ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

É hoje (26): Forró do Bode 2018

Brumado: Greve dos caminhoneiros continua e movimento ganha cada vez mais apoio popular

Governo publica decreto que autoriza uso das Forças Armadas para liberar rodovias

26 de Maio: Dia Nacional de Combate ao Glaucoma; saiba como se prevenir

PM nega suspensão de patrulhamento na Bahia e define estratégia de segurança

Fligê 2018 amplia programação e participação de jovens

AGU pede que STF declare greve dos caminhoneiros ilegal

Brumado: Agroamigo realiza 'Calendário do Bem 2018'

Brumado: Prefeitura divulga programação dos festejos do aniversário da cidade

Sindicato comunica que não tem mais gasolina nos postos da Bahia

‘Bairro está esquecido com ruas esburacadas, muito mato, sem UBS e sem quadra de esportes’, afirmam moradores do Esmeraldas

Exército escolta caminhão até Reduc na 1ª ação após anúncio de Temer

Pastor da Igreja Adventista do Sétimo Dia usa Tribuna Livre da Câmara para falar sobre projeto Impacto Esperança

'Senado está de plantão para resolver greve', diz Eunício

Presidente do Sindicato dos caminhoneiros na Paraíba diz que Temer acaba de decretar ‘guerra civil’: “O que vier a gente vai enfrentar”

Temer diz que governo acionou 'forças federais' para desbloquear estradas

Brumado: Caminhoneiros defendem ‘Intervenção Militar Já’

Brumado: 5º dia da Greve dos Caminhoneiros confirma união da categoria e repulsa aos sindicatos

Em pronunciamento no Legislativo, vereadora Lia Teixeira externa o seu apoio aos caminhoneiros

Embasa recomenda economia de água durante greve dos caminhoneiros



BUSCA PELA CATEGORIA "Curiosidades"

Cantor Zezé Di Camargo fica ilhado em enchente na cidade de Goiânia e é resgatado por bombeiros

Foto: Reprodução

O cantor Zezé Di Camargo passou por uma situação arriscada nesta segunda-feira (29). O sertanejo ficou preso em uma enchente em uma avenida de Goiânia, e precisou ser salvo pelos bombeiros. O cantor estava no banco de passageiros de um carro de luxo com mais três amigos. O veículo “morreu” quando tentou passar pelo alagamento. O sertanejo publicou vídeos em seu perfil no Instagram ilhado no meio da rodovia com seus amigos. Zezé parecia desesperado, mas encarou a situação com bom humor. “Gente, olha o que aconteceu com um amigo meu em uma BMW zero quilômetro! Inundou nosso carro e estamos ilhados! Caiu um pé d’água aqui! Olha onde está a água! E nós ilhados, não conseguimos sair, parados aqui. Comecem a rezar por mim aí, gente, pelo amor de Deus!” disse Zezé. O sertanejo conseguiu sair do veículo com a ajuda do Corpo de Bombeiros. Ele tirou o par de tênis e andou descalço pela rodovia. O cantor ainda publicou um vídeo com a equipe que o resgatou e agradeceu pela ajuda. Assista:



Rainha do Carnaval: 12 candidatas são selecionadas para a final do concurso

A primeira seleção para o concurso Rainha do Carnaval 2018 aconteceu neste sábado (27/1). De 45 candidatas, apenas 12 foram selecionadas para a grande final, a partir da escolha de um júri técnico composto por oito profissionais. A final será realizada na próxima quinta-feira (1/2), no Fiesta Bahia Hotel, Pituba. O concurso é promovido pelo Fórum Internacional de Comunicação, Ecologia e Turismo (Ficet), e organizado por Gorgônio Loureiro, presidente do grupo. A vencedora, além de ganhar a faixa de Rainha do Carnaval, também será agraciada com um prêmio em dinheiro e uma passagem com direito a acompanhante para a Europa.



Cuidado: Novo golpe do falso emprego circula no WhatsApp

(Reprodução)

Está circulando por mensagens encaminhadas no WhatsApp um novo golpe de falso emprego. A mensagem promete vagas para seis cargos na Cacau Show com salário de até R$ 1.502 e pede preenchimento de cadastro para processo seletivo. O golpe já atingiu mais de 1 milhão de pessoas no Brasil, segundo levantamento da empresa de segurança PSafe. A mensagem tenta obter informações pessoais dos usuários, além de incentivar os “candidatos” a compartilhar o conteúdo com contatos e grupos da rede social. A Cacau Show usou seu perfil oficial no Facebook para divulgar que a informação sobre vagas é falsa. A empresa informou ainda que só utiliza canais oficiais como Vagas.com, Catho e LinkedIn para seleções.



