ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Prefeito declara que Av. Lindolfo Brito receberá nova infraestrutura

Brumado: Banda brumadense `The Luxo´ grava clipe e viraliza na Web

Zé Raimundo quer agilizar entrega de títulos de imóveis nas Urbis conquistenses

STJ aceita denúncia, Mário Negromonte vira réu e é afastado do TCM

Campo do São Félix irá ser otimizado pela Prefeitura Municipal visando ser uma alternativa para o ‘Gilbertão’

RotSat: contrate o rastreamento de seu veículo ou de sua frota onde você tem confiança e qualidade

Salvador: Clarão é visto no céu; astrônomos falam em meteoro

Central das Carnes irá inaugurar sua nova loja na cidade de Livramento de Nossa Senhora

Brumado: MEC aprova implantação de curso de medicina no município

Time do Feirense em luto: Esposa de Gerson treinador do clube tem morte súbita em Brumado

Caminho da Escola: Ônibus escolares são utilizados para transportar pacientes em revisão de cirurgias de Catarata na cidade de Brumado

Brumado: Após as chuvas, obras de canais no bairro São José retornam a todo vapor

Atropelamento na Av. Centenário na manhã desta quarta-feira (21); vítima pode ter tido traumatismo craniano

O vereador Lek cabelereiro agradece a gestão municipal pelo início da recuperação da rua José de Souza Lima

Ginecologia e obstetrícia na Clínica Master com Dr. David Tanajura

Preocupante: Primeiro caso de ameba que ‘come cérebro’ é registrado na América do Sul

Monte Santo: Espingardas, munições e peças de montagem são apreendidas em fábrica clandestina de armas

Rio de Janeiro: Senado autoriza intervenção na segurança pública

'Pleno momento da minha vida': Ivete Sangalo posta foto com gêmeas, filho mais velho e marido

Brumado: Falta de liberação de documentação da 18ª Ciretran ainda impede viatura da GCM de fazer a ronda escolar



BUSCA PELA CATEGORIA "Música e Cultura"

Nem o Rock Escapou: Ônibus da Banda Capital Inicial sofre tentativa de assalto

Em suas redes sociais, o vocalista da banda Capital Inicial, Dinho Ouro Preto, relatou um tentativa de assalto ao ônibus do grupo durante um tiroteio, na Avenida Brasil, no Rio de Janeiro, no domingo (10), a poucos metros do veículo que carrega os músicos. "Ontem na chegada ao Rio, na frente do nosso ônibus, houve um tiroteio. Um motoqueiro deu quatro tiros à queima roupa no que parecia ser um ladrão. Isso a trinta metros da frente do ônibus", escreveu Dinho. Os criminosos não conseguiram roubar os equipamentos, mas levou pertences do motorista."Às sete horas da manhã de domingo, pararam nosso caminhão e apontaram uma arma pra nosso motorista. Levaram o caminhão para um local onde entraram no baú armados com fuzis. Viram que não dava pra levar o equipamento porque era muito pesado, então assaltaram o motorista e liberaram a carga....", concluiu.



Jojo Todynho é destaque na Beija-Flor e esbanja simpatia na Sapucaí

Jojô Toddynho (Foto: Marcos Serra Lima/G1)

A funkeira Jojo Todynho esbanjou simpatia ao chegar na Sapucaí na madrugada desta terça (13). Ela será destaque em alegoria da Beija-Flor de Nilópolis, última escola a desfilar. A cantora estava cercada de seguranças, recebeu o carinho do público e antes de entrar no camarim, sorridente, fez questão de cumprimentar a todos. Jojo chegou à Avenida quando Pabllo Vittar, que também será homenageada pela escola de Nilópolis, estava se arrumando e afirmou: "Não tem rivalidade, a gente se encaixa direitinho", disse Jojo. A funkeira ainda elogiou a amiga: "Ela é meu amor, ela é minha giganta. Respeito a diversidade. Não tem rivalidade, aqui é muita parceira", enfatizou. Jojo mandou recado para os críticos. "Ou engole, ou fica passando mal. Esquece!", disse a cantora, que destacou que está passando mal com a fantasia. "Tô toda apertada, não dá para sambar, mas dá para fazer um remelexo". Jojo não perdeu o bom humor nem depois que, por causa de uma confusão da escola, ela acabou andando bastante para ir até a seu carro na concentração e depois teve que voltar toda a distância até a concentração novamente, já que ela terá que subir usando o Carvalhão. "Nossa, gente! Lá embaixo. Tô com muito calor!", falou ela enquanto ainda andava. Durante todo o caminho, no entanto, ela fez questão de cumprimentar todos que falavam com ela. "Esse carinho é muito gostoso e gratificante. É o retorno por todo o trabalho. Trato as pessoas do jeito que gosto que me tratem. O problema das pessoas é acharem que são melhores que as outras. E o mundo não vai melhorar até que a gente mude por dentro", ensina ela, que fez apenas 21 anos no domingo (11).



