ÚLTIMAS NOTÍCIAS:

É hoje (26): Forró do Bode 2018

Brumado: Greve dos caminhoneiros continua e movimento ganha cada vez mais apoio popular

Governo publica decreto que autoriza uso das Forças Armadas para liberar rodovias

26 de Maio: Dia Nacional de Combate ao Glaucoma; saiba como se prevenir

PM nega suspensão de patrulhamento na Bahia e define estratégia de segurança

Fligê 2018 amplia programação e participação de jovens

AGU pede que STF declare greve dos caminhoneiros ilegal

Brumado: Agroamigo realiza 'Calendário do Bem 2018'

Brumado: Prefeitura divulga programação dos festejos do aniversário da cidade

Sindicato comunica que não tem mais gasolina nos postos da Bahia

‘Bairro está esquecido com ruas esburacadas, muito mato, sem UBS e sem quadra de esportes’, afirmam moradores do Esmeraldas

Exército escolta caminhão até Reduc na 1ª ação após anúncio de Temer

Pastor da Igreja Adventista do Sétimo Dia usa Tribuna Livre da Câmara para falar sobre projeto Impacto Esperança

'Senado está de plantão para resolver greve', diz Eunício

Presidente do Sindicato dos caminhoneiros na Paraíba diz que Temer acaba de decretar ‘guerra civil’: “O que vier a gente vai enfrentar”

Temer diz que governo acionou 'forças federais' para desbloquear estradas

Brumado: Caminhoneiros defendem ‘Intervenção Militar Já’

Brumado: 5º dia da Greve dos Caminhoneiros confirma união da categoria e repulsa aos sindicatos

Em pronunciamento no Legislativo, vereadora Lia Teixeira externa o seu apoio aos caminhoneiros

Embasa recomenda economia de água durante greve dos caminhoneiros



BUSCA PELA CATEGORIA "Curiosidades"

Magnésio: para que serve?

(Fotos: Reprodução)

O magnésio (Mg) é o quarto cátion (íon com carga positiva) mais presente em organismos vivos; no ser humano, ele só perde para cálcio, potássio e sódio. Na agricultura, a importância do magnésio está em sua forma, é um importante macronutriente secundário adsorvido pelos coloides no solo. O mineral é abundante em alguns alimentos, está presente na água - em diferentes concentrações dependendo da fonte -, existe na forma de suplementos e também em alguns medicamentos como antiácidos e laxantes. Ele participa de mais de 350 reações bioquímicas fundamentais, incluindo a síntese de proteínas, função muscular e nervosa, controle de glicose no sangue, e regulação da pressão arterial. O magnésio é necessário para a produção de energia, desenvolvimento estrutural do osso, etc. Além disso, o magnésio está relacionado ao transporte de íons de cálcio e potássio através de membranas celulares. Esse processo é essencial para a condução de impulsos nervosos, controle do ritmo cardíaco e contração muscular. O mineral pode ser encontrado em alimentos ricos em magnésio como espinafre, legumes, nozes e grãos como feijão. Sementes e cereais integrais também são ótimas fontes de magnésio. Nozes e sementes secas são mais nutritivas em magnésio do que as torradas. O magnésio está no centro da estrutura molecular da clorofila presente nos alimentos de cor verde. Grãos refinados têm substancialmente menor teor de magnésio. Grande parte do Mg é perdido com a remoção do gérmen e das camadas externas dos grãos, por isso prefira os integrais. Leite e iogurte também contêm magnésio e alguns cereais matinais são fortificados com magnésio. Abacates e chocolate amargo também contêm magnésio. Sucos vegetais são uma boa opção para enriquecer sua dieta com o mineral. Na agricultura industrial, o solo tem sido constantemente empobrecido com o uso de adubos químicos. Herbicidas como o glifosato também atuam como agentes quelantes, efetivamente bloqueando a absorção e utilização de minerais. Por isso, se você suspeita que está com níveis de magnésio baixos, a melhor maneira de garantir a ingestão de magnésio é por meio de alimentos orgânicos biologicamente cultivados. A maior parte do magnésio se localiza dentro de nossas células ou nos ossos, por isso é difícil de medir precisamente os níveis do mineral em nosso corpo. O método mais utilizado é a medição da concentração de magnésio no sangue. Contudo, em humanos, apenas 1% do magnésio está no sangue.

s doses recomendadas variam de acordo com idade e sexo. Um homem adulto deve ingerir em média 400 mg por dia; e mulheres, 310 mg. Mulheres grávidas e em período de lactação devem aumentar a dose para 310 mg e 360 mg respectivamente. Idosos também necessitam ingerir magnésio em maior quantidade - a recomendação é de cerca de 420 mg para homens e 320 para mulheres. Uma das fontes de magnésio é a água que consumimos. Segundo estudo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), cerca de 70% das fontes brasileiras apresenta baixos teores de magnésio. Os teores são semelhantes ao da água da torneira tratada, que está abaixo de 10 mg/l.

Para que serve o magnésio?

Como dito anteriormente o magnésio participa de centenas de reações no nosso organismo, uma dieta pobre em magnésio ou perdas excessivas do íon podem levar à deficiência de magnésio ou hipomagnesemia. Baixa ingestão de magnésio induz mudanças em vias bioquímicas que podem aumentar o risco de doenças ao longo do tempo. Condições como o alcoolismo crônico, uso de certos medicamentos e atividades físicas intensas sem a reposição de minerais podem causar perdas excessivas do íon. Atletas que apresentam deficiência em magnésio podem apresentar complicações como convulsões. Pacientes com diabetes tipo 2 podem apresentar deficiência em magnésio devido à excreção urinária intensa e aumentar a resistência periférica à insulina em consequência da hipomagnesemia. Pessoas com doenças gastrointestinais, como doença de Crohn e doença celíaca, também podem acabar com a deficiência ao longo do tempo. Idosos também estão mais propensos ao risco de depleção de magnésio. Os primeiros sintomas da deficiência em magnésio são: náuseas, vômitos, fadiga e fraqueza. Com a piora do quadro, o paciente pode apresentar dormência, formigamento, contrações musculares e câimbras, convulsões, depressão, osteoporose e perturbações do ritmo cardíaco.

