Sítio Novo: a maior festa junina de toda a região. Três  atrações já foram confirmadas: Solange Almeida, Luan Estilizado e Donas Do Bar e o  evento, que desde sua primeira edição tem a participação do forrozeiro Edigar Mão Branca, confirma mais uma vez a sua apresentação. Edigar Mão Branca é um dos forrozeiros de maior sucesso no estado e tem  grande número de seguidores em toda a região. Marque aí na sua  agenda dia 16 de junho Forró do Sítio Novo 2018. Solange Almeida, Luan Estilizado, Donas Do Bar e Edigar Mão 



Waldenor pede celeridade na reforma do Centro Cultural Conquistense

(Foto: Divulgação)

Em reunião com a secretária estadual da Cultura, Arany Santana, na última segunda-feira (05), em Salvador, o deputado federal Waldenor Pereira (PT) pediu celeridade na reforma do Centro de Cultura Camillo de Jesus, para a qual ele destinou recursos de emenda parlamentar no valor de R$ 500mil. A reforma consiste na implantação do sistema de combate a incêndio, uma das exigências feitas pelo Ministério Público para liberar o funcionamento desse importante espaço cultural de Vitória da Conquista.

Apoio à Fligê 

 O deputado Waldenor Pereira tratou com a secretária estadual da Cultura, Arany Santana, e sua equipe de assessores, dos primeiros preparativos para a 3ª edição da Feira Literária de Mucugê (Fligê), a ser realizada no período de 16 a 19 de agosto próximo, quando propôs que outras secretarias do governo do estado, especialmente as de Turismo, Educação e Comunicação, se envolvam no evento que vem se consolidando como forte atração cultural do estado. A secretária ficou de articular com os titulares das pastas sugeridas para uma reunião nesse sentido.

A Fligê é uma realização do Coletivo Lavra, que desde à sua primeira edição vem contando com recursos de emendas parlamentares de Waldenor Pereira e do deputado estadual Zé Raimundo.  O Governo do Estado, através da Secult, e a editora da Assembleia Legislativa da Bahia tem sido fortes colaboradores da feira que vem ampliando a participação de escritores, editoras, intelectuais e leitores do país e estado, como destacou o deputado Waldenor ao reforçar a necessidade de envolver outras secretarias no evento que acontece num polo turístico baiano, na cidade de Mucugê, onde apareceram os primeiros diamantes da Chapada Diamantina, hoje tombada como patrimônio histórico nacional.

Mais eventos culturais

No encontro com a secretária estadual da Cultura, Arany Santana, o deputado Waldenor Pereira entregou cópia do espelho de emendas parlamentares de sua autoria para apoiar, em parceria com o mandato do deputado estadual Zé Raimundo, a realização da feira literária de Jequié e da feira cultural de Ibiassucê, com recursos da ordem de R$ 120 mil e a destinação de R$ 300mil para divulgação e preservação da obra do compositor conquistense,Elomar Figueira. Além disso, está destinando mais R$ 200 mil em apoio à 4ª edição da Feira Literária de Mucugê (Fligê), a ser realizada em 2019.



Forró do Sítio Novo 2018: Solange Almeida é confirmada como primeira atração do evento

(Foto: Divulgação)

As expectativas para o Forró do Sítio Novo 2018 são muito especiais este ano, já que o evento irá acontecer em clima de Copa do Mundo, o que cria uma atmosfera muito positiva sobre a maior festa de Brumado e região. Buscando corresponder à essas expectativas, a Só Legal e Beto Bonelly Produções, estão intensificando as ações do setor de produção e, diante disso, nesta quinta-feira (01), foi confirmada a primeira grande atração do evento, a incrível Solange Almeida, que é considera um dos maiores nomes da música brasileira da atualidade. Com apresentações vibrantes, com um carisma fantástico, uma presença de palco extremamente dinâmica, Solange Almeida, com certeza, vai agradar o grande público que é apaixonado pelo Forró do Sítio Novo. Mas, não para por aí, esse será o tom especial para a edição 2018, então, podem aguardar grandes novidades para os próximos dias, onde deverão ser divulgados outros nomes que irão compor a programação deste grande evento.