Após dias internado na UTI de Brumado, cantor e compositor lapense, Zeca Bahia, morre aos 67 anos de idade

O cantor Zeca Bahia era muito querido e respeitado em toda a região (Foto: Reprodução)

O cantor, compositor e músico Lapense  José Ramos Santos, o Zeca Bahia, morreu na noite  desta terça-feira (6), na cidade de Brumado. Aos 67 anos, o cantor morreu de falência múltiplas dos órgãos. Zeca foi encaminhado no dia 25 de janeiro para o Hospital Municipal Carmela Dutra, em Bom Jesus da Lapa com um histórico de parada cardíaca, precisando ser reanimado pela equipe da Unidade de Pronto Atendimento(UPA). Conforme o Dr. Marcos Melo, que conversou com o site Notícias da Lapa um dia depois do internamento de Zeca, o quadro dele era gravíssimo, apresentando insuficiência renal aguda, respirando através dos aparelhos e precisava ser encaminhado para uma UTI. No dia 29 de janeiro a prefeitura de Bom Jesus da Lapa conseguiu a vaga em uma UTI especializada na cidade de Brumado, onde ele passou por uma série de exames, no entanto, durante os boletins médicos apresentados durante todo período de internação ele não apresentou melhoras significativas. José Ramos Santos (Zeca Bahia) nasceu em 19 de março de 1950, na Praça do Livro, em Bom Jesus da Lapa. Compositor e cantor, autor de músicas de grande sucesso como Porto Solidão, interpretada pelo cantor Jessé e Ave Coração, interpretação de Fagner. A sua partida deixa a cidade de Bom Jesus da Lapa em luto,  perde um dos seus maiores artistas, conhecido em todo Brasil pelas suas belas composições. Em 1979, com a canção “Ave Coração” (Zeca Bahia e Clodo Ferreira) foi consagrada na voz de Raimundo Fagner e gravada no LP “Beleza”, um dos títulos da vasta discografia de Fagner. Com versão em espanhol por Ferreira Gullar, “Ave Corazon” foi lançada por Fagner na Espanha. Em 1980, no Festival MPB Shell da Rede Globo, “Porto Solidão” (Zeca Bahia e Ginko) ganhou o prêmio de melhor intérprete na voz do inesquecível Jessé, que imortalizou a obra. Escolhida pela imprensa nacional entre as cem mais belas canções do século, vendeu na época mais de 3 milhões de cópias. Foi gravada também por Altemar Dutra, Daniel e teve mais de cem regravações, em 43 países. Segundo pesquisas, a música imortal “Porto Solidão” foi ouvida e cantada por milhões de pessoas, permanecendo com ótima aceitação até os dias atuais.



Chico Buarque denuncia ACM Neto por dívida de pagamento de direitos autorais

Chico reclama da falta de pagamento de direitos autorais no Carnaval e Réveillon | Foto: Divulgação

Nesta terça-feira (30), o cantor e compositor Chico Buarque de Hollanda fez uma postagem em seu Facebook acompanhada de um vídeo, onde consta uma acusação contra a administração do atual prefeito de Salvador, ACM Neto. Na publicação, o artista alega que os direitos autorais dos eventos públicos como o Carnaval e o Réveillon promovidos na cidade não são pagos devidamente pela prefeitura. A publicação teve quase 500 curtidas e o vídeo obteve até então um alcance de 8,8 mil visualizações. Entre os comentários, há internautas aprovando e criticando a atitude do cantor. “É o trabalho dele. O prefeito está usando o trabalho dos outros sem pagar” dizia uma que apoiava Chico. “Gente que loucura, é carnaval deixa o povo se divertir, que direitos autorais meu Deus. Se for assim tem que cobrar de todas as cidades do Brasil, inclusive de mim que canto tuas músicas”, disse um internauta, se opondo a publicação. Na postagem, o compositor diz que “Salvador foi eleita a “cidade da música” pela Unesco e é a capital brasileira que mais promove festas e eventos ao longo do ano”. No entanto, continua Chico, “a Prefeitura da cidade é prejudicial e desrespeitosa com os autores, pois os direitos autorais de eventos públicos, como o Carnaval e o Réveillon, não são pagos devidamente”. O cantor ainda deixa explícito quais são os valores devidos pela prefeitura e ainda disponibiliza links de acesso para que o leitor seja redirecionado a sites com mais informações a respeito do assunto em questão. “Há dois anos, o débito era de cerca de R$ 30 milhões; em 2014, tentou-se que a Prefeitura pagasse R$ 8 milhões, mas a proposta foi recusada pelo prefeito ACM Neto”, detalhou o cantor. Ao final de sua publicação, ele convoca a população afirmando que é preciso enfrentar esse abuso. “A pressão é fundamental para a reversão desse quadro”. A atriz e produtora brasileira Paula Lavigne, em apoio a publicação feita pelo compositor, reproduziu a mensagem em seu Instagram.