Doenças relacionadas com a hipomagnesemia

A hipertensão é um fator de risco para doença cardíaca e acidente vascular cerebral. Os estudos até agora, no entanto, descobriram que a suplementação de magnésio reduz a pressão arterial. Foi comprovado que uma dieta contendo alta ingestão de magnésio por meio de frutas e vegetais e produtos lácteos com baixo teor de gordura pode reduzir pressão arterial sistólica e diastólica em uma média de 5,5 milímetros de mercúrio (mmHg) e 3,0 mmHg, respectivamente. Outro estudo também mostrou que maior ingestão de magnésio pode significar um menor risco de doença isquêmica do coração. Além disso, pesquisas apontam que uma dieta com alimentos ricos em magnésio também reduz em cerca de 8% o risco de um acidente vascular cerebral. Quantidades elevadas de magnésio no corpo estão associadas com um risco significativamente menor de diabetes, possivelmente devido à importância do magnésio no metabolismo da glicose. Além disso, a hipomagnesemia pode piorar a resistência à insulina. Um estudo recente descobriu que um aumento de 100 mg na ingestão diária de magnésio diminui o risco de diabetes em 15%. A importância do magnésio também é relevante na formação do osso e influencia as atividades dos osteoblastos (célula formadora dos ossos) e osteoclastos (célula envolvida na reabsorção e remodelagem do tecido ósseo). Estudos encontraram associações positivas entre a ingestão de magnésio e densidade mineral óssea em homens e mulheres. Outra pesquisa descobriu que mulheres com osteoporose e osteopenia têm níveis de magnésio mais baixos do que as mulheres sem essas condições. A deficiência de magnésio está relacionada a fatores que promovem dores de cabeça a vasoconstrição. Pessoas que sofrem de enxaqueca têm níveis mais baixos do mineral. Doenças neuropsiquiátricas como depressão, estresse e ansiedade também estão relacionadas com a hipomagnesemia. Para reparar essa condição, além de uma dieta direcionada, existem injeções, suplementos em comprimido e soluções. Suplementos de magnésio estão disponíveis numa variedade de formas, incluindo o sulfato de magnésio, hidróxido de magnésio, e cloreto de magnésio. A absorção de magnésio varia conforme o tipo de suplementação. O magnésio no mercado é ligado a outra substância; assim, dependendo da substância utilizada, o suplemento oferece diferente absorção e biodisponibilidade do Mg. Formas de magnésio que se dissolvem bem em líquido são absorvidas no intestino. Entre elas o óxido de magnésio e o sulfato de magnésio (leite de magnésia), que têm efeito laxativo. O carbonato de magnésio, é um dos suplementos que possui propriedades antiácidas e contém 45% de magnésio. O suplemento mais efetivo é o L-Treonato magnésio que foi desenvolvido recentemente e oferece maior absorção conseguindo penetrar a membrana mitocondrial. Conheça uma receita caseira indicada por médicos como o Dr. Arnoldo Velloso da Costa, conhecido como Dr. Magnésio, para suplementar o magnésio em sua dieta no vídeo. Se você possui insuficiência renal, não deve tomar essa receita. Lembrando da importância para sua segurança, que você consulte seu médico sobre a ingestão do suplemento; então ele determinará se você pode ou não consumir e em qual dosagem.

CONTINUE LENDO


A terapia com picadas de abelha que matou uma mulher na Espanha

(Foto: Reprodução)

Uma mulher espanhola de 55 anos morreu depois de ser tratada com uma terapia que usa picadas de abelha – tratamento alternativo divulgado pela atriz americana Gwyneth Paltrow. A mulher, cujo nome não foi divulgado, vinha recebendo acupuntura feita com abelhas vivas há dois anos quando desenvolveu uma forte reação. Ela morreu algumas semanas depois, devido à falência múltipla de órgãos. Pesquisadores que estudaram o caso dizem que a terapia com abelhas "não é segura nem aconselhável". Esta é aparentemente a primeira morte causada pelo tratamento de alguém que costumava ser tolerante a picadas de abelha. O caso da mulher foi descrito na revista científica "Jornal de Alergologia e Imunologia Clínica Investigativa", em um artigo escrito pelos médicos da divisão de alergia do Hospital Universitário de Madri. A paciente vinha recebendo o tratamento cerca de uma vez por mês havia dois anos em uma clínica particular – o objetivo era relaxar os músculos e diminuir o stress. Em uma sessão, ela começou a sentir falta de ar e desmaiou logo depois de ser picada por uma abelha.Ela recebeu medicação, mas não havia adrenalina disponível (para reanimação cardiorrespiratória). A ambulância demorou 30 minutos para chegar. A mulher não tinha histórico de outras doenças, fatores de risco ou reações alérgicas. Os médicos que revisaram seu caso descobriram que um choque anafilático provocado pelo veneno causou um infarto, coma e falência múltipla de órgãos.



