ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Operação `Gatonet´ da PF combate comércio de receptores ilegais de TV por satélite

Brumado: Polícia Civil explica ação e prisão efetuada na Operação 'Sem Filtro'

'Nati Perigosa' é presa na Bahia horas após postar foto de arma em rede social

2ª Virada Educacional acontece nesta quinta (21) em todas as escolas da rede estadual de Brumado

Waldenor destaca reforma do Centro de Cultura no Plenário da Câmara

Pavimentação da Rua Umburanas continua sendo executada pela Prefeitura Municipal

Projeto de autoria do vereador Léo Vasconcelos propõe a criação dos distritos de Umburanas, Samambaia e Arrecife

Brumado: Acontece em outubro a 1º Seresta da Vila Presidente Vargas

Brumado: Tiro de Guerra 06/024 realiza palestra sobre a prevenção ao Suicídio

Em alusão ao Dia da Árvore CEEP ira realizar segunda etapa do projeto 'Verde que te quero verde'

Obras de canalização do Riacho do Bate Pé irão promover uma grande transformação urbana aos bairros São José e Santa Tereza

Vereador Elias Piau apresenta importante projeto para a área de saúde preventiva de Brumado

Cantor sertanejo Rafael é preso em operação contra falsificação de cigarros

Deputados e lideranças defendem melhorias para Tanhaçu

Brasil: Operação da Polícia Federal mira quadrilha que fraudou R$ 1 milhão em empréstimos na Caixa

Ginecologia e obstetrícia na Clínica Master com Dr. David Tanajura

Vereador Lek apresentou importante Projeto de Lei na última sessão do Legislativo de Brumado

ONG protetora de animais acusa prefeitura de confinar cães em local inadequado em Livramento de Nossa Senhora

Brumado: Vem ai a `3ª Festa Top´ na AABB com Os Clones

Amigos de Joab Paiva irão realizar grande show em prol do artista brumadense



BUSCA PELA CATEGORIA "Meio Ambiente"

Invasões nas margens da Barragem do Rio do Antônio estão colocando em risco a fauna e flora da Caatinga na região

Algumas invasões às margens estão flagrantes (Foto: 97NEWS)

A Barragem do Rio do Antônio, que abastecia Brumado normalmente até o episódio do grande colapso de 98/99, sendo, em seguida, substituída pela atual Barragem de Cristalândia, poderia ter sido transformada em um balneário ou grande área de lazer para a cidade, mas, ao contrário disso ele vem tendo uma destinação, no mínimo preocupante, já que o meio ambiente está ficando cada vez mais ameaçado. A equipe do 97NEWS esteve no local na manhã desta quinta-feira (31), atendendo a solicitação de pescadores e ribeirinhos que defendem a preservação do meio ambiente, os quais relataram denúncias de invasões nos limites da faixa de servidão na margem da Barragem. Segundo os denunciantes, alguns proprietários de chácaras e indústrias estão construindo muros que vão até a margem da barragem, o que já seria uma desobediência às normas impostas. Em contato com a Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, o órgão afirmou que vai realizar um levantamento das denúncias para serem tomadas as providências cabíveis. O ativista ambiental, membro do Modera, Aurino Ferreira, disse que tem conhecimento das invasões e que também já denunciou o caso para a secretaria. Ele ainda disse que essa mesma irregularidade está acontecendo às margens do Rio das Contas, na região da Barragem de Cristalândia que abastece Brumado. A Marinha do Brasil impõe um limite de 40 metros em margens de rios e reservatórios, o qual não pode ser desrespeitado sob pena de crime federal.  Com a construção desenfreada, caso medidas de impacto não sejam tomadas pelos setores competentes, poderemos ter, dentro de alguns anos, além de uma forte degradação ambiental, a extinção de animais e aves silvestres que vivem às margens da barragem e do Rio do Antônio, pois o seu habitat estará devastado.

A Barragem do Rio do Antônio é uma área de uma grande diversidade ecológica abrigando animais e aves da fauna e flora típica da Caatinga (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)


Brumado: Podas indiscriminadas de árvores na mira da administração municipal

As podas indiscriminadas ainda acontecem com frequência na cidade de Brumado (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

Uma situação irregular, que é muito recorrente na cidade e que nunca teve uma devida punição, agora, parece que terá um olhar mais severo por parte da administração municipal que deverá endurecer muito a sua postura contra essas ações. A questão, inclusive foi abordada pelo prefeito Eduardo Vasconcelos em seu programa semanal de rádio, anunciando que medidas mais contundentes serão tomadas para punir os infratores. A previsão logo se cumpriu, pois nessa segunda-feira (28) prepostos da prefeitura estiveram no Bairro Jardim Brasil, mais precisamente no cruzamente entre as ruas Vereadora Ester Trindade Serra e Vereador Paulo Chaves para verificar uma denúncia de um possível crime ambiental que estaria sendo patrocinado por um morador que teria contratado os serviços de poda de uma empresa que não teria não teria o devido cadastro no setor do meio ambiente, que agora passará a ser obrigatório. Os indícios de desrespeito à legislação ambiental foram robustos, além do fato de que os resíduos da árvore foram jogados no meio da rua, atrapalhando o tráfego de veículos no local. Essa foi apenas um fato de tantos que acontecem no município, num rápido passeio pelo próprio bairro Jardim Brasil é fácil notar situações semelhantes, com podas indiscriminadas, que acabam também tirando as sombras das ruas, aumentando assim a sensção de calor, lembrando que Brumado é uma cidade em que o sol brilha intensamente na maior parte do ano. 