Governo habilita entidades para arrecadar direitos autorais no segmento musical

(Foto Ilustrativa)

O Ministério da Cultura (MinC) habilitou hoje (30) as associações de gestão coletiva musical que integram o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) para que possam arrecadar direitos autorais. Com isso, além de registrar obras e fonogramas de seus associados, elas passam a fazer as cobranças diretamente, assim como estabelecer os preços pelo uso de seus repertórios e representá-los, por exemplo, perante grupos multinacionais que atuam no streaming. As entidades habilitadas são: Associação Brasileira de Música e Artes (Abramus), Associação de Músicos Arranjadores e Regentes (Amar), Associação de Intérpretes e Músicos (Assim), Sociedade Brasileira de Autores, Compositores e Escritores de Música (Sbacem), Sociedade Independente de Compositores e Autores Musicais (Sicam), Sociedade Brasileira de Administração e Proteção de Direitos Intelectuais (Socinpro), União Brasileira de Compositores (UBC), além do Ecad. Tais organizações deverão apresentar documentos, a cada ano, para renovar a habilitação. Esse processo é aguardado desde 2013. Naquele ano, foi feita uma revisão da Lei do Direito Autoral pelo Congresso Nacional, culminando na aprovação da Lei 12.853, que dispõe sobre a gestão coletiva dos direitos autorais. A regra conferiu ao Ministério da Cultura papel de fiscalizador da arrecadação desses direitos, prática regulamentada por decreto em 2015. Reconhecendo o atraso nesse processo, o ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, enfatizou que, “ agora, de fato, o ministério assumiu a questão do direito autoral como um dos pontos mais importantes da sua pauta e desta pasta”. De acordo com Sá Leitão, “a habilitação das entidades arrecadadoras, gestoras de direitos autorias no campo da música, é um passo importante porque também representa uma chancela e o cumprimento do que a lei determinou”. Superintendente executiva do Ecad, Glória Braga afirmou que, em 2017, foram contemplados 259 mil titulares de direitos de música. "[Isso] muito nos orgulha e mostra que a gestão coletiva é um caminho muito importante para toda a cadeia produtiva da cultura”, disse. Para ela, a arrecadação tende a aumentar com a mudança. Compositor, pianista e arranjador, Tim Rescala, que participa do Grupo de Articulação Parlamentar Pró-Música (GAP), avalia que a grande conquista dessa habilitação é a concretização da lei, que ele resume em três aspectos: a volta da fiscalização por parte do Estado, por meio do poder de habilitação do MinC; a transparência na gestão, pois as organizações devem, por exemplo, apresentar balanços; e a atuação do Estado como mediador de conflitos, o que ele aponta que tem resultado na diminuição da judicialização. Cobrança das empresas de streaming - Uma das questões que deve ser enfrentada pelas arrecadadoras é a cobrança de arrecadação junto a empresas de streaming, como YouTube e Spotify. “Tudo está migrando para o digital. O dinheiro está indo para lá. E a gente sempre ouve falar que existe muito rolando, mas o músico recebe pouco”, critica Rescala, apontando que apenas cerca de 3% do que é cobrado das plataformas pelo direito autoral das músicas brasileiras ficam com autores ou intérpretes. A questão é complexa, pois essas grandes empresas não estão sediadas no país e, em geral, não se submetem às regras nacionais. “Novamente, o Estado tem o dever de estudar o que está acontecendo e ver que o autor e o intérprete não estão recebendo devidamente. Não se trata da maior fatia do bolo. As multinacionais ficam quase com o bolo todo; e o compositor está ficando com as migalhas”, critica. Do R$ 1 bilhão arrecadado pelo segmento musical no ano passado, R$ 5,5 milhões apenas foram provenientes de grupos como Spotify, Apple Music, Vevo, Beats 1, Groove e Superplayer, conforme dados do MinC . “Essa arrecadação ainda é parcial. Não podemos descansar em relação a isso”, afirmou o ministro.



