ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Masha e o Urso: Espetáculo acontece nesta quinta dia 19 em Brumado

STF desmembra investigações sobre Geddel e Lúcio Vieira Lima

Imagens mostram garota recebendo revelação divina antes de ser morta em Simões Filho

Empresários brumadenses participaram do 20° Congresso dos Corretores de Seguros e do 4° Congresso Brasileiro de Saúde Suplementar em Goiânia

Operação de limpeza da areia e de entulhos das ruas de Brumado é iniciada nesta terça-feira (17)

Forte rajada de vento destrói porta de vidro ao lado da Uneb de Brumado e causa susto em universitários

AUCIB lança Edital de Convocação para criação de núcleo em Malhada de Pedras

Nota de Esclarecimento da Embasa

Zé Carlos de Jonas acompanha visita do governador em Dom Basílio e destaca sua satisfação com anúncio de inauguração da UTI e outras benefícios para Brumado

Mudanças aprovadas no Congresso vão impactar eleitores, candidatos e partidos

Membro da GCM de Brumado participa do XXVII Congresso Nacional de Guardas Municipais realizado no Paraná

Semana da Conciliação se iniciará no dia 20 de novembro

Vereador Elias Piau volta confiante de mais uma viagem a Salvador; Infraestrutura, Esporte e Abastecimento no topo da pauta

Brumado: Por falta de abastecimento da Embasa, Central de Marcação quase teve o atendimento prejudicado

Vitória joga bem, mas acaba cedendo o empate contra o Santos

'Nude' de procurador municipal no Whatsapp constrange prefeito de Ibirapitanga

Brasil: Número de mulheres presas é oito vezes maior em 16 anos

Violência: Casal é morto a tiros na tarde de hoje (16) em Vitória da Conquista

Brumado: Queda de sistema suspende cadastro de biometria do TRE e eleitores sofrem em fila

Brumado: Família procura por Edinha que está desaparecida desde a última quinta-feira (12)



BUSCA PELA CATEGORIA "Eleições "

Mudanças aprovadas no Congresso vão impactar eleitores, candidatos e partidos

(Foto: Reprodução)

Foram meses de debates que resultaram em duas proposições aprovadas pelo Senado na primeira semana de outubro. Entre os senadores, há até quem se recuse a classificá-las de reforma política. Mas o fato é que a Emenda Constitucional 97 e a Lei 13.488/17 vão promover uma série de alterações nas regras eleitorais que vão impactar diretamente a vida dos cidadãos brasileiros a partir das próximas eleições, em 2018. Para começar, em breve os eleitores vão se deparar com menos siglas, pois a vida dos partidos pequenos vai ficar mais difícil. De acordo com a Emenda 97, as legendas só terão direito ao dinheiro do Fundo Partidário e ao tempo de rádio e TV se tiverem um desempenho mínimo com exigências gradativas até 2030. O efeito Tiririca também está com os dias contados. Os puxadores de voto - geralmente gente famosa que acaba levando para o Legislativo outros candidatos com votação pífia - vão sofrer um duro golpe a partir de 2020, quando ficará proibida a coligação na disputa das vagas para deputados (federais, estaduais e distritais) e vereadores. Para 2018, elas ainda serão permitidas. Em 2014, sozinho o deputado federal Tiririca (PR-SP) levou com ele para a Câmara de Deputados mais cinco candidatos, graças a 1milhão de votos por ele recebidos. - Essa emenda é uma reivindicação nacional. Medida em busca de mais ética, transparência, justiça e equilíbrio na representação política. Tivemos aqui uma votação unânime, coisa rara aqui. Em segundo turno, a PEC foi aprovada por 58 votos a favor, sem votos contrários ou abstenção – destacou o presidente do Senado, Eunício Oliveira, ao promulgar a norma. Ainda não será desta vez que o Brasil terá candidatos independentes como ocorre em outras democracias do mundo. Isso porque a Lei 13.488 continua vedando as chamadas candidaturas avulsas. A norma também mantém a proibição de dinheiro vindo de empresas. Doações, só de pessoa física, assim mesmo com limites. O que está valendo é o limite de no máximo 10% da renda bruta declarada pela pessoa física do doador no ano anterior à eleição. Já a propaganda eleitoral pelo rádio e pela TV ficará menor em quantidade de tempo e de dias: apenas 35. No passado, já chegou a 90. Terão participação garantida nos debates no rádio e na TV os candidatos de partidos que tenham um mínimo de cinco representantes no Congresso. Outra norma importante - com impacto nas eleições - aprovada pelo Congresso em outubro é a Lei 12.487/17, que criou o Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), que deve somar R$ 1,7 bi para a eleição de 2018. o dinheiro virá de emendas parlamentares de bancada e da compensação fiscal que era dada às emissoras de rádio e TV pela propaganda partidária em ano não eleitoral. Com isso, a propaganda dos partidos no ano que não tem eleição fica extinta.