A prefeitura já está endurecendo a fiscalização e nessa segunda foi verificada uma denúncia de crime ambiental no Bairro Jardim Brasil (Foto: Ascom PMB)


Aracatu: Denúncia de crime ambiental com derrubada de várias árvores nativas protegidas por Lei

As imagens são indiscutíveis e revelam a ação de desmatamento (Fotos: Whatsapp 97NEWS)

Em tempos de consciência ambiental, a preservação da natureza deveria ser cada vez mais notória na região sudoeste, mas, infelizmente, muitos casos de crimes contra o meio ambiente ainda são registrados, o que mostra que seria necessária uma ampliação por parte das autoridades na fiscalização e combate a esse tipo de ação totalmente reprovável e passiva de prisão e punição. Na manhã desta quinta-feira (24) a redação do 97NEWS recebeu uma nova denúncia de crime ambiental que estaria acontecendo no município de Aracatu. Segundo os denunciantes, um proprietário de um terreno que fica localizado entre as fazendas Barra do Tigre e Jataí, às margens do Riacho Santa Maria, distante cerca de 5k da BR-030, estaria promovendo uma grande devastação ambiental, onde várias árvores nativas que são protegidas pela Lei Ambiental foram derrubadas para a abertura, ao que tudo indica, de uma estrada. Os moradores enviaram fotos do local e esperam que com a veiculação da matéria, as autoridades venham a agir com rapidez antes que novas ações desse tipo sejam realizadas. 



Modera propõe ao Comitê do Contas representação contra o Inema

(Foto: Divulgação)

Em 23 de maio de 2014, depois de sucessivas plenárias discutindo os impactos ambientais dos projetos das barragens do agronegócio em Piatã – BA, o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio das Contas – CBHRC deliberou solicitação a órgãos federais, estaduais e municipais, incluindo o INEMA, para que fossem feitas a fiscalização e a paralisação da liberação dos documentos ambientais e de recursos hídricos para construção daquelas barragens no Riacho das Pedras, afluente do Rio das Contas, pelo Consórcio Hayashi, Bagisa e Arikita até que os estudos de enquadramento dos corpos d’água da Bacia do Contas fossem aprovados pelo Conselho Estadual de Recursos Hídricos – CONERH. Mas, para a surpresa do Comitê, em 22 de agosto de 2015 foi publicada no Diário Oficial do Estado, Portaria Nº 10.268 do INEMA, autorizando construção de barramento com altura máxima de 17 metros, no Riacho das Pedras, para acumular até 9.589.375 m3 de água. Tal autorização deixou o então Presidente do Comitê do Contas, Aurelino Meira, indignado, levando-o a considera-la uma ofensa às atribuições legais do Comitê na Política Estadual de Recursos Hídricos, reduzindo-o a um fórum sem utilidade.A Portaria 10.268 fez perdurar o debate sobre os projetos das barragens do Consórcio Hayashi, Bagisa e Arikita no Comitê e em sua última plenária, realizada em Tanhaçu-BA, no dia 17 de agosto, os Coordenadores do MODERA, Henrique Moreira Rocha e Jorge Valério Gomes abriram mais uma discussão, apresentando uma proposta de representação contra o INEMA para ser protocolada no Ministério Público. No documento, o MODERA diz que desde 2013 vem crescendo a preocupação com os projetos das barragens do Consórcio, os quais foram destinados a uma região fisiográfica de longos períodos de estiagem, chuvas irregulares, rios temporários e efêmeros e de vegetação resistente à seca, mas de difícil regeneração, salientando que o Município de Piatã está localizado em área susceptível à desertificação, conforme informa o Programa de Ação Nacional de Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos da Seca. Segundo os Coordenadores do MODERA, a Entidade encaminhou ao Governador Rui Costa,  relatório sobre o impasse decorrente dos projetos das barragens, por meio do Grão Mestre da Grande Loja Maçônica do Estado da Bahia, Jair Tércio Cunha, que se dispôs a interceder na questão, vindo a obter do Governo, a Nota Técnica Nº 01/2016 da EMBASA, que se posiciona desfavorável à implantação de uma nova barragem no Alto do Rio das Contas, uma vez que impactará os níveis de recarga da Barragem de Cristalândia e aumentará os riscos de desabastecimento dos sistemas alimentados por aquela Barragem. Também em sua proposta de representação, o MODERA considera que o INEMA ao ignorar a Deliberação do Comitê, relativa à paralisação da liberação das licenças aos projetos das barragens do agronegócio, descumpriu o seu papel de secretaria executiva do Comitê, previsto na Lei Estadual 11.612. Como encaminhamento da proposta, a Plenária do Comitê decidiu que tanto o documento do MODERA como outros em objeção aos projetos das barragens serão enviados não só ao Ministério Público, como ao CONERH, ao Forum Baiano dos Comitês de Bacia e ao próprio INEMA. Na Plenária, o MODERA também propôs que o Comitê solicite ao INEMA, a realização de um balanço hídrico na Sub-Bacia do Alto Contas para se avaliar principalmente a quantidade de água para abastecimento humano e agricultura irrigada, bem como controlar o seu uso. Essa proposta por sua vez, também foi acolhida pela Plenária.  