Filho do cantor Cristiano Neves morre em acidente na BR-135 próximo à Corrente

O acidente acabou tirando a vida do filho do cantor (Fotos: Reprodução)

Essa época de férias e estradas cheias sempre trazem notícias trágicas de acidentes, muitas vezes envolvendo pessoas famosas. Desta feita foi o filho do cantor Cristiano Neves, que acabou morrendo, vítima de um acidente automobilístico na BR-135, conhecida como Rodovia da Morte. A vítima foi identificada como Adhemir Teixeira Neves. O acidente ocrreu por volta das 6:30 da manhã desta terça-feira (30), próximo ao povoado Santa Marta, município de Corrente, no sul do Piauí. Outros integrantes da banda foram socorridos pelo Samu de Corrente e encaminahdos ao Hospital Regional de Corrente, João Pacheco Cavalcanti.



Rio de Contas: Divulgadas as atrações da Folia

A festa será entre os dias 9 e 13 de fevereiro e terá uma grade diversificada de atrações (Foto: 97NEWS Conteúdo)

O carnaval 2018 do município de Rio de Contas, na Chapada Diamantina, teve sua grade de atrações divulgadas nas redes sociais na última semana. A festa, que será entre os dias 9 e 13 de fevereiro, contará com atrações como as bandas Nairê, Guigghetto, Kart Love, Pharaó (ex-banda Mel), Luxúria, Pancadeixxon e Dog Monstro. Mas são mais de 20 apresentações, ao total, para animar a folia momesca da população e visitantes.Também foram confirmadas as participações de Som de Frevo, Seca Gás, Ely Pinto, bandeira Branca, Renan Moreira, Neide Vital, Afrosamba, Abrakadabra, Novo Kit, dentre tantos outros artistas. Além disso, os foliões contarão com uma praça de alimentação, estandes, barracas e palco alternativo na Praça do landim, na infraestrutura montada na cidade chapadeira.



Sertanejo de Raiz: Dupla Nadim e Beira-Rio participa de programa na 97FM

A dupla que já canta junto há mais de 30 anos fez a alegria dos milhares de ouvintes da 97FM (Foto: Divulgação)

Os novos ventos que foram soprados pela modernidade vêm provocando várias transformações no cenário musical ao redor do mundo, mas, apesar dessas mudanças, a música de raiz vem se impondo, comprovando a sua força e resistindo bravamente às inovações. A região sudoeste da Bahia é rica em grandes exemplos de valorização da música de raiz e, um deles, que ainda é desconhecido do grande público é a dupla brumadense Nadim e Beira-Rio que já estão juntos há mais de 30 anos, com inúmeras participações em eventos alternativos e festivais. Eles que atualmente moram na Comunidade de Riachão, divisa entre Brumado e Aracatu, continuam proclamando com muita intensidade o sertanejo de raiz. Um dos pontos altos da dupla são as canções próprias, a maioria composta pela genialidade de Beira-Rio que consegue como poucos colocar em versos e música suas grandes experiências de vida. Filhos do saudoso e inesquecível Delfino Ribeiro, eles estiveram participando no último sábado do programa “Entardecer no Sertão” que é comandado pelo locutor Sinval Santos na 97FM. Eles cantaram vários sucessos e também músicas de autoria própria como “Alô Brumado”, uma música que retrata peculiaridades da capital do minério. Contatos com a dupla (77) 9.9808-6329. Confira um trecho da apresentação abaixo: 



Morre aos 80 anos o cantor Ruy Faria, do grupo MPB4

(Foto: Reprodução Facebook)

O cantor Ruy Faria, ex-integrante e um dos fundadores do grupo MPB4, morreu aos 80 anos, na tarde de quinta-feira (11), no Rio de Janeiro. A informação foi compartilhada pela ex-mulher dele, Cynara Faria no Facebook. "Pedimos a todos que elevem os seus pensamentos para um homem que valorizou a alegria de viver, o bom humor, a amizade e principalmente a criatividade. Vamos lembrá-lo sempre com esses requisitos que eram a sua marca", escreveu. Ainda não há informações sobre o velório e o enterro do cantor. A causa da morte também não foi informada. Cantor, compositor e produtor musical, Ruy Faria nasceu em Cambuci (RJ) em 31 de julho de 1937. Em 1964, integrou o Conjunto do CPC, que depois se tornaria o MPB4, que manteve sua formação até 2004, quando foi anunciado o fim do grupo. Após o fim do MPB4, Ruy Faria lançou um álbum com o compositor Carlinhos Vergueiro, seu último trabalho em estúdio. Em 2008, ele adaptou e dirigiu o espetáculo musical “Calabar”, de Chico Buarque e Rui Guerra, em Niterói. Além de músico, Ruy era advogado.