TRE garante recadastramento de eleitor em Planalto

(Foto: Divulgação)

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) vai realizar o recadastramento com biometria no município de Planalto, conforme assegurou, hoje (16), o seu presidente, desembargador José Edivaldo Rotondando, à bancada de oposição na Câmara Municipal, que esteve acompanhada do ex-prefeito Cloves Andrade e o deputado estadual Zé Raimundo. Estiveram na comitiva os vereadores Flavio Nogueira Dos Santos, Rene Rodrigues, Danilo Campos e Hernildo Bandeira Costa. Na audiência concedida ao deputado e as lideranças oposicionistas de Planalto, o presidente do TRE garantiu ainda que nenhum eleitor terá o seu título cancelado até que o cadastramento seja realizado no município, o que impediria o acesso do eleitorado a programas e benefícios públicos, como o bolsa-família e a aposentadoria, além de acarretar outros prejuízos. O recadastramento será feito na sede do município planaltense, assim que for concluído o dos eleitores de Barra Choça, quando as máquinas de biometria serão remanejadas. “Além da sede, o recadastramento deve chegar também aos distritos”, contou Cloves ao sair do encontro com o presidente do TRE”.



Por economia de recursos, quatro zonas eleitorais são fechadas na Bahia após determinação do TSE

Tribunal Regional Eleitoral da Bahia fecha quatro zonas eleitorais no interior (Reprodução)

Quatro zonas eleitorais da Bahia foram fechadas pelo Tribunal Regional Eleitoral do estado (TRE-BA), após determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). De acordo com o TRE, a decisão visa a economia de recursos. A determinação foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico (DJE). Conforme o órgão, as zonas fechadas ficavam nas cidades de Maragogipe, Lauro de Freitas, Cândido Sales e Alagoinhas. Com a medida, os eleitores dessas áreas passam a ser administrados por outras zonas eleitorais. Em Maragojipe foi fechada a 57ª zona. Com isso, os eleitores desta área passam a votar na 118ª zona, na cidade de Cachoeira. Em Alagoinhas, foi fechada a 164ª zona. Os eleitores deste local passam a ser de responsabilidade da 163ª zona, também em Alagoinhas. Já em Cândido Sales, foi fechada a 165ª zona. Com isso, os eleitores passam a votar na 40ª zona, na cidade de Vitória da Conquista. Em Lauro de Freitas, a zona fechada é a 204ª. Com a extinção da área, os votos devem ser realizados na 180ª zona, na mesma cidade.