Facebook admite que redes sociais podem ameaçar democracia

(Foto: Reprodução)

O Facebook admitiu nesta segunda-feira (22/01/2018) que não pode oferecer garantias de que as redes sociais não representam um perigo para a democracia. A empresa, no entanto, afirmou que está fazendo de tudo para reduzir riscos de interferências em eleições. “Apesar de ser um otimista, não ignoro os perigos que a internet pode provocar, mesmo no seio de uma democracia que funciona bem”, disse o diretor de produto do Facebook Samidh Chakrabarti, num texto divulgado na rede social. O Facebook é alvo de críticas por fazer pouco para impedir a propagação de notícias falsas, as chamadas fake news, na plataforma. O tema tornou-se uma questão global após as acusações de que a Rússia tentou desta maneira influenciar as eleições nos Estados Unidos, França e Reino Unido. Moscou nega as acusações. Segundo Chakrabarti, o Facebook, que possui mais de 2 milhões de usuários, tem o dever moral de entender como sua tecnologia está sendo usada e o que deve ser feito para se tornar uma plataforma mais confiável possível. O diretor admitiu também que a empresa demorou em perceber que “pessoas mal-intencionadas estavam utilizando a plataforma de maneira abusiva”. Ele assegurou que o Facebook está trabalhando para neutralizar esses riscos. Chakrabarti lamentou ainda a maneira como a plataforma foi usada durante as eleições americanas em 2016. O Facebook identificou 80 mil mensagens criadas por agentes russo que alcançaram 126 milhões de pessoas em dois anos. Em um comunicado distinto, a encarregada das questões ligadas à política do grupo baseado na Califórnia, Katie Harbath, afirmou que a plataforma continua determina a combater as influências negativas e contribuir para o bem da democracia. Recentemente, a empresa anunciou que dará prioridade aos conteúdos publicados por familiares e amigos em detrimento dos perfis de empresas, marcas ou meios de comunicação social. No início do ano, fundador e presidente do Facebook, Mark Zuckerberg, reconheceu ter subestimado em 2016 o seu papel na propagação de informações falsas.

 



Bezerro nasce com marca de caveira na cabeça no interior da Bahia

Filhote virou sensação de Serrolândia, no interior da Bahia (Foto: Reprodução)

O nascimento de um bezerro chamou a atenção de fazendeiros do município de Serrolândia (a 320 km de Salvador). Isso porque o filhote tem uma marca de nascença, na área da cabeça, que lembra uma caveira de filme de terror. Segundo o blog Itamaraju Notícias, o fato foi descoberto por uma sobrinha de um agricultor da comunidade de Algodão. O homem, de acordo com o site local, não tinha percebido o sinal inusitado no filhote. Animada, a criança espalhou a novidade pela cidade e o bezerro virou a sensação da região, deixando os moradores intrigados e assustados.



'Whatsapp Business' para micro e pequenas empresas já está liberado no Brasil

Nova versão do comunicador online visa aperfeiçoar o atendimento das empresas com seus clientes, adicionando recursos exclusivos (Foto: Reprodução)

O WhatsApp Business agora está funcionando no Brasil. O aplicativo, lançado de forma oficial após um longo período de testes na última semana, é voltado para empresas que utilizem o serviço como forma de comunicação com clientes, oferecendo ferramentas mais avançadas para gestão de contatos do que a versão básica. O aplicativo especial permite a criação de um perfil empresarial com informações sobre o negócio. É possível, por exemplo, criar respostas rápidas para perguntas frequentes, ou então mensagens de saudação ou de ausência para quando não for possível responder imediatamente.A versão corporativa do aplicativo foi anunciada há alguns meses; apenas na semana passada ela começou a funcionar de forma oficial em alguns países, limitando-se, no lançamento, a Estados Unidos, Itália, Indonésia, Reino Unido e México. Agora o serviço opera no Brasil e na Alemanha. Ele ainda conta com estatísticas de mensagens para avaliação da eficiência do serviço, como o número de mensagens que foram lidas pelos usuários para dar uma ideia de como as coisas estão se saindo. Para usuários comuns, não é necessário fazer nenhum download especial, já que as mensagens são enviadas para o app convencional do WhatsApp. Por enquanto, o aplicativo está disponível apenas para Android. Para baixar o WhatsApp Business, basta acessar este link no Google Play.