Verão Vip: Mais Macho que Mulher vai deixar o evento ainda melhor

(Divulgação)

O Verão Vip irá celebrar o alto astral neste início de 2018, só que a produção do evento resolveu deixar ele ainda melhor, já que a expectativa é a melhor possível. Diante disso, foi feito o contato com a Banda Mais Macho que Mulher que está com um projeto Retrô, revivendo os grandes sucessos e momentos do pagode que embalaram a geração do início dos anos 1997. Composta por músicos que se tornaram empresários, políticos e profissionais liberais, o Mais Macho que Mulher está voltando com força total, resgatando a velha descontração do pagode e axé. Então, se já estava bom, agora, está ainda melhor, com isso, já prepare as tuas emoções que o Verão Vip irá sacudir o seu verão com muita alegria, diversão e boa música, tudo com a qualidade do Forró do Sítio Novo. Lembrando que o evento é limitado, então corra logo e garanta o seu ingresso para celebrar o Verão 2018 em grande estilo.



Verão Vip Brumado: Um evento especial e diferenciado para celebrar 2018

Divulgação

A excelência dos eventos da grife Forró do Sítio Novo vem, novamente, dar o diferencial para uma festa especial que irá acontecer no dia 20 de janeiro, na Lagoa do Meio, que receberá uma logística incrível, visando celebrar 2018 em grande estilo. O Verão Vip Brumado, receberá uma megaestrutura, com grandes novidades, tendo um destaque para a área de alimentação, onde será oferecido para o público delícias da culinária como Sushi, Churrasco Grego, Acarajés, Tapioca, uma grande variedade de Salgados, além de Açaí, Roska com Vodka Orloff, Cerveja Itaipava Premium Long Neck, Refrigerantes e muita Água Mineral para refrescar. As atrações musicais serão: Banda Nairê; Pablo Moraes; Fann Estourado e Dj Pantera. Vale ressaltar que a festa é limitada somente para 500 pessoas e as vendas se iniciarão amanhã (05).



CRISE: Cadê o axé music que estava aqui? Baianos estão fora da lista de mais ouvidos em 2017

Foto: Montagem Aratu Online

Todo brasileiro raiz em algum momento da sua existência, principalmente se viveu intensamente os anos 90, já parou para requebrar em algum bate-estaca, encruzilhada, confraternização, batizado, sala de estar, avenida ou até mesmo dormindo ao som de uma música de axé. Contudo, a ascensão de outros ritmos musicais fez com que a crise do ritmo baiano aumentasse a cada dia, obrigando os seus artistas a sentirem saudades da época em que suas músicas chegavam ao topo e conseguiam mobilizar o país com letras que grudavam na cabeça. O movimento foi responsável por emplacar grandes versos no nosso cotidiano como: “Pau que nasce torto nunca se endireita. Menina que requebra a mãe pega na cabeça. Domingo ela não vai. Vai, vai “, “Pra passar batom. De que cor? De violeta, na boca e na bochecha” “Vai buscar Dalila, ligeiro, ligeiro, ligeiro” e “Tá ficando apertadinha, por favor. Abre a rodinha, por favor” que poderiam claramente substituir o lema “Ordem e Progresso” que estampa a bandeira nacional e, aparentemente, em nada representa o nosso país. Mas o que foi tendência nos últimos 20 anos vem perdendo espaço no cenário nacional, fazendo com que o gênero criado na Bahia viva a ressaca da quarta-feira de cinzas constantemente. A situação atual do estilo musical não parece em nada com a época em que Daniela Mercury gritava aos quatro cantos do país que era a cor dessa cidade ou quando o gingado de Carla Perez, junto com o É o Tchan, asssustava as criancinhas nos programas de auditório de Silvio Santos. A questão causa bastante divergência entre especialistas, críticos e os próprios artistas. Enquanto uma parte acredita não existir crise no meio, por conta ainda do grande faturamento das principais estrelas do gênero, principalmente nos carnavais fora de época e na indústria televisiva, outra considera que o movimento não conseguiu se renovar e produzir artistas contemporâneos para bater de frente com as novas especificidades da indústria fonográfica.