No clima do hexa, produção do Forró do Sítio Novo já começa a acertar os detalhes da programação

(Divulgação)

Tendo sobre si o status de um dos maiores eventos da época junina de toda a Bahia, o Forró do Sítio Novo vai entrar em campo em 2018 no clima positivo do hexa, já que é ano de Copa do Mundo e o Brasil é o franco favorito para conquistar o título mundial. Dentro desse ambiente altamente festivo, as empresas proprietárias da grife, Só Legal e Beto Bonelly Produções, já começam a intensificar suas ações para a realização do evento, que esse ano promete bater o recorde de público, já que o conceito de excelência do Forro do Sítio Novo é reconhecido em toda a região. Neste momento as ações estão sendo centralizadas na concepção da grade da programação, que deve trazer grandes nomes da música da atualidade. Então aguarde e se prepare que o Forró do Sítio 2018 vai começar!!!



Nem o Rock Escapou: Ônibus da Banda Capital Inicial sofre tentativa de assalto

Em suas redes sociais, o vocalista da banda Capital Inicial, Dinho Ouro Preto, relatou um tentativa de assalto ao ônibus do grupo durante um tiroteio, na Avenida Brasil, no Rio de Janeiro, no domingo (10), a poucos metros do veículo que carrega os músicos. "Ontem na chegada ao Rio, na frente do nosso ônibus, houve um tiroteio. Um motoqueiro deu quatro tiros à queima roupa no que parecia ser um ladrão. Isso a trinta metros da frente do ônibus", escreveu Dinho. Os criminosos não conseguiram roubar os equipamentos, mas levou pertences do motorista."Às sete horas da manhã de domingo, pararam nosso caminhão e apontaram uma arma pra nosso motorista. Levaram o caminhão para um local onde entraram no baú armados com fuzis. Viram que não dava pra levar o equipamento porque era muito pesado, então assaltaram o motorista e liberaram a carga....", concluiu.



Jojo Todynho é destaque na Beija-Flor e esbanja simpatia na Sapucaí

Jojô Toddynho (Foto: Marcos Serra Lima/G1)

A funkeira Jojo Todynho esbanjou simpatia ao chegar na Sapucaí na madrugada desta terça (13). Ela será destaque em alegoria da Beija-Flor de Nilópolis, última escola a desfilar. A cantora estava cercada de seguranças, recebeu o carinho do público e antes de entrar no camarim, sorridente, fez questão de cumprimentar a todos. Jojo chegou à Avenida quando Pabllo Vittar, que também será homenageada pela escola de Nilópolis, estava se arrumando e afirmou: "Não tem rivalidade, a gente se encaixa direitinho", disse Jojo. A funkeira ainda elogiou a amiga: "Ela é meu amor, ela é minha giganta. Respeito a diversidade. Não tem rivalidade, aqui é muita parceira", enfatizou. Jojo mandou recado para os críticos. "Ou engole, ou fica passando mal. Esquece!", disse a cantora, que destacou que está passando mal com a fantasia. "Tô toda apertada, não dá para sambar, mas dá para fazer um remelexo". Jojo não perdeu o bom humor nem depois que, por causa de uma confusão da escola, ela acabou andando bastante para ir até a seu carro na concentração e depois teve que voltar toda a distância até a concentração novamente, já que ela terá que subir usando o Carvalhão. "Nossa, gente! Lá embaixo. Tô com muito calor!", falou ela enquanto ainda andava. Durante todo o caminho, no entanto, ela fez questão de cumprimentar todos que falavam com ela. "Esse carinho é muito gostoso e gratificante. É o retorno por todo o trabalho. Trato as pessoas do jeito que gosto que me tratem. O problema das pessoas é acharem que são melhores que as outras. E o mundo não vai melhorar até que a gente mude por dentro", ensina ela, que fez apenas 21 anos no domingo (11).



Após dias internado na UTI de Brumado, cantor e compositor lapense, Zeca Bahia, morre aos 67 anos de idade

O cantor Zeca Bahia era muito querido e respeitado em toda a região (Foto: Reprodução)