Em programa da TV Aratu, vidente garante que ACM Neto vencerá as eleições 2018

Foto: montagem/Aratu Online

Depois de prever, ao vivo, a sua própria morte e a prisão do ex-presidente Lula, Carlinhos SOS fez mais revelações durante o programa da TV Aratu, QVP, nesta quarta-feira (24/1). O vidente falou ainda sobre Copa do Nordeste, Seleção Brasileira, política e o futuro de celebridades baianas. Questionado pelo apresentador do programa Ronda, Fábio Gomes, sobre a Copa do Nordeste 2018, Carlinhos foi enfático ao dizer que o Bahia ficará novamente com a taça. Em seguida, ainda no futebol, o vidente disse que a Seleção Brasileira não vai vencer a Copa do Mundo 2018. Segundo ele, o time de Tite pode ficar em terceiro ou quarto lugar e sua estrela principal, Neymar, corre risco de não jogar o mundial ou fazer apenas três partidas. Quando o quesito foi política, Carlinhos novamente foi firme ao fazer sua previsão: ACM Neto vence Rui Costa na corrida para o Governo Estadual. “O partido dele [Rui] vai ficar desgastado com a condenação de Lula”, informou. O futuro das celebridades baianas também foi abordado pelo vidente. Sem revelar nomes, ele disse que dois artistas baianos vão morrer ainda em 2018. Detalhe é que somente o apresentador Casemiro Neto soube os nomes.



Adolescência agora vai até os 24 anos de idade, e não só até os 19, defendem cientistas

Adolescentes russas celebram o fim das aulas do Ensino Médio em Sochi durante o 'Último Sino' (Foto: Mikhail Mordasov/AFP)

O fato de jovens estarem optando por estudar por um período de tempo mais longo, não só até a faculdade, assim como a decisão cada vez mais frequente de adiar casamento e maternidade/paternidade, estariam mudando a percepção das pessoas de quando a vida adulta começa, dizem pesquisadores australianos em um artigo publicado nesta semana na revista científica Lancet Child & Adolescent Health. Para eles, a redefinição da duração da adolescência seria essencial para assegurar que as leis que dizem respeito a esses jovens continuassem sendo asseguradas. Outros especialistas, no entanto, dizem que postergar o fim da adolescência pode mais adiante infantilizar os jovens. A duração da adolescência já chegou a ser alterada antes, quando se concluiu que, com os avanços da saúde e da nutrição, a puberdade iniciava antes do 14 anos, como se convencionava. Essa fase tem início quando uma parte do cérebro, o hipotálamo, ativa as glândulas hipófise e gônadas, que, entre outras coisas, liberam hormônios sexuais. Ela costumava acontecer por volta dos 14 anos, mas caiu gradualmente no mundo desenvolvido nas últimas décadas até o patamar de 10 anos. Como consequência, em países industrializados como o Reino Unido a idade média para a primeira menstruação de uma garota caiu quatro anos nos últimos 150 anos. Metade das mulheres agora fica menstruada pela primeira vez entre 12 e 13 anos. A biologia também é usada como argumento por aqueles que defendem que a adolescência termina mais tarde - e que dizem, por exemplo, que o corpo continua a se desenvolver. O cerébro continua se desenvolvendo depois dos 20 anos, trabalhando de maneira mais rápida e eficiente. E para muitos os dentes do siso não nascem até que complete 25 anos.

 

Adiando planos familiares

Os mais jovens também estão adiando o casamento e a maternidade/paternidade.

De acordo com o Escritório Nacional de Estatísticas do Reino Unidos, a idade média para o primeiro casamento de um homem era 32,5 anos em 2013 e de 30,6 para as mulheres na Inglaterra e no País de Gales. Isso significa um aumento de 8 anos desde 1973. No artigo que explica os motivos para o aumento da duração da adolescência, Susan Sawyer, diretora do Centro para a Saúde do Adolescente do Hospital Royal Children's em Melbourne, na Austrália, escreve: "Apesar de muitos privilégios legais da vida adulta começarem aos 18 anos, a adoção das responsabilidades e do papel de adulto geralmente acontece mais tarde". Ela diz que postergar o casamento, o momento de ter filhos e a independência financeira significa "semidependência", o que caracteriza que a adolescência foi estendida. No Brasil, a permanência por cada vez mais tempo dos jovens na casa dos pais é uma marca da chamada "geração canguru", nome dado pelo IBGE em 2013 ao fenômeno que engloba pessoas de 25 a 34 anos e que vem crescendo no país. Os dados foram divulgados na Síntese de Indicadores Sociais - Uma análise das condições de vida da população brasileira, com dados referetes ao intervalo entre 2002 e 2012.