“ANALISANDO ESSA CADEIA HEREDITÁRIA”

Diante de uma possível crise, uma coisa não há como negar: o axé não é mais o mesmo. A perda de popularidade do gênero musical, inclusive dentro do seu próprio estado de origem, é algo visto nitidamente nas rádios, festas de largo e nas plataformas de música em streaming. O sertanejo, o funk e até o irmão mais novo da axé, o arrocha, agora dividem as preferências nos ouvidos das pessoas. A prova cabal dos tempos não tão gloriosos  são os dados que mostram as paradas musicais no Brasil em 2017. Nas rádios, o domínio é de artistas sertanejos. Das 10 músicas mais tocadas no último ano, todas são do gênero musical, de acordo com relatório divulgado pelo Instituto Crowley, no primeiro dia de 2018. A música “Acordando o Prédio”, do cantor Luan Santana, foi a canção que liderou o ranking, no período de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2017, no horário das 7h às 19h. Não muito diferente do líder em execução nas rádios, outros cantores sertanejos fecham o top 10 de mais tocadas como a dupla Henrique e Juliano,  Zé Neto e Cristiano, Maiara e Maraisa, Marcos e Belutti e os solistas Wesley Safadão, Marília Mendonça, Gusttavo Lima e Anitta. As únicas baianas na lista não representam o axé no mercado musical: as irmãs Simone e Simaria, nascidas na cidade de Uibaí, a 515 km de Salvador, colocaram duas canções entre as mais tocadas: “Loka” e “Regime Fechado”. A premissa baseada na Lei de Murphy que diz que “nada é tão ruim que não possa piorar” traduz muito a situação do gênero e artistas baianos no mercado musical nacional. Nenhuma música de axé aparece entre as 100 mais tocadas nas rádios do Brasil. A única baiana que aparece é Ivete Sangalo e em uma canção na qual faz parceria com a cantora sertaneja Naiara Azevedo. Dados do Spotify – serviço de de streaming de música, apontam que a axé e os cantores baianos também não fazem mais parte da preferência dos usuários brasileiros. Dezenove dos 20 artistas mais ouvidos do país são brasileiros, sendo o penetra da lista apenas o britânico Ed Sheeran. Das 20 faixas mais executadas, 17 também são brasileiras. Os destaques do serviço online são as cantoras Anitta e Pabllo Vittar e o Dj Alok. A presença do pop entre as principais opções dos brasileiros no Spotify ainda não inibiu a popularidade dos cantores sertanejos que também dominam a parada por lá, sendo sete entre os 10 principais.

CONTINUE LENDO


Brumado Sunset: Vem aí nova virada de preços; garanta já o seu ingresso

(Divulgação)

Se aproxima o momento do Brumado Sunset, o evento que celebrará a alegria natalina, então, nesse clima festivo de final de ano que faz com que a atmosfera em Brumado seja de alto astral, não haverá lugar melhor para curtir do que essa festa grandiosa, que terá uma megaestrutura de som e luzes. Então, você que ainda não adquiriu o seu ingresso, aproveita o momento que vem aí uma virada de preços. Corra agora mesmo a um dos postos de venda: Tiazinha Distribuidora; Bar do Rey; Boutique Sandes; Padaria Ki Pão e Posto Meira; em Livramento: Decore Festas; Restaurante Trindade e Sofia comissária, Meia-entrada em Tiazinha Distribuidora.



Processo para eleger novos conselheiros estaduais de cultura se inicia nesta terça-feira, 12

(Divulgação)

A Secretaria de Cultura da Bahia (Secult/BA) publicou na manhã desta sexta-feira, 8, portaria que estabelece os critérios e regras para o processo que elegerá 10 novos representantes titulares da sociedade civil como Conselheiros Estaduais de Cultura, bem como seus respectivos 10 suplentes. Todos os mandatos são para um período de quatro anos (2018/2021). Metade das vagas (cinco titulares e cinco suplentes) se destinam a membros dos segmentos culturais e a outra metade, com mesma composição, a representantes dos territórios de identidade cultural do Estado.

 

PROCESSO ONLINE

As inscrições para candidatos e eleitores ocorrerão por meio de plataforma digital que funcionará a partir das 9h desta terça-feira, 12, e deverá ser acessada diretamente na página da Secult (www.cultura.ba.gov.br). O período de inscrição se encerra às 18h do dia 14 de fevereiro de 2018. Para participar do processo como eleitor é necessário ser maior de 18 anos, residir na Bahia, não possuir cargo comissionado em nenhum ente da administração pública, não ser servidor da Secult, entre outras declarações que deverão ser assinaladas no formulário de cadastramento. Os eleitores poderão votar em um candidato para representante de território de identidade e um candidato para representante de segmento. Já os candidatos a conselheiro só poderão se inscrever ou para vagas destinadas aos segmentos ou para os territórios. Além dos critérios já mencionados para eleitores, o candidato deve preencher currículo demonstrando atuação no território ou segmento cultural, expor proposta para atuação no Conselho Estadual de Cultura (CEC), apresentar justificativa de sua candidatura, assim como outras declarações obrigatórias solicitadas no cadastro.