Hormônio fundamental para o sono, melatonina tem outras importantes funções

(Foto: Reprodução)

A glândula pineal é uma pequena estrutura com aproximadamente 25 milímetros de diâmetro, pesa 500 mg e está localizada próxima ao centro do cérebro. Ela é a responsável, dentre várias outras funções, pela produção da melatonina, conhecida como o hormônio do sono, tema de muitas pesquisas que nos têm trazido descobertas relevantes nos últimos anos. Em entrevista à agência FAPESP, o pesquisador Dr. José Cippola Neto, da Universidade de São Paulo (USP) deixa clara a importância da melatonina para além do adormecimento. A presença do hormônio no organismo é fundamental para a produção da insulina, ligada ao combate à diabetes, e ajuda o funcionamento do metabolismo energético, ou dito de outro modo, a maneira como "queimamos gordura", sendo isso fator positivo no combate à obesidade e a consequente hipertensão. A reposição terapêutica do hormônio por comprimidos é possível nos EUA e provavelmente será liberada no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), já que as pesquisas garantem que os efeitos indesejados, como a sonolência excessiva, só ocorrem em casos de superdosagem. Além disso, deve ser utilizada após um trial clínico - uma experimentação, sob orientação médica, determinante para a dosagem correta do medicamento, devendo ser administrado sempre próximo da hora de dormir, momento em que deveria ocorrer a produção natural do hormônio, para um melhor ajuste do nosso relógio natural.

Respeitar o tempo biológico

Seguir o relógio biológico é essencial para uma boa saúde, isso não é novidade. Quando percebemos e atendemos o que o nosso corpo precisa, os resultados são notados em curto prazo.

Curiosamente, o tempo nunca é levado em conta quando pensamos a interação entre o organismo e o meio ambiente, como já foi apontado em artigo científico. Apesar disso, a ciência não para de mostrar as relações entre o uso consciente do nosso tempo, e de que cada momento deve ser vivido em condições adequadas e pertinentes às nossas necessidades.

Ainda no artigo Environmental Control of Biological Rhythms: Effects on Development, Fertility and Metabolism, no Journal of Neuroendocrinology, pesquisadores não se furtam de lembrar que a vida na Terra está condicionada aos ciclos do dia, o mais antigo organizador de tempo conhecido. Em nossa sociedade cada vez mais ligada ao tempo do relógio, mecânico e impessoal, e de nossa vida "light-at-night", com grande exposição à iluminação artificial, certamente prolongamos nossas horas produtivas, mas trazemos junto graves prejuízos para a saúde. Menos pessoas ouvem o "relógio biológico" e acabam sucumbindo à "cronorruptura" (chronodisrupiton), ou seja, uma desregulagem na rotina e na produção endócrina e metabólica, ligada não só à questão da melatonina, mas também a doenças como o câncer.

A pesquisa do Dr. Cippola confirma essa questão, ao associar a epidemia de obesidade com nossos problemas de sono. Quando nos deixamos levar por hábitos aparentemente inofensivos como nos expormos à luz de computadores e smartphones em horas inadequadas, estamos inibindo a produção de melatonina e abrindo mão de seus benefícios.

Cuidando da produção de melatonina

Nosso corpo não é diferente de toda a vida na Terra quando o assunto é a luz: estamos adaptados ao tempo de nossa maior fonte, o Sol. Sendo assim, quando estamos expostos à luz artificial, de maneira especial à luz azul, de 480 nanômetros, na hora em que nosso corpo está preparado para o sono (em torno de 20 h) estamos inibindo nosso relógio biológico. Uma saída é o uso de filtros de luz azul nos monitores de computadores e smartphones, que amenizariam o problema. Há ainda aquelas pessoas que têm hábitos notívagos, que trabalham ou saem à noite. Essas pessoas precisam estar atentas aos sinais do corpo e ao descanso, evitando a claridade na hora do sono, além de procurar um especialista ao notarem mudanças na saúde.


Fontes: Agência FapespEnvironmental Control of Biological Rhythms: Effects on Development,Fertility and MetabolismA cronorruputura como causa do envelhecimento.

CONTINUE LENDO


Luta pela vida: Influenciadora digital mostra consequências de câncer raro e faz desabafo

Em tratamento contra o câncer, Nara Almeida surpreendeu os 2,8 milhões de seguidores ao mostrar a 'transformação' provocada pela doença. 'Tudo é passageiro', alertou a jovem (Foto: Reprodução)

Nara Almeida segue na batalha contra um câncer raro no estômago. A modelo, que divide seu tratamento desde agosto do ano passado com os seus quase 3 milhões de seguidores do Instagram, postou um antes e depois de seu corpo, mostrando as tranformações que ele passou após o tratamento. Na legenda da imagem, Nara falou que assim como seu físico, sua forma de encarar a vida mudou. “Com o tempo a gente aprende que tudo isso que achamos importante como status, roupas, festas, dinheiro é passageiro e passamos a enxergar o quanto nossa saúde é valiosa, nossa família, amigos, momentos. Só quem tem, só quem já lutou, só quem já perdeu, ou tem parentes com o câncer sabe o sofrimento e a luta de cada dia pra nós, cada batalha vencida é uma grande lição”, escreveu ela.