Bahia atinge 1,5 milhão de eleitores biometrizados em 2017

Foto: Conteúdo 97News

A Bahia ultrapassou, na última quarta-feira (30/8), a marca de 1 milhão e 500 mil eleitores biometrizados, apenas em 2017. O estado já ocupa a terceira posição em número de pessoas recadastradas biometricamente este ano, ficando atrás somente de São Paulo (2.023.150) e Paraná (1.601.489). O número, exatamente 1.503.067 de eleitores biometrizados, representa 50,10% da meta de 3 milhões estabelecida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para 2017. De janeiro até março, apenas 300 mil eleitores haviam realizado o recadastramento biométrico na Bahia, mas, a partir da intensificação da divulgação e ampliação dos postos de atendimentos – em Salvador e no interior do estado – o número de biometrizados tem, gradativamente, avançado e, apenas de julho para agosto, a quantidade de biometrizados saltou de 1 milhão para 1,5 milhão, sendo 500 mil pessoas recadastradas em apenas um mês. O desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano enalteceu os números, mas alertou aos baianos para que realizem o procedimento com antecedência. “Ficamos gratificados com esses números, mas não estamos satisfeitos, isso porque sabemos que, infelizmente, estamos abaixo do esperado. Peço ao eleitor, que ainda não fez a biometria, que venha e regularize sua situação eleitoral. Como o prazo encurta a cada dia, não deixe para vir na última hora, pois, certamente, os cartórios estarão com filas e o que não queremos é causar transtornos à população”.

A Justiça Eleitoral baiana iniciou o recadastramento biométrico dos eleitores do estado em 2009. Desde então, 2.971.476 cidadãos já realizaram o procedimento. O número representa 28,14% dos 10.558.311 eleitores aptos na Bahia. A cidade de Pojuca foi a primeira a realizar a identificação biométrica do eleitorado.

 

Capital

 

Em Salvador, dos 1.952.930 eleitores, 548.602 (28,09 %) fizeram biometria. Os 1.404.328 eleitores da capital que ainda não responderam à convocação do TRE-BA, devem procurar um dos cartórios ou postos da Justiça Eleitoral até 31 de janeiro de 2018. Aquele que não realizar o procedimento terá o título de eleitor cancelado, o que pode ocasionar problemas na emissão de passaporte, CPF e a suspensão de benefícios sociais, a exemplo do Bolsa Família. Para facilitar o acesso dos eleitores, o TRE-BA assinou convênio com a Prefeitura Municipal de Salvador e com outros órgãos, a exemplo da Secretaria Estadual da Fazenda (Sefaz-BA), Assembleia Legislativa do Estado, Tribunal de Justiça (TJ-BA) e Tribunal Regional do Trabalho (TRT5-BA).

 

Interior

 

Assim como Salvador, diversos convênios foram assinados com gestões municipais de cidades do interior do estado, ajudando no processo de recadastramento biométrico dos eleitores. Nos últimos meses, o TRE-BA firmou parceria com os municípios de Antônio Cardoso, Aracatu, Apuarema, Banzaê, Barreiras, Brumado, Candiba, Cruz das Almas, Eunápolis, Feira de Santana, Guanambi, Heliópolis, Jacobina, Jequié, Juazeiro, Ibirapitanga, Ilhéus, Ipecaetá, Ipirá, Irecê, Itabuna, Itanagra, Lafaiete Coutinho, Mata de São João, Malhadas de Pedras, Manoel Vitorino, Mirangaba, Ourolândia, Pintadas, Presidente Dutra, Porto Seguro, Ribeira do Pombal, Santo Estevão, São Gabriel, Sapeaçu, Tucano, Ubatã e Vitória da Conquista. Para setembro estão previstas ainda a formalização de parcerias com: Aratuípe, Barra do Mendes, Cairu, Ibipeba, Itaparica, Jaguaripe, Nazaré,  Salinas das Margaridas,Vera Cruz e Valença.

CONTINUE LENDO


Cartório Eleitoral da 90ª Zona convoca os eleitores que ainda não realizaram o recadastramento biométrico

O movimento diário é de cerca de 350 pessoas, mas a capacidade é para 500 atendimentos (Foto: Luciano Santos | 97NEWS)

A desilusão com a classe política, possivelmente, seja a maior causa dos baixos índices dos eleitores que ainda não fizeram o recadastramento biométrico. Em todo o país as metas impostas pela Justiça Eleitoral ainda estão muito baixas, lembrando que o prazo estipulado do dia 31 de janeiro de 2018, provavelmente, se continuar como está, acabará sendo prorrogado, mesmo com todas as dificuldades, já que é um ano de eleições. A 90ª Zona Eleitoral, que compreende os municípios de Brumado, Aracatu e Malhada de Pedras, que congrega 70 mil eleitores, que é considerado um número elevado, está com indíces positivos, mostrando que os eleitores estão atendendo as constantes convocações feitas pelo Cartório Eleitoral. 