O coordenador do Modera, Jorge Valéria Rocha Gomes durante a explanação (Foto: Divulgação)


Sistemas de abastecimento de água na zona rural serão ampliados fruto de parceria entre CERB e Prefeitura de Brumado

(Foto: Divulgação)

A zona rural de Brumado tem merecido uma atenção especial por parte dos poderes executivos e legislativo, que têm tido a preocupação de buscarem melhorias para o fortalecimento do homem no campo, principalmente no que tange a área de abastecimento de água. Em audiência na CERB com o diretor de saneamento, Dr. Antônio Eduardo estiveram o presidente da Câmara de Vereadores, Léo Vasconcelos acompanhado dos vereadores Lia Teixeira e Wanderley Amorim e do Superintendente de Política do Agronegócio da Secretaria de Agricultura, pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura – SEABRI, Guilherme Bonfim com o propósito de solicitarem abertura de poços artesianos e ampliações de rede de água da EMBASA. Na oportunidade foi exposto a grande necessidade destes benefícios para que o homem do campo tenha melhores condições de convivência com a seca e água de qualidade para consumo. A vereadora Lia Teixeira direcionou sua solicitação para as localidades de Imbé, Angico e Algodões, referenciando seus pedidos e destacando a necessidade das comunidades em razão da grande carência de água. Os parlamentares foram agraciados com a importante notícia da liberação da ampliação do sistema do sistema de água que saíra da localidade de Lagoa Funda para as regiões de Riachão e Ariri, solicitação do vereador Luiz Carlos “Palito”, que não pode estar presente na audiência. O projeto será executado pela prefeitura municipal com a concessão dos canos pela CERB – Companhia de Engenharia Ambiental e Recursos Hídricos da Bahia. Para os parlamentares foi uma audiência muito promissora e que, com certeza, será revertida em benefícios para Brumado.   

 



Brumado: Modera questiona supressão vegetal nas margens do Riacho do Bate-pé

(Foto: Divulgação)

Atendendo solicitação de um morador do Bairro São Vicente, no último dia 30 de junho, ativistas do MODERA estiveram nas margens do Riacho Bate Pé, trecho adjacente à Rua Elias Alves Ataíde, URBIS I (São José), Brumado – BA, para verificar uma supressão vegetal por máquinas da Prefeitura. O Secretário de Infraestrutura (SEINF), André Cardoso, informou ao Secretário Geral do MODERA, Jorge Valério Gomes, que a supressão tem o objetivo de construir uma rede de drenagem pluvial, paralela à Rua Elias Ataíde e que o seu projeto não havia sido ainda aprovado pelo Conselho Municipal de Defesa e Conservação do Meio Ambiente – CODEMA, devido à falta de quórum em sua última reunião. Posteriormente, o Coordenador Geral e o Secretário do MODERA, Henrique Rocha e Jorge Gomes, estiveram na Reunião do CODEMA no último dia 06 de julho, quando foi apresentado pelo Secretário da SEINF, o projeto da rede de drenagem, a qual consistirá em um canal com abertura em forma de trapézio, tendo a sua base inferior dois metros e altura, três. O projeto ainda compreende área verde com arborização, passeios e parques infantis nas adjacências do canal. Na oportunidade, o Coordenador do MODERA alertou para a necessidade de se elevar os muros de arrimo do canal, no sentido de se evitar o despejo clandestino de esgoto e os lançamentos de lixo e entulho. Fez objeção à construção de calçamentos nas margens do canal, para evitar o abalo das estruturas dos muros de arrimo em decorrência do fluxo de veículos. Ainda na Reunião do CODEMA, os Coordenadores do MODERA propuseram que a urbanização da Zona de Proteção Ambiental e da Área de Preservação Permanente - APP do Bate Pé seja feita com preservação das espécies arbóreas da Caatinga e construção de bancos, passeios, ciclovias, parques de diversão para as crianças e academias públicas, uma vez que é preciso proteger as áreas verdes para garantir a amenização do micro-clima, a população adjacente merece a melhoria da sua qualidade de vida e não pode correr o risco de ser atacada por animais e insetos peçonhentos, bem como por marginais que tendem a buscar refúgio no matagal do Riacho. Os Coordenadores ainda propuseram que o CODEMA baixe uma resolução ratificando a APP de 30 metros de largura para as margens do Bate Pé, conforme a Lei Federal Nº 12.651, porque embora o leito do Riacho tenha vazão somente nos períodos de chuva torrencial, o regime da sua nascente é perene e a captação da sua água na Serra das Éguas impede a perenização de todo o seu curso. O CODEMA aprovou a licença ambiental para a construção da rede de drenagem pluvial, incluindo entre as condicionantes, a recomposição ambiental da área que for degradada pela obra. A nascente do Riacho Bate Pé está localizada na Serra das Éguas, o seu curso atravessa a Cidade de Brumado e desemboca no Rio do Antônio com o nome de Riacho do Bufão.