 

COMISSÃO ELEITORAL

Todo o processo eleitoral será organizado pela Secult sob a supervisão de uma Comissão Eleitoral responsável pela validação e homologação de candidatos e eleitores. Esta Comissão será formada por cinco membros: dois representantes indicados pela Secult, um indicado pelo Conselho Estadual de Cultura, outro pelo Fórum dos Dirigentes Municipais de Cultura e mais um pelo Fórum de Cultura da Bahia – cada um dos indicados com seus respectivos suplentes. A Comissão ficará responsável ainda por julgar recursos, apurar, divulgar e assegurar a lisura do processo e dos resultados da eleição. A divulgação das candidaturas homologadas acontecerá no dia 15 de fevereiro de 2018 e o período de apresentação de recursos será do dia 16 ao dia 19 do mesmo mês. Os recursos devem ser remetidos - em formulário que estará disponível na plataforma digital – para o e-mail: eleicao.conselho@cultura.ba.gov.br . Já a eleição ocorrerá das 9h às 17h do dia 22 de fevereiro por meio da mesma plataforma.

 

DIVERSIDADE NA REPRESENTAÇÃO DE SEGMENTOS E TERRITÓRIOS

Serão eleitos como conselheiros representando os segmentos culturais os dez candidatos mais bem votados, sendo que os cinco primeiro serão eleitos titulares e os cinco demais suplentes. Deverá ser respeitada, contudo, a condição de que cada segmento só terá apenas um membro o representando. Isso significa, por exemplo, que se o segmento de festas populares alcançar obter dois candidatos entre os 10 mais votados, apenas o primeiro mais bem colocado terá assento no Conselho, seja na condição de titular ou suplente. Assim 10 distintos segmentos estarão contemplados. A mesma regra e lógica se aplicará aos candidatos inscritos por territórios, o que permitirá que 10 territórios diferentes tenham representantes. Além disso, só poderão se inscrever candidatos que representem segmentos ou territórios que hoje não têm representantes no CEC. A lista dos territórios e segmentos que podem ter candidatos aptos à inscrição está anexada na portaria que pode ser conferida aqui



Brumado Sunset: Camarote Prime terá inédito monitoramento eletrônico

(Divulgação)

Buscando sempre a evolução e o aprimoramento em seus eventos a Só Legal, Ney Eventos e Empreendimentos e Beto Bonelly Produções estão trazendo um fator inédito ao Brumado Sunset, que será o monitoramento eletrônico no Camarote Prime. O evento que acontecerá no próximo dia 23 de dezembro no Parque de Exposições Gilson Brito será o primeiro em Brumado que terá um camarote com monitoramento eletrônico, proporcionando assim uma maior segurança ao grande público. Então a sua diversão e alegria estão garantidas pela qualidade, conforto e segurança da alta tecnologia do monitoramento eletrônico. Brumado Sunset uma celebração da alegria e, você, não pode ficar de fora deste evento que será marcado pelo alto astral e pelas grandes atrações do momento, Naiara Azevedo, Léo Magalhães, Seu Maxixe e Yara Vellasco.



Pai de mais de 30 filhos, MC Catra está internado em uma UTI em estado grave

Cantor inicia luta para tratamento de um câncer no estômago (Foto: Reprodução)

O cantor Mr. Catra está lutando pela vida. Nesta terça-feira (5), foi noticiado pelo programa TV Fama, da RedeTV, que o funkeiro está internado na UTI em um hospital de São Paulo em estado grave. Conhecido por ter mais de 30 filhos, o cantor de 49 anos está fazendo quimioterapia para tratar um câncer no estômago. O artista teria apresentado um problema com catéter durante o tratamento.



Ricardo Bueno, ex-vocalista da banda Dominó, morre em SP

O cantor Ricardo Bueno atuou na banda Dominó nos anos 90 (Foto: Reprodução/Facebook/Ricardo Bueno)

O cantor Ricardo Phalamesca, mais conhecido como Ricardo Bueno, morreu nesta quinta-feira (16) em São Paulo. Ex-vocalista da banda Dominó, sucesso nos anos 90, Ricardo foi internado no dia 7 com um problema odontológico, no Hospital Municipal Ermelino Matarazzo, na Zona Leste da capital paulista. Tinha 40 anos. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, o cantor morreu em consequência de septicemia (infecção) e abcesso odontogênico. Ricardo atuou na segunda formação do Dominó, em 1995. Ele também fazia dupla sertaneja com o amigo de infância Wander Ávila. Ricardo foi seputado no Cemitério Vila Formosa.