O chefe do cartório, Ygor Rabelo, ressalta a importância de não deixar o recadastramento para a última hora (Foto: 97NEWS Conteúdo)

Segundo o chefe do setor, Ygor Rabelo, mesmo com este índice positivo em relação a outros zonas eleitorais do estado, a missão ainda é desafiadora, já que o número de eleitores que necessitam fazer o recadastramento é algo. Segundo ele, 40% dos eleitores já se recastraram e, em Brumado, esse índice é ainda melhor, atingindo a casa dos 50%. Vale ressaltar que o processo que era espontâneo, agora é obrigatório, então ele aproveita para fazer uma nova convocação aos eleitores. O cartório que fica na Av. João Paulo I, tem capacidade para realizar 500 cadastramentos diários, sendo que a média atual de comparecimento é de 350. Sobre os municípios de Aracatu e Malhada de Pedras ele citou que deverão ser feitos atendimentos especiais, com a instalação de postos temporários nos referidos locais. 



‘Não sou oposição ao prefeito’, diz Rui sobre pedido de prisão de Neto

Foto: Raul Golinelli GOVBA.

Apesar da possibilidade de enfrentar ACM Neto (DEM), na sua tentativa de reeleição em 2018, o governador Rui Costa (PT) negou ter articulado as ações judiciais de deputados do seu partido, que apontam campanha antecipada do democrata, e da bancada de oposição na Câmara de Vereadores, que pediu a prisão do prefeito de Salvador por suposta obstrução de Justiça. Perguntado sobre os recentes casos pelo bahia.ba, nesta terça-feira (15), após o lançamento do projeto Concha Negra, no Salão de Atos da Governadoria, o petista negou orientar ou dar combustível à ala contrária ao gestor soteropolitano. Ele evitou opinar se o seu grupo está mais atento à administração municipal. “Eu não sei dizer porque eu sou governo, não sou oposição ao prefeito. Eu ajudo todos os prefeitos da Bahia. Eu tenho ajudado muito em Salvador e vou continuar ajudando. Todos os prefeitos participam comigo de atos, de lançamentos, de obras, mesmo os prefeitos que são de partidos de oposição. Eu quero consolidar na Bahia, se Deus me ajudar, um sentimento de que o governador não persegue, não pune nenhum prefeito a depender da sua filiação partidária. Então, eu não me considero de oposição a nenhum prefeito. Me relaciono com todos na mesma reciprocidade que eu sou tratado. Agora, eu não quero comentar as atitudes dos partidos políticos ou dos parlamentares. São naturais dos seus mandatos. Cada vereador, cada deputado, cada partido, tem atitudes de que acha mais conveniente, mais adequada em relação aonde atua. Isso acontece em vários municípios. Faz parte da disputa política ou, às vezes, da busca pela legalidade”, argumentou Rui. Sobre a polêmica mais recente entre os dois adversários políticos, a integração entre metrô e ônibus, o governador colocou duas exigências para atender ao principal pleito dos empresários dos coletivos: a redução do Imposto Sobre Circulação de Mercadoria (ICMS) sobre o preço dos combustíveis. “Primeiro que eles façam a integração por completo, segundo que eles coloquem ar-condicionado em todos os ônibus. Eu só reduzirei o ICMS se houver o atendimento desses dois preceitos. Ou seja, que tenha qualidade do transporte público para o povão”, afirmou. O chefe do Executivo baiano confirmou que estará na recepção ao ex-presidente Lula, líder maior do PT no Brasil, que chegará à capital baiana no início da noite desta quinta (17), e seguirá com ele de metrô para um ato político na Fonte Nova. Ele negou, no entanto, que participará da homenagem a ser recebida pelo petista no dia seguinte, na UFRB, em Cruz das Almas. “Na sexta eu vou acompanhar a ministra do Supremo Tribunal Federal, Carmen Lúcia, que vai estar aqui”, avisou. Rui garantiu presença no outro evento com Lula, no sábado (19), em Feira de Santana.



Brumado: Arthur Maia e Vitor Bonfim têm reunião fechada com prefeito, presidente da Câmara e alguns vereadores na noite desta quinta-feira (29)

(Foto: Divulgação)

O deputado federal Arthur Maia (PPS), - que é o atual relator da conturbada reforma da Previdência -, acompanhado do secretário estadual da Agricultura, Vitor Bonfim, que atualmente está licenciado do cargo de deputado estadual pelo PDT, realizaram um encontro político na noite desta quinta-feira (29) em Brumado com o prefeito Eduardo Vasconcelos (PSB), com o presidente do Poder Legislativo, Leonardo Vasconcelos (PDT) e com os vereadores Lia Teixeira e Gladson Dias, ambos do PDT e Santinho (PTC). A pauta do encontro que se iniciou com um jantar e aconteceu num restaurante da cidade, não foi divulgada, mas, segundo especulações de bastidores o “prato principal” teria sido as “costuras” para as eleições 2018, o que sugere que esse grupo dará apoio à possível dobradinha Vitor Bonfim e Arthur Maia. O prefeito Eduardo Vasconcelos que vem denominando o seu grupo político de “turma que puxa Brumado para cima”, ao que tudo indica, irá também dar o seu apoio à dupla, mas teria exigido benefícios para o município. A presença do vereador Santinho, também sugeriu que o parlamentar deverá abandonar a base de oposição na Câmara de Vereadores e voltar a dar o seu apoio ao prefeito Eduardo. O principal articulador destas possibilidades seria o vereador Léo Vasconcelos que é um conhecido estrategista político e que já teria iniciado as suas ações visando o pleito do ano que vem. 



Será possível?: Propaganda partidária pode acabar após reforma política

(Reprodução)

Qual seria o modelo ideal de Reforma Política? É o que todos estão se perguntando diante de tantos escândalos de corrupção revelados nos últimos tempos. Várias alterações na legislação estão em discussão no Congresso Nacional e a grande dificuldade é chegar a um consenso. Uma das alternativas para preencher o fundo partidário para as eleições do próximo ano é acabar com programa dos partidos.De acordo com o colunista Maurício Lima, da revista Veja, isso não significa que não existirá mais propaganda eleitoral. Mas aquelas propagandas veiculadas fora de ano eleitoral podem acabar sendo excluídas. Cada partido tem direito a 10 minutos de programa por ano e várias inserções nos intervalos de programação. Apesar de ser considerado “gratuito”, o governo paga as emissoras com compensação tributária.“Em médio e longo prazo, o ideal é que a propaganda política seja feita na internet, É a melhor propaganda política que você pode ter. É a mais livre, a mais rápida, a mais limpa. É o que sempre defendi. A internet precisa ser melhor utilizada como veículo de propaganda partidária”, analisa o advogado eleitoral José Amando à Tribuna. “A propaganda em papel é um desastre, já deveria ter acabado há muito tempo.Não tem como o eleitor ir para uma urna sem ter o conhecimento de qual será o candidato dele”, completa. “Não vejo muito sentido também na propaganda eleitoral gratuita em televisão”, acredita. “O problema do marketing político não é o que eles cobram, e sim, o caixa dois. O caixa dois nas eleições sobre foi feito por meio das agências de publicidade. Todo mundo sabe disso, até porque já tivemos denúncias contra Duda Mendonça e João Santana”.Outra proposta implementa a cláusula de barreira e o fim das coligações proporcionais. Por meio dela, seria possível, reduzir de 28 para 12 partidos representados na Câmara. Mas também existem outras propostas. “Tem uma proposta de federalização das coligações, para que os partidos federalizassem nacionalmente as suas relações partidárias independentemente das eleições”, avalia Amando.



'Não conversei e nem vou conversar' sobre política com Neto, diz Otto

(Foto: Reprodução)

O senador Otto Alencar (PSD), em resposta à possíveis propostas do prefeito ACM Neto para firmar alianças para as eleições de 2018, disse que “não conversou e nem vai conversar”com Neto sobre política. Em entrevista ao site Bocão News, em Brasília, nesta terça-feira (6), Otto reafirmou que não vai trair o governador Rui Costa. “Não é de meu feitio conversar com o prefeito sobre política ou qualquer tema político desde que eu tenho aliança com o governador. Conheço Neto. Ele foi da juventude do PFL [o partido que antecedeu o Democratas]. Discursou em 1994, quando da eleição do presidente FHC. Mas hoje tenho uma aliança com Rui que vai continuar até 2018. Não tenho motivo para desfazer a aliança porque corresponde a minhas expectativas e a dos deputados. Se lá na frente ele se candidatar, sinto muito em não apoiá-lo, mas vou trabalhar por Rui Costa”, afirmou Otto. Na segunda (5), ACM Neto esteve na Rádio Itapoan FM e falou que cogita conversar com o senador em 2018. “É uma relação histórica de lado a lado, mesmo em lados opostos. Não tenho nenhum diálogo politico pensando no futuro. Ano que vem pode acontecer. Posso assegurar que não tratei. Não vou fazer julgamento para as posições que ele vai tomar. Claro que sentaria com ele. O diálogo é fundamental para a boa política. Ninguém constrói nada sozinho. Ele conhece muito a Bahia, tem partido forte, não vou descartar nada. Eu prefiro eliminar qualquer fumaça [especulação] nesse momento”, disse o prefeito. 



PT-BA aposta Rui para presidente em 2018 caso Lula e Wagner estejam impedidos

O governador Rui Costa vem sendo avaliado como um político moderno e um gestor muito eficiente (Foto: Daniel Simurro | 97NEWS)

Bem avaliado pela população baiana e dado como candidato certo à reeleição em 2018, o governador Rui Costa pode alçar voos ainda maiores no próximo pleito. Se depender do PT-BA, Rui pode deixar o Palácio de Ondina para se tornar o mais novo inquilino do Palácio do Planalto. De acordo com o presidente reeleito da sigla no estado, Everaldo Anunciação, o governo realizado pelo petista tem sido tão bem visto pelo PT nacional que já se começa, aos poucos, a aventar-se o nome dele como candidato à Presidência da República, caso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ex-governador Jaques Wagner estejam impedidos. Lula é réu em cinco processos, enquanto Wagner – o nome dele é considerado como plano B em uma espécie de “linha sucessória” petista para candidatos em 2018 - foi citado na Operação Lava Jato e pode se tornar alvo de investigações. “A forma como ele se relaciona com a base, compõe o governo, que o governo dele funcionando, isso termina refletindo no PT, fazendo com que o impacto da crise do partido aqui na Bahia seja menor. Por isso que o nome dele já vem sendo até falado no partido. Depois de Lula, a candidatura de Jaques Wagner e depois a candidatura de Rui. A influência dele, nacionalmente, já é comentada”, afirmou Everaldo, em entrevista ao Bahia Notícias. Entretanto, o dirigente estadual destacou que as menções ao governador são incipientes e ressaltou que Rui é o candidato petista para o governo do Estado em 2018, enquanto o partido deve apostar no ex-presidente Lula nacionalmente. Nas eleições que confirmar Everaldo como presidente do PT por mais dois anos, a ausência de Rui se tornou alvo de especulações. Diante disso, ele negou um provável afastamento entre o governo e a sigla. “Não há nenhum distanciamento de Rui e PT, de PT com Rui e PT com base aliada. De maneira nenhuma. Nós conversamos. Ele ficou em dúvida, disse que não queria se envolver, não influenciar. Ele tomou o cuidado de buscar unidade e não se envolver”, rebateu. Recém-reeleito, o presidente da agremiação na Bahia contou que as agendas mais urgentes são articular a saída do presidente Michel Temer e a realização de eleições diretas, além de preparar a delegação que vai participar do congresso nacional do PT, de 1º a 3 de junho deste ano. Para o futuro, Everaldo pretende criar condições para entregar, em 2019, a direção do partido a pessoas mais jovens - a renovação nos cargos diretivos era um anseio entre correntes do partido, diante da crise de imagem vivida pela sigla. Ele, que havia negado reiteradas vezes suas pretensões de passar mais dois anos à frente do partido, disse que aceitou a missão após um pedido de várias pessoas. “Aconteceu um apelo da minha corrente interna. Esses companheiros entenderam que eu ainda tinha uma tarefa, uma contribuição a dar para mais dois anos. Depois, em outras correntes, também manifestaram vontade. Estou indo fazer uma transição para uma direção do PT em 2019. Eu quero priorizar muito a presença de jovens na estrutura partidária”, explicou. Sobre a vaga de Jaques Wagner para o Senado em 2018, Everaldo afirmou que até partidos da base aliada formaram um consenso em torno dele. “Na base aliada, eu vi que há um consenso de uma vaga para ele. Admiro o comportamento de Wagner de dizer que não está nada certo. Foi governador, volta para ser secretário. É um general que compreende a hierarquia e se comporta como soldado. É um soldado com patente de general”, avaliou.



Brumado: Chefe do Cartório Eleitoral vai ao Legislativo falar sobre a importância do recadastramento biométrico

O chefe do cartório eleitoral de Brumado, Igor Araújo durante o seu pronunciamento na Casa Legislativa (Foto: Daniel Simurro | 97NEWS)

A máxima de que brasileiro deixa tudo para a última hora ainda é uma realidade, mas, em algumas situações ir para o “apagar das luzes” pode trazer muitos contratempos. Visando reverter essa tendência, a Justiça Eleitoral da Comarca de Brumado, que compreende também os municípios de Malhada de Pedra e Aracatu, está intensificando uma campanha para que os eleitores venham a realizar o processo de recadastramento biométrico. O prazo dado para o último dia 02 de maio, acabou não sendo observado e milhares de eleitores ainda não realizaram o procedimento, o que fez com que o prazo fosse prorrogado até o dia 31 de janeiro de 2018. Dentro das várias ações que vêm sendo feitas, o chefe do Cartório Eleitoral, Igor Araújo, esteve na sessão da Câmara de Vereadores desta segunda-feira (08). Fazendo uso da tribuna livre, Araújo discorreu sobre a importância da biometria, que, inclusive, servirá como banco de dados para o Documento de Identificação Nacional, que deverá ser lançado em breve. Ele também fez questão de frisar sobre as consequências do não comparecimento à Justiça Eleitoral, pois, a retirada de passaporte, CPF, abertura de conta bancária ficaram impedidos. O presidente do Legislativo, vereador Léo Vasconcelos (PDT) se prontificou, juntamente com os seus pares, a buscar a conscientização da população para realizar o recadastramento biométrico o quanto antes, evitando-se as longas filas da última hora. 



Pelegrino projeta PSB e Lídice fora da chapa governista em 2018

Foto: Agência Câmara

Em análise de possíveis cenários para as eleições de 2018, o deputado federal Nelson Pelegrino avaliou em entrevista à Tribuna que a senadora Lídice da Mata deve ficar fora da provável chapa majoritária encabeçada pelo governador Rui Costa (PT).“Eu penso que o governador Rui Costa na cabeça, o ex-governador Jaques Wagner para uma vaga no Senado, e as outras vagas, uma do PP e a outra do PSD. Evidente que temos a senadora Lídice, que pleiteia e tem legitimidade, tem que ser considerada. Mas eu penso que o núcleo básico é um núcleo que envolva o PT, o PSD e o PP”, disse Pelegrino. deputado acredita que o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), vai “reconsiderar” a ideia de ser candidato. “Ele está vendo que Rui está bem em Sa vador, que Rui está bem no estado. Eu não descartaria a possibilidade de o prefeito ACM Neto reavaliar essa possibilidade de ser candidato a governador”. Sobre o governo de Michel Temer (PMDB), o deputado fulmina: “É um desastre”. 