Médio São Francisco e Sertão Produtivo: Waldenor e Zé Raimundo entregam equipamentos e anunciam mais investimentos

(Fotos: Divulgação)

Quatorze municípios das regiões do Médio São Francisco e Sertão Produtivo baianos foram beneficiados na manhã desta sexta-feira (30) com a entrega de 150 km de tubos e 5.000 caixas de 500 litros para abastecimento de água, resultantes de emenda parlamentar dos deputados Waldenor Pereira (federal) e Zé Raimundo (estadual).  Os parlamentares estiveram na sede da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em Guanambi, onde se encontraram com presidentes de associações, vereadores, prefeitos, vice-prefeitos e lideranças políticas de Caetité, Candiba, Matina, Urandi, Pindaí, Riacho de Santana, Tanque Novo, Macaúbas, Palmas de Monte Alto, Rio do Pires, Iuiú, Malhada, Carinhanha e Sebastião Laranjeiras, que assinaram convênio junto ao Coordenador Regional do órgão, Dr. Péricles Oliveira de Carvalho.  Além da entrega dos equipamentos para abastecimento de água, Waldenor e Zé Raimundo anunciaram mais investimentos dos seus mandatos para a região em diversas áreas como Educação, Agricultura Familiar, Saneamento Básico e Saúde. Através de emendas parlamentares dos deputados estão sendo investidos R$ 4 milhões e 330 mil em Saúde (destacando-se a destinação de R$ 1 milhão para o Hospital Regional de Guanambi), R$ 2 milhões para elaboração de Planos de Saneamento Básico (Caetité, Guanambi, Macaúbas, Candiba, Matina, Palmas de Monte Alto e Tanque Novo), R$ 1,8 milhão para aquisição de 7 tratores agrícolas, 4 caminhões carga-seca e 1 retroescavadeira (Candiba Macaúbas, Palmas de Monte Alto, Riacho de Santana, Rio do Pires e Tanque Novo), R$ 300 mil para limpezas de aguadas em Sebastião Laranjeiras, R$ 250 mil para construção de laboratórios no Ifbaiano de Guanambi e R$ 100 mil para a criação de Conselhos Municipais de Direitos da Pessoa com Deficiência naquela microrregião. As regiões do Médio São Francisco e Sertão Produtivo têm recebido atenção especial dos mandatos dos deputados Waldenor e Zé Raimundo.

(Fotos: Divulgação)


Vereador Zé Ribeiro faz indicação para urbanização da Praça Adélia da Silva Cardoso que fica no Bairro Santa Tereza

(Foto: Divulgação)

Sempre antenado com os problemas e a toda a complexitude que envolve o setor de infraestrutura urbana de Brumado, o vereador Zé Ribeiro (PT) volta a fazer uma importante indicação, desta feita voltada para a Praça Adélia da Silva Cardoso, que fica localizada no Bairro Santa Tereza. Segundo a sua justificativa “o bairro Santa Tereza é um dos bairros mais movimentados de Brumado, e por sua vez a Praça Adélia da Silva Cardoso recebe diariamente um grande fluxo de veículos e transeuntes que por ali trafegam, além de ficar numa área onde residem moradores que estão ali desde o início da implantação do bairro e que muito contribuí e que irá contribuir para a expansão do município”. Dando continuidade à sua linha de raciocínio, o parlamentar discorre que “pensando nisso e priorizando a qualidade de vida de seus moradores é que solicitamos ao Poder Público a construção e arborização dessa Praça, dotando-a de equipamentos para práticas esportivas e de lazer, pois, já se tornou uma opção de rotina a utilização dessa área para os praticantes de caminhadas e outros esportes”. E finaliza narrando que “salientamos que em 2009, foi votada por unanimidade na Câmara de Vereadores uma indicação nº 083/09, de nossa autoria, solicitando tal construção, mas até o presente momento a mesma não foi construída. Esperamos contar com a sensibilidade do gestor para que essa solicitação seja atendida o mais breve possível”.



José Carlos de Jonas participa de um dia de campo da agricultura do algodão buscando tecnologia para Brumado

(Foto: Divulgação)

O mandato do vereador José Carlos de Jonas tem sido direcionado na conquista de benefícios para a zona rural, sempre com o propósito de oferecer melhores condições de vida e também técnicas modernas que venham a aumentar a produção e a qualidade dos produtos. Dentro deste propósito o parlamentar esteve no último dia 21 de junho participando juntamente com o presidente da Associação do Boi Morto, Osvaldo Borges e os produtores Jorge Paulo Ferreira de Oliveira e Deusdete Ferreira Oliveira da Comunidade do Represo de um dia de campo da agricultura do algodão irrigado com alta tecnologia e produção de 400 arrobas por hectare em Cana Brava, município de Malhada de Carinhanha. Zé Carlos de Jonas destacou que foi um evento de grande importância, pois puderam obter conhecimentos a respeito de técnicas para produção de algodão, que geram uma maior produção com maior garantia de safra. “Estaremos buscando a implantação da tecnologia para as localidades rurais de Brumado para que nossos produtores possam ter uma produção moderna e que garantam um maior rendimento para as famílias”, pontuou o vereador.  