O cantor, compositor e músico Lapense  José Ramos Santos, o Zeca Bahia, morreu na noite  desta terça-feira (6), na cidade de Brumado. Aos 67 anos, o cantor morreu de falência múltiplas dos órgãos. Zeca foi encaminhado no dia 25 de janeiro para o Hospital Municipal Carmela Dutra, em Bom Jesus da Lapa com um histórico de parada cardíaca, precisando ser reanimado pela equipe da Unidade de Pronto Atendimento(UPA). Conforme o Dr. Marcos Melo, que conversou com o site Notícias da Lapa um dia depois do internamento de Zeca, o quadro dele era gravíssimo, apresentando insuficiência renal aguda, respirando através dos aparelhos e precisava ser encaminhado para uma UTI. No dia 29 de janeiro a prefeitura de Bom Jesus da Lapa conseguiu a vaga em uma UTI especializada na cidade de Brumado, onde ele passou por uma série de exames, no entanto, durante os boletins médicos apresentados durante todo período de internação ele não apresentou melhoras significativas. José Ramos Santos (Zeca Bahia) nasceu em 19 de março de 1950, na Praça do Livro, em Bom Jesus da Lapa. Compositor e cantor, autor de músicas de grande sucesso como Porto Solidão, interpretada pelo cantor Jessé e Ave Coração, interpretação de Fagner. A sua partida deixa a cidade de Bom Jesus da Lapa em luto,  perde um dos seus maiores artistas, conhecido em todo Brasil pelas suas belas composições. Em 1979, com a canção “Ave Coração” (Zeca Bahia e Clodo Ferreira) foi consagrada na voz de Raimundo Fagner e gravada no LP “Beleza”, um dos títulos da vasta discografia de Fagner. Com versão em espanhol por Ferreira Gullar, “Ave Corazon” foi lançada por Fagner na Espanha. Em 1980, no Festival MPB Shell da Rede Globo, “Porto Solidão” (Zeca Bahia e Ginko) ganhou o prêmio de melhor intérprete na voz do inesquecível Jessé, que imortalizou a obra. Escolhida pela imprensa nacional entre as cem mais belas canções do século, vendeu na época mais de 3 milhões de cópias. Foi gravada também por Altemar Dutra, Daniel e teve mais de cem regravações, em 43 países. Segundo pesquisas, a música imortal “Porto Solidão” foi ouvida e cantada por milhões de pessoas, permanecendo com ótima aceitação até os dias atuais.



Chico Buarque denuncia ACM Neto por dívida de pagamento de direitos autorais

Chico reclama da falta de pagamento de direitos autorais no Carnaval e Réveillon | Foto: Divulgação

Nesta terça-feira (30), o cantor e compositor Chico Buarque de Hollanda fez uma postagem em seu Facebook acompanhada de um vídeo, onde consta uma acusação contra a administração do atual prefeito de Salvador, ACM Neto. Na publicação, o artista alega que os direitos autorais dos eventos públicos como o Carnaval e o Réveillon promovidos na cidade não são pagos devidamente pela prefeitura. A publicação teve quase 500 curtidas e o vídeo obteve até então um alcance de 8,8 mil visualizações. Entre os comentários, há internautas aprovando e criticando a atitude do cantor. “É o trabalho dele. O prefeito está usando o trabalho dos outros sem pagar” dizia uma que apoiava Chico. “Gente que loucura, é carnaval deixa o povo se divertir, que direitos autorais meu Deus. Se for assim tem que cobrar de todas as cidades do Brasil, inclusive de mim que canto tuas músicas”, disse um internauta, se opondo a publicação. Na postagem, o compositor diz que “Salvador foi eleita a “cidade da música” pela Unesco e é a capital brasileira que mais promove festas e eventos ao longo do ano”. No entanto, continua Chico, “a Prefeitura da cidade é prejudicial e desrespeitosa com os autores, pois os direitos autorais de eventos públicos, como o Carnaval e o Réveillon, não são pagos devidamente”. O cantor ainda deixa explícito quais são os valores devidos pela prefeitura e ainda disponibiliza links de acesso para que o leitor seja redirecionado a sites com mais informações a respeito do assunto em questão. “Há dois anos, o débito era de cerca de R$ 30 milhões; em 2014, tentou-se que a Prefeitura pagasse R$ 8 milhões, mas a proposta foi recusada pelo prefeito ACM Neto”, detalhou o cantor. Ao final de sua publicação, ele convoca a população afirmando que é preciso enfrentar esse abuso. “A pressão é fundamental para a reversão desse quadro”. A atriz e produtora brasileira Paula Lavigne, em apoio a publicação feita pelo compositor, reproduziu a mensagem em seu Instagram.