Ciência de Luto: Morre o físico Stephen Hawking, considerado o maior cientista depois de Einstein

O físico Stephen Hawking em imagem de abril de 2016. (Foto: Lucas Jackson / Arquivo / Reuters)

Morreu nesta quarta-feira (14), em sua casa, o físico e pesquisador britânico Stephen William Hawking, aos 76 anos. A morte foi comunicada por sua família à imprensa inglesa. "Estamos profundamente tristes pela morte do nosso pai hoje", disseram seus filhos Lucy, Robert e Tim. "Era um grande cientista e um homem extraordinário, cujo trabalho e legado viverão por muitos anos", afirmaram em um comunicado. Hawking nasceu em 8 de janeiro de 1942, exatamente 300 anos após a morte de Galileu, e morreu no mesmo dia do nascimento de Albert Einstein (14 de março de 1879). O físico se tornou um dos cientistas mais conhecidos do mundo ao abordar temas como a natureza da gravidade e a origem do universo. No final da década de 1960, ganhou fama com sua teoria da singularidade do espaço-tempo, aplicando a lógica dos buracos negros a todo o universo. Ele detalharia o tema ao público em geral no livro "Uma breve história do tempo", best-seller lançado em 1988. Em 2014, sua história de vida foi contada no filme “A teoria de tudo”, vencedor de um Oscar.



Vejam isso: Alunos levam bronca de traficantes em colégio de Cuiabá

Foto: Reprodução

Um vídeo deixou pessoas revoltadas na cidade de Cuiabá, no Mato Grosso. Um grupo detraficantes, denominados como "CVMT" deu uma espécie de palestra para alunos dentro de um colégio e “deu bronca” nos estudantes que estavam fumando ou praticando atos ilícitos no período de aulas. “Estamos dando um alerta para vocês! A diretora está conosco! Se vocês forem pegos fumando, a gente vai ‘quebrar vocês tudo no pau’. Nós estamos avisando… Se tiver um menor envolvido, vai ter disciplina grande. Porque hoje em dia a gente não resolve mais nada… Quem resolve é o comando”, disse um dos suspeitos que estava falando. Ainda não se sabe em qual escola aconteceu o fato e as autoridades mato-grossenses ainda não se manifestaram sobre o caso. Apesar disso, o vídeo tem circulado em diversas redes sociais. 



Cão é adotado após ficar quatro meses na frente de hospital à espera de dono que morreu

Letícia de Fátima Nawas Bortolucci com o Campeão na clínica veterinária (Foto: Marcos Lavezo/G1)

À espera do cachorro, que ficou na frente de um hospital durante 4 meses aguardando o dono qu morreu, terminou com um final feliz. O Campeão, como é chamado agora, foi adotado e ganhou um novo lar. Antes da adoção, o animal foi levado para uma clínica veterinária por Marco Antônio Rodrigues, que ficou sabendo da situação e decidiu resgatá-lo. “Ele ficava na porta do hospital todo dia, mas o importante é que os funcionários do hospital deram apoio. Na maioria das vezes as pessoas expulsam o animal do local. Espero que agora ele possa ter uma vida feliz com esses novos donos”, afirma. Na clínica, Campeão passou por tratamento, tomou banho e colocou as vacinas em dia. Quem arcou com as despesas foi uma mulher que também se sensibilizou com a fidelidade dele. Em entrevista, a nova dona, Letícia Fátima Nawas Botoluci, de 30 anos, que trabalha no hospital, contou que escolheu o nome por considerar ele um vencedor. O cão não havia recebido um nome durante os quatro meses de vigilia na frente do hospital, mas ganhou carinho, água e comida das funcionárias. Uma delas era a própria Letícia. "Como ele sempre ficava lá, nunca pensei em adotá-lo. Mas quando o levaram para o canil, para ser adotado, eu fiquei triste. Por sorte, ele acabou fugindo do canil e voltou para o hospital. Foi aí que fiquei mais emocionada com a história dele e, para não perdê-lo, resolvi adotar", afirma. O cachorro permanecerá mais alguns dias na clínica veterinária, e deve ir para a casa da família da Letícia nos próximos dias. Na residência, ele terá a companhia de outro amigo: um cachorro que também mora no local. A nova dona afirma que Campeão será muito bem tratado e que aquele olhar triste vendo o interior do hospital, com o tempo, será transformado. "A gente no hospital sempre o tratou muito bem, e ele é muito dócil. Com certeza terá bastante amor e carinho", finaliza.



Luxúria Explosiva: Marido usa bomba-morteiro como brinquedo sexual e acaba matando a esposa

(Fotos: Reprodução)

Acusado de homicídio, o médico Ruben Valera Cornejo foi preso, após usar uma bomba-morteiro como brinquedo sexual na esposa Alisson Llerena de Mendiburo que morreu na residência do casal, em Arequipa, no Peru.  Segundo informações da polícia, durante o interrogatório o médico contou que na noite anterior ele e a esposa tinham consumido bastante álcool e a mulher teria pedido que ele utilizasse objetos da residência como consolos. Além disso, Ruben só percebeu que Alisson estava morta quando acordou de manhã.  Os agentes acharam sangue e pelos pubianos na bomba-morteiro – arma leve de artilharia para alvos de curto alcance, com 40 cm de comprimento e 6 cm de largura –, o objeto estava em uma bolsa com vibradores que pertencia ao casal. O chefe da polícia de Arequipa, Javier Arana, ressaltou que o morteiro estava inativo e servia de ornamento na casa.  A vítima teve hemorragia interna, causa mais provável da morte. O grupo de defesa dos direitos das mulheres pediu que o médico fosse indiciado por feminicídio. 