Chapada: Região registra surto de esquistossomose; Menina perdeu movimentos após banho

Além da garota, um grupo de 32 turistas mineiros também contraíram a doença, após tomarem banho no mesmo local, que já foi interditado pela Secretaria de Saúde de Lençóis (Foto: Reprodução)

Uma menina de nove anos está sem conseguir andar após contrair esquistossomose, depois de tomar banho de rio em Lençóis, na Chapada Diamantina, na Bahia. A criança, que é da cidade de Itaberaba, visitou a região com a família em janeiro desse ano e, somente em abril, começou a apresentar os sintomas da doença. Os parentes dizem que só desconfiaram que a menina estava com a doença depois de verem uma reportagem sobre 32 turistas mineiros que também contraíram esquistossomose após um passeio na Chapada. Os turistas tomaram banho em um ponto turístico conhecido como Poção, que fica dentro de uma fazenda particular. A menina de 9 anos também passou pelo local com os parentes. A área foi interditada após os visitantes mineiros serem diagnosticados com a doença. Ainda conforme os familiares, dois irmãos da criança também foram contaminados, mas não manifestaram a doença. Os pais aguardam resultados de exames para saber se também foram infectados. Além do Poção, dois locais utilizados por moradores da cidade baiana de Lençóis para banho foram interditados após uma análise detectar presença de caramujos infectados com esquistossomose na água. Os dois locais de banho interditados agora foram o “Poço Verde” e o “Banho da Ponte”, que fica às margens da BR-242. Segundo a secretária de Turismo da cidade, Lilian Andrade, esses locais estão no leito do Rio Santo Antônio, assim como o “Poção”, e por isso todos foram fechados. Os turistas mineiros infectados, que são praticantes de trilhas com bicicletas, só descobriram a doença dois meses após o passeio na Bahia.

 

“O Rio Santo Antônio recebe dejetos de comunidades ribeirinhas e foram detectados presença de caramujos contaminados nesses três pontos. A vistoria foi realizada pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) e pela Vigilância Epidemiológica do município. Fizemos a coleta na colha do rio e detectamos o problema”, destacou, em contato com o G1 nesta quarta-feira (21). A secretária disse que o “Poço Verde” e o “Banho da Ponte” não são locais turísticos e que são utilizados para banho somente pela população local. O Poção, por sua vez, que fica localizado dentro de uma fazenda particular do município, foi aberto por um período de três meses como atrativo turístico, mas fechado logo depois de os turistas mineiros serem detectados com a doença. “Logo quando começou a circular as informações sobre a suspeita da doença nos turistas, o proprietário [da fazenda] fechou e continua fechado até hoje”, disse a secretária. Lilian Andrade disse que ainda não há uma previsão de quando os locais serão liberados. “Isso é imprevisível, porque, para se ter uma certeza, é preciso uma ação do poder público, não só em nível municipal, como estadual e federal. Falta saneamento básico”, destaca. A prefeitura informou que está tomando providências para realizar uma campanha de prevenção junto à população, incluindo as escolas do município e agentes de turismo local. A médica infectologista Letícia de Mello Mota, que realizou o tratamento de alguns dos turistas infectados, diz que a esquistossomose é adquirida mediante o contato com águas contaminadas com ovos do Schistosoma e a presença do caramujo, onde o parasita passa uma parte do desenvolvimento dele e tem a sua maturação para a forma larval denominada cercaria. A especialista diz que, após o diagnóstico da doença, é preciso fazer um monitoramento com os pacientes até que seja eliminada a possibilidade de liberação desse óvulos pelas vítimas da doença.

CONTINUE LENDO


'Comunidades Rurais de Brumado serão contempladas com a tão sonhada água do Rio São Francisco', declara presidente da Câmara

(Foto: Divulgação)

O presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Brumado, Léo Vasconcelos acompanhado do secretário de Agricultura do Estado, Vitor Bonfim e dos vereadores Luiz Carlos “Palito” e José Carlos de Jonas esteve em audiência com o presidente da Embasa, Rogério Cedraz e o diretor de Operações Internas, José Ubiratan. A importante audiência se deu com a finalidade de buscar junto ao órgão a liberação do abastecimento de água proveniente da cidade de Rio do Antônio –Ibitira para as localidades de Ubiraçaba, Samambaia e toda a região. O projeto que trará água do Rio São Francisco através de uma adutora está orçado no valor de quatro milhões de reais e está sendo executado através dos governos federal e estadual, e já está em sua fase final, bastando apenas algumas questões técnicas para sua finalização. Léo Vasconcelos salientou que o projeto de trazer água através da adutora que beneficiará Rio do Antônio foi idealizado no mandato da ex-vereadora Liu Vasconcelos, que também tinha um grande compromisso com essas comunidades, visto o grande sofrimento em razão da carência de água. “A antecipação desta obra para o recebimento da tão sonhada água do Rio São Francisco é, com certeza, uma grande vitória para todos os moradores das localidades de Samambaia, Ubiraçaba e região, que passarão a ter em seus lares este essencial benefício”, destacou Léo. 