Governo habilita entidades para arrecadar direitos autorais no segmento musical

(Foto Ilustrativa)

O Ministério da Cultura (MinC) habilitou hoje (30) as associações de gestão coletiva musical que integram o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) para que possam arrecadar direitos autorais. Com isso, além de registrar obras e fonogramas de seus associados, elas passam a fazer as cobranças diretamente, assim como estabelecer os preços pelo uso de seus repertórios e representá-los, por exemplo, perante grupos multinacionais que atuam no streaming. As entidades habilitadas são: Associação Brasileira de Música e Artes (Abramus), Associação de Músicos Arranjadores e Regentes (Amar), Associação de Intérpretes e Músicos (Assim), Sociedade Brasileira de Autores, Compositores e Escritores de Música (Sbacem), Sociedade Independente de Compositores e Autores Musicais (Sicam), Sociedade Brasileira de Administração e Proteção de Direitos Intelectuais (Socinpro), União Brasileira de Compositores (UBC), além do Ecad. Tais organizações deverão apresentar documentos, a cada ano, para renovar a habilitação. Esse processo é aguardado desde 2013. Naquele ano, foi feita uma revisão da Lei do Direito Autoral pelo Congresso Nacional, culminando na aprovação da Lei 12.853, que dispõe sobre a gestão coletiva dos direitos autorais. A regra conferiu ao Ministério da Cultura papel de fiscalizador da arrecadação desses direitos, prática regulamentada por decreto em 2015. Reconhecendo o atraso nesse processo, o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, enfatizou que, “ agora, de fato, o ministério assumiu a questão do direito autoral como um dos pontos mais importantes da sua pauta e desta pasta”. De acordo com Sá Leitão, “a habilitação das entidades arrecadadoras, gestoras de direitos autorias no campo da música, é um passo importante porque também representa uma chancela e o cumprimento do que a lei determinou”. Superintendente executiva do Ecad, Glória Braga afirmou que, em 2017, foram contemplados 259 mil titulares de direitos de música. "[Isso] muito nos orgulha e mostra que a gestão coletiva é um caminho muito importante para toda a cadeia produtiva da cultura”, disse. Para ela, a arrecadação tende a aumentar com a mudança. Compositor, pianista e arranjador, Tim Rescala, que participa do Grupo de Articulação Parlamentar Pró-Música (GAP), avalia que a grande conquista dessa habilitação é a concretização da lei, que ele resume em três aspectos: a volta da fiscalização por parte do Estado, por meio do poder de habilitação do MinC; a transparência na gestão, pois as organizações devem, por exemplo, apresentar balanços; e a atuação do Estado como mediador de conflitos, o que ele aponta que tem resultado na diminuição da judicialização. Cobrança das empresas de streaming - Uma das questões que deve ser enfrentada pelas arrecadadoras é a cobrança de arrecadação junto a empresas de streaming, como YouTube e Spotify. “Tudo está migrando para o digital. O dinheiro está indo para lá. E a gente sempre ouve falar que existe muito rolando, mas o músico recebe pouco”, critica Rescala, apontando que apenas cerca de 3% do que é cobrado das plataformas pelo direito autoral das músicas brasileiras ficam com autores ou intérpretes. A questão é complexa, pois essas grandes empresas não estão sediadas no país e, em geral, não se submetem às regras nacionais. “Novamente, o Estado tem o dever de estudar o que está acontecendo e ver que o autor e o intérprete não estão recebendo devidamente. Não se trata da maior fatia do bolo. As multinacionais ficam quase com o bolo todo; e o compositor está ficando com as migalhas”, critica. Do R$ 1 bilhão arrecadado pelo segmento musical no ano passado, R$ 5,5 milhões apenas foram provenientes de grupos como Spotify, Apple Music, Vevo, Beats 1, Groove e Superplayer, conforme dados do MinC . “Essa arrecadação ainda é parcial. Não podemos descansar em relação a isso”, afirmou o ministro.



Filho do cantor Cristiano Neves morre em acidente na BR-135 próximo à Corrente

O acidente acabou tirando a vida do filho do cantor (Fotos: Reprodução)

Essa época de férias e estradas cheias sempre trazem notícias trágicas de acidentes, muitas vezes envolvendo pessoas famosas. Desta feita foi o filho do cantor Cristiano Neves, que acabou morrendo, vítima de um acidente automobilístico na BR-135, conhecida como Rodovia da Morte. A vítima foi identificada como Adhemir Teixeira Neves. O acidente ocrreu por volta das 6:30 da manhã desta terça-feira (30), próximo ao povoado Santa Marta, município de Corrente, no sul do Piauí. Outros integrantes da banda foram socorridos pelo Samu de Corrente e encaminahdos ao Hospital Regional de Corrente, João Pacheco Cavalcanti.