'A Forma da Água' leva o Oscar de melhor filme

(Foto: Reprodução)

A 90ª edição do Oscar sagrou "A Forma da Água", de Guilhermo del Toto, como o filme mais premiado da noite. Nas categorias de atuação, os mais cotados levaram as estatuetas. Gary Oldman venceu seu primeiro Oscar por sua performance, sob pesada maquiagem, de Churchill em “O Destino de uma Nação”. Frances McDormand faturou seu segundo Oscar por viver a mãe enlutada e vingativa de “Três Anúncios para um Crime”. O filme também rendeu a Sam Rockwell o prêmio de ator coadjuvante por seu policial racista que se redime.  McDormand aproveitou o palco para pedir que todas as  mulheres indicadas ficassem de pé: “Vamos lutar para sermos roteiristas da inclusão.” Como atriz coadjuvante também venceu a favorita, Allison Janney, que faz a mãe megera da patinadora Tonya em “Eu, Tonya”.  “Me Chame pelo Seu Nome”, coproduzido pelo brasileiro Rodrigo Teixeira, levou a estatueta de roteiro adaptado, fazendo o roteirista James Ivory, 89, se tornar o vencedor do Oscar mais velho da história. Já “Corra!” ficou com melhor roteiro original. 

Veja alguns dos vencedores:

Melhor Filme - "A Forma da Água"
Melhor Diretor - Guilhermo del Toro
Melhor Ator- Gary Oldman 
Melhor Atriz - Frances McDormand 
Melhor Roteiro Original - "Corra!"
Melhor roteiro adaptado - "Me Chame Pelo Seu Nome"
Melhor ator coadjuvante - Sam Rockwell 
Melhor atriz coadjuvante - Allison Janney



Preocupante: Primeiro caso de ameba que ‘come cérebro’ é registrado na América do Sul

Foto: Reprodução

O primeiro caso de uma ameba que ‘come cérebro’ foi registrado na Argentina. A informação passou a ser divulgada no início desta semana, no entanto, o caso aconteceu ainda em 2017. A vítima, um menino de oito anos, contraiu a Naegleria fowleri enquanto nadava em uma lagoa na região de Junín, cerca de 320 quilômetros da capital Buenos Aires. Segundo informações do jornal Clarín, a criança morreu cerca de sete dias após ter sido infectada. Ainda não se sabe como o tipo da ameba chegou ao país, no entanto, o ex-presidente da Associação Parasitológica da Argentina, Sixto Raúl Costamagna, acredita que alterações climáticas globais sejam as responsáveis. Casos do tipo são raros e o verme é responsável por destruir o tecido cerebral. Dos casos registrados em países como os Estados Unidos, por exemplo, é alto o grau de mortalidade. Dos 129 casos entre 1962 e 2013, duas pessoas sobreviveram.



Mito ou Verdade? Jovem diz que engravidou com espermatozoide voador e deixa a cidade em pânico

Foto: Reprodução

Os mitos e verdades podem fazer parte de nossas vidas, mas há casos que beiram o absurdo do inacreditável. Esta semana, surgiu um fato muito inusitado, onde uma jovem diz ter engravidado por um espermatozoide voador. O fato, aconteceu em Uberaba (MG). Segundo a família, uma adolescente de 19 anos, ainda virgem, ficou gravida após ter sido vitima do tal espermatozoide, que consegue voar a procura do ovulo. Nos Estados Unidos, cientistas americanos, defendem a teses de que espermatozoides estão evoluindo, mas chegar ao ponto de voar, isso é impossível. Já o caso da adolescente não mobilizou o governo. Em nota, a Secretaria de Saúde de Minas Gerais afirma que a jovem está querendo criar uma lenda -- parecida com a do boto -- e que não existe espermatozoide que possa voar. Os pais da jovem ficaram indignados com a nota.

 



Mulher trans produz leite e amamenta bebê pela primeira vez já registrada

(Foto: Reprodução BBC)

Uma mulher transgênera produziu leite e amamentou um bebê. É a primeira vez que um fato como esse é reportado cientificamente, segundo pesquisa publicada no periódico "Transgender Health". Com 30 anos de idade, a mulher trans (que nasceu com corpo de homem mas se identifica como uma mulher) quis amamentar o bebê depois que sua companheira, que estava grávida, decidiu que não queria ter essa experiência. A produção de leite foi possível com um tratamento que envolveu a administração de um coquetel de remédios, incluindo um medicamento que estimula a produção de leite e um bloqueador de hormônios masculinos, e o bombeamento da mama. A mulher trans tem recebido terapia hormonal por seis anos, mas nunca realizou nenhuma cirurgia de mudança de sexo. Um especialista do Reino Unido disse que a pesquisa é "emocionante" e pode levar a mais casos de amamentação por mulheres trans.



Fique sabendo: Artigo revela que um chefe ruim pode adoecer os funcionários

Foto: Reprodução

O médico, escritor e influencer Travis Bradberry publicou um artigo que aponta que um chefe ruim pode fazer tão mal para a saúde dos funcionários quanto fumar passivamente. E o pior, quanto mais tempo uma pessoa passar trabalhando para alguém que a deixa infeliz, maiores serão os danos para sua saúde mental e física. Dados da Associação de Psicologia dos Estados Unidos, publicados no artigo da revista Quartz revelam que 75% dos trabalhadores americanos consideram seus chefes a maior razão de estresse no trabalho. Contudo, 59% dessas pessoas não largariam o emprego, mesmo infelizes. Os dados mostram que as pessoas arrumam uma maneira de se conformar com seus empregos, e isso faz com que a decisão de pedir demissão e sair em busca por um ambiente de trabalho mais saudável seja ainda mais postergada. Em muitos casos, os problemas com os superiores podem ser meramente caso de afinidade. Existem, contudo, muitos chefes realmente ruins por aí. Mas como saber em qual situação você se encaixa? Chefes ruins são geralmente verbalmente agressivos, narcisistas e podem até se tornar violentos. Claro que não é fácil para ninguém largar o emprego e começar tudo de novo, mas a motivação para trabalhar de quem se encontra em uma situação dessas desaparece totalmente. Existem, contudo, algumas dicas para sobreviver essa fase de crise profissional. Por exemplo: Faça uma lista de tarefas e objetivos para o seu dia de trabalho; Cada vez que completar algum item da lista, risque-os da lista; A sensação de ter conseguido realizar alguma coisa, mesmo em um ambiente hostil, vai te ajudar a seguir em frente; Desligue-se nos finais de semana; Não cheque emails, nem mensagens do trabalho e por último, passe um tempo sem pensar no trabalho, isso pode te ajudar a recarregar as baterias.