Dia Do Meio Ambiente: Qual futuro queremos?

(Iustração)

A preocupação com os limites ambientais é funtamental para a preservação e continuidade dos ecossistemas do planeta. Mas para que isso aconteça é preciso que as pessoas compreendam as consequências que há para a humanidade quando extraem os recursos naturais sob o risco de ultrapassar o seu limite.  A superexploração continuada é um fenômeno presente em diversas regiões do mundo, acabando com reservas naturais de água, florestas, minerais. As consequências disso são imensuráveis e tendem a gerar um prejuízo irreparável para a população, principalmente por se tratar de recursos finitos e que cada vez mais estão ficando escassos. Exemplos de tendências inexoráveis incluem as mudanças climáticas, a destruição do ozônio atmosférico, a acidificação oceânica, interferências no ciclo do fósforo e do nitrogênio, perda da biodiversidade, impossibilidades para o uso do solo e da água e a poluição química. Tudo isso com efeito direto e constante sobre a qualidade de vida da população. O crescimento do consumo energético ao longo da evolução estrutural das comunidades urbanas trouxe à tona o debate sobre as considerações significativas acerca da capacidade adaptativa da atmosfera e sobre o suprimento das demandas individuais e de cada país.  Pois durante muito tempo houve uma preocupação apenas com a produção econômica, sem os devidos cuidados e atenção com a preservação ou resiliência dos recursos naturais. Além disso, o desenvolvimento econômico também não foi reflexo de progresso social, ou seja, os benefícios do crescimento econômico, em sua grande parte, não foram compartilhados com os mais pobres. Por isso é preciso haver uma combinação entre os limites máximos planetários e os limites mínimos sociais, ou seja, um teto ambiental e um piso social. Hoje em dia, o conceito de desenvolvimento econômico deve ser concebido a partir do bem-estar humano sustentável, mas o que acontece é justamente o contrário. Os países ricos são os que consomem a maior quantidade da energia mundial e não estão preocupados em assegurar a resiliência desses recursos energéticos finitos. Quanto ao consumo populacional, a minoria rica mundial se apropria de quase 80% dos recursos naturais utilizados no planeta. Sendo assim, é necessário um reequilíbrio na demanda para que haja um equilíbrio na disponibilidade produtiva e um desenvolvimento econômico preocupado com o declínio ecológico e a disparidade social. Os países precisam investir em energias renováveis, na implementação de tecnologias que otimizem o uso da água, do solo e do ar, na aplicação de leis ambientais mais rígidas e na fiscalização do seu cumprimento e realização de campanhas de conscientização da população para o uso dos recursos naturais. Está cada vez mais caro e difícil o acesso aos recursos não renováveis. Portanto, ou há uma grande mobilização mundial para que essa realidade comece a ser modificada ou as populações futuras sofrerão as conseqüências da nossa atual superexploração.  O debate sobre essas questões traz o empoderamento das pessoas para que cobrem alternativas possíveis dos formuladores de políticas públicas, fornecendo e disponibilizando um painel de controle mais amplo para que possamos prosperar num espaço social seguro e justo.   


Danillo Assunção é coordenador geral do Sindae,secretário de Meio Ambiente da CUT-BA, especialista em Comunicação (UFBA),Graduando em Engenharia Sanitária e Ambiental (UFBA).

 



Com secretaria ainda vaga, comemorações da Semana do Meio Ambiente perdem força em Brumado

(Fotocomposição: 97NEWS)

Após a saída dos Estados Unidos do Acordo de Paris que busca a redução a redução do aquecimento global e a limitação de gases poluentes por parte dos cerca de 200 membros, a questão do Meio Ambiente voltou ao topo da pauta mundial. Neste dia 05 de junho, é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente, uma data que é muito representativa e envolve uma série de atividades em todo o planeta. Neste contexto, infelizmente, Brumado parece estar mais uma vez desconectado, já que a pasta do Meio Ambiente continua vaga após a saída do secretário Rodrigo Cunha Vasconcelos. Devido a isso, a data parece estar passando em branco no municipio, pois, até o momento não foi divulgada nenhuma programação por parte do município em alusão às comemorações do 05 de junho. Essa vácuo preocupa os defensores ambientais, já que uma das principais lutas nesse sentido, a despoluição do Rio do Antônio, necessita de ações dos governantes para tentar reverter a situação que já é considerada crônica. Até o momento não existem nem rumores de quem irá assumir a pasta e, até quem arrisque a dizer que a SEMAF - Secretaria de Agricultura, Meio Ambiente e Recursos Hidrícos deverá ficar sem titular por um longo tempo. 



Dia Mundial do Meio Ambiente: uma data que não pode passar em branco

(Foto: Divulgação)

O Dia Mundial do Meio Ambiente foi instituído em 1972 pela Organização das Nações Unidas (ONU), durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano, em Estocolmo. É comemorado em 05 de junho justamente para coincidir com a data da realização dessa conferência. Durante esse encontro, que ficou conhecido como Conferência de Estocolmo, foram estabelecidos princípios para orientar a política ambiental em todo planeta. A importância de que cada país construísse um arcabouço legal próprio, voltado para a preservação do meio ambiente, também ficou clara no evento. Diretriz esta que foi incorporada à Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, a qual dedicou um capítulo inteiro ao Meio Ambiente, e sabiamente estabeleceu, em seu Art. 225, que: “todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá- lo para as presentes e futuras gerações”. 



Equinos já começam a ser retirados das vias públicas e das rodovias de Brumado

(Foto: 97NEWS)

Como foi previsto pelo secretário André Cardoso, que está respondendo também interinamente pela pasta da Infraestrutura Municipal, os equinos errantes que perambulam pelas vias públicas de Brumado e que, muitas vezes, acabam nas rodovias que servem o município, começam a ser recolhidos e levados num caminhão apropriado para um abrigo provisório. A ação está sendo feita em parceria com o SMTT e a Polícia Rodoviária Estadual e, após 10 dias no abrigo, caso os proprietários não façam a devida retirada, os animais são enviados para Vitória da Conquista para um abrigo mais apropriado. O próximo passo será o atendimento a um dos grandes clamores populares que é a retirada dos cães errantes das ruas, que é um processo muito mais complexo, que tem que ser monitorado pela Secretaria de Saúde com a participação de especialistas da área veterinária. 



Governador Rui Costa estará em Rio de Contas nesta quinta-feira (01)

(Foto: Reprodução)

Nesta quinta-feira (01), às 10h, o governador rui Costa inaugura em Rio de Contas, região da Chapada Diamantina, a ampliação do Sistema Integrado de Abastecimento D’Água (SIAA) da sede do município e a Implantação da adutora de água tratada da localidade Marcolino Moura. O investimento das duas obras que vão beneficiar mais de 4,5 mil pessoas é de, aproximadamente, R$ 2 milhões, sendo os recursos provenientes da Sudene e da Embasa, empresa vinculada à Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento do Estado. Durante a viagem de Rui a Rio de Contas, também será assinada a adesão do município ao Programa Garantia Safra, que garante renda mínima para famílias que perderem a lavoura por estiagem ou excesso de chuva. O programa é coordenado no estado através da Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR).



Parlamentares fazem giro em Salvador por oferta de água e luz e apoio ao esporte e agricultura em Palmas de Monte Alto

(Foto: Divulgação)

A ampliação de oferta de água, de luz elétrica e o apoio à agricultura familiar na zona rural do município de Palmas de Monte Alto foram as reivindicações levadas aos órgãos e secretarias​ do estado, no giro pela capital feito pela vereadora Adenúsia Araújo, nesta segunda, 29, na companhia dos deputados Waldenor Pereira (federal) e Zé Raimundo (estadual). Outras demandas apresentadas foram o apoio ao esporte local e a destinação de equipamentos para escolas municipais. Os deputados e a vereadora começaram a ampla agenda articulada pelos mandatos com reunião na coordenação do programa Luz Para Todos, na Secretaria Estadual de Infraestrutura (Seinfra). Também acompanhados pelo presidente do Grupo de Economia Solidária e Popular de Palmas de Monte Alto (Agesp), Moacyr Badaró, eles apresentaram ao diretor de Energia, Gilson Amado Morais, pedidos de ligação de luz elétrica para comunidades rurais. Na Companhia de Engenharia Ambiental (Cerb), trataram com o chefe de Gabinete, Cláudio Machado, sobre a necessidade de perfuração de poços artesianos nas localidades​de Quebra Serra, Pote, Vaquetas, Lagoa dos Patos e Bom Jardim. Na reunião com o superintendente de Desportos (Sudesb), Elias Dourado, a vereadora​ solicitou a destinação material esportivo para a Liga Desportiva Montealtense e a construção de duas quadras poliesportiva para as comunidades de Paracatu/Agrestinho e Baixa do Augusto. Em seguida, visitou, junto com os deputados, a Companhia de Ação Regional (CAR) e pediu a construção de sanitários nas escolas municipais da zona rural. Depois deste último compromisso, as lideranças de Palmas de Monte Alto retornaram ao município cheios de expectativas e, principalmente satisfeitos com o apoio de Waldenor e Zé Raimundo: “Estamos esperançosos de bons resultados desta parceria que selamos entre os nossos mandatos de vareador e deputados, assegurando melhorias para a nossa população”, declarou a vereadora Adenúsia. Badaró, por sua vez mostrou-se otimista: “Temos certeza de que teremos bons frutos com essa nossa vinda à Salvador. Juntos, podemos fazer o que será”,  disse.



‘Estamos de braços abertos, mas, até o momento, não existe parceria com a prefeitura de Brumado’, garante presidente da ONG AUAU

A presidente da AUAU, Marli Lobo, garantiu que, apesar de esperada, não existe, até o momento, nenhuma parceria firmada com a atual administração municipal de Brumado (Fotocomposição: 97NEWS)

A afirmação feita pelo secretário municipal de Saúde em reportagem do 97NEWS, na qual ele cita a parceria com a ONG AUAU no recolhimento dos cães errantes das ruas de Brumado, acabou sendo veementemente contestada pela presidente da entidade, a defensora Marli Oliveira Lobo (28), que já tem uma extensa folha de serviços prestados à causa animal. Ouvida pela nossa equipe, ele foi enfática ao afirmar que “eu gostaria muito que essa parceria existisse, mas, infelizmente até agora, isso não acontece, pois o Canil/Gatil Municipal foi muito mal projetado e não tem condições de abrigar mais do que 20 animais, tanto que, no momento, não existem gatos que estão abrigados no local”. Ela ainda fez questão de ressaltar que “mas não é por isso que estamos de braços cruzados, temos agido de forma constante, tanto que no momento estamos resgatando os animais mais necessitados (doentes, filhotes e acidentados) para um terreno que alugamos e estamos custeando com recursos próprios, que são advindos de doações de nossos colaboradores” e ainda acrescentou que “nosso foco são as fêmeas, as quais já irão passar pelo processo de castração e posterior identificação e, assim que tudo estiver concluído, infelizmente, terão que voltar às ruas se não forem adotadas”. A luta heroica da ONG AUAU vem sendo registrada ao longo dos anos pelo 97NEWS e, apesar de alguns avanços, ainda há muito para se fazer, pois a participação do poder público ainda está muito aquém das necessidades, tanto que, atualmente cerca de 800 cães errantes vagam pelas ruas de Brumado com um futuro incerto. No final a presidente Marli Lobo espera que a administração municipal venha e efetivar a parceria com a ONG para que o trabalho possa ter o avanço esperado. Quem puder contribuir a conta bancária está no banner abaixo: 

(Fotocomposição: 97NEWS )


Brumado: Falta de agentes de endemias e grande população de cães errantes colocam em risco à saúde da população

O número de cães errantes é muito alto em Brumado e, com isso, os riscos de contaminação de várias doenças é indiscutível (Foto: 97NEWS)

O Setor de Saúde parece estar cada vez mais se confirmando como o verdadeiro “calcanhar de Aquiles” da atual gestão municipal. Alvo de inúmeras críticas, a insatisfação vem sendo gerada pelo atendimento no Hospital Municipal Professor Magalhães Neto, o qual vem sendo avaliado de forma negativa pela população. Para piorar esse quadro preocupante, uma denúncia feita ao apresentador Carlos “Kaká” Silva, do Jornal da Alternativa, da falta de agentes de endemias na cidade, na manhã desta segunda-feira (29), torna a situação ainda mais grave. Segundo o denunciante, o morador da Rua Vereador Paulo Chaves, Renato Nascimento da Silva (41), “atualmente dos 4 setores de endemias que deveriam estar em pleno funcionamento na cidade, somente o da Dengue está em atividades, o que nos causa uma profunda preocupação, pois hoje estamos tendo um aumento dos casos de Calazar, devido ao grande número de cães errantes que vagam pelas ruas de nossa cidade” e ainda argumentou que “para quem não sabe esses animais podem transmitir mais de 240 patologias, como o Glaucoma, Leptospirose, Chagas e o temível Calazar. Não podemos tolerar mais essa circunstância, ainda mais que não está existindo nem coordenador da Vigilância Epidemiológica”. Visando esclarecer o impasse, falamos com o secretário municipal de Saúde, Claudio Feres (foto abaixo), que reconheceu que “realmente estamos sem coordenador da Vigep, mas estamos buscando um novo profissional para assumir o setor”. Questionado sobre a questão dos animais, ele se ateve a responder que “realmente temos um número alto de animais errantes na cidade, mas, temos uma forte parceria com a ONG AUAU, onde foi construído um Canil / Gatil, para onde estão lendo levados esses animais”. Sobre a contratação de novos agentes ele foi sucinto ao relatar que “a contratação só pode ser feita por meio de concurso público, então, já estamos providenciando a realização de um novo certame”. Enquanto não é dada uma solução para esse impasse, os brumadenses deverão continuar a conviver com os animais errantes e os riscos de se contrair as doenças que podem ser transmitidas pelos mesmos, já que vários deles apresentam fortes indícios de estarem contaminados”.  

(Foto: Luciano Santos | 97NEWS)


Caetité: SDR realiza reunião com técnicos e secretários dos municípios do Território do Sertão Produtivo

Os participantes satisfeitos com o evento (Foto: 97NEWS)

Foi realizada nesta quarta-feira (24) no CETEP – Centro Territorial de Educação Profissional do Sertão Produtivo do município de Caetité uma importante reunião que teve como público-alvo os técnicos e secretários municipais. O objetivo do evento foi a orientação quanto ao correto manuseio do PAA e PNAE. Buscou-se também motivação quanto a adesão  ao SEMAF, pois ainda existem vários municípios que ainda não aderiram ao programa. A realização foi da SDR - Secretaria de Desenvolvimento Rural, por meio da Coordenação  do Sertão  Produtivo com a participação de BETE  da SUAF - Superintendência da Agricultura Familiar e de técnicos do SDR. A reunião foi avaliada de forma muito positiva.