Após declarações de Lídice, crescem as especulações sobre uma possível candidatura de Eduardo Vasconcelos a deputado federal

A dobradinha entre Eduardo e Lídice pode ter uma nova configuração nas eleições de 2018 (Foto: 97NEWS)

As eleições de 2018 ainda estão longe, mas, apesar disso, a temporada de especulações está cada vez mais intensa e, na manhã desta segunda-feira (03), após as declarações da senadora Lídice da Mata (PSB), nas quais ela descartou completamente a possibilidade de buscar uma vaga na Câmara Federal, garantindo que irá novamente para a disputa visando reconduzir o seu mandato ao Senado, várias possibilidades deram um novo formato ao tabuleiro da disputa, ainda mais que, ao que tudo indicada, a vaga do ex-governador Jaques Wagner ao Senado já parece garantida na chapa de situação, a qual deverá ser encabeçada novamente pelo atual governador Rui Costa na Bahia, sendo que, a nível nacional, já se desenha de forma muito forte a candidatura do ex-presidente Lula, a qual foi fortemente ventilada neste último final de semana em vários encontros do PT baiano. Neste contexto, a afirmação de Lídice, já no âmbito da política brumadense, deu ainda mais musculatura às especulações sobre uma possível candidatura a deputado federal do atual prefeito Eduardo Vasconcelos (PSB), o qual já deixou transparecer, mesmo que de forma subliminar, essa possibilidade. Adepto fervoroso da filosofia de Maquiavel, tanto que isso teria ficado mais que provado neste início de seu mandato pelos PLs polêmicos, que foram classificados como “pacote de maldades”, seguindo assim, à risca, um dos principais ensinamentos do filósofo italiano que pregou em sua obra mundialmente consagrada e venerada, “O Príncipe”, a seguinte frase: “Quando fizer o bem, faça-o aos poucos. Quando for praticar o mal, é fazê-lo de uma vez só”. Então nesse propósito de que “os fins justificam os meios”, Vasconcelos poderia já estar articulando realmente uma candidatura a deputado federal, em “dobradinha” com Lídice da Mata, o que poderia lhe render votos em vários municípios baianos. Dono de uma oratória rebuscada e de um conhecimento amplo em diversas áreas, Eduardo teria como um dos seus grandes sonhos, exercer um mandato na Câmara Federal, ainda mais que ele sempre teceu críticas aos deputados federais que representam Brumado, os quais, segundo ele, não teriam atendido, até hoje, com grande amplitude, os grandes anseios do município. Ainda é muito cedo para qualquer afirmação nesse sentido, mas, caso isso venha a acontecer, algumas conjecturas merecem ser feitas. A primeira é que, caso ele não seja eleito, ele não perde o seu cargo de prefeito, voltando a exercer a função normalmente. A segunda, já no outro sentido, é que, caso ele vença, o atual vice-prefeito, Édio Pereira (PSB) iria assumir o comando do município. E a terceira, ainda no mesmo sentido, é que, seria a primeira vez que Brumado teria um representante na Câmara de Deputados, o que poderia trazer grandes benefícios para o município, já que, Eduardo Vasconcelos, como defensor fervoroso do Municipalismo, poderia, estando no centro nervoso do poder, trabalhar de forma mais intensa a favor do seu torrão natal. A partir do segundo semestre desse ano, as negociações de bastidores ficarão mais fortes, o que pode, confirmar, ou não, essas especulações.