Inusitado: Mulher queima vestido de noiva para comemorar divórcio

Foto: Reprodução

Moradora do Texas, nos Estados Unidos, comemorou de forma inusitada o divórcio, e pôs fogo no vestido que utilizou no casamento. Briana Barksdale, 34 anos, se separou no final de janeiro, após quatro anos de casamento. De acordo com publicação nas redes sociais, a moça declarou que precisava vender alguns eletrodomésticos para bancar a separação e, por conta disso, buscou atrativo para que as pessoas participassem. Foi aí que Briana postou no Facebook a venda dos produtos e a queima do vestido como momento especial. De acordo com a publicação, a estratégia da moça deu certo, ela conseguiu vender quase tudo em menos de 5 minutos.



Inclusão em grupos virtuais deverá ter consentimento prévio de internauta

(Divulgação)

A inclusão em grupos, páginas e comunidades virtuais deverá ser feita apenas com consentimento prévio dos internautas, segundo o Projeto de Lei do Senado (PLS) 347/2016, da senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), aprovado nesta quarta-feira (7) pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). O projeto modifica o Marco Civil da Internet. A proposta recebeu voto favorável, com duas emendas, do relator, senador Romero Jucá (PMDB-RR), e ainda terá que passar por votação final na Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT). Conforme a proposta, os usuários com contas no Facebook, Whatsapp ou Telegram, por exemplo, teriam de ser consultados antes de serem incluídos em cadastros ou receberem convites para participar de eventos em redes sociais. O PLS 347/2016 determina que essa anuência prévia deverá ser “livre, específica, inequívoca e informada”. O projeto também especifica quem vai responder pelo descumprimento dessa exigência. Em primeiro lugar, o ônus da prova sobre o consentimento do usuário caberá ao provedor da aplicação. Se não tiver havido autorização prévia, o provedor terá a obrigação de reparar os danos decorrentes do uso indevido dos dados do internauta.

Responsabilidade

Vanessa pretendia responsabilizar ainda quem estivesse envolvido nos processos de inscrição, cadastramento ou criação de contas; na inclusão do internauta em rede ou mídia social; ou no envio de convite, em seu nome, para participação em rede ou mídia social. Assim, qualquer usuário nesta situação teria de responder solidariamente pela reparação dos danos junto com o provedor. Entretanto, uma das emendas de Jucá eliminou tal possibilidade.

“A culpa pela ausência de mecanismos que asseguram a coleta do consentimento prévio é da aplicação, e não dos usuários. Se, por exemplo, alguém pretende criar um grupo de interação no Whatsapp e, para isso, passa a indicar os usuários que deveriam integrar esse grupo, é responsabilidade do Whatsapp condicionar o efetivo ingresso do convidado no grupo ao seu prévio consentimento. O usuário que criou o grupo não possui condições técnicas de estabelecer esse mecanismo de coleta de consentimento prévio”, considerou Jucá no parecer.

Dano moral

Por outro lado, o relator teve a preocupação de estabelecer, expressamente, que a violação à intimidade na forma prevista no projeto cria presunção de dano moral ao internauta. Na sua opinião, isso é fundamental para dar efetividade à norma proposta, já que abre a possibilidade de o ofendido reivindicar indenização.

Ao justifica o PLS 347/2016, Vanessa Grazziotin avaliou que o Marco Civil da Internet ainda não regulamenta adequadamente o processo de captação e inclusão de membros pelas redes sociais.

“As empresas provedoras de aplicações de redes e mídias sociais competem agressivamente num mercado globalizado, que conta com milhões de usuários e movimenta bilhões de reais. Ocorre que a voracidade das empresas para conquistar usuários tem dado margem a abusos. É o caso, por exemplo, de algumas redes sociais que, de forma não autorizada, acessam a lista de contatos de seus membros para atrair novos usuários, convidando integrantes dessa lista, em nome dos respectivos membros, a ingressarem na rede. Tais práticas abusivas têm de ser coibidas”, sustentou Vanessa.

CONTINUE LENDO


Teresina: Cadela emociona familiares ao velar corpo de dona que faleceu

Foto: Dionísio Neto / Arquivo Pessoal

Quem gosta e possui cães sabe da fidelidade e amizade que estes animais costumam ter por seus donos. O cachorro é realmente o melhor amigo do homem, e, isso pôde ser comprovado durante o velório de Telma Maria Pereira de Andrade a tristeza era compartilhada por todos, mas foi a reação da cadela Belinha que mais emocionou a família. Companheira de Telma durante o tratamento contra o câncer, a cadela da raça boxer era chamada de “enfermeira” e no velório ficou sempre perto do caixão, vigilante, velando o corpo de sua companheira. A própria família ficou impressionada com a ligação entre as duas. De acordo com os familiares, Belinha e Telma tinham uma relação muito forte. O que mais o impressionou foi a postura da cadela enquanto o corpo era velado. "No velório ela ficava em pé quando as pessoas se aproximavam do caixão. Ela subia e ficava vigilante. Acho que era porque minha mãe dormia na rede. Ela ficava embaixo também durante a noite toda", comentou Dionísio Neto, filho de Telma. Telma morreu em decorrência de um câncer. "Minha mãe teve uma metástase afetando pâncreas, fígado, pulmão, coluna e estava bem evoluído. Ela sofria muitas dores e a cadela funcionava como uma distração, uma terapia. Foram dias difíceis e dolorosos. Até hoje a cadela vai até no quarto e fica chorando", relatou o filho.



