ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

Luto: Sepultada a jovem universitária Letícia Santos, vítima de acidente na BA-263 em Itapetinga

Solidariedade: Adquira o seu kit da 'Caminhada Passos que Salvam' na Padaria Divina

Ciclistas brumadenses do MTB fazem bonito no Iº Desafio dos Gerais em Caetité

Novas mudanças nas certidões de nascimento, casamento e óbito passam a valer nesta terça

Aluna brumadense conquista `XVI Prêmio Denatran´ na faixa etária até 12 anos e 11 meses

Solteira sim, sozinha nunca: Pesquisa diz que mulheres se sentem mais felizes solteiras que os homens

Lava Jato: PF ataca corrupção na Transpetro na 47ª fase da operação; uma pessoa foi presa na Bahia

Bahia: Combustível continua caro porque distribuidora não repassou reajuste

Zé Carlos de Jonas agradece a administração municipal pelas obras de reestruturação do riacho que serve a Lagoa de Tamboril

Acusado de 'gestão temerária', Ivã de Almeida deve renunciar ao cargo de presidente do Vitória

PGR defende manutenção de prisão de Geddel Vieira Lima

'Essa cobrança da energia dos poços tem que ser revista com urgência', afirma vereador Zé Ribeiro

Presos fogem de complexo policial superlotado no município de Alagoinhas

Léo Vasconcelos, presidente da Câmara de Vereadores promulga lei que eleva Umburanas, Samambaia e Arrecife a categoria de distritos

Glória Maria diz que o próprio negro se discrimina

Vereadora Lia Teixeira intensifica agenda de trabalho na busca de novas conquistas para o meio rural de Brumado

Em protesto contra Embasa, moradores dos Olhos d'Água colocam enfeites natalinos em galho de árvore deixado em buraco aberto

Consciência negra: confira dez negros baianos que fazem sucesso no cenário nacional

CCJ pode votar na quarta-feira legalização de jogos de azar

Nos pênaltis, Laranja leva o título do 14º Campeonato de Futebol do Bairro São Félix



BUSCA PELA CATEGORIA "Editorial "

Cena Regional: Cidades de Brumado e Guanambi se tornam objeto de comparação nas redes sociais

As comparações entre Brumado e Guanambi voltaram ao cenário das discussões (Fotocomposição: 97NEWS)

As comparações entre os municípios de Brumado e Guanambi, que são duas forças da região sudoeste, são praticamente inevitáveis, já que existe uma disputa salutar para ver quem se estabelecerá definitivamente como o grande pólo microrregional. Diante das analogias, algumas considerações inquestionáveis devem ser feitas, pois, Guanambi, além de ter uma população maior que Brumado, beirando já os 100 mil habitantes, obteve conquistas históricas, principalmente nas áreas de Educação e Saúde, com uma complexa rede de Saúde que conta com UTI, ou seja, com atendimento em alta, média e baixa complexidade, como também universidades públicas e particulares que oferecem inúmeras disciplinas cada vez mais atrativas e atualizadas, que, inclusive, são cursadas por brumadenses, muitos dos quais acabam indo ir residir na cidade. Com uma força política muito robusta, com vários deputados, tanto na esfera estadual, como federal, Guanambi caminha a passos largos para um desenvolvimento invejável, fruto de uma união de forças, que, mesmo que tenham o enfrentamento na arena política, se unem nas questões vitais, mostrando uma consciência que é o condão para a proatividade. Já em Brumado, infelizmente, o cenário é diferente e, porque não dizer, antagônico, pois o município ainda luta com "unhas, dentes e foices" para conquistar a sua tão sonhada UTI, que já era para estar em funcionamento, mas, ainda está no campo das promessas, pois, apesar de possuir a logística para tal, vem esbarrando na burocracia e até nas rejeições de membros da consórcio dos municípios pactuados. Na Educação, apesar de ter conquistado o campus do IFBA, a "terra do minério" ainda possui somente um campus universitário que é o da UNEB, o qual oferece os cursos de Letras e Direito, este último que ainda tem sobre si o manto do suspense da sua permanência. Esses dois elementos já seriam necessários para uma comparação, mas não podemos deixar de falar na área política, pois a representatividade nesta área deixa muito a desejar, tanto que Brumado não tem nem um deputado que é filho da terra, que defenda o seu torrão natal de forma intransigente. Os brumadenses, que vem mostrando, ao longo do tempo, um perfil de eleitores vulneráveis, que, na maioria das vezes, acabam fazendo escolhas sob o prisma da individualidade, se tornam vítimas de si mesmos, vindo a sofrer da "síndrome do paraquedismo", tanto que, agora, terão que dividir uma das suas maiores conquistas, que é a Barragem de Cristalândia, com outros municípios da região, valendo a ressalva que a segunda etapa da obra ainda não foi garantida pelo governo do Estado. A falta de representatividade é tão indiscutível, que, Brumado, pelo menos até agora, está fora da rota das viagens do governador Rui Costa, que visitou praticamente todas as cidades da região, mas vem deixando de fora o município, tanto que alguns garantiram que o chefe do executivo baiano estaria aqui em novembro, mas na agenda oficial não tem nenhuma confirmação até o momento. Então, diante disso, ficam os inevitáveis questionamentos: o que o governador irá trazer para Brumado?; o que ele iria anunciar de bom para a população que votou nele maciçamente?; onde está, pelo menos a UTI, que é a urgência das urgências?. São perguntas que ficam no ar, além de outras tantas. Mas, para finalizar, não podemos nos esquecer das entradas das duas cidades que foi o mote desta veiculação, pois, como pode se ver nas fotos, a comparação é flagrante e indiscutível e exprime a diferença brutal, tanto que nas redes sociais crescem as críticas quanto ao estado caótico que mostra a placa dizendo bem vindo a Brumado e, ao lado, um lixão, uma imagem inquestionável que nos remete ao ditado que diz "a primeira impressão é a que fica". Que, apesar desse vácuo, este período venha a se encerrar o quanto antes e seja inaugurada uma nova era de progresso e desenvolvimento para o município, pois, outra chance está por vir, com as eleições de 2018, onde os eleitores brumadenses poderão ter mais consciência em suas escolhas e não pensar de forma subjetiva, mas, sim, no coletivo. Como diz a canção do grande Gilberto Gil "andar com fé eu vou que a fé não me ensina a falhar".