ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Municípios do sudoeste baiano debatem a saúde pública na Bahia em Oficina de Gestão

Endureceu: ‘Essa situação dos cães errantes é uma vergonha para Brumado’, dispara Zé Ribeiro

Dois jovens morrem em acidente de moto na BA-156 entre as cidades de Jacaraci e Mortugaba

Controlar como as crianças usam a tecnologia: prevenção ou invasão de privacidade?

Concurso da Polícia Civil da Bahia acontece neste domingo

Sindicato oferece recompensa de R$ 10 mil por informações sobre a morte do delegado Marco Torres

Brumado: ‘Os vereadores do bairro são oposição, mas o povo tem que ser a situação da vez’, protestam moradores da Benjamim Santos

Lia Teixeira comemora assinatura do convênio da FUNASA para inícios das obras do sistema de abastecimento de Cristalândia e região

Brumado: Superintendência Municipal de Trânsito e Transportes intensifica ações em frente às escolas

Avicii, DJ e produtor sueco, morre aos 28 anos

Vereador Elias Piau faz requerimento verbal ao Executivo solicitando a capina e a limpeza de vários bairros da cidade

Coordenador do Polo da UAB/Brumado participa de 'Encontro do Fórum Nacional de Coordenadores Estaduais' em Gramado (RS)

Brumado: Vacinação contra gripe começa na próxima segunda-feira (23)

Destruída pelas chuvas há cinco meses, motoristas apontam perigo causado por buracos na Av. Lindolfo Brito

Moradores da Rua São Judas Tadeu, no bairro São Jorge pedem com urgência a pavimentação da via

Jacobina: Professora aparece em vídeo gravado por ela mesma ameaçando criança em creche

Brumado: Prefeito, vice e 7 vereadores anunciam apoio à pré-candidatura de Márcio Moreira

Itagibá: Ciganos são detidos com armas, carros, joias e mais de R$ 18 mil

Com acúmulo de reclamações Coelba lança novo aumento no domingo (22)

Vitória derrota Internacional nos pênaltis e se classifica para as oitavas da Copa do Brasil



BUSCA PELA CATEGORIA "Editorial "

Cena Regional: Cidades de Brumado e Guanambi se tornam objeto de comparação nas redes sociais

As comparações entre Brumado e Guanambi voltaram ao cenário das discussões (Fotocomposição: 97NEWS)

As comparações entre os municípios de Brumado e Guanambi, que são duas forças da região sudoeste, são praticamente inevitáveis, já que existe uma disputa salutar para ver quem se estabelecerá definitivamente como o grande pólo microrregional. Diante das analogias, algumas considerações inquestionáveis devem ser feitas, pois, Guanambi, além de ter uma população maior que Brumado, beirando já os 100 mil habitantes, obteve conquistas históricas, principalmente nas áreas de Educação e Saúde, com uma complexa rede de Saúde que conta com UTI, ou seja, com atendimento em alta, média e baixa complexidade, como também universidades públicas e particulares que oferecem inúmeras disciplinas cada vez mais atrativas e atualizadas, que, inclusive, são cursadas por brumadenses, muitos dos quais acabam indo ir residir na cidade. Com uma força política muito robusta, com vários deputados, tanto na esfera estadual, como federal, Guanambi caminha a passos largos para um desenvolvimento invejável, fruto de uma união de forças, que, mesmo que tenham o enfrentamento na arena política, se unem nas questões vitais, mostrando uma consciência que é o condão para a proatividade. Já em Brumado, infelizmente, o cenário é diferente e, porque não dizer, antagônico, pois o município ainda luta com "unhas, dentes e foices" para conquistar a sua tão sonhada UTI, que já era para estar em funcionamento, mas, ainda está no campo das promessas, pois, apesar de possuir a logística para tal, vem esbarrando na burocracia e até nas rejeições de membros da consórcio dos municípios pactuados. Na Educação, apesar de ter conquistado o campus do IFBA, a "terra do minério" ainda possui somente um campus universitário que é o da UNEB, o qual oferece os cursos de Letras e Direito, este último que ainda tem sobre si o manto do suspense da sua permanência. Esses dois elementos já seriam necessários para uma comparação, mas não podemos deixar de falar na área política, pois a representatividade nesta área deixa muito a desejar, tanto que Brumado não tem nem um deputado que é filho da terra, que defenda o seu torrão natal de forma intransigente. Os brumadenses, que vem mostrando, ao longo do tempo, um perfil de eleitores vulneráveis, que, na maioria das vezes, acabam fazendo escolhas sob o prisma da individualidade, se tornam vítimas de si mesmos, vindo a sofrer da "síndrome do paraquedismo", tanto que, agora, terão que dividir uma das suas maiores conquistas, que é a Barragem de Cristalândia, com outros municípios da região, valendo a ressalva que a segunda etapa da obra ainda não foi garantida pelo governo do Estado. A falta de representatividade é tão indiscutível, que, Brumado, pelo menos até agora, está fora da rota das viagens do governador Rui Costa, que visitou praticamente todas as cidades da região, mas vem deixando de fora o município, tanto que alguns garantiram que o chefe do executivo baiano estaria aqui em novembro, mas na agenda oficial não tem nenhuma confirmação até o momento. Então, diante disso, ficam os inevitáveis questionamentos: o que o governador irá trazer para Brumado?; o que ele iria anunciar de bom para a população que votou nele maciçamente?; onde está, pelo menos a UTI, que é a urgência das urgências?. São perguntas que ficam no ar, além de outras tantas. Mas, para finalizar, não podemos nos esquecer das entradas das duas cidades que foi o mote desta veiculação, pois, como pode se ver nas fotos, a comparação é flagrante e indiscutível e exprime a diferença brutal, tanto que nas redes sociais crescem as críticas quanto ao estado caótico que mostra a placa dizendo bem vindo a Brumado e, ao lado, um lixão, uma imagem inquestionável que nos remete ao ditado que diz "a primeira impressão é a que fica". Que, apesar desse vácuo, este período venha a se encerrar o quanto antes e seja inaugurada uma nova era de progresso e desenvolvimento para o município, pois, outra chance está por vir, com as eleições de 2018, onde os eleitores brumadenses poderão ter mais consciência em suas escolhas e não pensar de forma subjetiva, mas, sim, no coletivo. Como diz a canção do grande Gilberto Gil "andar com fé eu vou que a fé não me ensina a falhar".