Mudanças no Facebook podem afetar eleição e favorecer fake news, dizem especialistas

(Foto: Reprodução)

Especialistas avaliam que a alteração feita pelo Facebook no algoritmo da rede social pode favorecer à disseminação de notícias falsas (as chamadas “fake news”). A mudança tem como objetivo privilegiar conteúdo de interação pessoal, em vez daquele produzido por empresas de notícias. O coordenador do curso de ciência de dados da Future Law/ IDP-São Paulo, Alexandre Zavaglia Coelho, afirma que, além das fake News, a alteração pode contribuir para ‘a criação de bolhas de pensamento, até a diminuição de canais de notícias, tão importantes para a diversidade de pensamento e para a democracia’. “Considerando que boa parte da população já consome notícias pelas redes sociais, programar os algoritmos para privilegiar conteúdo de outros usuários e diminuir a propagação de conteúdo gerado pelo jornalismo profissional pode causar distorções com graves consequências sociais”, destaca Alexandre Zavaglia Coelho. A advogada especializada em direito eleitoral, Karina Kufa, indica que o momento foi inoportuno para o teste da rede social. “Uma mudança no algoritmo da rede, além de impactar na publicação de fanpages, gera uma grande preocupação para as próximas eleições, já que fake news produzidas e compartilhadas pelos “amigos” terão maior alcance do que as notícias do jornalismo, trazendo uma enorme insegurança à lisura eleitoral”, afirma. 



Perigo: Jovem morre ao empinar moto e bater em picape. No Facebook ele alertou os riscos

'Ela pode quebrar meus ossos', disse Matheus Araújo, de 19 anos, que bateu em uma caminhonete. Jovem parou embaixo do veículo e foi arrastado por cerca de 30 metros (Foto: Reprodução)

Jovem de 19 anos que morreu empinando uma motocicleta sabia do risco que passava com a prática. O acidente foi na estrada vicinal Nemezião de Souza Pereira, em Andradina (SP), quando fazia a manobra e bateu em uma caminhonete. Em dezembro, Matheus Leonel Araújo publicou em seu perfil do Facebook uma foto em que empinava uma motocicleta. Na legenda, Matheus escreveu: “Ela pode quebrar todos os meus ossos, mas nunca o meu coração.” Depois que souberam do acidente, na noite de sexta-feira (9), amigos passaram a comentar e lamentar a morte do jovem. De acordo com a polícia, Ele empinou a moto, perdeu o controle do veículo, invadiu a pista contrária e bateu de frente com a caminhonete.



Desafio do desodorante, da camisinha, da cola: as ondas online que põem vida de crianças em risco

Jovens fazendo desafio da canela em pó com pimenta no YouTube (Foto: Reprodução/YouTube)

A morte de uma menina de sete anos por ingestão de aerossol volta a lançar luz sobre "desafios" que circulam em vídeos pela internet e têm nas crianças suas principais vítimas. Adrielly Gonçalves, de São Bernardo do Campo (Grande São Paulo), deu entrada em uma Unidade de Pronto Atendimento no último sábado com parada cardiorrespiratória, em estado grave. As tentativas de reanimá-la não tiveram sucesso, segundo nota da Secretaria de Saúde da cidade. Um laudo do Instituto Médico Legal vai detalhar as causas da morte. "Ela, criança inocente, colocou o desodorante direto na boca e desmaiou, tendo uma parada cardíaca na sequência. Foi por um motivo que jamais imaginamos, um vídeo sobre desafio de inalar desodorante aerossol", disse uma familiar em postagem no Facebook, fazendo "um alerta aos pais, (para) que fiquem de olho nos conteúdos que os filhos pesquisam na internet". Youtubers fazem diferentes desafios que consistem em inalar a substância em vídeos que circulam pelas redes sociais e acumulam milhares de visualizações no site. Há ainda o "jogo da asfixia" ou "do desmaio", em que compete-se para ver quem prende a respiração por mais tempo, além de desafios de inserir camisinhas nas narinas para tirar pela boca, de comer canela em pó em grandes quantidades e pura, de passar cola nas narinas e na boca. Fora as competições que induzem jovens e crianças a tomar grandes quantidades de bebidas alcóolicas. Todas as práticas trazem gravíssimos riscos à saúde. E estão proliferando na internet. A ONG cearense DimiCuida, voltada à conscientização sobre o perigo de jogos de asfixia, contabilizou na semana passada 24 mil vídeos em português de "desafios de desmaio" apenas no YouTube. Há outros 800 mil em inglês. "E o número de vídeos fica extraordinariamente maior se contarmos outros vídeos de jogos semelhantes que também causam asfixia, como os da camisinha ou da canela", diz Fabiana Vasconcelos, psicóloga da ONG, à BBC Brasil.

Além disso, há relatos de convites a jogos do tipo em postagens no Instagram, no Snapchat e em fóruns de games online, ainda que o YouTube seja a maior fonte de acesso.

Há cerca de um ano e meio, um jovem de 14 anos de São Vicente (litoral de São Paulo) foi encontrado morto com um lençol no pescoço. Investiga-se se ele foi induzido a isso pelo chamado "jogo do desmaio".

"Muitos acidentes acontecem por causa (de brincadeiras assim), em que as crianças participam de desafios porque o amigo pediu, por exemplo", diz à BBC Brasil o capitão Marcos Palumbo, porta-voz do Corpo de Bombeiros de São Paulo.