Mudança nas leis

Essa mudança, pondera Sawyer, precisa ser levada em consideração pelos políticos, para que as leis e benefícios voltados a esse público sejam alterados. "Definições de idade são sempre arbitrárias, mas nossa atual definição de adolescência está excessivamente restrita", diz a cientista. Russell Viner, presidente da associação Royal College de pediatria e saúde infantil, diz que no Reino Unido a idade média para um jovem sair de casa é 25 anos. Ele apoia a ideia de que a adolescência seja estendida até os 24 anos e diz que os serviços no Reino Unido já levam isso em conta. Segundo ele, hoje as leis no Reino Unido consideram a idade de até 24 anos para o governo garantir a provisão de serviços para crianças e adolescentes que precisam de atendimento especial (seja por abandono ou outro motivo) e que têm necessidades especiais em termos educacionais.

Infantilizar os adultos

 

A socióloga da Universidade de Kent Jan Macvarish, que estuda paternidade, diz que há um perigo em estender o conceito de adolescência.

"Crianças mais velhas e jovens são moldados de maneira mais significativa pelas expectativas da sociedade sobre eles com o seu intrínseco crescimento biológico", ela diz.

"Não há nada necessariamente infantil em passar o início dos seus 20 anos no ensino superior ou tendo experiências no mundo do trabalho." E não deveríamos arriscar transformar o desejo deles por independência em uma patologia. "A sociedade deveria manter as expectativas mais altas em relação à geração seguinte", diz Macvarish.

Viner discorda dela e diz que ampliar a adolescência pode ser visto como dar poder aos jovens ao reconhecer as diferenças deles.

"Contanto que isso seja feito de uma posição de reconhecimento dos pontos fortes dos jovens e do potencial do desenvolvimento deles em vez de focar os problemas da adolescência."

 

CONTINUE LENDO


WhatsApp vai lançar nova versão; veja as mudanças

(Foto: Reprodução)

O WhatsApp tem feito testes desde o ano passado para mudar a forma como as pessoas conversam com as empresas. A nova versão 'WhatsApp Business' tem como objetivo auxiliar a comunicação entre as instituições e seus clientes, além de torná-la mais segura, pois os consumidores terão a certeza que vão falar com o perfil profissional. O modelo do App vem chamando a atenção de companhias e do público, pois ele também permitirá que o dono da conta Business acompanhe as estatísticas sobre as mensagens mais lidas e isso facilitará a determinação das estratégias de comunicação que funcionam. Segundo o escritório do WhatsApp no país, os profissionais que participam do programa de MEI (Microempreendedor Individual) também poderão criar perfis business. O serviço é gratuito e deve chegar ao Brasil dentro de um mês, mas o WhatsApp admite que poderá cobrar pelos serviços e funções adicionais.



Efeito Waack: Globo cobrará multa milionária de contratado em 'comportamento anti-ético'

(Foto: Reprodução)

A Globo enviou a seus principais jornalistas um adendo contratual impondo uma cláusula que prevê punição com demissão e multa milionária em casos de desvio por “comportamento ético” e “quebra de confidencialidade”. O documento, apresentado em dezembro, foi consequência do vazamento de vídeo, um mês antes, em que William Waack fez uma declaração racista que lhe custou o emprego no Jornal da Globo. Isso quer dizer que racismo, assédio sexual (como o episódio envolvendo o ator José Mayer) e qualquer ato que possa ser enquadrado como desvio de “comportamento ético” agora é tão grave quanto romper contrato para trabalhar na Record ou no SBT, situação em que a Globo costuma cobrar uma multa de vários milhões de reais.



Haddad sugere que Viagra passa a ser vermelho para homenagear 'T' de Lula pelo Brasil

(Foto: Reprodução)

O ex-prefeito Fernando Haddad (PT) fez gracejo com o "tesão de 20" anos autoproclamado pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Segundo a colunista Mônica Bergamo, no ato que aconteceu em São Paulo, nesta quinta-feira (18), o petista sugeriu: "Eu, se fosse esse laboratório que faz o Viagra, pintava ele de vermelho em homenagem a você, Lula. Porque é você que dá tesão nesse país. Já o candidato do PSOL ao governo de São Paulo em 2014, Gilberto Maringoni, disse no palco ser "bom" o nervosismo do mercado com a possível volta do petista. "O mercado tá nervoso? Que vá comprar Rivotril!", afirmou.



Jornalista global se demite após 18 anos para investir em bitcoin

(Foto: Reprodução TV Globo)

Mais um jornalista se demitiu da Globo para seguir novos projetos. Dessa vez foi Ginez Cesar, da TV Morena, afiliada no Mato Grosso do Sul. Ele estava na emissora há 18 anos e desde 2010 apresentava o "Bom Dia MS". Ele chorou ao se despedir dos telespectadores na sexta-feira (19). "Foi muito difícil. Até agora fico balançado, porque a empresa é ótima, não posso reclamar. Chegou o momento em que a gente amadurece. Tenho 42 anos e comecei na TV aos 20 e poucos. Construí minha carreira aqui. Só agora, com a maturidade, me permiti tomar decisões diferentes", explicou o jornalista. Na sexta, Ginez foi homenageado, relembrou a trajetória e passou o programa para o sucessor, Átilla Eugênio Rocha. Ele foi aplaudido pela equipe. O jornalista nasceu em Sorocaba, São Paulo, e foi para o Mato Grosso do Sul com a oportunidade de cobrir as férias de um profissional de lá. Acabou ficando efetivado na tv local, casou por lá e teve duas filhas. Ele explica que a rotina de jornalista exige muito e sua família pesou na decisão de mudar de setor. "O principal motivo é pessoal. Tive vários problemas de saúde com a família, minha mulher passou por uma segunda cirurgia, e no jornalismo temos uma rotina pessada, aos feriados, Natal, Ano-Novo, domingos. Depois de 18 anos, decidi que queria ser mais dono da minha agenda".  Agora, Ginez vai se dedicar a ser investidor no mercado virtual. Há um ano ele investe em criptomoedas. "O negócio começou a crescer, ganhar dimensão. Aumentou o percentual de trabalho, estava criando um grupo bastante denso e tinha pouco tempo para todas as coisas. Encontrei outra fonte de renda que me permitiu tomar essa decisão", acrescenta. Ele estudou o assunto e agora também presta consultoria para novos investidores do setor.



PRE-PA-RA: Robô sexual poderá ter órgão biônico e inteligência artificial já em 2018

(Foto: Reprodução)

Se as bonecas infláveis tiveram um upgrade para robôs realistas que imitam uma mulher, por que não há ainda uma alternativa ultratecnológica que venha com pênis? A empresa norte-americana Realbotics quer mudar isso e o resultado pode ser lançado ainda neste ano. A ideia de um robô sexual masculino pode soar muito “Black Mirror”, mas tem sido propagandeada por Matt McMullen, CEO da Realbotics. O que ele quer? Criar um robô com pau biônico, que seja melhor do que um vibrador. A empresa já lançou a Harmony, uma robô que custa a bagatela de 15 mil dólares (cerca de R$ 48.500). Com inteligência artificial — assim como a assistente virtual Siri —, ela não só é capaz de conversar, mas está lá para transar com seu dono também.



Facebook anuncia mudanças: feed usuários prioriza interações sociais

(Foto: Reprodução)

O Facebook começou a mudar a forma como filtra mensagens e vídeos no News Feed, dando início ao que o presidente-executivo da marca, Mark Zuckerberg, disse ser uma série de mudanças no design da maior rede social do mundo. Zuckerberg, em uma abrangente mensagem no Facebook, informou que a empresa vai mudar o filtro do News Feed para priorizar o que os amigos e a família compartilham, reduzindo a quantidade de conteúdo não publicitário de publicações e marcas. O Facebook tem priorizado o material que seus complexos algoritmos de computador pensam que as pessoas vão se envolver com comentários, “curtir” ou outras formas de mostrar interesse. Mas essa lógica está com os dias contados.  “Estou mudando o objetivo que eu atribui a nossas equipes de produtos para que deixem de se concentrar em ajudá-lo a encontrar conteúdo relevante para ajudar você a ter interações sociais mais significativas”, escreveu Zuckerberg. A mudança provavelmente significará que o tempo que as pessoas gastam no Facebook e algumas medidas de engajamento vão cair no curto prazo, disse o cofundador, acrescentando que a mudança será melhor para os usuários e para o negócio no longo prazo. O Facebook foi criticado por ter priorizado informações enganosas e desinformação nos feeds das pessoas, influenciando as eleições presidenciais dos Estados Unidos de 2016, bem como o discurso político em muitos países. “Nós sentimos uma responsabilidade para garantir que nossos serviços não sejam apenas divertidos de usar, mas também sejam bons para o bem-estar das pessoas”, escreveu Zuckerberg. Com mais de 2 bilhões de usuários mensais, o Facebook é a maior rede social do mundo. É também uma das maiores empresas do mundo, com receita de 36 bilhões de dólares, principalmente de publicidade, nos 12 meses encerrados em 30 de setembro. Mudança de conteúdo não publicitário produzido por empresas é um golpe potencialmente grave para as organizações de notícias, muitas das quais usam o Facebook para atrair leitores, mas Zuckerberg disse que muitos desses posts não são saudáveis. “Algumas notícias ajudam a iniciar conversas em questões importantes. Mas muitas vezes hoje, assistir a vídeos, ler notícias ou obter uma atualização de página é apenas uma experiência passiva”, escreveu ele.



Vai, malandra: Bronzeamento com fita adesiva vira febre entre as mulheres

(Foto: Reprodução)

Antes mesmo do lançamento do clipe 'Vai Malandra', no qual a cantora Anitta aparece com biquíni feito com fita isolante, várias soteropolitanas já tinham aderido à moda da 'marquinha perfeita'. Algumas casas de estética já realizam este procedimento e todas as empreendedoras deste negócio garantem que o novo tipo de bronzeamento é um sucesso. Há um ano, a esteticista Alexandra Melo percebeu a procura das pessoas por este tipo de procedimento (o bronzeamento com fita adesiva) e resolveu investir: fez o curso de personal bronzer e montou o 'Salvador Bronze', local onde realiza este tipo de bronzeamento. "Para ter o resultado ideal, é recomendado pelo menos três sessões de bronzeamento, mas cada cliente tem um tratamento específico, pois depende do tipo de pele de cada uma", explicou. Alexandra ainda comentou que o procedimento é feito na laje do estabelecimento, com a luz natural, onde são aplicados nas clientes produtos que auxiliam no bronzeamento. Segundo ela, todos os produtos utilizados são autorizados pela (Anvisa)."Nós preenchemos uma ficha sobre a cliente, na qual ela indica quais são suas restrições. Em seguida, os profissionais montam o biquíni no corpo dela, aplicam o acelerador de bronzeamento e as fiscalizam no horário de banho de sol, que não passa de duas horas. Em seguida realizamos o banho de lua, que consiste no clareamento dos pelos da cliente", disse Ludmila.  Esta empresa conta ainda com uma inovação: os biquínis de fita adesiva são personalizados, perfeitos para quem quer tirar aquela selfie utilizando a nova moda do Verão. Segundo a dermatologista Cristiana Silveira, o bronzeamento com fita adesiva no qual a pessoa é exposta ao sol oferece os mesmo riscos que já conhecemos quando nos expomos a qualquer radiação solar. O que aumenta as chances de alguma complicação na pele é o uso do bronzeador.  "O bronzeamento pela luz natural pode ser potencializado através do uso de substâncias aceleradoras do bronzeado, chamadas de bronzeadores. Estes produtos conseguem potencializar os efeitos desejados, no caso o bronzeado, e os indesejados também. O risco de queimaduras, o câncer e as manchas de pele aumentam muito quando nos expomos ao sol com um bronzeador", explica a médica. 



Viralizou: Peixe frito aparece em vídeo se mexendo e intriga internautas

Foto: Reprodução

Um vídeo em que um peixe frito aparece se mexendo tem causado na Internet. O peixe em questão seria servido para um cliente, na cidade de Hengyang, que fica na província de Hunan, sudeste da China. As imagens foram divulgas na rede social chinesa Weibo. O site de notícias científicas IFL Science informou que mesmo fora do comum, alguns animais após serem mortos, seus corpos demoram um pouco para “saber” que está morto. “Imediatamente após a morte, os neurônios do movimento mantêm algum potencial de membrana, ou uma diferença na carga de íons, o que iniciar um efeito dominó na rede neural, gerando o movimento”, esclarece o site. Veja o vídeo abaixo:



Rapidinho: Gel com nitroglicerina funciona 12 vezes mais rápido que o viagra

(Foto: Reprodução)

A nitroglicerina é um líquido sem cor e sem cheiro que, dependendo da quantidade, pode funcionar como explosivo. Agora, testes realizados no University College Hospital, em Londres, concluíram que a substância pode ser utilizada num gel anti-impotência, que está a ser testado e tem tido bons resultados. De acordo com os resultados do estudo e dos testes, o gel com nitroglicerina é 12 vezes mais rápido que o viagra e 44% dos homens que participaram no estudo tiveram uma ereção em cinco minutos. Dos 220 testes feitos, 70% tiveram sucesso em 10 minutos. Além disso, o gel poderá funcionar cerca de 12 vezes mais rápido que o viagra. Ao The Sun, o urologista David Ralph explicou que as vantagens do novo produto são uma "potencial ação rápida e facilidade de uso". Para o especialista, o gel pode "aumentar o nível de intimidade entre os casais".  Contudo, existem efeitos secundários, como dores de cabeça. Os especialistas, no entanto, afirmam que vão alterar ligeiramente a "receita", de maneira a garantir melhores resultados e menos efeitos prejudiciais. Segundo os mesmos, o gel poderá estar à venda já no próximo ano, e poderá custar pouco mais de um euro.



Haja Criatividade: Vibrador transmite o orgasmo ao vivo por vídeo

(Foto: Divulgação)

Uma nova tecnologia vem ocupando um espaço inimaginável na vida das pessoas: o vibrador com wifi que filma, fotografa e transmite as imagens em tempo real para o celular. O produto foi desenvolvido pelo setor médico, mas passou rapidamente a ser vendido nas lojas de sexy shop. A brincadeira, no entanto, não é para qualquer um: o produto custa R$ 1.600. Mas tem seus fãs.  A gente vendeu uns 200 no ano passado. Ele tem uma luzinha na ponta. Funciona assim: a mulher pode fazer uma dança sensual brincando com o vibrador e transmite as imagens para o companheiro. E ele vê tudo — diz Mirna Zelioni, da loja Love Toys: — As imagens são tão boas que já vendemos até para dentistas usarem em exames. A sexóloga Vanessa de Oliveira, conhecida como Mulher Magnética, afirma que essa é a onda do momento. Ela entende que as pessoas têm uma progressão do interesse sexual e que o sexo virtual já virou rotina. — Uma hora cansa e você precisa trocar. A gente gosta de variedade. Depois vai ser a onda de outra coisa. E assim as pessoas vão trocando o interesse delas — afirmou Vanessa, que só indica para casais que já mantém um relacionamento: — O interesse sexual das pessoas é progressivo.  Começa com papai e mamãe e vai indo para um monte de coisas diferente para uma pornografia mais picante. Então, a pornografia é um estímulo sexual forte para um casal que está há muito tempo junto. A novidade, no entanto, não convence todo mundo. A Mulher Melão é uma que resiste à ideia. — A mulher tem que procurar seu prazer para ensinar ao homem o que ela gosta. Mas esse negócio de foto lá dentro acho besteira — diz. A musa Alessandra Matos também não animou. — Eu sinceramente preferia está fazendo outras coisas ao invés de perder meu tempo tirando selfie de dentro da periquita. Poderia até fazer uma vez por curiosidade, mas prefiro ficar no vuco vuco mesmo — opina.



Garrafa de vodca de R$ 4,2 milhões roubada em Copenhague é achada vazia

Garrafa de vodca avaliada em R$ 4,2 milhões foi furtada na Dinamarca (Foto: Scanpix Denmark/Brian Ingberg/via REUTERS)


A garrafa de vodca avaliada em 1,1 milhão de euros (cerca de R$ 4,2 milhões) que foi roubada há 4 dias de um bar de Copenhague foi achada em bom estado, mas vazia, informou nesta sexta-feira (5) a polícia da Dinamarca. A garrafa, da marca Russo Baltique, é única na sua classe, feita com três quilos de ouro e de prata e com uma fita de couro com o desenho do primeiro carro Monte Carlo de 1912 na parte superior, o que a transforma na mais cara do mundo, segundo declarou à imprensa dinamarquesa o dono do bar, Brian Ingberg. As autoridades revelaram que a garrafa foi achada por um operário da construção junto a uma obra em Charlotenlund, ao norte da capital dinamarquesa. "Agora a garrafa está em poder da polícia, aparentemente intacta, para ser examinada", consta em um comunicado oficial na rede social Twitter. Ingberg, que diz que possui a maior coleção de vodca do mundo com cerca de 12 mil garrafas, explicou que a Russo Baltique fazia parte de seu mostruário há seis meses e que era um empréstimo do fabricante de automóveis letão Dartz, propriedade do milionário russo Leonard F. Yankelovich. "Falei com Leon e ele também está muito contente com o achado. Na verdade é a garrafa que tem valor, podemos colocar vodca na Rússia", afirmou à edição digital do tablóide "Ekstra Bladet". O roubo ocorreu na madrugada entre segunda-feira e terça-feira e foi realizado supostamente por dois encapuzados capturados pelas câmaras de segurança, que abriram a cerca e a porta de entrada do porão do bar com uma cópia da chave, o que dirige as suspeitas para algum ex-funcionário.



Fim da internet neutra pode criar distorções e estimular 'fake news'

Foto: Reprodução

Uma visão distorcida do mundo pode surgir em breve na tela de computadores, tablets e celulares americanos. Depois da revogação das leis que protegiam a chamada neutralidade da internet, em dezembro, o Vale do Silício e consumidores do país se preparam para enfrentar uma era em que a via expressa da informação corre o risco de se tornar uma viela cheia de pedágios e pistas enganosas. "Estou decepcionada e horrorizada. Estamos entregando essa infraestrutura coletiva nas mãos do monopólio burocrático que são as companhias de telefone e de televisão a cabo", diz Lisa Gansky, uma das maiores investidoras de empresas de tecnologia na Califórnia. "É o começo do fim da internet." O medo é que as empresas, que em tese ficarão livres para cobrar taxas de sites para que seu conteúdo apareça mais ou de forma mais veloz, possam moldar a experiência de quem usa a rede para ler notícias, fazer compras e ver filmes e programas de TV - ou seja, quase todo mundo. Desde que a internet surgiu, na década de 1990, provedores do serviço não podiam priorizar um site em detrimento de outro - o cliente pagava um preço para acessar a rede e via o que quisesse com a mesma qualidade. Há três anos, no governo de Barack Obama, os Estados Unidos aprovaram uma lei para preservar essa proteção, mas a medida acaba de ser anulada pela administração de Donald Trump, que vem prometendo desregulamentar setores da economia desde sua corrida para ocupar a Casa Branca.

Comsequências

Mas nada até o momento tem o poder de fogo do fim da neutralidade da rede, decisão que pode aprofundar a polarização ideológica do país e abrir um precedente perigoso para o resto do mundo —teles brasileiras, por exemplo, já tentam negociar uma mudança das regras.
"Enquanto o mundo caminha para defender a neutralidade da rede, os Estados Unidos vão na contramão", diz Joacim Tag, pesquisador do Instituto de Economia Industrial, em Estocolmo.
Nos EUA da internet controlada, as "fake news" poderão crescer e se multiplicar em ritmo ultraveloz, já que qualquer empresa de mídia vai poder pagar para fazer seu conteúdo aparecer mais ou ser até bloqueada em lugares onde a companhia dona da banda larga não concorda com sua visão política.
"É um retorno a uma economia velha. É uma tentativa de controlar informação que vai além das 'fake news'. Virou um esforço para moldar a realidade", diz Gansky.
Embora a briga esteja longe do fim, com processos se acumulando na Justiça para tentar reverter a decisão da agência que regula as telecomunicações nos Estados Unidos, o clima é de apreensão.
Num mercado concentradíssimo, dominado por empresas como Comcast, AT&T e Verizon, especialistas não descartam a possibilidade de ver surgir um panorama limitado de informações, em que a visibilidade de uma notícia está atrelada aos interesses econômicos dos provedores.
"Vamos ver um quadro distorcido no lugar do que vemos agora", resume Nicholas Economides, um pesquisador da neutralidade da rede na Universidade de Nova York.
"Empresas de mídia vão pagar para aparecer mais enquanto outras vão ficar em desvantagem. É uma complicação séria para a disseminação da informação", acrescenta. "E mesmo que essa seja uma decisão dos americanos, ela pode ter um impacto mundial, já que muitos países imitam nossa legislação."

Vale do Silício

O fim da internet neutra também pode estancar o crescimento do Vale do Silício. Pequenas empresas, como aplicativos de comércio on-line, vão ter mais dificuldade para acessar consumidores se tiverem de pagar essa espécie de pedágio a provedores.
Enquanto a indústria da tecnologia floresce a todo vapor na Europa –a Finlândia debate classificar o acesso à internet como um direito humano e a Estônia pôs todo seu governo on-line— e em países emergentes, como México, Índia e Nigéria, a Califórnia corre o risco de virar um deserto para os tipos criativos.
"Não foi Deus quem decidiu que os Estados Unidos seriam os líderes tecnológicos do planeta. Isso tem a ver com nossa política. Se mudam as regras, podemos pôr tudo a perder", diz Benjamin Hermalin, da Universidade da Califórnia, em Berkeley.
Esse risco, aliás, joga luz sobre modelos alternativos de regular esse mercado. O Reino Unido, por exemplo, proíbe que as empresas donas da infraestrutura da banda larga, como os cabos de fibra óptica, sejam as mesmas a explorar esses serviços, o que garante maior competição.

CONTINUE LENDO