Camarote Prime do Brumado Sunset: Conforto, comodidade e grandes novidades para curtir esse mega evento

O ano de 2017 está se encerrando, então, o melhor é fechar esse ciclo em grande estilo, rodeado de amigos e de muita alegria. É esse exatamente o clima que irá dominar o Brumado Sunset, um evento diferenciado que irá acontecer no dia 23 de dezembro no Parque de Exposições Gilson Brito, trazendo para Brumado grandes nomes da música brasileira da atualidade: a incrível Nayara Azevedo; o romântico Léo Magalhães; a irreverência do Seu Maxixe; a energia de Yara Vellasco; a vibração de Fann Estourado e o ritmo das pistas com o DJ Rafa Gouveia. Então, uma grande pedida para se curtir essa mega evento de som e luzes é o Camarote Prime, que terá uma produção especial, muito mais amplo, com maior comodidade e conforto e com grandes novidades. A realização é das conceituadas grifes Só Legal, Beto Bonelly Produções e Ney Eventos e Empreendimentos. Corra agora mesmo até os pontos de venda: Tiazinha Distribuidora. Bar do Rey; Boutique Sandes; Padaria Ki Pão e Posto Meira e em Livramento na Decore Festas; Restaurante Trindade e Sofia Comissária.



Cultura: Acontece neste sábado a Iª Batalha de MCs de Brumado

(Divulgação)

Neste sábado (11), a partir das 20 horas, ocorrerá no Quintal Cultural, localizado na Rua Dr Gutemberg Leal, numero 114 A, Bairro das Flores, a 1° Batalha Central de MCs de Brumado. A regra é muito semelhante a disputa entre repentistas nordestinos. Ganha quem mostrar mais habilidade para rebater os versos do adversário com criatividade e ousadia poética. O evento será realizado pelo Coletivo Quintal Cultural que foi criado para fomentar os elementos culturais de Brumado e firmar um compromisso com a propagação do movimento Rap/ Hip Hop entre outros na cidade e região. A entrada é franca, lembrando que o projeto é um movimento social no qual damos suporte a comunidades carentes, então no caso de consciência pessoal será muito positivo que as pessoas levem 1kg de alimento não perecível. O duelo cultural de MCs incentiva a literatura e crescimento da cultura na região. O Quintal Cultural precisa de apoio e patrocínio para fortalecer o evento e implantar de vez essa ideia na cidade. Todas as arrecadações serão doadas para as comunidades carentes!



Notável: Após representar Brumado em Lisboa e Paris, cantora Silvia Mello recebe homenagem da ALAB

A cantora Silvia Mello é considerada dona do maior feito cultural da história de Brumado (Fotos: Arquivo Pessoal)

Nascida na Vila de Catiboaba da década de 70, a cantora brumadense Silvia Mello, viveu o maior momento de sua carreira artística ao fazer, recentemente, uma viagem à Lisboa e Paris, onde foi empossada como membro pelas Academias de Letras e Artes desses dois berços culturais, considerados um dos mais importantes do mundo. Em sua viagem ela fez a questão de levar a bandeira de Brumado, que, inclusive ficou exposta numa sala da Câmara de Divisão de Cultura em Odivelas, Portugal. Com uma participação memorável na Conferência de Cultura em Lisboa e na noite de Gala no George V em Paris no Evento da Divine Acadèmie Française des Arts, Lettres, Culture. Considerado como o maior feito de um representante da cultura da história de Brumado, a cantora recebeu uma homenagem especial da ALAB - Academia de Letras e Artes de Brumado, por meio do seu presidente José Ribeiro Neves, que, juntamente com os outros imortais, fizeram questão de exaltar o feito notável da artista, que orgulhou a todos representando Brumado no maior berço cultural da humanidade. Além de cantora, Silvia Mello também é poeta e já tem obras publicadas em Portugal, Chile e também em antologias da ALAB e, agora, aguarda ser laureada em cerimônia que irá ocorrer em breve com a ALAB e pela ALB-Suíça, onde ela receberá o título de grã-oficial pela Ordem do Mérito - Os Sertões, uma das mais altas honrarias da ALB-Suíça. Confira abaixo o momento em que ela entrega a bandeira de Brumado, que foi concedida pela secretária municipal de Educação, professora Acácia Gondim, à representante da Divisão de Cultura em Odivelas- Portugal: