ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Projeto arrojado de autoria de Lia Teixeira que acaba com o recesso parlamentar dos vereadores do mês de julho é aprovado

34ª CIPM reforça rondas na região visando o combate ostensivo ao roubo de veículos no município

Brumado: Homicídio é registrado na cidade na noite desta segunda-feira (21)

Economia: Ministério propõe privatização da Eletrobras

Saúde: Mosquitos modificados em laboratório podem ajudar no combate a dengue e zika

Frustração: Eclipse não pode ser visto em Brumado

'Tem idoso aqui de 75 anos levando lata d´água na cabeça', protestam moradores da Comunidade de Roça de Baixo

Brumado: Fábrica de postes é furtada na madrugada de hoje (21); é a décima vez

Vereador José Carlos de Jonas realiza visitas em comunidades rurais na companhia do Secretário de Agricultura e Recursos Hídricos

Itabuna: Jovens Vicentinos promovem tarde de recreação em orfanato

Psiquiatria na Clínica Master com Dr. Renato Franco

Brumado: Polícia realiza reconstituição de possível tentativa de homicídio

Brasil: Apenas 30% das cidades têm planos municipais de saneamento

Como acompanhar o eclipse solar de hoje (21)

Quem recebe auxílio-doença tem até hoje (21) para agendar nova perícia

Intermunicipal 2017: Seleção de Brumado vence Palmas de Monte Alto fora de casa

Câmara tentará votar reforma política nesta semana; PEC prevê fundo eleitoral

Criança de 5 anos toma coice de cavalo, não resistiu ao ferimento e veio a óbito

Cinema: Jerry Lewis morre aos 91 anos

Interior da Bahia poderá ver eclipse parcial do Sol nesta segunda-feira (21)



BUSCA PELA CATEGORIA "Mundo"

Como saber se uma notícia é falsa?

(Imagem: Reprodução)

Jornalistas literalmente “fabricam” notícias. Não acham a notícia por aí. Não publicam uma transcrição da realidade. Por mais que se esforcem, não dão uma cópia da realidade — mas a realidade emoldurada, a realidade realçada, a realidade reconfigurada por ser exposta em uma página ou tela, a realidade retocada pela magia da publicação em si.

Venha de uma molecada da Macedônia querendo ganhar um troco ou de gente de extrema direita que vê conspiração em tudo e quer causar tumulto, a “notícia falsa” virou parte do vocabulário político de hoje. É dificílimo dizer até que ponto o fenômeno das fake news influenciou a eleição presidencial nos Estados Unidos em 2016, mas que a ideia em si causou impacto é patente.

O atual presidente americano, Donald Trump, gosta de aparecer na mídia (como seus antecessores), mas em seu caso a tática normalmente é fazer pronunciamentos inconsequentes e sem nenhum fundamento.

Toda vez que um presidente americano abre a boca, no mundo todo muita gente presta atenção. Se despacha soldados para uma batalha, até muitos americanos que não veem sentido em guerras vão mostrar patriotismo. Se tiver um pólipo maligno removido do cólon (como Ronald Reagan), milhares de pessoas nos dias seguintes vão agendar uma colonoscopia. Se um mandatário pode involuntariamente levar os outros a se submeterem a uma colonoscopia, o que mais pode fazer com seus atos ou palavras? Quando um presidente declara que a grande imprensa é “inimiga do povo americano”, o que ficaria inclinado a pensar um cidadão normalmente ajuizado?

Realidade em primeiro lugar

A função do jornalista é fabricar notícias, assim como a função do pedreiro é construir casas. Os dois ofícios têm regras. A primeira regra para o jornalista comprometido com o trabalho é colocar a realidade em primeiro lugar. Um jornalista responsável não produz notícias falsas, nem notícias exageradas ou notícias corrompidas. Não subordina o relato honesto à coerência ideológica ou ao ativismo político. Não tenta agradar anunciantes ou se ajustar aos interesses comerciais do veículo — nem às preferências do público.

No último século, a tendência dominante na história do jornalismo americano foi a profissionalização de uma equipe de repórteres que apura notícias. O jornalismo é anterior à reportagem, mas da década de 1820 em diante a reportagem passou a ser o centro do jornalismo americano. Na Europa não era assim; alguém observou que, lá, “a reportagem [estava] matando o jornalismo” — ou seja, o relato direto dos acontecimentos do dia estava roubando o foco dos ensaios discursivos sobre teoria, filosofia e em defesa de bandeiras políticas que dominavam grande parte da imprensa europeia. Foi só no século 20 que essa imprensa começou a se valer de técnicas jornalísticas americanas, como a entrevista, e de normas do jornalismo americano que punham a reportagem em primeiro lugar.

Mas será que o modelo americano de jornalismo não nega a verdade de que os supostos “fatos” não passam de opiniões disfarçadas? De que tudo é relativo e só depende de seu ponto de partida? Na primeira aula de filosofia da faculdade, a maioria dos calouros já vai dizendo que “tudo é relativo” e que o que o outro diz “não passa de opinião!” — que não há pesquisa, argumento ou discussão capazes de alterar nossas pré-concepções.

É por isso que são chamados de calouros. Se pararmos para pensar, nenhum desses estudantes realmente crê que tudo é relativo. Se, no meio da aula, um aluno desses sentir uma dor forte e aguda no peito, ele vai ficar preocupado. Suas opções serão perguntar ao professor de filosofia o que fazer, ouvir o conselho do aluno na carteira ao lado ou pedir a outra pessoa que chame o serviço médico de urgência. Qual vai escolher: A, B ou C? C. Vai buscar atendimento médico. A realidade parece estar batendo insistentemente à porta, e o compromisso prematuro com a tese universal de que “tudo é relativo” é rapidamente abandonado. Em questão de segundos, o aluno acredita em fatos, no conhecimento especializado, na formação científica, na experiência clínica. Seja relativista, modernista ou pós-modernista, de esquerda ou de direita, esse aluno vai buscar um médico o mais rápido possível.

Apuradores com reputação

Quando queremos saber o que está acontecendo no mundo nesse ou naquele dia, não ligamos para o 192. Recorremos a apuradores profissionais de notícias que têm reputação de serem confiáveis. Mas como saber que provedores de notícias a nossa volta merecem confiança? Considere a seguinte lista de indicadores de qualidade probatória:

1. Disposição de retratar-se, corrigir e implícita ou explicitamente pedir desculpas por informações equivocadas. O repórter da Time que erroneamente afirmou que o presidente Trump ou seus assessores tinham retirado o busto de Martin Luther King Jr. do Salão Oval da Casa Branca se retratou e corrigiu a matéria em questão de horas. É isso que fazem jornalistas e meios de comunicação responsáveis.

2. Ética profissional, o que inclui: 
– Ser exato. Grafe o nome corretamente. Dê o endereço certo. Não há espaço para “tudo é relativo” aqui. E redija um texto que conta o que aconteceu, não o que você acha sobre o que aconteceu.

– Buscar evidências em contrário. Na apuração, “vá contra suas próprias suposições”, dizem meus colegas da Columbia Journalism School aos alunos.

– Seguir em frente independentemente das consequências políticas. Se for um repórter, e não um propagandista, você seguirá a pista vislumbrada ainda que possa prejudicar a carreira do candidato ou do partido que você (pessoalmente) prefere ou que seu jornal apoia. O New York Times apoiou várias vezes a candidatura de Eliot Spitzer a um cargo eletivo em Nova York, incluindo sua campanha para governador em 2006. Mas foi o jornal quem primeiro expôs o escândalo sexual que levou Spitzer, já governador, a renunciar [o político foi denunciado por usar os serviços de uma rede de prostituição]. O verdadeiro repórter põe uma notícia veraz acima de vantagens partidárias ou de preferências políticas, seja qual for o preço.

3. Jornalistas confiáveis também adotam certos recursos literários identificáveis, como os seguintes:
– Exibir calma e ser declarativo. Nada de histeria.

– Apresentar vários lados ou pontos de vista em uma matéria caso o assunto seja controverso e (diferentemente do “falso equilíbrio”) se os distintos lados tiverem valores diferentes mas não forem divididos pelo reconhecimento de uma evidência científica consensual e pela sua rejeição.

– Identificar suas fontes sempre que possível. E reconhecer as lacunas, incongruências ou insuficiências nos dados que fundamentam sua matéria.

– Usar dados e fontes de dados comumente aceitos e autoridades fiáveis. Se for escrever sobre o número de pessoas que usaram o metrô em Washington no dia da posse de Barack Obama em 2009 e no dia da posse de Donald Trump em 2017 para saber qual foi maior, pergunte ao órgão de trânsito local, que possui essa informação. Se preferir ficar com a palavra do presidente Trump, saiba que você não é jornalista, mas otário. Trump demonstra reiteradamente que aceita dados favoráveis a ele e se nega a reconhecer todos os que não são. Vaidade pessoal não é uma fonte de dados comumente aceita.

– Investigar evidências e pistas que vão contra seu palpite, suas paixões e suas preferências e, quando essa evidência for irrefutável, dê a ela espaço adequado em sua matéria. O trabalho profissional de reportagem não é fácil. É uma atividade ainda jovem— não se pode dizer que exista em sua forma mais plena há muito mais de um século. Não é uma trajetória longa. Mas, em seus melhores momentos, provou ser um pilar de governos democráticos e transparentes e uma pedra no sapato de autocratas mundo afora. A fragilidade econômica dos meios de comunicação hoje é preocupante e, às vezes, leva organizações jornalísticas respeitadas a preferir cliques a consciência — mas jornalistas podem manter (e em geral o fazem) uma feroz lealdade a seus grandes ideais, e essa é uma força da qual seus inimigos não podem escapar. Quando o presidente Trump chamou a grande imprensa de “inimiga do povo”, muitos jornalistas reagiram com um esforço redobrado para cobrá-lo por suas palavras e seus atos. O jornalismo profissional em geral aprende rápido. É um “primeiro rascunho” da história, não a última palavra. Mas é o inimigo do orgulho, da pompa e da ignorância, e, portanto, um bom amigo do povo.

**

Michael Schudson é professor de jornalismo e sociologia (docente associado) na Columbia University. Publicou, entre outros livros, The Rise of the Right to Know (A Escalada do Direito ao Conhecimento) e, com C.W. Anderson e Leonard Downie Jr., The News Media: What Everyone Needs to Know (A Imprensa: O Que Todos Precisam Saber).

CONTINUE LENDO


Feliz Dia dos Pais

SER PAI

Ser pai é ser forte
Ser pai é ser nobre 
Ser pai é compreender 
Ser pai é ser você.

Ser pai é ser distinto
Ser pai é ser amigo 
Ser pai é não ter medo 
Ser pai é ser você

Ser pai é majestoso
Ser pai é está presente
Ser pai é assumir
Ser pai é ter você AQUI.
FELIZ DIA DOS PAIS

Ducarmo de Assis



Hiroshima lembra 72 anos da bomba, com apelo ao desarmamento nuclear

Homem reza por vítimas da bomba de Hiroshima durante cerimônia de homenagem no Japão (Foto: Kyodo/via REUTERS )

A cidade japonesa de Hiroshima lembrou neste domingo (6) o 72º aniversário do lançamento da bomba atômica que matou centenas de milhares de pessoas ao final da Segunda Guerra Mundial, com uma cerimônia na qual se apelou ao desarmamento nuclear global. O ato aconteceu no Parque da Paz desta cidade do oeste do Japão, situado perto do ponto central da devastadora explosão nuclear, e começou com um minuto de silêncio às 8h15 (horário local, 20h15 de sábado em Brasília). Essa foi a hora exata na qual o B-29 Enola Gay da Força Aérea dos Estados Unidos lançou no dia 6 agosto de 1945 o Little Boy, nome com o qual o primeiro artefato nuclear da história foi batizado. Após o minuto de silêncio, o prefeito da cidade, Kazumi Matsui, pediu a todos os líderes mundiais que apoiem o tratado adotado por 122 membros das Nações Unidas no começo do mês para proibir as armas nucleares, o primeiro deste tipo a nível global. "É o momento que todos os governos devem lutar para avançar rumo a um mundo livre de armas nucleares", afirmou Matsui, pedindo em particular ao Governo de Japão "que manifeste o pacifismo estabelecido pela sua Constituição e faça todo o possível por facilitar a adoção global do pacto".Tal acordo foi aprovado por quase dois terços dos países membros da ONU, ainda que tenham se mantido à margem todas as potências atômicas e muitos dos seus aliados, Japão entre eles, o que representa uma dúvida para o sucesso da iniciativa.



PF faz operação de combate à pedofilia na Bahia mais 13 estados

Foto: Reprodução Instituto Coaliza

A Polícia Federal cumpre, na manhã desta terça-feira (25), operação contra exploração sexual de crianças e o compartilhamento de pornografia infantil na internet em 51 cidades de vários estados brasileiros, inclusive na Bahia. De acordo com o G1, foram expedidos três mandados de prisão preventiva, 72 de busca e apreensão e dois de condução coercitiva, que é quando a pessoa é leva para prestar depoimento. As ordens judiciais estão sendo cumpridas no Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Ceará, Pernambuco, Bahia, Maranhão, Piauí, Pará e Sergipe. Segundo a PF, a investigação teve como base o monitoramento de um site russo utilizado como uma espécie de “ponto de encontro” de pedófilos do mundo todo.



Facebook vai cobrar do usuário para ler notícias

Foto: Montagem l 97News

Você vive caçando notícias para ler no Facebook? Prepare o bolso porque a empresa vai começar a cobrar dos usuários para ler notícias. A informação, que até pouco tempo atrás era boato, foi confirmada por Campbell Brown, diretora do Facebook. "Uma das coisas que ouvimos (…) de muitos jornais e publicações digitais é: 'Queremos um produto por assinatura — queremos poder ver um paywall no Facebook. E isso é algo que estamos fazendo agora", disse a executiva durante uma conferência em Nova York. A informação é do Olhar Digital.  O novo modelo de consumo vai funcionar com os Instant Articles, ferramenta que leva as notícias para dentro do Facebook em um formato mais suave. Ainda de acordo com o Olhar Digital, a ideia é deixar que os usuários leiam 10 notícias gratuitamente e comecem a pagar a partir daí.  De acordo com Brown, os testes iniciais da novidade serão abertos em outubro, caso haja sucesso nas tentativas, o produto vai funcionar de uma maneira mais expansiva em 2018.



Bizarro: Vodka salva vida de gato que havia ingerido produto tóxico na Austrália

Foto: Reprodução

Já imaginou que a vodka pode salvar vidas? Pois a bebida foi exatamente o que salvou a vida de Tipsy, um gato de Queensland, na Austrália. O animal ingeriu um fluido anticongelante para carros que é tóxico e teve de ser levado ao hospital às pressas. De acordo com a ABC News, o felino foi encontrado perto de uma loja de conveniência no último fim de semana e levado ao hospital animal RSPCA. Chegando lá, os médicos disseram que o animal tinha menos de uma hora de vida. "Uma de nossas enfermeiras tinha uma garrafa de vodca, então nós administramos a bebida a tempo de salvar a vida dele", contou a veterinária Sarah Kanther a ABC News. De acordo com a veterinária, a enzima que metaboliza o anticongelante também metaboliza o álcool na vodca, fazendo com que o produto químico adquira um estado não tóxico. Frequentemente, animais que ingerem esse tipo de produto morrem antes de conseguirem ser socorridos. Agora, Tipsy está se recuperando, mas ainda há um problema: seus donos não foram encontrados. Se o hospital não conseguir localizar os responsáveis, o gato será colocado para adoção.



Foto de macaca 'chorando' ao socorrer filhote inconsciente comove internautas

Foto: Reprodução/Facebook

Um fotógrafo registrou, em uma imagem tocante, o momento em que uma macaca parece chorar ao abraçar um filhote que ficou inconsciente, em Jabalphur, na Índia. O clique, compartilhado por Avinash Lodhi em seu perfil em uma rede social, está comovendo internautas de diferentes países. O fotógrafo conta que viu uma movimentação estranha entre macacos e decidiu se aproximar para fazer fotos. "Decidi me sentar e observar a atividade deles, embora já estivesse perdendo luz (estava escurecendo)", disse ele, segundo o site britânico "The Telegraph". Segundo Lodhi, em um dado momento, o filhote pareceu ficar inconsciente, assustando sua mãe, que ficou visivelmente desesperada. Neste momento, ele congelou a imagem. Logo depois, felizmente, o pequeno macaco acordou. "Esse é um momento raro, principalmente entre os animais", disse ele, que se impressionou com o próprio registro. "Assim que eu vi a imagem fiquei em silêncio por uma hora", completou. No Facebook, onde a fotografia foi postada, internautas ficaram impressionados. "Ótimo registro! Parabéns", escreveu um deles.



Ucrânia: Dancinha sensual na calçada e causa colisão entre carro e moto

Foto: Reprodução l Vídeo

Uma mulher de nome não identificado acabou causando um acidente que quase acabou em morte na Ucrânia. Ela na companhia de uma amiga que filmava tudo, resolveu sensualizar em uma rua do bairro onde elas moram e acabou provocando um sério acidente de trânsito. Na dança chamada de "Twerk" (estilo de dança em que grande parte dos movimentos se concentra nos quadris) começaram a chamar a atenção dos motoristas que passavam na avenida. Mas o que ela não imaginava era que as coisas poderiam sair do controle. A performance da moça foi capaz de provocar uma colisão desastrosa, isso porque o fato dela ficar sensualizando na calçada fez com que muitas pessoas se distraíssem, inclusive, um motociclista e o motorista de uma BMW. Os dois veículos se distrairam com a moça e bateram de frente. A moça não foi identificada, mas ela pode ser responsabilizada pelo acidente de trânsito. As cenas ganharam grande destaque na imprensa internacional e há muitas pessoas julgando a atitude da jovem, que, por conta de sua dança, quase acabou provocando mortes. Após a colisão, a jovem e a amiga cairam no chão, mas isso não foi suficiente para machucá-las. Já o rapaz da moto teria sofrido uma fratura em sua perna. O motorista da BMW passa bem. Veja o vídeo. 



Terceira Guerra Mundial?: Trump ordena ataque à Síria e Putin critica duramente a ação americana

(Imagem: Reprodução)

O ataque surpresa dos Estados Unidos contra a Síria na noite desta quinta-feira (6) já tem levado a especulações de uma nova guerra entre as potências mundiais. Embora o presidente dos EUA, Donald Trump, afirme que o ataque foi motivado pelo "inaceitável uso" de armas químicas por parte do governo sírio, ainda não houve confirmação sobre a autoria das agressões à população civil. O regime sírio acusa terroristas patrocinados pelo ocidente, sobretudo pelos próprios EUA, de serem os responsáveis pelo uso de armamento químico, considerado um crime de guerra. O presidente russo, Vladimir Putin, não demorou a condenar os ataques americanos. Em um duro pronunciamento de seu porta-voz, Dmitry Peskov. Putin considerou que os ataques americanos contra a Síria foram uma agressão contra um Estado soberano e violação das normas do Direito Internacional sob um pretexto fictício. "O presidente Putin acredita que este passo não só não nos aproxima do objetivo final na luta contra terrorismo internacional, como, pelo contrário, cria um obstáculo sério para a criação de uma coalizão internacional para combatê-lo e oferecer uma resistência eficaz a esse mal mundial, que, a propósito, o presidente Trump declarou como uma das suas principais tarefas ainda nos tempos da sua campanha eleitoral", disse Peskov a jornalistas. A quem interessa esse novo conflito mundial? Essa é a grande questão a ser respondida. 



Tremores e forte explosão assustam moradores de Salvador e Ilha de Itaparica

(Foto: Manu Dias | Se)

Moradores de diversas localidades de Salvador e Ilha de Itaparica foram acordados na manhã deste domingo (26), por volta das 7h, por um forte barulho de explosão e tremores de terra. Bairros como Pituba, Federação, Barra, Graça, Santo Antônio, Cabula, Imbuí, Paralela, Politeama, Liberdade, Brotas e Costa Azul registraram o ocorrido. Houve relatos ainda em Lauro de Freitas, na Ilha de Itaparica e em cidades do interior, como Santo Antônio de Jesus e Sapeaçu. Apesar dos diversos relatos em redes socias dos fortes tremores e da explosão, nem a Central de Políciais (Centel) nem o Corpo de Bombeiros ou a Defesa Civil de Salvador tiveram notificações.



Mercedes? Que nada! Ferrari acerta na estratégia, e Vettel vence o GP da Austrália

Britânico larga bem, mantém a ponta, mas fica preso no tráfego após parada nos boxes. Sem triunfar desde 2015, alemão conquista 43ª vitória na carreira. Massa ganha uma posição e termina em sexto (Fot

A Fórmula 1 voltou. Com ela, novos carros, novas regras e um novo vencedor. Contrariando as expectativas de quem dava como certa uma vitória da Mercedes, Sebastian Vettel roubou a cena e, impecável, triunfou no GP da Austrália, a primeira corrida da temporada 2017 de F1, na madrugada deste domingo. Ao pole Lewis Hamilton coube o papel de coadjuvante, com o segundo lugar, seguido pelo companheiro de equipe, Valtteri Bottas, em terceiro. Felipe Massa, que largou em sétimo, superou Romain Grosjean na largada, pulou para sexta colocação e manteve a posição até o final da prova no Circuito de Albert Park. Com o resultado, o tetracampeão, que não subia ao lugar mais alto do pódio desde o GP de Cingapura de 2015, conquista sua 43ª vitória na carreira, sendo a quarta pela Ferrari. A escuderia italiana não liderava o campeonato desde o final de semana do GP da Coreia do Sul em 2012. Mas o triunfo de Vettel teve um significado ainda maior para os fãs da F1, dando indícios de que 2017 pode ser o ano que marca o fim da dominância da Mercedes.



Helicóptero se choca com fio de alta tensão, explode e os 4 ocupantes morrem em desastre impressionante; veja

Ocupantes da aeronave sobrevoavam uma montanha, com objetivo de resgatar um corpo. Desastre foi registrado em vídeo impressionante (Foto: Reprodução)

Quatro agentes que trabalhavam no resgate de uma jovem morta numa montanha da Baixa Califórnia, no México, também acabaram morrendo. O helicóptero em que estavam tocou num fio de alta tensão e perdeu a cauda, caindo no chão e explodindo. O acidente, que aconteceu nesta segunda-feira (13), foi filmado. Dois policiais da polícia da Baixa Califórnia estavam na aeronave, voltando para buscar os dois resgatistas depois de terem levado a um acampamento o corpo da jovem encontrada morta, quando ocorreu o desastre. A garota havia caído da encosta quando caminhava pela montanha. Após recolherem os resgatistas, aconteceu o toque na linha de alta tensão. A polícia divulgou nota em rede social lamentando o desastre. Veja: 



Tecnologia: Facebook lança nova ferramenta para prevenir suicídios

Foto: Reprodução

O Facebook usará inteligência artificial para prevenir suicídios. A plataforma, que há muito tempo colabora com associações que trabalham na causa, introduziu um novo instrumento para reconhecer postagens de pessoas que demonstram sinais de alerta e tendência a tirar a própria vida.  O sistema se aplicará aos vídeos ao vivo, o Facebook Live, e a seu serviço de bate-papo Messenger. Quem assistir a um vídeo de alguém com intenções de suicídio poderá entrar em contato com o autor dele e enviar alertas.  Ao mesmo tempo, o usuário em perigo terá opções mais visíveis para pedir ajuda a amigos e a profissionais. O site também disponibilizará uma linha de ajuda para quem denunciar o vídeo. Segundo Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, o suicídio é a segunda principal causa de morte para jovens entre 15 e 29 anos de idade no mundo. "Previnir o suicídio é complicado, mas os especialistas dizem que uma das melhores maneiras para ajudar quem está em perigo é fazer essa pessoa sentir que há pessoas que se importam com ela", explica. A iniciativa é um passo a mais no combate à prática. No mês de junho do ano passado, a rede social já tinha disponibilizado uma opção que permite aos usuários colocarem um sinal de alerta em postagens de amigos que poderiam estar em risco.



Pesquisa diz; quem come pimenta vermelha regularmente vive mais

Foto: Arquivo/97News

Quem come pimenta vermelha regularmente vive mais. É a conclusão de uma pesquisa feita por uma universidade dos Estados Unidos. E na terra do acarajé quente, a notícia foi muito bem recebida. Salvador considerada a capital do acarajé, os baianos viram com bons olhos essa nova descoberta. Dona Norma uma baiana da "Gema" diz que come pimenta todos os dias, "Como pimenta na sopa, no molho com pão e outros alimentos". Os cientistas americanos acompanharam por quase 20 anos a rotina alimentar de 16 mil pessoas. Uma parte delas consumia pimenta, outra não. Nesse período, os pesquisadores analisaram as mortes ocorridas entre essas pessoas e as causas, e descobriram que a mortalidade foi 13% menor entre os indivíduos que comiam pimenta vermelha pelo menos uma vez por mês. A pesquisa não aponta uma causa, mas sugere que a explicação pode estar na capsaicina, substância responsável pelo ardor da pimenta e que age sobre os vasos sanguíneos, melhorando a circulação e regulando a pressão arterial. Com isso, diminuem os riscos de infarto e acidente vascular cerebral, o AVC.



54 ANOS DEPOIS, uma francesa conquista o Miss Universos, a bela Iris

A francesa é dentista e impactou a todos pela beleza e extrema simpatia (Foto: Divulgação)

A coroa de Miss Universo 2016 já tem dona: Iris Mittenaere, a Miss França. A final do concurso aconteceu neste domingo, 29, em Manila, capital das Filipinas. A Miss Haiti, Raquel Pelissier, e a Miss Colômbia, Andrea Tovar, ficaram com o segundo e terceiro lugar, respectivamente. A nova Miss Universo tem 24 anos, nasceu na cidade de Lille, ao Norte da França, e é dentista. É apenas a segunda vez na história do concurso que uma francesa ocupa o posto de Miss Universo - a outra ocasião foi em 1953. A brasileira Raissa Santana não ficou entre as nove finalistas da edição de 2016 do Miss Universo. As representantes dos Estados Unidos, Tailândia, França, México, Quênia, Colômbia, Canadá, Haiti e Filipinas chegaram à final.



Trump assina ordem para construção de muro na fronteira dos EUA com o México

Donald Trump, acompanhado pelo vice-presidente Mike Pence e o secretário de Segurança Interna John F. Kelly, exibe ordem executiva que assinou para construir muro na fronteira com o México (Foto: AP P

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou nesta quarta-feira (25) uma ordem executiva para destinar fundos federais para a construção de um muro na fronteira com o México, informam as agências Reuters e AP e a rede CNN. A construção do muro foi uma das principais promessas de campanha do republicano. Trump também assinou uma ordem executiva para bloquear fundos federais para as chamadas "cidades-santuário", que protegem imigrantes sem documentos da deportação. Os fundos federais serão abolidos para cidades que se recusem a fornecer informações às autoridades federais sobre o status de imigração de pessoas detidas nesssas localidades, entre as quais estão Chicago, Nova York e Los Angeles. "Uma nação sem fronteiras não é uma nação. A partir de hoje os Estados Unidos tomam de volta o controle de suas fronteiras”, disse depois a uma platéia de funcionários do Departamento de Segurança Interna. “Acabo de assinar duas ordens executivas que vão salvar milhares de vidas, milhões de empregos e bilhões e bilhões de dólares”, afirmou. "Também entendemos que uma economia forte e saudável no México é muito bom para os EUA", acrescentou. “Quero enfatizar que vamos trabalhar em parceria com nossos amigos do México para melhorar a segurança e oportunidade econômicas nos dois lados da fronteira. Tenho uma grande admiração pelo povo mexicano e espero me reunir de novo com o presidente do México. Faremos isso em breve”, afirmou. O presidente americano disse que discutirá com seu colega mexicano coordenação entre os dois países em questões importantes, como o desmantelamento de cartéis e a saída de armas e dinheiro ilegal dos EUA para o México.



Economia: Oito pessoas concentram mesma riqueza que a metade mais pobre da população mundial, diz ONG britânica

Homem conta notas de dólar e euro. (Foto: Reuters)

Oito pessoas no planeta possuem tanta riqueza quanto a metade mais pobre da população mundial, situação "indecente" que "exacerba as desigualdades", denuncia a ONG britânica Oxfam em um relatório publicado antes do Fórum Econômico Mundial, que começa na terça-feira (17) em Davos. "É indecente que tanta riqueza esteja concentrada nas mãos de uma minoria tão pequena, quando se sabe que uma em cada dez pessoas no mundo vive com menos de US$ 2", afirmou uma porta-voz da Oxfam, Manon Aubry. O relatório, intitulado "Uma economia a serviço dos 99%", revela "como as grandes empresas e os indivíduos mais ricos exacerbam as desigualdades, ao explorar um sistema econômico desfalecente, sonegando impostos, reduzindo salários e aumentando os rendimentos para os acionistas". A Oxfam, que tradicionalmente denuncia as crescentes desigualdades por ocasião do Fórum de Davos, adverte neste ano sobre "a pressão exercida sobre os salários em todo o mundo", assim como os benefícios fiscais das empresas ou o recurso a paraísos fiscais. "As empresas otimizam seus lucros, especialmente aliviando o máximo possível sua carga fiscal, privando os Estados de recursos essenciais para financiar as políticas e os serviços necessários para diminuir as desigualdades", destaca o documento. A ONG, que se baseia em "novas informações mais precisas sobre a divisão da riqueza no mundo", convoca os governos a reagir promovendo uma economia mais humana. "Quando as autoridades políticas deixarem de estar obcecadas pelo PIB, se concentrarem no interesse de todos os cidadãos e não apenas de uma elite, será possível um futuro melhor para todas e todos", afirma Aubry. No ano passado, a Oxfam havia denunciado que o patrimônio acumulado do 1% mais rico do mundo havia superado em 2015 os 99% restantes com um ano de antecedência em relação ao previsto.



Mundo: Pesquisadores descobrem um novo órgão do corpo humano

Foto: Kaushik Ghosh / Getty Images

Mesentério é o novo orgão do corpo humano descoberto por Cientistas da Irlanda. O órgão era considerado anteriormente como um ligamento do aparelho digestivo, no entanto, o pesquisador do University Hospital Limerick, na Irlanda, J. Calvin Coffey, publicou um artigo científico na The Lancet Gastroenterologt & Hepatology, reclassificando o ligamento como órgão. O mesentério está localizado no sistema digestivo, conectando o intestino ao abdômen. De acordo com o Huffington Post, Coffey espera que a reclassificação poderia ser a chave para o tratamento de problemas abdominais e digestivos, com cirurgias menos invasivas, recuperação mais rápidas e procedimentos mais baratos. A função exata do novo órgão ainda está sendo pesquisada.



Música: Rapper Azealia Banks ataca brasileiros nas redes sociais: "Não sabia que tinha internet na favela"

Foto: Reprodução/Facebook

Azealia Banks novamente gerou polêmica, mas desta vez, a rapper resolveu atacar os fãs brasileiros pelo Facebook. "Quando esses anormais do terceiro mundo vão parar de fazer spam com esse inglês errado falando sobre algo que não sabem?", escreveu. "É hilário ser chamada de 'black whore' por brasileiros brancos. Eles deviam se preocupar primeiro com a economia". No entanto, os internautas brasileiros não deixaram barato e estão enchendo a página da americana detonando sua atitude. Em contrapartida, Azealia respondeu um dos posts. "Não sabia que tinha internet na favela", disse. Agora, a rapper é um dos assuntos mais comentados do Twitter, suas ofensas geraram um alvoroço que ela resolveu apagar sua postagem, mas isso não impediu dos brasileiros continuarem respondendo aos ataques. Posteriormente, Azealia até mesmo postou uma tracklist de um falso EP para tirar sarro dos brasileiros.



Família Obama deixará Casa Branca personificando nobreza e classe; um belo exemplo para o mundo

Foto: Reprodução/Facebook

Ainda restam alguns dias na Casa Branca, mas a família Obama já escolheu o local que será sua residência a partir de janeiro do ano que vem. O casal Barack e Michelle e as filhas Malia e Sasha escolheram uma mansão em um dos bairros mais seletos de Washington. A família escolheu morar no bairro de Kalorama, situado no noroeste da capital. A família Obama prevê alugar uma mansão de quase 763 metros quadrados, localizada no número 2446 da Rua Belmont. Construída na década de 1920 e renovada em 2011, a casa está avaliada entre 5,4 e 6 milhões de dólares e o aluguel mensal beira os US$ 22 mil (R$ 79 mil). A futura residência do presidente foi vendida pela última vez em 2014 e é propriedade de Joe Lockhart, ex-porta-voz do antigo presidente Bill Clinton. O dono da mansão se mudou recentemente para Nova York para ser vice-presidente executivo de comunicações da Liga Nacional de Futebol Americano (NFL). A família Obama também mantém uma casa em Chicago, que compraram por US$ 1,65 milhão (quase R$ 6 milhões), em 2005. Apesar do preço elevado, bancar o aluguel não deve ser um problema. Quando deixar a Casa Branca, Obama receberá uma aposentadoria de mais de US$ 200 mil ao ano, cerca de R$ 722 mil, além da proteção do Serviço Secreto, encarregado da segurança de todos os presidentes americanos. Contudo, ainda não se sabe o que o casal irá fazer quando deixar a Casa Branca. O presidente já comentou que, quando terminar o mandato, continuará sendo “muito jovem” e se vê voltando “a fazer o tipo de trabalho que fazia antes”. Antes de entrar para a política, Obama foi líder comunitário em Chicago. “Esse é o tipo de trabalho que eu realmente gosto”, comentou em uma conversa com alunos de ensino primário em uma biblioteca de Washington. Obama ficou oito anos no poder, e mostrou que se pode governar sem escândalos e corrupções, um exemplo para outros políticos do mundo inteiro.