"Geralmente o resultado é muito ruim, com lesões que duram o resto da vida ou causam a morte."

Até jogos aparentemente inocentes, como o que estimula a ingerir canela, podem ter consequências graves: "a canela em pó bloqueia e queima as vias respiratórias e pode causar asfixia. O jogo da camisinha também pode asfixiar", explica Vasconcelos, da DimiCuida.

E o desafio do desodorante, que aparentemente causou a morte de Adrielly Gonçalves, é perigoso por causa do alto teor de etanol (álcool) presente em qualquer tipo de desodorante, explica Anthony Wong, diretor do Centro de Assistência Toxicológica (Ceatox) do Instituto da Criança da Faculdade de Medicina da USP.

"Esse teor é de 70% a 90%, muito maior do que o do uísque ou o absinto, por exemplo. E, ao inalar, o volume (de álcool) absorvido é extremamente alto, provocando uma inflamação da laringe e uma parada cardíaca", diz à BBC Brasil.

Como agir no caso de emergências

 

Em situações como essas, é preciso correr para o pronto-socorro, porque a criança precisará de inalação ou entubação urgente, explica Wong.

E, tendo havido a ingestão de produtos tóxicos ou alcoólicos, a orientação dos especialistas é nunca provocar o vômito (que pode piorar a obstrução das vias aéreas) nem oferecer nada às crianças sem antes buscar ajuda especializada.

Essa ajuda pode ser dada pelos bombeiros (telefone 193) ou por centros de assistência toxicológica, como o Ceatox da Faculdade de Medicina da USP (0800-148110), que atende ligações do Brasil inteiro nas 24 horas do dia.

"As substâncias podem causar reações diferentes entre si, e cada uma vai exigir um tipo de tratamento, então é primordial pedir auxílio especializado", diz Palumbo, do Corpo de Bombeiros.

No caso de asfixia ou parada respiratória, Palumbo orienta a colocar a criança deitada de costas no chão (por ser uma superfície rígida) com o corpo alinhado ao pescoço, para ajudar a liberar as vias aéreas.

Isso não dispensa, porém, que se chamem os bombeiros imediatamente, para obter orientações específicas para as circunstâncias de cada caso

Veja, pelo movimento do tórax, se há sinais de respiração e batimentos cardíacos. Se não houver, é possível que o atendente emergencial oriente a fazer uma massagem cardíaca (um vídeo dos bombeiros no Facebook ensina a fazer as manobras)

No caso de queimaduras, os bombeiros ensinam a lavar a área do corpo com água corrente, cobrir com gazes úmidas e com um pano, para proteger o local. Jamais passe qualquer produto (veja vídeo tutorial dos bombeiros com mais detalhes).

 

Como prevenir

 

"Como nativas do mundo digital, as crianças têm acesso muito mais rápido a esses vídeos, enquanto os pais ainda não sabem como administrar (a navegação infantil)", diz Vasconcelos, da DimiCuida.

A prevenção, diz ela, começa com respeitar a idade mínima de acesso às plataformas sociais (16 anos para WhatsApp e 13 anos para Facebook, por exemplo). E Vasconcelos sugere a pais e responsáveis acompanhar a vida online das crianças assim como ocorre com a vida offline.

"Assim como perguntamos 'com qual amigo você vai sair hoje?', devemos perguntar 'quem são seus amigos online?', 'a qual vídeo você assistiu hoje?', e assistir junto", explica.

Vasconcelos opina que não adianta proibir a visualização de vídeos perigosos.

"É preciso criar um ambiente (para discutir os vídeos) sem julgamento, mas sim com uma reflexão crítica, que ainda não está maturada nas crianças e adolescentes. 'Esse rapaz do vídeo tem quantos anos? Ele não parece ser uma criança como você. Por que ele está fazendo isso? E vale a pena correr esse tipo de risco? Vale a pena compartilhar esse conteúdo?'", diz.

Como, para crianças e adolescentes, a morte é algo muito abstrato, Vasconcelos sugere deixar claro o risco desses vídeos de forma mais concreta - dizendo, por exemplo, que a criança pode perder seus movimentos e ser impedida de jogar futebol.

Além disso, é importante denunciar vídeos com conteúdo perigoso.

Em nota, o YouTube afirma que "as políticas (da plataforma) restringem conteúdos que têm a intenção de incitar violência ou encorajar atividades ilegais ou perigosas, que apresentem um risco inerente de danos físicos graves ou de morte. Qualquer usuário pode denunciar esse tipo de conteúdo e nossa equipe analisa essas denúncias 24 horas por dia, sete dias por semana".

CONTINUE LENDO


Envolvida em polêmica, Patricia Abravanel volta a ser notícia em telejornal da Globo

Foto: Reprodução

Envolvida na polêmica delação da JBS, Patricia Abravanel, apresentadora do SBT e filha número quatro de Silvio Santos, voltou a virar notícia em telejornal da Globo nesta quinta-feira (01). A citação de Patricia na Globo aconteceu no Jornal Hoje desta quinta-feira (01) por que ela teve negada na Justiça um pedido de indenização por danos morais por ter sido citada na delação premiada do ex-executivo da J&F Ricardo Saud, que afirmou que a filha de SS esteve presente no jantar para negociação de propina para o marido, o deputado federal Fábio Faria (PSD-RN). Depois da citação na delação, Patrícia foi à Justiça contra Saud e pediu indenização de R$ 300 mil por danos morais. Os advogados da apresentadora argumentaram que não houve conversa sobre propina no jantar e que a delação de Saud é caluniosa.